As grandes inconsistências científicas da Bíblia #1

A Bíblia é o livro sagrado do cristianismo, de autores diversos, principalmente judeus, que estariam sob inspiração divina. Conta a história da criação de tudo que existe pelas mãos de Deus, um ser todo poderoso e único.

A ciência é a “arma” que os humanos usam para entender o mundo e tudo a sua volta, através de experimentos e observações, sempre buscando o conhecimento e entendimento das coisas.

Apesar de serem coisas bem diferentes, muitas vezes a ciência e a Bíblia se chocam de frente, pois o livro sagrado conta muitas histórias incompatíveis com o conhecimento científico moderno. Então, quem estará certo?

Nota: Obviamente para muitos a resposta seria o velho “Deus quis assim” ou “esta parte deve ser simbólica”. Mas neste texto estaremos analisando do ponto de vista científico, sem tais respostas genéricas. Vamos apenas fazer de conta que estas respostas não são o bastante.




Noé e a Arca

noahs-ark

Essa é uma das histórias mais famosas de toda a Bíblia, falando sobre uma grande inundação de escala mundial que inundou tudo. Porém, antes de ela acontecer, Deus apareceu para Noé e falou algumas coisas para ele:

1

Como Deus dá uma descrição exata de todas as medidas da barca, é fácil imaginar seu tamanho. Só que Deus pede a Noé que leve na barca, por quarenta dias e quarenta noites, os seguintes seres:

2

A grande falha é que nós sabemos que existem, mais ou menos, 8,7 milhões de espécies de animais no mundo todo. Como poderiam caber todos eles em tal barco? Além disso, como os leões não atacariam outros animais? Se eram filhotes, quem os amamentaria? E onde haveria espaço para o alimento necessário para sustentar todos esses seres por 40 dias inteiros?




Medidas

ArkTitanic

135 metros de comprimento é um pouco mais do que um campo de futebol e 22 metros de largura é menos da metade da largura de um campo, mas como a arca tinha três andares, podemos dizer que ela tem uma medida de 130 metros por 66, algo que fica próximo de um campo oficial.

Pensando assim, imagine nesse espaço: um casal de girafas, um de leões, outro de elefantes, outro de hipopótamos, outro de gorilas (além de outras centenas de casais de espécies diferentes de primatas), um casal de cangurus, uma vaca e um boi, um casal de alpacas, um casal de leopardos, milhares de pássaros e mil outros seres (fora o espaço necessário para guardar toda a comida que eles precisam).

Seria possível tal coisa? Existe uma possibilidade de todos esses seres, sendo que apenas uma mínima parte foi citada, viver durante 40 dias nesse lugar?

É fisicamente impossível que todos os seres existentes na Terra, excluindo os aquáticos, caibam em um espaço tão pequeno.

Além disso, podemos imaginar que os animais aquáticos possam não ter sido afetados com o dilúvio, no entanto certamente foram. Com a água salgada dos oceanos se misturando com a água doce dos rios, lagos e da própria chuva torrencial, aqueles que viviam em rios e lagos tiveram um súbito aumento da quantidade de sal na água, enquanto os que viviam no mar tiveram uma súbita redução da concentração.




Alimentos e cuidados

Noah's Ark

Nem só de espaço vivem os animais, eles também precisam de alimentos e cuidados. Na Arca de Noé estavam apenas ele e sua família, contabilizando 8 pessoas.

Digamos que, no melhor dos casos, segundo estimativas feitas por religiosos, a Arca tenha carregado “apenas” 2 mil animais, assim cada um dos membros da família teria que cuidar de 250 animais por dia, dando alimentos, jogando as fezes fora, cuidando de possíveis doenças… Se assim fosse, cada animal receberia, mais ou menos, 5 minutos de atenção a cada 24 horas, isso se os membros da família de Noé jamais dormissem.

“Os animais em um zoológico moderno requerem mil e uma pequenas atenções, aparentemente insignificantes, e devemos constantemente nos esforçar para descobrir e sanar suas necessidades”, explica o Dr. Heinz Hediger, do Zurique Zoo.

Em relação aos alimentos, seriam necessárias dezenas de toneladas, pois muitos animais comem bastante, como por exemplo:

noe-gravura

Leão

Necessidade mínima diária: 5 kg.

Comida necessária para sobreviver a Arca: 400 kg de carne fresca.

Elefante

Necessidade mínima diária: 120 kg de capim e mais 200 litros de água.

Comida necessária para sobreviver a arca: 9.600 kg de feno.

Hipopótamo

Necessidade mínima diária: 45 kg de alimento.

Comida necessária para sobreviver a Arca: 3600 kg.

Gorila

Necessidade mínima diária: 31 kg de alimento.

Comida necessária para sobreviver na Arca: 2400 kg.

Apenas esses quatro casais precisariam de 16 toneladas de alimentos para sobreviverem, minimamente, ao dilúvio. Agora imagine a quantidade de alimentos para alimentar milhares de outros casais de animais. Será que toda essa comida caberia na Arca de Noé?




Após a Arca

Dove_Sent_Forth_from_the_Ark

Outro grande problema causado pelos alimentos é a saída da Arca. Se todos os animais foram mortos, o que os carnívoros comeriam depois do dilúvio? E os animais que comem plantas, se alimentariam de quê? Afinal, as plantas, em sua grande maioria, morreriam cobertas de água por tanto tempo.

Ainda existe o problema da distribuição. Como os cangurus iriam até a Austrália? Ou mesmo os coalas? Como os macacos, que só existem na Amazônia, atravessariam o Atlântico e viriam parar aqui? Ou como os pinguins conseguiram atravessar todas as terras necessárias para chegarem ao polo?

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/

  1. Lenielson Santos

    17 de fevereiro de 2016 em 17:54

    se essa historia é simbolica significa que tudo o que aconteceu depois dela (e que depende dela) é simbolico tambem, o que acaba com a veracidade biblica, o unico jeito da biblia estar correta é se tudo nela for real.

  2. Renato Dutra

    6 de dezembro de 2015 em 19:29

    esqueceu de mencionar que 40 dias nao e o suficiente para a terra ficar debaixo dagua, e porque Deus que nos criou ,mataria seus filhos num diluvio? ou esse Deus e incoerente a ponto de errar ou entao a um erro gravissimo na genesis sobre a criacao do homem ,fazer uma analize da biblia da formulaçao pela suas historias ,tens todo o meu respeito ,mas concordar que isso seja uma verdade,me desculpe mas nao passa de conto infantil.

  3. Milson Felix

    25 de novembro de 2015 em 14:34

    Esqueceu de citar os textos do Antigo Testamento onde ela, a bíblia, manda invadir e saquear cidades, degolar queimar e raptar milhares de pessoas. Pode até ser que a bíblia tenha alguns bons conselhos, mas está repleta de péssimos conselhos também.

  4. Rafael Sousa

    10 de agosto de 2015 em 17:05

    É verdade que as enciclopédias mencionam mais de um milhão de variedades de animais. Mas Noé foi instruído a preservar apenas representantes de toda “espécie” de animal terrestre e de criatura voadora. Alguns pesquisadores disseram que apenas 43 “espécies” de mamíferos, 74 “espécies” de aves e 10 “espécies” de répteis podiam ter produzido a grande variedade de espécies dessas criaturas hoje conhecidas. A arca tinha cerca de 40.000 m³ de espaço útil — suficiente para a lista de passageiros.
    ( temos de considerar todos os fatos )

  5. Anderson Morais

    30 de junho de 2015 em 01:26

    s a historia da arca é simbolica, como explicar o q quase todas as culturas sabem q um dia o mundo foi inundado?
    e o descobrimento de fosseis marinhos onde é terra firme?

  6. marcelo brito

    29 de maio de 2015 em 21:34

    Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
    E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
    Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
    Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
    Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
    Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
    O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
    Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
    Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
    Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
    Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
    Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
    E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
    Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
    Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
    Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
    2 Pedro 3:3-18

  7. marcelo brito

    29 de maio de 2015 em 21:10

    Só se atira pedras em árvores que dão frutos…

  8. Leonardo Alves

    20 de maio de 2015 em 21:28

    Diego n faz isso

  9. Cruz Araujo Cruz

    4 de maio de 2015 em 19:46

    Porque dar todo descrédito a Bíblia, várias culturas dão relatos de um dilúvio inclusive com relatos de uma família e embarcação. E outra uma explicação bem lógica para haver fósseis de dinossauros foram que eles foram preservados pela água senão, eles haveriam apodrecido e não teriam esse aspecto que os cientistas os encontram hoje em dia.

  10. Dani Just

    10 de abril de 2015 em 18:50

    Pra Deus tudo é possivel!
    Com seu poder ele pode telos pacificado e os domesticados para permanecerem na arca!
    Ele comanda tudo…observem o universo para observarem apenas um pouquinho do seu poder!!!

  11. Leo Sausen

    12 de janeiro de 2015 em 14:29

    Nem todas as coisas descritas na bíblia sagrada podem ser explicadas cientificamente, logo, entendemos que a bíblia é um livro com muitas partes que só fazem sentido para os que tem fé, que é o fundamento principal bíblico. Mas o post tem alguns equívocos como o período que os animais ficaram na arca que não foi de 40 dias e sim de quase 1 ano. E em Gênesis 8:11 diz que Noé lançou uma pomba e esta retornou com uma folha e oliveira fresca o que explicaria os alimentos aos animais herbívoros. Os animais nos outros continentes podem ser explicados pelo sistema da pangeia, antes do diluvio todos os continentes eram ligados, como um só, e depois das águas se separaram e foram se afastando com o tempo. Os animais podem ter sido levados pelos próprios descendentes de Noé que se espalharam pelo mundo.

  12. Carolina Bastos

    10 de janeiro de 2015 em 09:48

    Fatos que mostram que o dilúvio foi real:
    http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/1200001150?q=no%C3%A9&p=par

  13. Lincoln Felipe

    19 de julho de 2014 em 15:18

    Várias culturas tinham histórias sobre dilúvios, e isso há muito tempo antes da bíblia. Agora, qual crença está correta? Fica a questão. Consultem: http://www.joaodefreitaspereira.net.br/diluvios.htm

  14. Lincoln Felipe

    19 de julho de 2014 em 15:06

    As religiões são as maiores “mentiras” contadas em toda a história. Mas, pensando bem, elas têm o seu lado bom e benéfico. O homem precisa crer em algo, nem que seja em si mesmo. Cada um ouve e vê aquilo que quer e acredita. Eu acredito em fatos e não em alegorias. E isso também é válido.

  15. Simoni Amaral

    18 de maio de 2014 em 09:44

    A Bíblia é um livro somente para reflexão ( o que é bom e ruim para nós), as revelações divinas foram escritas por reles seres humanos. E também não podemos esquecer que ela foi traduzida várias vezes até ser o que é.

  16. Nilson Nardaci

    20 de abril de 2014 em 17:20

    Na verdade eu pessoalmente não acho que alguém ainda acredite nisso.Mas como reformular todo um livro?

  17. Dunha

    14 de abril de 2014 em 13:51

    foi jová quem entrou na mente dos animais e fez eles entrarem na arca de noé,mas por qwue ele não colocou dinossauros ? R:por que ele viu que era melhor,tanto pra provar que ele egiste um dia pra ateus, e por que num fazia sentido mante-los,visto que estavam,acima dos outros animais e a alimentação ficaria dificil com o passar do tempo,alem disso o homem tinha 4 metros de altura,mas foi diminuindo com o pecado e o homem de seria obrigado a mata-los por causa do dominio e prejuizo que teria hoje.

