Física maluca: A gota de Rupert

prince_rupert_glassdrop

Imagine um pedaço de vidro que você pode bater nele, mas não quebra, porém ao mesmo tempo ele explode como se tivesse carregado de TNT, só que ele não se despedaça do ponto de impacto, mas sim a partir do outro lado. Certamente você ficou meio perplexo e achou tudo isso uma baita loucura, contudo isso é a mais pura verdade.

Basta você conferir esse incrível vídeo feito pelo pessoal do Smarter Every Day e ficar maravilhado com esse truque incrível:




Como isso acontece?

Prince_Ruperts_Drop

Você deve estar se perguntando como funciona essa estranha gota de vidro e porque ela, em vez de quebrar no ponto de impacto, simplesmente explode a partir do outro lado, que parece não ter nada a ver com a batida?

Tudo começa com o vidro quente jogado na água fria. A camada mais externa do vidro, como pode-se ver no vídeo, rapidamente deixa de ficar incandescente e fica transparente, porém a parte mais interna continua quente e tenta se expandir, forçando a parte mais externa.

long_exposure_photograph_of_a_prince_ruperts_drop_exploding_prince_ruperts_drops_are_made_by_dro_BG2224

Assim cria-se uma guerra entre a parte externa e a interna. Uma empurrando a outra em direções diferentes, mas com o tempo o frio toma conta de tudo e o vidro fica sólido, só que a tensão entre as camadas continua ali. Isso faz com que o vidro fique extremamente duro e por isso ele não quebra com uma martelada. Todavia essa mesma tensão o deixa fraco, pois basta que apenas uma pequena parte do vidro se quebre, para que ele exploda, liberando a energia de toda aquele tensão em uma explosão.

É assim que funciona a gota de Rupert, um estranho fenômeno da física, que mais parece magia.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/

  1. Benker de Campos

    2 de agosto de 2013 em 00:02

    O formato dos objetos lembram espermatozoides…

  2. Hinata Sakura

    18 de julho de 2013 em 18:31

    fez muita diferença na minha vida saber disso…

  3. Cris Chenso

    3 de julho de 2013 em 22:49

    Achei a matéria muito superficial… poderia ser mais explorada!!!

  4. MBarbosa

    12 de abril de 2013 em 12:15

    Minilua um mundo fantástico de conhecimento. Muito bom

  5. Stéfano Mastella

    5 de abril de 2013 em 18:31

    muito bom!!

  6. lucas rodrigues

    2 de abril de 2013 em 15:31

    Excelente post, muito legal mesmo. XD

  7. Shun

    2 de abril de 2013 em 13:24

    Tá aí uma coisa que a Kika nunca me ensinou quando eu assistia a Cultura 😉

  8. Bardock

    2 de abril de 2013 em 12:08

    Gostei, muito interessante.

  9. Rap­osa Furry

    2 de abril de 2013 em 12:03

    espera aí, agora notei que o vidro age como a agua: ele se EXPANDE quando ESFRIA, o que é o processo contrario ao que acontece com a maioria das outras substancias.
    ao ser resfriado rapidamente ele fica com uma pressão interna alta e um leve impacto é responsavel pelo efeito domino que causa a explosão

    //pode até ter como fazer o mesmo com gelo…

  10. Slim Shady (Eminem)

    2 de abril de 2013 em 09:49

    Isso aí minilua, convenhamos/
    Essa não só o Bruno Santos, mas eu também: aprovamos/
    Fisica é muito mais do que os caras aprendem no Ensino Médio/
    Com aqueles professores chatos e aulas de puro tédio/
    Até o 3º Ano eu odiava Fisica, aquele professor, dava vontade de matar/
    Mas agora com o tempo, não fico mais só a reclamar/
    Fisica, nem que só a parte teorica se torna muito interessante/
    A partir do momento que vc toma curiosidade do mundo, e assim a diante/
    A quimica também, auxilia muito para entender o dia dia/
    Quem sabe pouco de quimica e fisica, ja manja um pouco das pu*****/
    Mas como eu disse, depende quem ensina, depende quem aprende/
    É, é muito disso: Depende/
    Mas é preciso, pesquisar por si mesmo, casos como esse/
    Afinal, da curiosidade, que nasce o interesse/
    Quem dera eu soubesse o que gostaria de saber/
    Mas o mundo gira, gira o mundo, e um dia talvez eu chegue a entender/
    E pra terminar, mais uma rima véia de guerra/
    Parabéns ao minilua, Parabéns Diego pela matéria/

    (Essa rima ficou fraca, mas nenhuma é la essas coisas, então…)

    • lucas rodrigues

      2 de abril de 2013 em 15:30

      Suas rimas são ótimas XD

      • Slim Shady (Eminem)

        2 de abril de 2013 em 16:48

        São ótimas, só que ao contrario… hahahahhaa

        • lucas rodrigues

          2 de abril de 2013 em 19:24

          Não, são ótimas mesmo, você é bastante criativo XD

  11. crash bandicoot

    2 de abril de 2013 em 03:39

    gostei muito disso mano,tipo a tensão ocorre ao contrario após a martelada maneiro

  12. Iron Man

    2 de abril de 2013 em 01:28

    LOl que massa *-*

  13. Rap­osa Furry

    1 de abril de 2013 em 23:53

    “that’s my glass”
    -deidara

  14. Weon Kenedi (It's a Lion! Get in the car!!)

    1 de abril de 2013 em 23:45

    Sensacional essa matéria, Diego!
    Minilua precisa de mais coisas assim!

    • Diego Martins

      2 de abril de 2013 em 12:29

      Valeu ^^

  15. Dark Vampire

    1 de abril de 2013 em 22:44

    Legal, mas pra mim, magia é só em Harry Potter, o resto é física, química e matemática

  16. Jose Arozi

    1 de abril de 2013 em 22:39

    massa de apa

  17. William Santos

    1 de abril de 2013 em 22:08

    Fiquei impressionado com essa ! O Destin do canal no YouTube SmarterEveryDay, filmou a ruptura de algumas destas gotas registrando o evento a 130.000 quadros por segundo! Com esta precisão de detalhes foi possível ver a propagação do colapso da goda desde a cauda até o corpo. A velocidade de propagação da ruptura é algo em torno de 1650 metros por segundo ! Com certeza me deixou perplexo , vou averiguar essa ” Física Maluca ” preciso fazer algumas analises sobre o assunto .

    Via – scienceBlogs

  18. Bruno Daniel Santos

    1 de abril de 2013 em 21:54

    Têmpera térmica, mesmo fenômeno dos vidros temperados presentes nos automóveis, porém muito mais severo.

  19. Xion

    1 de abril de 2013 em 21:46

    Interessante,realmente interessante.

  20. Ted

    1 de abril de 2013 em 21:46

    o.O por isso q nunca entendi fisica mesmo

  21. 3 Hits

    1 de abril de 2013 em 21:32

    ja conhecia esta experiencia. O acumulo de energia na tensão ocasiona a explosão

  22. Altair Ibn-La'Ahad

    1 de abril de 2013 em 21:31

    essa física prega peças, maluca q nem o tal do Einstein

  23. Miller   

    1 de abril de 2013 em 21:28

    Entao ele explode e não quebra,mas sim se despedaça no ponto contrário ao de impacto…É pra isso que tô estudando

  24. Estudante

    1 de abril de 2013 em 21:26

    Ele explode e não quebra?

    • Diego Martins

      1 de abril de 2013 em 22:41

      Sim…

29 Comentários
mais Posts
Topo