Games baseados em histórias reais: Age of Empires #2

Como muitos leitores sugeriram, daremos continuidade à série “Games baseados em histórias reais” retomando a história de Age of Empires.

Pesquisando e lendo alguns artigos sobre Age of Empires, acabei descobrindo que o jogo em si não foi baseado em acontecimentos específicos, mas em povos e épocas da nossa história. Para que o entendimento seja melhor, explicarei cada um dos títulos da série.

age of empires 3




Age of Empires I

Age of Empires I foi lançado em 1997, sua história se baseava nos povos e eventos que ocorreram na África, Ásia e Europa nos períodos que se compreendem entre a idade da pedra e a antiguidade clássica.

As guerras que aconteceram no oriente e no ocidente durante as quatro idades da antiguidade (Idade da Pedra, Idade da Pedra Polida (chamada no jogo de Idade da Ferramenta), Idade do Bronze e Idade do Ferro) também influenciaram para a produção de Age of Empires I.

Para completar o primeiro título da franquia, foi lançada a expansão The Rise of Rome, que retrata a formação e expansão do Império Romano. Quando os romanos são escolhidos durante o jogo, é possível perceber que as construções, armas e armaduras são bastante fiéis as que realmente existiram.




Age of Empires II

Age of Empires II: The Age of Kings foi o segundo título da franquia, com ele foi lançada a expansão The Conquerors, que em minha humilde opinião é a melhor de todas. As conquistas militares da Idade Média, início da Idade Moderna e a conquista espanhola do Império Asteca são os acontecimentos e épocas que formam o conteúdo do game.

Os Astecas são muito bem representados no jogo, visto que suas evoluções e construções lembram bastante as encontradas por pesquisadores. Além disso, aquele guerreiro gavião que é usado por muitos jogadores como explorador e escolta, é a caricatura perfeita dessa civilização.

Em Age of Empires II: The Conquerors, os mapas também seguem a realidade, principalmente no cenário da América do Sul, onde os animais e a vegetação são tratados com fidelidade e também no da Costa da Itália, com seus mares e terrenos hostis.




Age of Empires III

Age of Empires III não fez tanto sucesso como os seus antecessores, mas mesmo assim conta com uma grande quantidade de fãs. Junto das expansões The WarChiefs e The Asian Dynasties, o jogo explora as épocas pré-modernas, onde são incluídos os períodos da colonização europeia da América e a expansão de várias nações asiáticas.

Nesse título do game, o esquema de metrópoles deu uma nova opção aos jogadores, visto que as colônias podem ser independentes, mas também podem recorrer aos seus colonizadores quando necessitam de ajuda militar, suprimentos e melhorias.

Não pude curtir tanto Age of Empires III, mas tive a oportunidade de jogar com os americanos e os ingleses. O que mais me chamou a atenção foram às armas, canhões e uniformes dos guerreiros.

Além disso, os mapas retratam bem o que era possível encontrar nessa época, principalmente quando Estados Unidos lutava por sua independência. Mesmo sem ter uma guerra específica, eu pude sentir que o jogo se baseou em batalhas como a de Lexington e a de Concord, onde os norte-americanos foram conseguindo se livrar do domínio dos ingleses.

Espero que todos tenham curtido esse artigo, acredito que muitas dúvidas serão sanadas e muitas outras irão surgir, mas por enquanto essas são as informações que possuímos sobre a história de Age of Empires.

Para que possamos continuar trazendo conteúdo bacana para todos, por favor clique em compatilhar para dar uma força para esse artigo. Até a próxima!

  1. Eitapoh Eitapoh

    15 de dezembro de 2014 em 16:24

    Sugestão de jogo baseado em história real: Europa Universalis 2. Enquanto você joga, tem um contador de tempo que conta o tempo como um calendário, vão se passando dias, meses e anos. Conforme o reino, império ou país que você escolhe, eventos históricos na data em que você está dentro do jogo interferem. Por exemplo, lembro de jogar com os Astecas (não tinha possibilidade de fazer grandes navegações, por exemplo, só se alterar arquivo do jogo), e uma hora, no fim do século XV, aparece uma janelinha contando algo do tipo “…naquela época os europeus chegaram, trouxeram doenças, blablabla…” tudo a ver com história real, fora do jogo. E aí, como consequência, perdi população de monte nas minhas cidades! XD

  2. Adriano Saadeh

    1 de setembro de 2014 em 07:40

    Ae Gabriel esse ficou mais ainda dahora que o outro!