  18. Luciano Canterle

    28 de março de 2014 em 03:15

    Bem, vou dar a cara a tapa!!!
    Das (mais ou menos) 8 milhões de especies, numero que ainda é estimativa,
    e vale lembra que falando de especies, entram: plantas, bactérias, fungos, protozoários…
    De animais como se ilustra na imagem 6, por exemplo, são apenas 1,3 milhões catalogadas.
    http://noticias.terra.com.br/educacao/voce-sabia/quantas-especies-existem-no-planeta,a208aaccde6da310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html – podem pesquisar, tem bem mais artigos!
    Deste numero, mais de 60% é de insetos.
    E deste mesmo numero, uns 60% são aquáticos.
    O real calculo é de um torno de 25 mil especies como os que imaginamos. Tipo gato, cachorro, leão…
    Desses 25 mil, 10 mil são aves, 10.000 são répteis e anfíbios, muitos dos quais podem ter sobrevivido fora da arca, e apenas 5.000 são mamíferos, inclusive baleias e toninhas, que também teriam permanecido fora da arca. Calcula-se que há apenas cerca de 290 espécies de mamíferos terrestres maiores do que ovelhas e cerca de 1.360 menores do que ratos. Se levar em conta esses FATOS é perfeitamente possível que a arca tenha alojado um casal de cada especie.
    Sem contar que a ciência defende a evolução, então em vez de todos os primatas, pq não só um casal, depois eles evoluiriam! Assim também com equinos, bovinos, suínos…. ( ciência e religião juntos heimmm!!!)
    E outro detalhe. A chuva é que durou 40 dias e 40 noites. O diluvio em si durou um ano.
    Mudando assim drasticamente os mapas como eram conhecidos, estações do ano, tempos de secas e chuvas, calor, frios, muitas partes ainda poderiam estar em adaptação quando a arca foi aberta, possibilitando a migração de animais. Pois já havia alimentos de origem vegetal.
    E sim, Noé construiu uma arca, pq não coletar tanto alimento, oque se levarmos em consideração as ferramentas da época, coletar todo esse alimento é bem mais fácil.
    Para mais informações…
    http://www.jw.org
    vlw
    fui.

  19. Cristian Pavan

    3 de fevereiro de 2014 em 23:28

    Vamos esclarecer alguns fatos primeiramente, o titulo dessas matérias não deveria ser religião e sim anti religião, sobre o pretexto de ser algo logico.
    E depois vamos aos fatos, o mundo inundado por águas da chuva, se tratava do mundo que era conhecido na época ou seja uma pequena parte, já que a humanidade ainda era um pequeno numero de pessoas perto do que é hoje, animais que entraram na arca eram animais que viviam nessa região que foi inundada ( o mundo conhecido ), por isso não existia pinguis na arca, por que os polos não foram inundados pelo fato de não serem abitados por homens e portanto não fazia parte do mundo conhecido da época, perceba que as coisas não parecem tão absurdas agora.
    Outro fato importante é que tratam escritos biblicos como se fossem escritos na época de JESUS, mas na verdade os manuscritos encontrados no mar morto datam de seis mil anos ( velho testamento ) ou mais. então cada um siga a sua fé , eu mesmo creio na biblia e no meu salvador JESUS.
    E para terminar meus amigos céticos a arca de noé foi encontrada por pesquisadores chineses e turcos no monte Ararati na Turquia,mas quer saber não vivemos por fatos (apesar de eles existirem ) vivemos por fé.
    E muito provável que cientista céticos e a mídia do mal façam fatos históricos comprovados parecem falsas noticias, éé talvez você esteja sendo manipulado ( conspiração ).
    Mas como eu disse cada um acredita no que quiser
    E estou disposto a discutir com qualquer pessoa sobre qualquer assunto biblico. Até…

  20. Eduardo Almeida

    23 de janeiro de 2014 em 15:56

    Não podemos comparar a época do dilúvio com os dias de hoje, naquela época “mundo” compreendia as regiões povoadas, algumas regiões que margeavam o mar mediterraneo, parte da Africa, Asia e Europa, a população mundial eram poucos milhões de pessoas, os animais eram os nativos daquelas região…pois então não eram tantas espécies assim, sem contar que Deus age de forma sobrenatural…ninguém pode analisar Deus cientificamente.

  21. Teodoro Amilson

    14 de janeiro de 2014 em 02:23

    E se a arca era um hiercubo hexadimensional parecidcom a TARDIS do Doc Who? Hááá´! Viajei grandão!!!

  22. José Carlos da Silva

    1 de janeiro de 2014 em 11:10

    Se uma pessoa nasce em um determinado lugar, toda a Terra, se trata apenas desse luga, assim como todos os animais, são todos os que existem nesse determinado local, assim, pode ser q não foi a Terra inteira que ficou submersa, mas apenas um determinado local, a arca pode ter sido levada pelas águas para outro lugar, logo se preservaram algumas espécies, assim podemos explicar os cangurus da Austrália e os macacos do Br, esses países n alagaram.
    Qdo os europeus não tinham ideia de que a América existia, logo se quase toda a Europa, a Ásia e a África fossem quase q totalmente destruídas, um europeu certamente escreveria q o mundo foi destruído, mesmo q a América estivesse intacta, penso q esta seja uma boa ilustração. Espero q ninguém leve ao pé da letra…

  23. joão silva

    16 de dezembro de 2013 em 13:00

    A Arca de Noé é a Tardis perdida. (Dr, Who)

  24. Matheus Walta

    13 de dezembro de 2013 em 20:03

    8,7 milhões de espécies de animais fora os extintos, e fora o PH da água, e fora que se as águas cobriram tudo inclusive o monte Everest a água deveria estar acima de 8.848 metros sendo que as nuvens de de chuva ficam bem mais baixo que isso, só ficam as nuvens Cirrus nessa altura e nela constituídas por microscópicos cristais de gelo, e fora que o mundo coberto pelas águas a decomposição da matéria orgânica iria liberar alto nível de metano, destruindo nossa atmosfera, aumentando a temperatura da terra matando todo o resto da vida restante.

  25. Maloqueiro popai

    8 de dezembro de 2013 em 22:19

    Eu acho o seguinte se você e cristão ta blz + vamos adimitir também né que nem tudo que diz na biblia e verdade ou você cristão acha que só porque ta na biblia têm que ser tudo verdade? ser um pouco critico não mata ninguém.

  26. Thomas Henrrique

    1 de dezembro de 2013 em 01:46

    n sei

  27. Sebastião Monteiro Motenario

    29 de novembro de 2013 em 15:45

    Na bíblia, você crê ou não crê. não dá para fazer estas comparações. Depois que O senhor Jesus fez muitos milagres na minha vida e de outros pessoas que eu presenciei.

  28. Giuliano Rodrigues

    27 de novembro de 2013 em 21:47

    Creio firmemente na descrição literal do que está na Bíblia. E tenho Papai Noel e o Coelhinho da Páscoa como testemunhas…

  29. Allan Andrade O Apaixonado

    26 de novembro de 2013 em 02:19

    Diego , sabemos que a Bíblia é composta de Histórias, mas também de ensinamentos, me refiro aos salmos, provérbios e outros livros do antigo testamento, no novo testamento, estão o sermão da montanha e muitos outros ensinamentos deixados pelo Cristo, para que houvesse uma boa convivência entre os homens, isso sim deveria ser discutido, pois tem para o homem, mais utilidade do que discutir sobre histórias sagradas. Vejo que você é um dos poucos que dentre os 7 bilhões de seres humanos, tem como Deus criador o BIG BANG, onde essa minoria é quem está com a razão e o resto da humanidade que crer num criador dessa engenharia complexa que é a vida no universo, é um bando de alucinados. Mas isso faz parte da vida é para pessoas como você que se buscam as respostas. É por “espíritos esclarecidos” como o seu, que oramos parq que a infinita bondade e sabedoria de Deus abram os olhos de tua alma.

  30. Rap­osa Furry

    26 de novembro de 2013 em 01:08

    isso porque começa com:
    “o mundo ta muito violento, vou matar todos”
    serio?? Democracia norte americana????
    ===============================
    outro trecho sem sentido é exodo:
    -José é vendido pelos irmãos a egípcios (com permissão divina, era um plano de deus)
    decifra sonhos e se torna braço direito do faraó;
    -Prevê uma seca de 7 anos e manda estocar alimento (trigo não estraga, ahem);
    -Com a chegada da seca o povo hebreu é obrigado a servir ao Egito pra não morrer de fome
    e assim acabam escravizados (deus permitiu que José fosse vendido, pra ele prever a seca que o próprio deixaria ocorrer; observe que se o mesmo é onisciente sabia que resultaria na escravização do próprio povo)
    -Enfim, centenas de anos depois ele resolve tirar o povo de lá, em uma longa e difícil jornada no deserto

  31. Henrick Pecci

    24 de novembro de 2013 em 21:10

    Assumo meu ateísmo pra deixar claro logo ‘-‘ . Mas não contrário a biblia, muitas coisas a ciência não pode provar isto é fato. Mas acredito que naquele tempo remoto, onde a inteligência era limitada, o conhecimento era culto e pacato, o simbolismo era realmente MUITO usado. Oque viam eles davam um nome, eles registravam sem um estudo aprimorado. Pelo que eu me lembre no livro de apocalipse: “E vi levantar-se do mar uma besta; que tinha sete cabeças e dez cornos; e sobre os seus cornos dez diademas; e sobre as suas cabeças nomes de blasfêmias.
    Esta besta que eu vi era semelhante a um leopardo, e os seus pés como pés de urso, a sua boca como boca de leão.
    E o dragão lhe deu a sua força e o seu grande poder. – tirando outros trechos.”

    Era muito simbolico, e muito figurada a linguagem.
    Oque era aquele mar? O povo . Mar de gente ‘-‘ . expressão muito popular e antiga.

    Que cabeças são essas ? Cornos? 7 Diademas ?
    1 A ciência
    2 A tecnologia
    3 A lingua
    4 A força da guerra (Esta cabeça tem 4 cornos)
    5 A moeda
    6 A riqueza do pais
    7 O poder da barganha

    Os 10 cornos citados, são 10 poderes. Cada cabeça tem 1 chifre . 6 cabeças com 1 chifre. porem uma tem 4 chifres. Estes seriam cada divisão que uma guerra pode ter: Exercito. Marinha. Aeronautica e Poder Bélico do país.

    As 10 diademas seriam os subordinados do rei, governo etc. – ENFIM.

    Pode ser uma visão futura? Nada se sabe. Pois como apresentado era uma linguagem totalmente restrita codificada. Tem que ter uma mente muito sábia pra compreender isso. Nem eu consigo decifrar muitas passagens por serem totalmente restritas

  32. Ariadne

    24 de novembro de 2013 em 17:09

    Nada que está escrito na Bíblia precisa ser comprovada, basta vc ter fé…

  33. Silas Queiroz

    24 de novembro de 2013 em 16:50

    Usando a “lógica” de alguns aqui, tudo precisa de um criador. Então, logo “Deus” também precisaria de um criador. Enfim, se nada ‘se cria sozinho’ teríamos uma hierarquia de criadores infinita…

  34. João Henrique Collenghe

    24 de novembro de 2013 em 01:07

    O mais sem sentido dessa história não foi relatado, mesmo se por algum poder de Deus a arca digamos seja maior por dentro, os animais se comportassem e cuidassem de si próprios e a comida se ”produzisse sozinha” depois do diluvio que cobriu toda a terra pra onde toda a água iria ? E de onde ela veio ? Mesmo que isso também seja por poder de Deus, o que é totalmente impossível seja com poder ou sem poder, não possui logica nenhuma e ninguém consegue explicar é como os animais repovoaram um planeta, se estava viva apenas a família de Noé quer dizer que seus filhos procriariam entre si e assim com os outros animais ? Isso ninguém pode explicar, e se alguém vier dizer que Deus fez com que animais brotassem da lama depois do diluvio não teria sido necessário noé ter feito tudo aquilo pra salvar os animais.

  35. Allison Távora de Mello

    23 de novembro de 2013 em 18:02

    Para quem quiser entender mesmo o que foi o Dilúvio ou Arca de Noé, veja este vídeo até o fim e tirem suas conclusões se esta artigo está com a razão: http://www.youtube.com/watch?v=p2XbfIlMjyU

  36. Vinicius de Menezes Moraes

    23 de novembro de 2013 em 13:37

    Completamente plausível caberem as 8,7 milhões de espécies na arca, como o próprio Noé explicou.
    [img]http://cdn.umsabadoqualquer.com/umsabadoqualquer.com/wp-content/uploads/2012/08/1848.jpg[/img]

  37. Allistair Lupin

    23 de novembro de 2013 em 11:08

    Sobre o texto. Há um equívoco na explicação do autor. Deus disse “…que vivem rente ao chão…” Isso exclui todas as espécias marinhas e a maioria das aves. Quem disse que na época de Noé a fauna e a flora eram as mesmas de hoje? Se Deus resolver exterminar “aquele” mundo, com certeza criou outro com um meio ambiente diferente. Os sobreviventes, e isso está na lógica, não precisa provas, atingiram algum pedaço de terra que ficou acima do nível das águas. Afinal Deus não iria permitir que Noé vivesse “eternamente” na arca. A emigração dos seres para seus atuais habitats se deu, provavelmente, como sempre aconteceu na história, através do próprio homem no processo de compra e troca. O cavalo é originário da arábia, assim como a cana-de-açúcar da Ásia oriental. O próprio ser humano passou por esse processo, desde os judeus até os negros.
    Em reação a existência de Jesus, discutido nos comentários abaixo, leiam ou assistam os vídeos (no youtube tem) O Mito Jesus e Jesus Histórico. Não importa quem Ele foi, mas sim a mensagem que Ele deixou. As religiões criaram o mito Jesus. Jesus mesmo disse que é a sua mensagem que tem importância não o seu ser. Tal como buda, Sócrates, Gandhi, Maomé, Ele foi apenas o mensageiro. Não nos importamos muito com quem seja o carteiro, mas sim com a correspondência e seu conteúdo.

