Minilua

FBI prende homem que pode ter viajado no tempo de verdade

Essa história é um pouco antiga, mas bastante intrigante.

Em 2005, o FBI prendeu um homem por ter “trapaceado” na bolsa de valores. Até aí tudo bem.

No interrogatório, ele disse que se chamava Andrew Carlssin e tinha 44 anos. O curioso é que lhe perguntaram como havia conseguido, com apenas 800 dólares, ganhar 350 milhões em poucos dias, investindo em ações de alto risco e sempre conseguindo lucrar o máximo possível, sem perder um centavo, ele respondeu calmamente: “Eu viajei no tempo, vim do ano 2256, por isso acertei tudo.”

Alguém pode estar pensando que ele acertou tudo na sorte, mas segundo a polícia americana isso é impossível, a não ser que ele tivesse conseguido informações privilegiadas do mercado, mas mesmo assim ainda seria algo bastante complicado.

Outra coisa interessante é que o homem, depois de dias de interrogatório, continuou contando a mesma versão da história, inclusive revelando alguns fatos futuros, como a cura da AIDS, esconderijo de Bin Laden e outras “adivinhações”.

Contudo, o que torna a história realmente intrigante é que não existe nenhum registro dele nos arquivos, nem uma “digitalzinha” se quer. Ele oficialmente não existe em nosso tempo.

Claro que isso não prova nada, porém essa história é estranha, muito estranha. Tanto que o FBI “abafou” o caso.

Hoje em dia ninguém fala o que aconteceu com o “viajante do tempo” e com a suposta “máquina do tempo”, que ele dizia possuir. O FBI, quando perguntado, nega-se a responder. Se ele voltou para o futuro ou está em um hospício, ninguém sabe.

Você acha que no futuro o homem vai conseguir viajar no tempo?

Para quem acha um absurdo total viajar no tempo, recomendo que olhe esse documentário do Discovery Channel, que mostra como, em um futuro próximo, nós poderemos “brincar” com o tempo. Ele é meio grandinho, mas para quem gosta desses assuntos é muito interessante.