    • Gabriel Frigini

      1 de setembro de 2014 em 10:15

      Obrigado Adriano
      Valeu mesmo 🙂

  3. Marvelunatico

    31 de agosto de 2014 em 23:37

    ENTER

  4. Vayne a Cupida Mortal

    31 de agosto de 2014 em 23:18

    Existem mais pessoas jogando Age 2 do que Age 3 na steam…

  5. PlayStation

    31 de agosto de 2014 em 22:56

    Seria massa se fizesse sobre Samurai Warriors e Dynasty Warriors

  6. Josh Giovanni

    31 de agosto de 2014 em 18:53

    Ótima matéria Minilua,raramente eu comento porque falta tempo,mas leia todas as matérias graças a extensão do Google Chrome que não me deixa perder nada ‘rsrs

    E eu queria sugerir o jogo “Silent Hill” que foi baseado na cidade de Centralia – Pennsylvania =)
    Acho que seria muito interessante,e outro jogo bom e cheio de referencias as coisas é o “Bioshock” mais precisamente o Bioshock Infinite que se passa no ano de 1912.

    Obg Minilua e autores por posts assim =)

    [img]http://pedrowp.com/wp-content/uploads/2014/07/bioshock-infinitesci-fi-action-adventure—bioshock-infinite-wallpaper-1200x1920px-ch42caxq.jpg[/img]

    [img]http://images5.fanpop.com/image/photos/25000000/Silent-Hill-silent-hill-25041517-900-675.jpg[/img]

    • Adriano Saadeh

      1 de setembro de 2014 em 07:41

      Super apoiado!
      SH é foda demais velho

    • Litzen Vampiro

      31 de agosto de 2014 em 21:20

      Ótima ideia, silent hill é muito bom, já ouvi falar sobre essa cidade que foi inspirado o jogo, mas foi pouco seria interessante ver por aqui, é uma das minhas franquias favoritas…

  7. Reinaldo

    31 de agosto de 2014 em 18:02

    Muito bom post

  8. Blue

    31 de agosto de 2014 em 17:10

    pena que hoje não temos tantos jogos bons de RTS #voltabarrapradireita

  9. Litzen Vampiro

    31 de agosto de 2014 em 16:51

    Muito bom, esse jogo é épico, podia fazer um sobre o fatal frame, é bem legal…

    [img]http://elvortex.com/wp-content/uploads/2012/10/fatalframe3.jpg[/img]

  10. Kuzan

    31 de agosto de 2014 em 16:43

    Wololo!

  11. Cacuety Comment

    31 de agosto de 2014 em 16:17

    Cheguei a jogar ele um pouco quando meu pc era branco e a internet era coisa de rico… era bem legal ‘-‘

    • Marvelunatico

      31 de agosto de 2014 em 23:36

      [img]http://www.geeksandcleats.com/wp-content/uploads/2014/08/thats-racist-geeksandcleats-gif.gif[/img]

    • Jeff Dantas

      31 de agosto de 2014 em 21:02

      A long time ago… sqn hahahaha

  12. Lobo Alfa

    31 de agosto de 2014 em 15:35

    Não tive chance de jogar esse Age of Empires mas ouvia falar que era um dos melhores games das antigas,eu só pude jogar o Rome Total War 1 que é um rival desse jogo.

    Rome Total War 2004

    [img]http://rtw.heavengames.com/albums/rtw_overview/rtwoverview04.jpg[/img]

    Rome Total War 2

    [img]http://www.blogcdn.com/www.joystiq.com/media/2013/09/romerev2.jpg[/img]

    • Gabriel Frigini

      31 de agosto de 2014 em 15:38

      Procure jogar Age of Empires, é muito bom!

      • Terrorista

        31 de agosto de 2014 em 15:57

        Olha, c podia fazer uns posts tipo esse sobre games, uns de nostalgia falando sobre jogos mais antigos e sobre jogos mais novos, das novas gerações e pa.

        • Gabriel Frigini

          31 de agosto de 2014 em 16:00

          Excelente sugestão!
          Obrigado, Nergal!

22 Comentários
mais Posts
Topo