  38. Ernesto Pozzebon

    22 de novembro de 2013 em 23:17

    Deus falou: “2 animais de cada especies” ele não falou as condições desses animais, talvez se consideramos que todos os animais era filhotes, talvez de certo. E só um palpite!

  39. Clara Maiani

    22 de novembro de 2013 em 21:33

    Vocês só esqueceram de mencionar que estamos falando do criador dos céus e das terras… Ele pode tudo! E eu creio, que não existiam tantas espécies de animais quando hoje em dia, pois elas foram se multiplicando conforme a relação entre as espécies… E mesmo que fossem 7281786217867537536 animais, ele pode TUDO!!!

    • João Henrique Collenghe

      24 de novembro de 2013 em 01:10

      Se ele pode tudo porque ele fez Noé ter esse trabalhão se logo depois começariam a brotar animais da lama, porque não tem como um único casal gerar uma população.

    • Clara Maiani

      22 de novembro de 2013 em 21:43

      relação entre as raças.* Desculpem-me o equivoco!

  40. Marcos Fabiane

    22 de novembro de 2013 em 12:24

    acho que essa questão não deveria ser contestada, deus é o todo poderoso e ele faz todas as coisas perfeitamente, o senhor jesus passou 40 dias e quarenta noites sem comer em jejum.

  41. Rafael Costa

    22 de novembro de 2013 em 09:21

    É preciso rever que pode ter sido uma premonição, algo que noé obteve uma visão e conseguiu a salvação (podendo ou não ser uma visão de Deus). É preciso ressaltar que não há outros relatos, não podendo afirmar se foi um fenômeno regional ou um fenômeno mundial. Por esse tipo de análise, não teríamos todos os tipos de animais, mas parte deles. É preciso considerar também que as condições de sobrevivência eram possíveis, tendo em vista que tinha água e animais aquáticos em abundância. De qualquer forma, evangelho não é bibliografia, consoante muitos pensam.

  42. Ciara Soares

    22 de novembro de 2013 em 09:08

    A bíblia pode até ser inconsistente em partes POR QUE somos ignorantes e preguiçosos pra pensar, mas podemos de fato observar que ela é objeto de estudo de muitos cientistas. Nesta história da arca podemos observar as primeiras ignorâncias das pessoas:
    1.Animais;
    2. Pessoas;
    3. Dilúvio.
    Pra começar Deus é o ser mais contestável e incontestável, porque ele não é ignorante e estupido a ponto de por em uma embarcação animais ADULTOS, e nesta embarcação tinha Noé, sua esposa, seus três filhos e suas respectivas mulheres, e quem garante que Noé sendo quem era naquela época (Rico, é porque de onde ele iria conseguir retirar tanto material para a arca? Empréstimo no banco? Até por isso mesmo, na terra em que vivia alguém já dominava) não tinha EMPREGADOS? Na bíblia não fala assim como ela mesma não irá ter respostas pra tudo, pois certamente não entenderíamos. Ah e o diluvio, alguns já disseram e eu volto a repetir, gente se até na época de Colombo o povo ainda achava que a terra era achatada e não redonda por que eles deixariam de crer em seus próprios olhos? Assim houve diluvio naquela parte da terra, e certamente mais tarde ou anteriormente em outros lugares, POR ISSO QUE PRA ELES SÓ EXISTIA UM LADO DA TERRA , essa foi a época que mais choveu em toda a terra, por isso se chama diluvio. Sobre os animais sabemos que há cruzamentos com outras espécies (aula de biologia alguém deve lembrar do experimento de MENDEL, O CARA DAS ERVILHAS). Para muita gente ignorante é a mesma coisa de eu chegar em Noé naquela época e mostrar um tablet e tentar explicar…
    http://www.youtube.com/watch?v=y_Pg7wilrqA

  43. brain

    21 de novembro de 2013 em 22:55

    A cria precisa do seu criador, ou seja, o ser humano precisa de Deus, e Deus não precisa do ser humano, portanto não precisa provar sua existência, apenas avalia a fé de sua criação, os que acreditam e agradecem e os ingratos… o sujeito estuda, descobre a ciência e acha que pode explicar tudo, mas não pode, apenas engana a grande massa que acredita no homem, como pode existir uma explosão no vácuo? Como pode o universo se formar de uma explosão? Como pode a ciência datar a idade do tal “Big-Bang” se não consegue provar sua existência? Como pode a ciência não explicar a formação de Stonehenge, Ilha de Páscoa e etc mas querer explicar os fenômenos cósmicos? Como pode a ciência exigir provas se a própria ciência não prova nenhum de seus estudos mais bizarros? Como pode a ciência querer explorar o espaço, os planetas, o passado e o futuro sendo que não conseguiu nem chegar ao fundo do mar ainda? Como pode se passar mais de 100 anos e até agora não descobrir a fórmula da Coca-cola? Mas dizem que explicam tudo… só se for para você porque pra mim a ciência não explica nada.

  44. Luiz Aquino de Alencar

    21 de novembro de 2013 em 11:17

    Não se esqueçam que quem fez o mundo foi o Senhor e na arca ele alimentaria e cuidaria normalmente todos os seres com o seu poder assim como ele alimentou o seu povo no deserto.

    • marcelo brito

      29 de maio de 2015 em 21:22

      Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
      E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
      Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
      Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
      Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
      Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
      O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
      Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
      Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
      Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
      Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
      Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
      E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
      Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
      Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
      Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
      2 Pedro 3:3-18

    • Lucas Rodrigues

      21 de novembro de 2013 em 15:40

      Já me disseram isso uma vez, não esqueci, mas depois de um tempo me dei conta de que eu não precisava saber. Conto de fadas pra boi dormir.

  45. Adriano Batista de Jesus

    21 de novembro de 2013 em 02:11

    É com muita tristeza que eu li essa materia! Certa vez Jesus disse: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. Mateus 22:29. Dá pra imaginar o tamanho da ignorancia e tambem a falta de fé de muitas pessoas! li entre os comentarios alguem q em lugar de touros selvagens colocou “unicornio” fazendo da Bíblia um simples livro de mitos e fabulas! antes de tudo a bíblia nao é um livro que contem a Palavra de Deus ela é a Palavra de Deus! e como Deus não mente sua Palavra é alem de tudo a expressão da verdade. Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade
    João 17:17. Essas palvras foram citadas pelo proprio Jesus! a respeito da Arca ela nao é uma metafora ou simbolica como muitos comentaram! mas sim uma história real que mostra como o homem pode ser mal e como Deus pune aqueles que são vil e salva aqueles que são justos! ela apresenta um mundo devasso e mal e como Deus puniu aqueles que eram iniquos. Jesus alertou sobre isso! que a justiça de Deus viria novamente sobre a terra e que as pessoas seriam iguais aos dos dias de Noé. Quantos aos animais precisamo entender que Deus colocou dois pares de cada animal liuanto a arca vale lembrar que ela foi criada pra salvar,não só as vidas de animais como tambem a vida de todos os homens que estavam vivos naquela época!
    A Arca de Noé era o plano de salvação de Deus e foi apresentado esse plano durante 120 anos em que foi construida! quanto aos animais devemos lembrar que foram dois pares de animais puros e um par de animal impuro! lembrando tambem que a terra foi alagada e os animais maritimos nao precisariam entrar na arca pra serem salvos! como tinha e bem explicado a arca tinha o tamanho de 22 campos de futebol mutiplicado por 3 caberia com folga todos os animais daquela época!
    agora pergunte-se quem foi que criou os animais e homem?quem fexou as bocas dos leões e salvou Daniel em uma cova? nao poderia ele fazer o mesmo aqui na Arca? Isaias o profeta Messianico fala do fulturo e diz que os animais ferozes comeriam palha junto com animais domestico! será que nesse caso ele nao fizera isso? que fez multiplicar o alimento?que fez dois peixinhos e 5 pães alimentar mais de 5 mil?nao teria o poder de fazer o mesmo na arca?
    Como disse Jesus: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. Mateus 22:29.

  46. Gianluca Linhares

    20 de novembro de 2013 em 17:20

    Bom, depois da inundação, Noé deu uma de taxista e levou cada um pro seu lugar 😀 UAHHUAUHAUAHUAHUA

  47. Mateus Mazaro Biscaglia

    20 de novembro de 2013 em 13:29

    dúvidas nunca vão deixar de existirem.. principalmente no mundo cientifico e religioso, o que é certo realmente?… acho que nunca vamos descobrir.

    mas que eu quero ver esse filme .. haa isso eu quero .. kkkk

    http://www.youtube.com/watch?v=jLeE9OmyBg4

  48. Wil Max

    20 de novembro de 2013 em 04:02

    Lembrei da anedota de dois homens que ao receber a penitência “andar com cinco grãos de milho no sapato” um colocou milho seco e o outro os cozeu. rsrsrs
    Desconstruindo o argumento
    Nao foram apenas dois animais de cada, os animais considerados limpos eram em número de sete. No entanto, para começar, precisaríamos admitir que se o milagre aconteceu Deus precisa estar no comando, caso contrario Noé nunca teria feito a arca nem os animais teriam entrado nela. Sendo assim, o comportamento dos animais para convivência harmoniosa foi direcionado por Deus. Diria até que os animais iam até o local de fazer suas necessidades para não dar muito trabalho a Noé. Já que estamos falando de possibilidades. Água não poderia ser um problema (dilúvio = muita chuva = muita água). Não seria difícil canalizar a água para ser utilizada no asseio e para beber. Me pergunte como colocar 5 girafas dentro de um fusca, você diria – Impossível!!! Te pergunto: uma girafa deixaria de ser girafa ser fosse um filhote?. Um fihote de leão come carne? ou bebe leite? sim. Leite.
    Bom, Animais como Vaca (que é um animal limpo, logo, em número de seis – sete menos o boi) essas precisariam ser adultas com o detalhe de estarem produzindo leite (vacas de raça podem produzir de 50-70 litros de leite ao DIA). Assim, elas foram bem importantes para alimentar aquele bando de filhotinhos.
    “Creia na Bíblia, Deus é Fiel”

  49. Edsel Jorge

    20 de novembro de 2013 em 03:43

    Porque não pensa que os espécimes que entraram para arca foram não ainda em idade adulta, de forma alguma eu vejo alguma inconsistência nisso. Se ele conseguiu sustentar mais 2 milhões de pessoas por 40 anos no deserto o que é para Ele alguns animais e algumas pessoas. O problema muita das vezes que as pessoas não conhecem a Deus, e os que pouco sabem é só de ouvir falar.

    • João Henrique Collenghe

      24 de novembro de 2013 em 01:12

      Se ele pode tudo porque ele fez Noé ter esse trabalhão se logo depois começariam a brotar animais da lama, porque não tem como um único casal gerar uma população.

  50. VAGNER 2337

    20 de novembro de 2013 em 02:17

    Mundo defina -se mesopotamia, crescente fertil… desculpa mas o dilúvio é compravado cientificamente, e bem nao foram todas as especies … ta se utilizando de tradução grega… talvez deve-se se familiarizar com original em hebraico…fala ai ..tava doidao quando postou isso não foi? acha que o mundo era globalizado 6 mil anos atras..tinha internet ? geral se conhecia? te aconselho a procuara um bom historiador ou quem sabe assitir no youtube o history channel sobre o assunto.
    pq ta muito fraca essa postagem

  51. Rubens Rodrigo Zacharias

    19 de novembro de 2013 em 23:05

    O curioso aqui é esta todo mundo discutindo sobre um livro que nunca leu. Isso é a mesma cosa que discutir sobre um filme que nunca assistiu e dizer se ele é bom ou não. Primeira leiam de pois vão discutir, não sejam como papagaios que apenas repetem o que ouviram.

