Presidente da CNI propõe 80 horas semanais de trabalho

000

A França levantou a possibilidade de passar de 36 para 80 horas semanais de trabalho para os seus trabalhadores, e agora o Brasil quer seguir esse exemplo. Na última sexta-feira, 8 de julho, Robson Braga de Andrade, (presidente da Confederação Nacional da Indústria – CNI), propôs “mudanças duras” nas Leis Trabalhistas e também na Previdência, como aumentar a jornada de trabalho por dia para os brasileiros.

Segundo ele, a ideia é diminuir a dívida nas contas públicas e melhorar a situação deficitária fiscal através de mudanças na Previdência Social e também nas Leis Trabalhistas.

“Vimos agora o governo francês, sem enviar ao Congresso Nacional, tomar decisões com relação às questões trabalhistas. No Brasil, temos 44 horas de trabalho semanal e as centrais sindicais tentam passar esse número para 40. A França, que tem 36, passou para a possibilidade de até 80 horas de trabalho semanal e até 12 horas diárias de trabalho (na verdade, isso soma 60 horas semanais). A razão disso é muito simples: a França perdeu a competitividade de sua indústria com relação aos demais países da Europa. Agora, está revertendo e revendo suas medidas, para criar competitividade. O mundo é assim e temos de estar abertos para fazer essas mudanças. Ficamos ansiosos para que essas mudanças sejam apresentadas no menor tempo possível. Acho que foi uma demonstração de responsabilidade do governo apresentar as dificuldades que têm e o esforço que será feito para contornar essas dificuldades”, declarou Andrade depois de mais de duas horas de reunião com o presidente interino Michel Temer e alguns empresários do Comitê de Líderes da Mobilização Empresarial pela Inovação – MEI.

A MEI é um conjunto de mais de 100 líderes das maiores empresas do Brasil, que visa trazer propostas de políticas públicas e a implantar nas empresas papéis inovadores que gerem empregos, inserindo de forma mais efetiva a indústria do País nas cadeias globais de valor. Para este ano, a MEI irá priorizar a inovação e modernização curricular das engenharias e o fortalecimento de pequenas e médias empresas que tragam ideias inovadoras.

Somando as 12 horas diárias, temos 60 horas semanais, Andrade errou a soma e a CNI tentou corrigir, dizendo que em nenhum momento o empresário defendeu a ampliação da jornada de trabalho dos brasileiros que já é de 44 horas.

A notícia causou tanta repercussão que rapidamente foi publicada em diversas páginas da web, causando dúvidas e revolta quanto a veracidade da mesma, tamanha a bizarrice da proposta.

Será mesmo que estamos dispostos a cumprir 80 horas de trabalho por semana? E o salário, irá aumentar na mesma proporção?

E quanto ao rombo fiscal, quem é o responsável? Somos nós trabalhadores que devemos pagar um empréstimo que ao menos veio parar em nossos bolsos?

Só resta aos brasileiros esperar pra ver o que acontece nos próximos meses.

  1. Jose Francisco Benatti Gonçalves

    13 de julho de 2016 em 16:06

    Tem que descer a ripa nesse loko…. o trabalhador já se mata pra ganhar uma mereca de salario… ainda vem esses fdp querendo escraviza!

  2. Claudinei Ruiz

    13 de julho de 2016 em 15:28

    do jeito que vai, preparem-se para um possível retorno da era da escravidão

  3. Fábio Belon

    12 de julho de 2016 em 21:16

    Essa 1 hora é o tempo q vc vai levar tomando banho e jantando. Então temos q diminuir essas 7 horas de sono p 6, pq ficar sem transar é foda. Ta tudo esquematizado ja. Porra e p me ver as postagens do minilua e de outros blogs. O jeito é diminuir essas horas de sono p 5. Pronto agora ta certo.

  4. Pedro Xavier

    12 de julho de 2016 em 20:05

    Foi o presidente da CNI e não o Governo que propôs. O título está bem tendencioso.

  5. Mateus Mizutsu

    12 de julho de 2016 em 09:05

    O brasileiro já não quer trabalhar com 8 horas diárias. Esse país, principalmente no governo PT, criou uma grande dependência do povo para com o governo (propositalmente), fazendo com que todos se acomodassem. As leis trabalhistas no Brasil são ridículas e só pendem para o lado do trabalhador, pois ele já entra sabendo que vai ganhar, só não sabe o quanto. No Brasil o que falta é justiça. Na verdade precisamos de uma reforma geral, principalmente na educação, pois é a base de tudo.

    • Daniel Mello

      15 de julho de 2016 em 10:27

      Aposto que você não trabalha 12 horas por dia !!!!! E se trabalha, é por conta própria, pra você mesmo ! Quero ver se fica feliz, trabalhado 80 horas semanais para um patrão que lhe paga pouco e nega direitos fundamentais, isso a vida inteira. Ou você é um zumbi ???

  6. Cyrax loops (Mortal Kombat Outworld)

    12 de julho de 2016 em 07:32

    isso ja foi desmentido gente.

  7. Douglas Carlos Fischer

    11 de julho de 2016 em 21:51

    só era bom corrigir o titulo da matéria ai, não foi o governo que sugeriu, como na própria matéria é citado que o presidente la da CNI que falou essa merd@.

  8. Jefferson Almeida

    11 de julho de 2016 em 21:11

    Estão precisando roubar mais dinheiro da gente é?

  9. Beyond Oliveira da Silva

    11 de julho de 2016 em 20:56

    12 horas +4 horas para se deslocar=16 horas + 7h de sono…só sobro uma 1h pra entretenimento, não quero viver nesse mundo, vai se fuder, prefiro ser mendigo.

10 Comentários
mais Posts
Topo