Minilua

O fim da raça humana

Existem muitas especulações que falam sobre um possível fim do mundo e extinção da raça humana, mas uma declaração preocupante feita por Frank Fenner (um dos cientistas mais importantes da história, que erradicou a varíola do planeta) disse que os seres humanos deixarão de existir nos próximos 100 anos.

Segundo Frank, o crescimento populacional desenfreado e o consumismo farão com que os humanos e muitos outros animais venham a perecer devido à falta de recursos. Os grandes contribuintes desse apocalipse seriam a poluição das águas (com destaque para os oceanos, que recebem quantidades astronômicas de produtos químicos prejudiciais aos seres e plantas que o habitam) e a destruição das florestas.

Muitos estudos já disseram que existe uma barreira, chamada de “ponto de inflexão”, que quando rompida não existe mais volta. Mesmo com todo o esforço não é possível recuperar tudo que se perdeu, pois as coisas necessárias para sobrevivência estarão comprometidas, sem chance para uma restauração efetiva.

Um exemplo muito claro desse tipo de acontecimento é a Ilha de Páscoa, onde a população cresceu rapidamente e esgotou todos os recursos do local, mas ao invés de apenas uma parte deles perecer, todos acabaram morrendo. Tudo isso porque tentaram salvar a todos, mas como o terreno estava enfraquecido e os peixes haviam sido todos pescados, não existia uma maneira de recuperar tudo o que havia sido destruído, assim toda a população da Ilha de Páscoa morreu. Chegaram a um ponto onde nem mesmo o esforço de todas as pessoas que viviam lá foi o bastante para salva-los.

Esse fenômeno de extinção em massa, devido à exploração exagerada de recursos, está para acontecer em escala mundial, seguindo o exato exemplo da Ilha de Páscoa. Assim, por não conseguirmos nos controlar, acabaremos nos matando na tentativa de nos salvarmos. A população chegará aos 7 bilhões e as guerras por comida e recursos serão comuns, porém em vão, pois tudo estará desgastado de maneira tão profunda que não haverá salvação e no fim todos ficarão sem nada.