  52. Felipe Langame

    19 de novembro de 2013 em 15:23

    Por que a maioria dos posts são sobre religião ? hmm
    Existem milhares de espécies que são “parentes” (evoluídas) de outras, ou seja já reduz até esses 2 mil.
    Outra teoria diz também que os 7 dias da criação foram 7 milhões de anos, isso explica como ainda aparecem espécies…
    Bem qualquer dúvida me perguntem, mas sem trocadilhos, brincadeiras ou desrespeito.

  53. Marcos Marques

    19 de novembro de 2013 em 14:44

    em Rm 1.20 diz Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis. Afinal Porque é tão difícil para Nós acreditarmos em Deus . e como saber se a fé não é ilusão como ter certeza. Não existem certezas em um mundo onde a lógica não explica o sentido da vida não existem a verdade para aqueles que não conhecem a mentira! Tudo que existe acontece por um motivo mais nem tudo tem explicação . Não me diga que o tudo existe do nada , nada pode surgir do nada. A lua as estrelas o SOL estão ali por um motivo eles sempre estiveram eles sempre vão estar ali mais não me pergunte como foram parar ali você sempre soube que eles deveriam existir para que houvesse a vida. SE TUDO QUE VEMOS, VIMOS OU VIVEMOS TIVESSE UMA EXPLICAÇÃO LÓGICA NÃO SERIA A VIDA NÃO EXISTIRIA O ACASO , NEM ESPERANÇAS, NEM MESMO SENTIDO NÃO PRECISA TER EXPLICAÇÃO APENAS PRECISA DE UMA EXISTÊNCIA E ISSO JÁ EXISTE E ISSO BASTA..

  54. Paulo Victor

    19 de novembro de 2013 em 12:22

    a palavra de Deus não foi feita pra ser estudada com ciencia ou logica.

  55. Kevin Marley de Abreu

    19 de novembro de 2013 em 12:03

    nada disso faz sentido, pois vcs ateus acreditam no Big bang, ou seja se nem vcs conseguiram decifrar sua tesi pq tentam quebrar a cabeça pra decifrar a nossa tesi, ou seja a tesi do cristianismo? se vcs não acreditam na religião, não precisa quebrar a cabeça e causar brigas… depois vem postar no face ou dizer pros alunos q não gosta de causar intrigas… procure decifrar a tesi do big bang e a da evolução se conseguirem decifrar a tesi de vcs ai sim vcs pode falar alguma coisa sobre a bíblia.. Bye

  56. Kira

    19 de novembro de 2013 em 11:48

    acho q a verdade vc vai saber no ultimo dia….
    “Logo você Diego não acreditou em mim? eu que te criei, eu que te dei sabedoria,
    sinto muito filho mas você não vai poder viver no meio dos que acreditaram em mim!!”
    e aí vc já sabe o que vai acontecer, triste realidade!!

  57. Saulo Bezerra da Silva

    19 de novembro de 2013 em 11:27

    Ow Anta! quem não conhece a biblia não pode comentar! já ouviu falar em milagre? a biblia diz bem explicado que mesmo sendo a arca tão grande foi preciso um milagre para caber todos!
    Se Deus queria destruir a terra e salvar um casal de cada animal ele ia fazer oq? pedir a Noé para construir um barco do tamanho da flórida????

  58. Caio Santos

    19 de novembro de 2013 em 11:24

    Agora me dei conta de uma coisa… A única coisa que Deus não contava… é que um cara no facebook iria desbancá-lo depois de milhares de anos… com um simples post.

    • Allan Andrade O Apaixonado

      26 de novembro de 2013 em 02:42

      Para mim, Deus nunca será desbancado por um ser insignificante que queira apanas aparecer postando post pró-ateus.

    • Kira

      19 de novembro de 2013 em 13:29

      babaca

    • Carolina Bastos

      19 de novembro de 2013 em 12:47

      Quem desbancou o quê? Esse carinha? Com UM POST?
      É muita pretensão, viu….

  59. Will Kehl

    19 de novembro de 2013 em 11:17

    Oq falar pra um ”I-D-I-O-T-A” desse nível?
    Vou colocar numa linguagem que talvez vc entenda, DEUS é FODA parcero

  60. Ricardo Gomes

    19 de novembro de 2013 em 08:23

    Depois dessa matéria, o site ‘Minilua’ caiu em 90 no meu conceito. Já vi por aqui alguns textos ruins. Normal!! Mas, sinceramente… Esse texto ai em cima ganhou. O site ‘Minilua’ deveria presentear essa ‘rapazinho’ ai, responsável por ter escrito isso. Meu caro, Diego Martins! Você cometeu um dos erros mais banais que eu já presenciei. Mas fique tranquilo! Você não é o primeiro e nem será o ultimo. Eu tive o cuidado de ler seu texto por algumas vezes. E ficou bem fácil de condená-lo. Afinal, o seu texto é um texto condenável. Antes, gostaria de dizer a você que não sou, cristão, não tenho uma doutrina e nem sigo alguma religião específica. Porque, eu sei que poderá haver algo do tipo / ‘Já sei, ele é um cristão e esta incomodado e tal…’ – Não! Porém, a sua debilidade me atingiu não foi pelo conceito religioso, mas pela falta de nexo, pela discrepância evidente. Vamos lá; – No início o senhor Diego martins apresenta; ”…Conta a história da criação de tudo que existe pelas mãos de Deus, um ser todo poderoso e único…” Porém, o senhor Diego martins, apresentar posteriormente uma outra afirmação que diz; ”… A grande falha é que nós sabemos que existem, mais ou menos, 8,7 milhões de espécies de animais no mundo todo. Como poderiam caber todos eles em tal barco? Além disso, como os leões não atacariam outros animais? E onde haveria espaço para o alimento necessário para sustentar todos esses seres por 40 dias inteiros?…” – Diego Martins, em seu texto não se questiona o fato da existência de Deus, ou seja, ele existe ou não? Sendo assim, Diego Martins apresenta uma matemática de cálculos baseado na Bíblia. Não é? Mas, convenhamos, não era Deus o criador de tudo? E ele não é o TODO O PODEROSO? E se assim for, pela história bíblica, isso rs.rs.rs… (risos) já não é suficiente para se afirmar que, se ele tivesse pedido para que Noé fizesse uma barco de papel de ’02cm X 02cm’, ele não iria conseguir colocar os animais suficientes do mesmo jeito? rs.rs.rs.rs. O texto perdeu o sentido a partir do momento que foi considerado a existência de Deus!!! rs.. Hilário!

  61. Diego Gonçalves

    19 de novembro de 2013 em 08:02

    Meus caros, diante de tanta busca pela verdade é que o mundo vem se tornando cada vez pior. Religião é fé, é uma força além dos limites da natureza, então não faz sentido ficar buscando ciência para acreditar ou não.

    Se uma pessoa acredita na criação do mundo através de Deus, pq vai ficar questionando as simbologias ou milagres? Se houve o milagre de cada casal de animais se encontrarem com Noé, por que se preocupar como conviveram dentro da Arca?

    Enfim, encontramos em Deus a força milagrosa, o poder além dos limites, não existem números na fé de cada um!

  62. Marlon Souza

    19 de novembro de 2013 em 07:52

    assim galera desde adao ate o diluvio passo 1000 anos ,adao teve apenas 5 filhos,homensn e mulheres c multiplicavam naquela epoca nao como voces pensam e o diluvio creio eu q foi local nao mundial ,é como q c adao ate noe eles vivessem em porto alegre ou no RS entendem a humanidade daquela epoca nao tinha c expandido globalmente era apenas local isso eu nao tenho duvida e os animais eram todas as especies do lugar ate aonde a humanidade c expandiu entendem, o ETERNO nao ia solta o diluvio aonde nao existia ninguem entendem,1 exemplo é como q c a humanidade vivesse apenas em uma montanha ia c pego os 1 csal dos animais ate aonde a humanidade c expandiu porque a intençao era afogar a humanidade deu pra entende mais ou menos

  63. Swami Machado

    19 de novembro de 2013 em 03:24

    Primeiro, ele não escolheu todos os animais da terra, porque seria impossível de ele recolher todos eles. Noé pegou apenas os animais que vivam perto dele no caso. Ele deveria morar aos redores da África, pois maior parte dos animais são Africanos. Mas se você pegar outro livro sagrados de outras religiões você vai ver histórias semelhantes, por exemplo: Mahabharata, Bagavadguitá Alcorão e outros. Todos eles falam algo sobre Um dilúvio que durou cerca de 40 dias. Agora vem a questão. Será que podemos ligar este dilúvio com o submergir de Atlantis?!

  64. Rodrigo Duarte

    19 de novembro de 2013 em 02:15

    Eu tava quase indo dormir, mas vi toda essa discussão e resolvi falar, todas as regras da ciência não se aplicam a Deus, ele é o cara!… Pára, cê só fala besteira, foi Deus que criou a ciência, ele criou tudo, logo a ciência devia explicar como isso foi possível!… Eu sei quem vai explicar isso!… Quem?… Hollywood, ano que vem tem Noé no cinema!… Bendita Hollywood!…

  65. Litzen Vampiro

    19 de novembro de 2013 em 02:02

    Posts sobre religião, sempre as mais comentadas…

    • Lucas Rodrigues

      19 de novembro de 2013 em 07:26

      Pois é, espero que passe dos 300, esse post tá rendendo 🙂

      • Litzen Vampiro

        20 de novembro de 2013 em 01:35

        E não é que passou…

    • Litzen Vampiro

      19 de novembro de 2013 em 02:15

      *comentados…

  66. Vitor Hainrich

    19 de novembro de 2013 em 01:23

    A nossa fé incomoda vocês ateus de alguma forma? se estamos peço desculpa, se não incomodamos então pra que ? me diz pra que tem que tentar fazer nós católicos,evangélicos,entre outros perderem a fé? nossa fé atrapalha a vida de vocês? eu nunca tentei fazer nenhum ateu acreditar em Deus, meu vizinho é ateu e até hoje nunca conversamos sobre esse assunto, cada um acredita no que quer, eu acredito, vocês não, pronto !

  67. Daniel Marinho

    19 de novembro de 2013 em 00:40

    Primeiro vamos levar em conta o fato da comida dos animais: Li em um artigo, e isso é incontestável, que a parte inferior da embarcação ficava submersa na água, tornando a temperatura ali baixa, e quando certos animais se encontram em locais com temperaturas baixas e escuros eles hibernam. Já que eles estavam hibernando o gasto com comida seria menor e eles não defecariam, certo?
    Segundo que você disse sobre o fato de não ter comida para os carnivoros: Quando as águas baixarem, teria inúmeros corpos sobre a Terra, certo? Existem animais necrófagos que comeriam essa carne morta, e alguns animais em situações extremas também se tornam necrófagos.
    O que os herbívoros comeram? Existe as chamadas plantas espontâneas, as famosas ervas daninhas, que podem crescer rapidamente com uma unica gota d’água, quando as águas baixaram com a quantidade de matéria morta que cobria a terra o solo estava mais fértil e essas plantas cresceriam mais fácil ainda.
    Mas o fato da Arca de Noé pode ter sido uma coisa regional e não em escala mundial, esse ponto teológico está longe da minha concepção e meu conhecimento só vem até aqui. Obrigado pela atenção. Escovem os dentes.

  68. Luís Felipe

    18 de novembro de 2013 em 23:38

    É incrível a forma como aparece gente q nunca vi por aq comentando, ô povo pra gostar d uma discussão infinita!

    • Lucas Rodrigues

      19 de novembro de 2013 em 07:27

      Tem gente aqui que eu nunca vi no site, isso me leva a uma conclusão: os posts sobre religião são os mais atrativos.

  69. Carolina Bastos

    18 de novembro de 2013 em 22:23

    Para Onde Foram as Águas do Dilúvio?

    Evidentemente, estão aqui mesmo na terra. Hoje há cerca de 1,4 bilhão de km3 de água na terra. Ela cobre mais de 70 por cento da superfície do globo. A profundidade média dos oceanos é de 4 km; a elevação média da terra é de apenas 0,8 km acima do nível do mar. Se a superfície da terra fosse plana, toda ela ficaria coberta de água numa profundidade de 2.400 m.

    Água c. 70 por cento da superfície da terra

    Terra c. 30 por cento

    Podia a Arca Conter Todos os Animais?

    É verdade que as enciclopédias mencionam mais de um milhão de variedades de animais. Mas Noé foi instruído a preservar apenas representantes de toda “espécie” de animal terrestre e de criatura voadora. Alguns pesquisadores disseram que apenas 43 “espécies” de mamíferos, 74 “espécies” de aves e 10 “espécies” de répteis podiam ter produzido a grande variedade de espécies dessas criaturas hoje conhecidas. A arca tinha cerca de 40.000 m3 de espaço útil — suficiente para a lista de passageiros.
    É de interesse notar que o caráter chinês para “navio” deriva da idéia de “oito pessoas numa embarcação”. Isto tem uma notável semelhança com o relato bíblico a respeito de Noé e sua família, oito pessoas, que sobreviveram ao Dilúvio numa arca. (1Pe 3:20)

    Reconstituição dum mamute congelado, descoberto na Sibéria em 1901. Depois de milhares de anos, ainda havia vegetação na sua boca. Alguns encaram isso, bem como outras coisas, tais como fósseis marinhos encontrados em montanhas elevadas, como evidência convincente dum repentino e catastrófico dilúvio global.

  70. Carolina Bastos

    18 de novembro de 2013 em 22:19

    E quanto aos animais na arca, o registro da criação, encontrado no primeiro capítulo de Gênesis, revela que Jeová Deus criou as coisas vivas na terra “segundo as suas espécies”. (Gên 1:11 n.) Perto do fim do sexto dia criativo, a terra já estava suprida de uma grande variedade de “espécies” básicas criadas, que incluíam formas de vida muito complexas. Estas foram dotadas da capacidade de reproduzir-se “segundo a(s) sua(s) espécie(s)”, de maneira fixa e ordeira. — Gên 1:12, 21, 22, 24, 25; 1Co 14:33.

    As “espécies” bíblicas parecem constituir divisões de formas de vida em que cada divisão permite o cruzamento fértil dentro de seus limites. Neste caso, os limites entre as “espécies” devem estar demarcados no ponto em que a fecundação deixa de ocorrer.

    Em anos recentes, o termo “espécie” tem sido aplicado dum modo que, quando comparado com a palavra “espécie” na Bíblia, causa certa confusão. O sentido básico de “espécie” é “casta, natureza, qualidade, tipo”. Na terminologia biológica, porém, aplica-se a um grupo de animais ou plantas capazes de cruzamento fértil, que possuem mutuamente uma ou mais características distintivas. De modo que pode haver muitas dessas espécies ou variedades dentro de uma única divisão das “espécies” de Gênesis.

    Embora o registro bíblico da criação e as leis físicas implantadas nas coisas criadas por Jeová Deus permitam uma grande diversidade dentro das “espécies” criadas, não há apoio para as teorias que sustentam que novas “espécies” se formaram desde o período da criação. A regra imutável de que as “espécies” (mencionadas na Bíblia) não podem ser cruzadas é um princípio biológico que nunca foi questionado com bom êxito. Mesmo com a ajuda de modernas técnicas e manipulações de laboratório, não se formaram tais “espécies” novas. Além disso, o cruzamento das “espécies” criadas interferiria no propósito de Deus, de manter separados os grupos familiares, e destruiria a individualidade dos diversos tipos de criaturas e coisas viventes. Assim, em vista da nítida descontinuidade evidente entre as “espécies” criadas, cada grupo básico se destaca como unidade isolada, à parte de outras “espécies”.

    Desde os mais antigos registros humanos até agora, a evidência é no sentido de que cães ainda são cães, gatos continuam a ser gatos, e elefantes têm sido e sempre serão elefantes. A esterilidade continua a ser o fator delimitador quanto ao que constitui uma “espécie”. Este fenômeno possibilita, por testes de esterilidade, determinar os limites entre todas as “espécies” hoje existentes. Por meio de tal teste natural de fecundidade é possível descobrir os parentescos primários dentre a vida animal e a vegetal. Por exemplo, a esterilidade constitui um abismo intransponível entre o homem e os animais. Experiências de reprodução têm demonstrado que a aparência não influi. O homem e o chimpanzé podem parecer-se um pouco, ter tipos de músculos e ossos comparáveis; todavia, a total incapacidade de hibridação do homem com a família dos macacos prova que são duas criações separadas e não são da mesma “espécie” criada.

    Embora anteriormente se esperasse que a hibridação fosse a melhor maneira de produzir uma nova “espécie”, em todos os casos de hibridação investigados, os pares sempre foram facilmente identificados como da mesma “espécie”, como no caso do cruzamento duma égua com um jumento, que são membros da família dos eqüídeos. Exceto em casos raros, o mulo assim produzido é estéril e incapaz de reproduzir a variação de modo natural. Até mesmo Charles Darwin se viu obrigado pelos fatos a admitir: “Há uma [contestação] que constitui uma dificuldade evidente, é a distinção bem nítida das formas específicas, e a ausência de inumeráveis elos de transição que os liguem entre si.” (A Origem das Espécies, Capítulo X, p. 289, tradução de Eduardo Fonseca; Hemus) E continua assim.

    Embora as “espécies” específicas criadas talvez ascendam apenas a centenas, há muito mais variedades de animais e plantas na terra. As pesquisas modernas têm indicado que centenas de milhares de plantas diferentes são membros da mesma família. De modo similar, no reino animal, pode haver muitas variedades de gatos, todos pertencentes a uma só família de gatos ou “espécie” felina. O mesmo se dá com os homens, com os bovinos e com os cães, o que permite uma grande diversidade dentro de cada “espécie”. Mas, resta o fato de que, não importa quantas variedades haja em cada família, nenhuma destas “espécies” pode misturar-se geneticamente com outra espécie.

    As pesquisas geológicas fornecem evidência clara de que os fósseis considerados como figurando entre os espécimes mais antigos de certa criatura são muito similares aos seus atuais descendentes vivos. Baratas encontradas entre os fósseis de insetos supostamente mais antigos são virtualmente idênticas às atuais. Faltam totalmente “pontes” fósseis que liguem as “espécies”. Cavalos, carvalhos, águias, elefantes, nozes, samambaias, e assim por diante, todos continuam dentro das mesmas “espécies” sem evoluírem em outras “espécies”. O testemunho dos fósseis está inteiramente de acordo com a história bíblica da criação, o que mostra que Jeová criou as coisas vivas da terra em grandes números e “segundo as suas espécies” durante os últimos dias criativos. — Gên 1:20-25.

    Em vista do precedente, torna-se claro que Noé pôde acomodar todos os animais necessários dentro da arca, a fim de serem preservados durante o Dilúvio. A Bíblia não diz que ele teve de preservar vivas todas as variedades dos animais. Antes, ela declara: “Das criaturas voadoras segundo as suas espécies e dos animais domésticos segundo as suas espécies, de todos os animais moventes do solo, segundo as suas espécies, dois de cada um virão a ti lá dentro para os preservares vivos.” (Gên 6:20; 7:14, 15) Jeová Deus sabia que só era necessário salvar membros representativos das diferentes “espécies”, visto que eles se reproduziriam em variedade depois do Dilúvio. — Veja ARCA N.° 1.

    Depois do recuo das águas do Dilúvio, estas comparativamente poucas “espécies” básicas saíram da arca e se espalharam pela superfície da terra, por fim produzindo muitas variações das suas “espécies”. Embora muitas variedades novas tenham surgido desde o Dilúvio, as “espécies” sobreviventes têm permanecido fixas e imutáveis, em harmonia com a imutável palavra de Jeová Deus. — Is 55:8-11.

  71. Carolina Bastos

    18 de novembro de 2013 em 22:18

    E quanto à questão dos animais na arca o registro da criação, encontrado no primeiro capítulo de Gênesis, revela que Jeová Deus criou as coisas vivas na terra “segundo as suas espécies”. (Gên 1:11 n.) Perto do fim do sexto dia criativo, a terra já estava suprida de uma grande variedade de “espécies” básicas criadas, que incluíam formas de vida muito complexas. Estas foram dotadas da capacidade de reproduzir-se “segundo a(s) sua(s) espécie(s)”, de maneira fixa e ordeira. — Gên 1:12, 21, 22, 24, 25; 1Co 14:33.

    As “espécies” bíblicas parecem constituir divisões de formas de vida em que cada divisão permite o cruzamento fértil dentro de seus limites. Neste caso, os limites entre as “espécies” devem estar demarcados no ponto em que a fecundação deixa de ocorrer.

    Em anos recentes, o termo “espécie” tem sido aplicado dum modo que, quando comparado com a palavra “espécie” na Bíblia, causa certa confusão. O sentido básico de “espécie” é “casta, natureza, qualidade, tipo”. Na terminologia biológica, porém, aplica-se a um grupo de animais ou plantas capazes de cruzamento fértil, que possuem mutuamente uma ou mais características distintivas. De modo que pode haver muitas dessas espécies ou variedades dentro de uma única divisão das “espécies” de Gênesis.

    Embora o registro bíblico da criação e as leis físicas implantadas nas coisas criadas por Jeová Deus permitam uma grande diversidade dentro das “espécies” criadas, não há apoio para as teorias que sustentam que novas “espécies” se formaram desde o período da criação. A regra imutável de que as “espécies” (mencionadas na Bíblia) não podem ser cruzadas é um princípio biológico que nunca foi questionado com bom êxito. Mesmo com a ajuda de modernas técnicas e manipulações de laboratório, não se formaram tais “espécies” novas. Além disso, o cruzamento das “espécies” criadas interferiria no propósito de Deus, de manter separados os grupos familiares, e destruiria a individualidade dos diversos tipos de criaturas e coisas viventes. Assim, em vista da nítida descontinuidade evidente entre as “espécies” criadas, cada grupo básico se destaca como unidade isolada, à parte de outras “espécies”.

    Desde os mais antigos registros humanos até agora, a evidência é no sentido de que cães ainda são cães, gatos continuam a ser gatos, e elefantes têm sido e sempre serão elefantes. A esterilidade continua a ser o fator delimitador quanto ao que constitui uma “espécie”. Este fenômeno possibilita, por testes de esterilidade, determinar os limites entre todas as “espécies” hoje existentes. Por meio de tal teste natural de fecundidade é possível descobrir os parentescos primários dentre a vida animal e a vegetal. Por exemplo, a esterilidade constitui um abismo intransponível entre o homem e os animais. Experiências de reprodução têm demonstrado que a aparência não influi. O homem e o chimpanzé podem parecer-se um pouco, ter tipos de músculos e ossos comparáveis; todavia, a total incapacidade de hibridação do homem com a família dos macacos prova que são duas criações separadas e não são da mesma “espécie” criada.

    Embora anteriormente se esperasse que a hibridação fosse a melhor maneira de produzir uma nova “espécie”, em todos os casos de hibridação investigados, os pares sempre foram facilmente identificados como da mesma “espécie”, como no caso do cruzamento duma égua com um jumento, que são membros da família dos eqüídeos. Exceto em casos raros, o mulo assim produzido é estéril e incapaz de reproduzir a variação de modo natural. Até mesmo Charles Darwin se viu obrigado pelos fatos a admitir: “Há uma [contestação] que constitui uma dificuldade evidente, é a distinção bem nítida das formas específicas, e a ausência de inumeráveis elos de transição que os liguem entre si.” (A Origem das Espécies, Capítulo X, p. 289, tradução de Eduardo Fonseca; Hemus) E continua assim.

    Embora as “espécies” específicas criadas talvez ascendam apenas a centenas, há muito mais variedades de animais e plantas na terra. As pesquisas modernas têm indicado que centenas de milhares de plantas diferentes são membros da mesma família. De modo similar, no reino animal, pode haver muitas variedades de gatos, todos pertencentes a uma só família de gatos ou “espécie” felina. O mesmo se dá com os homens, com os bovinos e com os cães, o que permite uma grande diversidade dentro de cada “espécie”. Mas, resta o fato de que, não importa quantas variedades haja em cada família, nenhuma destas “espécies” pode misturar-se geneticamente com outra espécie.

    As pesquisas geológicas fornecem evidência clara de que os fósseis considerados como figurando entre os espécimes mais antigos de certa criatura são muito similares aos seus atuais descendentes vivos. Baratas encontradas entre os fósseis de insetos supostamente mais antigos são virtualmente idênticas às atuais. Faltam totalmente “pontes” fósseis que liguem as “espécies”. Cavalos, carvalhos, águias, elefantes, nozes, samambaias, e assim por diante, todos continuam dentro das mesmas “espécies” sem evoluírem em outras “espécies”. O testemunho dos fósseis está inteiramente de acordo com a história bíblica da criação, o que mostra que Jeová criou as coisas vivas da terra em grandes números e “segundo as suas espécies” durante os últimos dias criativos. — Gên 1:20-25.

    Em vista do precedente, torna-se claro que Noé pôde acomodar todos os animais necessários dentro da arca, a fim de serem preservados durante o Dilúvio. A Bíblia não diz que ele teve de preservar vivas todas as variedades dos animais. Antes, ela declara: “Das criaturas voadoras segundo as suas espécies e dos animais domésticos segundo as suas espécies, de todos os animais moventes do solo, segundo as suas espécies, dois de cada um virão a ti lá dentro para os preservares vivos.” (Gên 6:20; 7:14, 15) Jeová Deus sabia que só era necessário salvar membros representativos das diferentes “espécies”, visto que eles se reproduziriam em variedade depois do Dilúvio. — Veja ARCA N.° 1.

    Depois do recuo das águas do Dilúvio, estas comparativamente poucas “espécies” básicas saíram da arca e se espalharam pela superfície da terra, por fim produzindo muitas variações das suas “espécies”. Embora muitas variedades novas tenham surgido desde o Dilúvio, as “espécies” sobreviventes têm permanecido fixas e imutáveis, em harmonia com a imutável palavra de Jeová Deus. — Is 55:8-11.

  72. Carolina Bastos

    18 de novembro de 2013 em 22:15

    Coitado de quem escreveu esse artigo absurdo e sem sentido. Vc acha que entende alguma coisa da Bíblia? Acha que pode entender o que significou o dilúvio? Pois vamos lá:
    Extensão do Dilúvio. Não se tratava de um aguaceiro ou uma chuvarada local. De fato, a palavra grega usada na Bíblia para se referir ao Dilúvio é ka·ta·kly·smós, cataclismo. (Lu 17:27 n.) As inundações locais ocorrem e desaparecem em questão de dias; esta durou mais de um ano, sendo que a maior parte desse período foi necessária para que as águas baixassem. Quão desarrazoado é crer que Noé tenha gasto talvez 50 ou 60 anos construindo uma enorme embarcação, com capacidade de cerca de 40.000 m3, para a sobrevivência da sua família e de poucos animais durante uma simples inundação local! Se apenas uma região comparativamente pequena fosse atingida, por que a necessidade de levar para dentro da arca espécimes de “toda criatura vivente, de toda sorte de carne”, a fim de “preservar viva alguma descendência na superfície de toda a terra”? (Gên 6:19; 7:3) Este foi definitivamente um dilúvio global, como jamais ocorreu, antes ou depois. “As águas predominaram tão grandemente sobre a terra, que ficaram cobertos todos os altos montes que havia debaixo de todos os céus. Até quinze côvados [c. 6,5 m] predominaram as águas sobre eles, e os montes ficaram cobertos.” (Gên 7:19, 20) “Chegou o fim de toda a carne diante de mim”, disse Jeová, assim “vou obliterar da superfície do solo toda coisa existente que tenho feito”. E assim aconteceu. “Morreu tudo em que o fôlego da força da vida estava ativo nas suas narinas, a saber, todos os que estavam em solo seco . . . e sobreviviam somente Noé e os com ele na arca.” — Gên 6:13; 7:4, 22, 23.
    Cronometragem do Dilúvio. O Dilúvio não veio de repente, sem aviso. Gastaram-se anos na construção da arca, tempo que Noé, “pregador da justiça”, também usou para avisar aquela geração iníqua. (2Pe 2:5) Finalmente, o prazo esgotou-se “no seiscentésimo ano da vida de Noé, no segundo mês, no dia dezessete do mês”. “Macho e fêmea de toda sorte de carne” haviam sido levados para dentro da arca, junto com a família de Noé, bem como alimentos suficientes para todos, e “depois Jeová fechou a porta”. Então, “abriram-se as comportas dos céus”. (Gên 7:11, 16) Houve uma incessante chuva torrencial durante “quarenta dias e quarenta noites”; “as águas continuaram a predominar sobre a terra” por cento e cinqüenta dias. (Gên 7:4, 12, 24) Cinco meses após o começo do aguaceiro, a arca “veio a pousar nos montes de Ararate”. (Gên 8:4) Ainda levou quase dois meses e meio antes que “apareceram os cumes dos montes” (Gên 8:5), depois mais três meses antes de Noé remover a cobertura da arca para notar que a terra praticamente ficara drenada (Gên 8:13), e foi quase dois meses mais tarde que a porta foi aberta e os sobreviventes novamente puseram pé em solo seco. — Gên 8:14-18.
    Noé e sua família entraram na arca no 600.° ano da vida de Noé, no 2.° mês (outubro-novembro), no dia 17. (Gên 7:11) Um ano mais tarde (o ano consistindo em 360 dias) chegou-se ao dia 17 do 2.° mês do 601.° ano. Dez dias depois, seria o dia 27 do 2.° mês, quando saíram; passaram na arca o total de 370 dias, ou partes de 371 dias diferentes. (Gên 8:13, 14) No diário de bordo mantido por Noé, parece que ele usou meses de 30 dias cada um, 12 desses meses equivalendo a 360 dias. Assim evitou todas as frações complicadas que estariam envolvidas se tivesse usado meses estritamente lunares, que consistem em um pouco mais de 291?2 dias. Que tais cálculos foram usados no relato é evidente no fato de que um período de cinco meses equivalia a 150 dias. — Gên 7:11, 24; 8:3, 4.
    As Águas do Dilúvio. Tem-se dito que, se toda a umidade na atmosfera caísse subitamente em forma de chuva, não passaria de algumas dezenas de milímetros, se fosse distribuída sobre a superfície da terra. Assim, qual seria a origem deste enorme dilúvio dos dias de Noé? Segundo o relato de Gênesis, Deus disse a Noé: “Eis que [eu, Jeová] estou trazendo o dilúvio [ou: “oceano celeste”; hebr.: mab·búl] de águas sobre a terra.” (Gên 6:17 n.) Descrevendo o que aconteceu, o capítulo seguinte diz: “Romperam-se todos os mananciais da vasta água de profundeza e abriram-se as comportas dos céus.” (Gên 7:11) Tão esmagador foi o Dilúvio, que “ficaram cobertos todos os altos montes que havia debaixo de todos os céus”. — Gên 7:19.
    Donde veio este “oceano celeste”? O relato da criação, em Gênesis, conta que, no segundo “dia”, Jeová fez uma expansão em volta da terra, e esta expansão (chamada “Céu”) produziu uma separação entre as águas abaixo dela, isto é, os oceanos, e as águas acima dela. (Gên 1:6-8) As águas acima da expansão evidentemente permaneceram ali desde o segundo “dia” criativo até o Dilúvio. Foi a isto que o apóstolo Pedro se referiu quando relatou que “desde a antiguidade havia céus, e uma terra sobressaindo compactamente à água e no meio da água, pela palavra de Deus”. Estes “céus” e as águas acima e abaixo deles, foram os meios que a palavra de Deus pôs em operação, e, “por esses meios, o mundo daquele tempo sofreu destruição, ao ser inundado pela água”. (2Pe 3:5, 6) Ofereceram-se diversas explicações sobre como a água fora mantida suspensa até o Dilúvio e sobre os processos que resultaram na sua queda. Mas essas são apenas especulativas. A Bíblia simplesmente diz que Deus fez a expansão com as águas acima dela e que ele causou o Dilúvio. Sua onipotência pôde facilmente fazer isso.
    Visto que, conforme diz o relato de Gênesis, “todos os altos montes” foram cobertos pela água, onde está agora toda esta água? Evidentemente, bem aqui na terra. Acredita-se que houve época em que os oceanos eram menores e os continentes maiores do que agora, conforme evidenciam canais de rios estendendo-se longe sob os oceanos. Deve-se notar também que cientistas têm declarado que os montes, no passado, eram muito mais baixos do que atualmente, e que até alguns montes foram empurrados para cima de dentro dos mares. Quanto à situação atual, diz-se que “há no oceano um volume dez vezes maior de água do que há terra acima do nível do mar. Lance-se toda esta terra uniformemente no mar, e a água cobrirá a terra inteira com a profundidade de uma milha e meia”. (Revista National Geographic, janeiro de 1945, p. 105) Portanto, após a queda das águas do Dilúvio, mas antes do levantamento dos montes e abaixamento dos leitos dos mares, e antes de se criarem as calotas polares, havia mais do que suficiente água para cobrir “todos os altos montes”, conforme o registro inspirado diz que aconteceu. — Gên 7:19.
    Efeito na Terra. O Dilúvio trouxe grandes mudanças, como, por exemplo, a diminuição muito rápida da duração da vida humana. Alguns têm sugerido que, antes do Dilúvio, as águas acima da expansão filtravam parte da radiação prejudicial, e que, com o desaparecimento dessas águas, aumentou a radiação cósmica geneticamente prejudicial para o homem. Todavia, a Bíblia não trata deste assunto. Incidentalmente, qualquer mudança na radiação alteraria a taxa de formação do radioativo carbono-14 a tal ponto, que invalidaria todas as datas radiocarbônicas anteriores ao Dilúvio.
    Com a repentina abertura dos ‘mananciais da água de profundeza’ e das “comportas dos céus”, incontáveis bilhões de toneladas de água inundaram a terra. (Gên 7:11) Isto pode ter causado tremendas mudanças na superfície da terra. A crosta da terra é relativamente fina (calculada em entre 30 e 160 km de grossura), estendida sobre uma massa bastante plástica de milhares de quilômetros de diâmetro. Portanto, com o peso adicional da água, houve provavelmente grandes deslocamentos nesta crosta. Com o tempo, evidentemente novos montes se elevaram, antigos montes aumentaram em altura, bacias rasas de mares se aprofundaram e estabeleceram-se novos litorais, com o resultado de que agora cerca de 70 por cento da superfície é coberta de água. Estes deslocamentos na crosta da terra talvez expliquem muitos dos fenômenos geológicos, tais como a elevação de antigos litorais a novas alturas. Alguns têm calculado que somente a pressão da água foi igual a “2 toneladas por polegada quadrada”, suficiente para fossilizar rapidamente fauna e flora. — Veja The Biblical Flood and the Ice Epoch (O Dilúvio Bíblico e a Época Glaciária), de D. Patten, 1966, p. 62.

    Que evidência prova que realmente houve um dilúvio global?
    Outra possível evidência duma mudança drástica: Em várias partes da terra foram encontrados restos de mamutes e de rinocerontes. Alguns destes foram encontrados em penhascos siberianos; outros foram preservados no gelo da Sibéria e do Alasca. (FOTO, Vol. 1, p. 232) De fato, alguns foram encontrados com alimento não digerido no estômago ou ainda não mastigado, nos dentes, indicando que morreram subitamente. Calcula-se, à base do comércio de presas de marfim, que se encontraram os ossos de dezenas de milhares de tais mamutes. Os restos fósseis de muitos outros animais, tais como leões, tigres, ursos e alces, foram encontrados nas mesmas camadas, indicando talvez que todas essas criaturas foram destruídas simultaneamente. Alguns têm indicado tais achados como prova física inequívoca duma rápida mudança no clima e duma destruição repentina causada por uma inundação universal. Outros, porém, são a favor de explicações da morte desses animais que não envolvam uma catástrofe global. A prova de que o Dilúvio ocorreu não depende de tais fósseis e restos de animais congelados.
    Lendas do Dilúvio. Um cataclismo tal como o Dilúvio, que acabou com a existência do inteiro mundo daquele tempo, nunca seria esquecido pelos sobreviventes. Falariam dele a seus filhos e aos filhos de seus filhos. Depois do Dilúvio, Sem ainda viveu 500 anos, podendo relatar o acontecimento a muitas gerações. Morreu apenas dez anos antes do nascimento de Jacó. Moisés preservou o relato autêntico em Gênesis. Algum tempo após o Dilúvio, quando pessoas que desafiavam a Deus construíram a Torre de Babel, Jeová confundiu a língua deles e os espalhou “por toda a superfície da terra”. (Gên 11:9) Era só natural que essas pessoas levassem consigo histórias do Dilúvio e as transmitissem de pai para filho. O fato de que não existem apenas poucas, mas talvez centenas de histórias diferentes sobre aquele grande Dilúvio, e que essas histórias se encontram entre as tradições de muitas raças primitivas no mundo todo, é uma prova forte de que todos esses povos tiveram uma origem comum e de que seus antepassados iniciais compartilharam aquele acontecimento, o Dilúvio. —
    Esses relatos folclóricos do Dilúvio harmonizam-se com alguns dos principais aspectos do relato bíblico: (1) um lugar de refúgio para uns poucos sobreviventes, (2) também, uma destruição global da vida por meio de água, e (3) a preservação duma semente da humanidade. Os egípcios, os gregos, os chineses, os druidas da Britânia, os polinésios, os esquimós e os groenlandeses, os africanos, os hindus, os índios americanos — todos esses têm suas histórias dum Dilúvio. The International Standard Bible Encyclopedia (A Enciclopédia Bíblica Padrão Internacional; Vol. 2, p. 319) declara: “Descobriram-se histórias sobre o dilúvio entre quase todas as nações e tribos. Embora sejam mais comuns no continente asiático e nas ilhas logo ao sul dele, bem como no continente norte-americano, foram encontradas em todos os continentes. O número das histórias conhecidas ascende a cerca de 270 . . . A universalidade dos relatos sobre o dilúvio costuma ser tomada como evidência da destruição universal da humanidade por um dilúvio e a dispersão da raça humana a partir de um único lugar, e mesmo de uma única família. Embora as tradições talvez nem sempre se refiram ao mesmo dilúvio, parece que a vasta maioria o faz. A asserção de que muitas destas histórias de dilúvio originaram-se dos contatos com missionários não procede, porque a maioria delas foi coletada por antropólogos não interessados em vindicar a Bíblia, e elas estão cheias de elementos fantasiosos e pagãos, evidentemente em resultado da transmissão durante períodos extensos numa sociedade humana pagã. Outrossim, alguns dos relatos antigos foram escritos por pessoas bem opostas à tradição hebraico-cristã.” — Editada por G. Bromiley, 1982.
    Em tempos passados, certos povos primitivos (na Austrália, no Egito, em Fiji, nas Ilhas da Sociedade, no Peru, no México e em outros lugares) preservavam um possível resto dessas tradições sobre o Dilúvio por celebrar em novembro uma ‘Festa dos Antepassados’ ou ‘Festa de Finados’. Esses costumes refletem uma lembrança da destruição causada pelo Dilúvio. Segundo o livro Life and Work at the Great Pyramid (Vida e Obra na Grande Pirâmide), a festividade no México era realizada em 17 de novembro, porque eles “tinham uma tradição de que, naquela época, o mundo fora previamente destruído, e temiam que uma catástrofe similar no fim de um ciclo aniquilasse a raça humana”. (Do Professor C. Piazzi Smyth, Edimburgo, 1867, Vol. II, pp. 390, 391) O livro The Worship of the Dead (A Adoração dos Mortos) observa: “Esta festa [de finados] é . . . realizada por todos no próprio dia ou quase no dia em que, segundo o relato mosaico, ocorreu o Dilúvio, a saber, o décimo sétimo dia do segundo mês — o mês quase correspondente ao nosso novembro.” (De J. Garnier, Londres, 1904, p. 4) É interessante notar que a Bíblia relata que o Dilúvio começou “no segundo mês, no dia dezessete do mês”. (Gên 7:11) Este “segundo mês” corresponde à última parte de outubro e à primeira parte de novembro de nosso calendário.
    Confirmação Bíblica. Evidência mais forte do que as tradições pagãs de povos primitivos quanto à historicidade do Dilúvio é o endosso que outros escritores bíblicos deram sob inspiração. O único outro lugar onde a mesma palavra hebraica (mab·búl, dilúvio) ocorre, além de no relato em Gênesis, é na melodia de Davi em que ele descreve Jeová como que assentado “sobre o dilúvio”. (Sal 29:10) No entanto, outros escritores referem-se ao relato de Gênesis e confirmam-no, como, por exemplo, Isaías. (Is 54:9) Ezequiel também endossa a historicidade de Noé. (Ez 14:14, 18, 20) Pedro, nas suas cartas, refere-se extensivamente ao relato do Dilúvio. (1Pe 3:20; 2Pe 2:5; 3:5, 6) Paulo atesta a grande fé que Noé demonstrou ao construir a arca para a sobrevivência da sua família. (He 11:7) Lucas alista Noé na linhagem dos antepassados do Messias. — Lu 3:36.
    Ainda mais significativo é o que Jesus disse a respeito dos dias do Dilúvio, conforme registrado tanto por Lucas como por Mateus. Sendo muito mais do que um simples endosso da veracidade do relato do Dilúvio, as palavras de Jesus mostram o significado pictórico e profético desses antigos acontecimentos. Em resposta à pergunta dos discípulos: “Qual será o sinal da tua presença e da terminação do sistema de coisas?”, Jesus disse, entre outras coisas: “Pois assim como eram os dias de Noé, assim será a presença do Filho do homem. Porque assim como eles eram naqueles dias antes do dilúvio, comendo e bebendo, os homens casando-se e as mulheres sendo dadas em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca, e não fizeram caso, até que veio o dilúvio e os varreu a todos, assim será a presença do Filho do homem.” (Mt 24:3, 37-39; Lu 17:26, 27) Existe, portanto, evidência abundante das próprias Escrituras Sagradas inspiradas para confirmar a autenticidade e genuinidade do relato do Dilúvio. Não se baseia em meras tradições de homens, nem no folclore de povos primitivos, nem nas descobertas geológicas ou arqueológicas.

  73. Eduardo Martinelle

    18 de novembro de 2013 em 21:55

    Aos ateus:
    Sua opinião é legítima e deve ser respeitada, com a condição de que façam o mesmo para com os que acreditam em Deus. A opinião de vocês é irrelevante para os que acreditam, assim como a opinião dos que acreditam é irrelevante para vocês, mas por favor, limitem-se a ficar no espaço de vocês e não queiram explicar, dissertar, questionar assuntos sobre os quais vocês mesmos não acreditam e desconhecem.

  74. Julia Avani

    18 de novembro de 2013 em 21:38

    Existem respostas cientificas e satisfatórias para todas essas situações e eu as conheço, mas como não quero causar a 3º guerra mundial nos comentários de novo atenho-me a dizer simplesmente que o mundo científico hoje não chegou nem a arranhar o conhecimento sobre o nosso planeta e a vida em cima dele, e, estão destruindo muitas coisas maravilhosas antes de conhecê-las pela ganancia humana, em todo o nosso querido lar, mas lembrem-se de que antes do dilúvio haviam águas abaixo do firmamento (ou céu) e águas acima do firmamento, pois quando a bíblia diz que Deus fez a terra em seis dias, são seis dias do ponto de vista dele e não do nosso, todos os planetas do cosmos tem estágios mais ou menos iguais até certo ponto, podemos olhar para Saturno por exemplo, ele ainda tem anéis feitos de gelo e água em sua volta que uma hora ou outra vão cair no planeta, a terra também já teve em sua formação anéis de metais pesados que foram caindo, até sobrarem só os com água, a única coisa que Deus fez foi apressar sua queda de uma vez só. Já li artigos científicos onde os cientistas falam que é possível manter uma grande quantidade de água em uma parte da atmosfera bem acima de nós em forma de vapor, e também derrubá-la se for preciso, isso é cientificamente viável, as outras perguntas também tem respostas bem viáveis basta parar e analisar, se os homens conseguem realizar tantas coisas não O pode aquele que fez tudo o que existe? Milagres são coisas que o ser humano simplesmente não consegue fazer, ele pode até descobrir como são feitas, mas conseguir repetí-las é outra história. E não esquecendo, só porque eu estou falando de Deus favor não colocar religião no meio, pois as escrituras não pregam religião nenhuma elas apenas dizem que nós devemos adorar e respeitar nosso criador, e nada mais justo uma vez que ele fez a tudo e a todos. Quando a bíblia cita algo científico ela é correta pois vem daquele que criou as coisas. EX: Isaias 40:22 que diz: Há um que mora acima do círculo da terra,… quem contou ao profeta que a terra era redonda a 4.000 anos atrás?

    • gato do apocalipse

      18 de novembro de 2013 em 22:11

      Eventos naturais não podem ser respondidos com “deus fez assim”. Esse negocio de firmamento não é cientificamente aceito< firmamento diz que existem uma única camada na atmosfera, no entanto existem muitas camadas na atmosfera> se algo como agua se formasse acima da atmosfera(o que já é impossível,já estudou como se forma as nuvens?), estaria na forma de gelo, ai a grande duvida que forma da natureza(não vale deus) que precipitaria esse gelo em agua para cair na Terra?e os efeitos gravitacionais?
      agora vamos acreditar que o diluvio aconteceu, ou seja, foi coberta com agua(eu acredito que aconteceu uma chuva torrencial), 40 dias é suficiente pra encher a terra?e para abaixar os níveis de agua, demoraria anos?
      Por fim, existe uma lei absoluta na ciência, na se cria e se perde, tudo de transforma, aonde esta toda essa agua?

      • Anderson Dias

        18 de novembro de 2013 em 22:34

        Na verdade se você estudar a fundo a questão do dilúvio, verá que não foi só a chuva que encheu a Terra e sim com águas provenientes de debaixo da terra (provavelmente piscinas / fontes de aguas subterrâneas que irromperam por meio de atividades vulcânicas e sísmicas, por exemplo: “No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,” – Gênesis 7:11.
        Em relação de onde foi parar a água, temos várias teorias entre os cientistas criacionistas, como por exemplo, que pode ter sido neste momento a separação dos continentes e hoje aproximadamente (se não me engano) 3/4 da Superficie da Terra é coberta de água.
        Para mais informações e para que você não utilize algum contra-ponto destes pontos por mim apresentados, peço que se você tiver um tempo, leia o link postado acima que foi da onde retirei algumas destas teorias para que você analise como um todo todas as justificativas paras as mesmas e entenda como as mesmas foram elaboradas.
        Abraços.

        • gato do apocalipse

          19 de novembro de 2013 em 20:50

          cara o erro já começa ai, o que separou os continentes forma os movimentos das placas tectônicas isso em milhões de anos, com certeza a agua não conseguiriam fazer isso em algumas centenas de anos.
          Eu tenho o costume de ler estudos onde se busca a explicação cientifica de eventos bíblicos, na maior parte das vezes são manipulados e distorcidos.
          Em relação ao diluvio, a explicação (se não me engano, foi um estudo espirita)que gostei, foi de um colisão com um asteroide próximo as margens de um oceano, que rapidamente aqueceu as aguas formando enormes nuvens e assim choveu por muito tempo(não foi um diluvio) inclusive na mitologia grega tem uma passagem parecida(supostamente plagiada pelos judeus. que esta na biblia), na qual relata o mesmo evento, sendo antes descrito uma aparição de um “peixe alado enorme no ceu” antes de dias incontáveis de chuva. Como naquela época não se conhecia os asteroides, foi assemelhando com um peixe.

          • Anderson Dias

            20 de novembro de 2013 em 13:19

            Como falei para você, seria interessante você ler o capítulo que mencionei acima para entender o ponto de vista que compactuo, até porque não foi água que causou mortes no Dilúvio de Nóe e sim vários outros fatores também que seriam suficientes para separar os continentes: ” sim com águas provenientes de debaixo da terra (provavelmente piscinas / fontes de aguas subterrâneas que irromperam por meio de atividades vulcânicas e sísmicas, por exemplo: ‘No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram,’ – Gênesis 7:11.”

  75. gato do apocalipse

    18 de novembro de 2013 em 21:31

    heheh, um monte de gente religiosa reclamando do post mas não percebeu que so deu audiência para ele, mais de 200 coments, acho que a maior depois de muito tempo

  76. juan

    18 de novembro de 2013 em 19:54

    a bíblia foi escrito por homens,em uma língua diferente,ela provavelmente foi traduzida errada em muito versos e historias,então não se pode acreditar em tudo que está escrito nela.
    o diluvio é um exemplo acho que foi mau traduzida(sei lá)
    antes do diluvio,os continentes já eram separados,ou ainda era só pangeia???

    • Allan Andrade O Apaixonado

      26 de novembro de 2013 em 02:56

      Como os cientistas podem comprovar que a terra se chamava de Pangeia?? Do mesmo modo como eles podem enxergar o nascimento de uma estrela a milhões de anos-luz, e ao mesmo tempo não saber com certeza, o que há no lado escuro da lua, que é bem ali…

  77. Mr. Seven

    18 de novembro de 2013 em 19:05

    Noé Usou o WinRar

    • Vinicius

      18 de novembro de 2013 em 21:09

      rapaz…. depois dessa , meus parabéns, ri muito hehe

    • Kermit Figueiredo

      18 de novembro de 2013 em 20:42

      Cara, depois desa eu vou ter ke curtir sua vida e prestar atensão em tudo o ke vosê posta.

  78. Emmanov Kozövisck

    18 de novembro de 2013 em 18:53

    Não me atrevo a questionar o que ocorre depois da morte e de onde viemos. Mas eu estou relativamente ansioso pela morte. Eu temo que tudo o que construí em Terra se desmanche como um castelo na morte, mas ao mesmo tempo penso que ela não é algo ruim, mas sim a iluminação que nos explicará tudo sobre a essência do ser humano. Por isso, não posso ser ateu. Ao mesmo tempo, não sigo uma religião, pois o universo é incrivelmente incompreensível para a mente humana. Por enquanto.

    • marcelo brito

      29 de maio de 2015 em 21:33

      Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
      E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
      Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
      Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
      Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
      Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
      O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
      Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
      Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
      Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
      Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
      Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
      E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
      Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
      Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
      Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
      2 Pedro 3:3-18

  79. Anderson Dias

    18 de novembro de 2013 em 18:01

    Realmente eu compactuo com o colega acima que reparou que ultimamente sempre estas “curiosidades” são principalmente contrárias ao Cristianismo (que neste caso acertou também o Judaísmo). Mais OK, em relação as respostas do post, ando meio sem tempo e ia ser complicado sintetizar todo o texto para compartilhar aqui, mais gostaria de passar o link sobre “explicações” a respeito do dilúvio, que caso seja interesse do autor e do outros, faz parte do Livro “Criacionismo: Verdade ou Mito” do Bacharel em ciência aplicada (com ênfase em biologia ambiental) e graduação para professores de Ciências nas escolas públicas das escolas e é também Doutor em Literatura e Divindade, Ken Ham.
    O capítulo do dilúvio é o capítulo 10, a partir da página 133: http://www.4shared.com/office/BhpMgOkj/Criacionismo_-_Verdade_ou_mito.html.

    • Anderson Dias

      18 de novembro de 2013 em 18:12

      Só acrescentando / corrigindo: graduação para professores de Ciências nas escolas públicas da Austrália e formado no Bacharel de Ciência Aplicada pelo Queesland Institute of Technology também na Austrália.

  80. Robson

    18 de novembro de 2013 em 17:57

    A ciência explica o que o homem pode compreender, o ”possível”, ja a bíblia fala de milagres, de Deus, então essa discussão é totalmente inutil e depende só da sua fé, acredita se você quiser, mas o Minilua vem piorando, ”O lado bom do nazismo” e agora esses tópicos de Religião vs Ciência e ainda por cima é o mesmo cara.

  81. Eduardo Tordek

    18 de novembro de 2013 em 17:28

    os aquáticos? diluvio não seria água? pra que colocá-los na arca?

    • Li Syaoran

      18 de novembro de 2013 em 17:44

      Como já disseram antes, a água salgada mataria os animais de água doce e se a Terra ficasse inundada por água doce os animais de água salgada morreriam.

  82. Riddle Boy®

    18 de novembro de 2013 em 17:00

    Toda a sabedoria vem do Senhor Deus, ela sempre esteve com ele. Ela existe antes de todos os séculos.
    Eclesiástico, 1
    2. Quem pode contar os grãos de areia do mar, as gotas de chuva, os dias do tempo? Quem pode medir a altura do céu, a extensão da terra, a profundidade do abismo?
    3. Quem pode penetrar a sabedoria divina, anterior a tudo?
    4. A sabedoria foi criada antes de todas as coisas, a inteligência prudente existe antes dos séculos!
    5. O verbo de Deus nos céus é fonte de sabedoria, seus caminhos são os mandamentos eternos.
    6. A quem foi revelada a raiz da sabedoria? Quem pode discernir os seus artifícios?

    A Bíblia não é um livro cientifico e nem tentar provar nada. mas afirma a vontade do Criador, já disse muitas vezes aqui, tudo a bíblia diz só pode ser compreendido pela fé, a fé não é vem de experiencias já vividas, é crê mesmo sem ver, que é ao contrario da ciência que tenta explicar a natureza por experiências já vividas.
    Nos tempos de Noé os homens eram mais fortes e viviam mais e não tinha tantas doenças como hoje, os gigantes são um exemplo desta época.
    Ha uma divergência entre os teólogos quanto alcance do diluvio, tenho opinião, naquele tempo a terra não era completamente habitada, mas só naquela região, então o diluvio só inundou aquela região toda, a muito tempo atras antes do homem habitar toda a terra.
    O criador escolheu os animais, eles não eram animais comuns eram separados (se fosse animais normais não tinha como Noé dar tanto cuidado para eles) e os carnívoros se tornaram vegetarianos ( é um questão de fé tem que ser interpretado) só foram escolhidos os animais daquela região pelo motivo que eu falei anteriormente, Noé trabalhou pra construir e colher todo o alimento pra se cumprir palavra.
    Tem pesquisar sobre o significado da palavra especie no hebraico a definição não é a mesma (não tive tempo de encontrar simplesmente sei),
    Eles tiveram muitos problemas durante a tempestade mas DEUS fez a promessa de os salvarem, ele se encarregou de tudo que para eles era impossível.
    Depois do fim do diluvio os animais voltaram ao seu habitat normal quando o nível de alimento disponível se equilibrou.
    Minha resposta não é mais correta tudo que eu disse foi como interpretação e pesquisa, mas isto acontecimento também é um simbologia de Cristo com esta no novo testamento.
    Cristo simboliza a arca e o diluvio simboliza o batismo.

    • Luiz Cláudio

      18 de novembro de 2013 em 21:00

      Aí Diego, cadê você agora pra peitar isso daqui ? Tu só responde o que te dá na telha, neo-ateu fajuto.

    • La No Posto Ipiranga

      18 de novembro de 2013 em 17:35

      li tuto

  83. capeta urbano

    18 de novembro de 2013 em 15:38

    DeUs,é um alienígena,a “Arca”,uma nave com estruturas de tempo e espaço distorcidos e os animais foram teleportados.
    Matei a xarada,alguém me da café agora??

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 16:35

      Faz mais sentido do que um barco carregar dois de cada animal da terra porquê um ser mitológico quis assim.

    • Lucas Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 16:25

      Sua teoria faria sentido se a existência de ETs fosse realmente confirmada.

  84. Kelvin Uchiha

    18 de novembro de 2013 em 15:37

    Simples… Pokebolas ‘

  85. Kermit Figueiredo

    18 de novembro de 2013 em 15:31

    Rezumindo:
    O Diego fez implicasões lójicas da área mínima disponível da Arca para cada animal não ser esmagado e não sofrer lezões e prezumiu ke é imposível ke dois reprezentantes de cada espésie animal, – ke ao todo contabilizam mais ou menos 8,7 mi de espésies (não sei se nese número estão incluídas as espésies acuáticas) – pelo menos coubesem dentro de uma Arca de 135 m de comprimento, 22,5 m de largura e 13,5 m de altura com 3 andares. As únicas hipóteses viáveis para dar crédito à história da Arca é ke Deus compactou proporsionalmente os átomos ke formam os organismos dos animais, fazendo asim ke suas estaturas diminuísem (ocupasem um volume menor) ou ke ET’s diminuíram o tamanho da Arca após os eventos do Dilúvio ou ke a Bíblia corrobora a Teoria da evolusão fazendo-nos deduzir ke nesta época ezistiam menos espésies de seres vivos do ke há hoje e ke um grupo de diversas espésies evoluíram de apenas uma, outro grupo de outra e asim por dainte.
    Cuanto à alimentasão, há a posibilidade de ke as carênsias dos animais tenham diminuído durante os 40 dias.
    Sobre o ke aconteseu após o sesamento da chuva nem se presiza de argumentos, a Bíblia diz ke eles navegaram até encontrarem terra seca e atracaram, ou seja todos habitaram por um tempo a mesma rejião e depois se separaram até ke aconteseu a pós-Panjeia.
    Aserca de suprir as nesesidades dos carnívoros, a única probabilidade ke consigo cojitar foi ke Deus fez uns paranauê para mantê-los vivos, como fez à Israel com maná no dezerto. Os vejetais Deus pode tê-los feitos permaneser intactos ou ke brotasem depois da água submerjir à terra.

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 16:34

      Conhece o português?

      • Kermit Figueiredo

        18 de novembro de 2013 em 20:26

        Vamos lá de novo:
        Segundo a fonética eu falo corretamente, mas se vosê axa importante lembrar todas akelas regrinhas de portugês idiotas criadas pelos nosos asendentes ke não tinham os recursos e o conhesimento de ke dispomos hoje para eliminar tudo akilo ke é desnesesário, parabéns, vosê está perdendo seu tempo como eu perdi todo ele aprendendo isto na escola, eu escrevo desta forma para fazê-lo refletir antes de tirar suas concluzões – coiza ke vosê não fez – : kem está fazendo as coizas sertas? Kem sege à risca as impozisões efetuadas neste noso mundo ou kem kestiona e tenta realmente entender a forma como as coizas funsionam e, inisialmente, pela lójica e bom senso tentar fazer e rezolver kestões ke nos permeiam, isto é, neste cazo, será mesmo nesesário aprender gramática? ou o melhor é escrever conforme os parâmetros inisiais de fonética, ke não rekerem decorebas?
        Só para constar, eu tenho corretor ortográfico.
        [img]http://www.insanos.com.br/img/dedo_meio_pe.jpg[/img]

      • Lucas Rodrigues

        18 de novembro de 2013 em 16:37

        Eu não li nada do que ele escreveu rsrs

  86. Alécio Gomes

    18 de novembro de 2013 em 14:22

    “É fisicamente impossível que todos os seres existentes na Terra, excluindo os aquáticos, caibam em um espaço tão pequeno.” mano pra que aquáticos?A terra foi inundada eles sabe com sobrevivier na água ‘-‘

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 16:33

      Se o mundo fosse inundado com água salgada os animais de água doce morreriam.
      Se o mundo fosse inundado por água doce os animais de água salgada morreriam.
      Entendeu?

  87. Michael Rodrigues

    18 de novembro de 2013 em 14:07

    Vídeo sobre evolução segundo cristãos.
    http://www.youtube.com/watch?v=4aOlqo3QwQw

    [img]http://4.bp.blogspot.com/-jEvPmfO8PLc/UfQiW0X_dxI/AAAAAAAAEwI/D_EFoRLD9Pk/s1600/Sem+t%C3%ADtulo.png[/img]

  88. Kira

    18 de novembro de 2013 em 13:50

    Diego, ta na cara q o povo daquela época não conhecia a ciência, pra eles terra era quadrada e aquele era o único continente, é idiotice levar esse fato ao pe da letra, assim como é idiotice acompanhar seus posts!!!

    • Michael Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 13:56

      Na verdade acreditavam que ela era plana.

      • Kira

        18 de novembro de 2013 em 14:06

        obrigado…

  89. Fred Junior

    18 de novembro de 2013 em 13:38

    [img]http://4.bp.blogspot.com/_d1n7QdNUVVo/TJVWOVkTCOI/AAAAAAAABR8/wz47F_8W97w/s1600/thor.jpg[/img]

    • marcelo brito

      29 de maio de 2015 em 21:27

      Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
      E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
      Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
      Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
      Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
      Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
      O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
      Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
      Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
      Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
      Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
      Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
      E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
      Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
      Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
      Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
      2 Pedro 3:3-18

  90. Dark J

    18 de novembro de 2013 em 13:35

  91. Tiago Gondim Lima

    18 de novembro de 2013 em 12:41

    Deus estabeleceu quais animais iriam na Arca, e não era todos, vejamos:
    Gênesis 7
    1 DEPOIS disse o SENHOR a Noé: Entra tu e toda a tua casa na arca, porque tenho visto que és justo diante de mim nesta geração.
    2 De todos os animais limpos tomarás para ti sete e sete, o macho e sua fêmea; mas dos animais que não são limpos, dois, o macho e sua fêmea.
    3 Também das aves dos céus sete e sete, macho e fêmea, para conservar em vida sua espécie sobre a face de toda a terra.

    Com relação a comida, será que iriam somente animais grandes, muitos deles podiam ser bebês e estar em ovos ainda, pois é mais fácil alimentar animais pequenos que comem pouco do que animais grandes…

  92. Carlos Melero Filho

    18 de novembro de 2013 em 12:05

    Acompanho o Minilua a alguns anos já através de meu feed via e-mail, sempre gostei bastante do site e principalmente das curiosidades que ele traz, mas de um tempo pra cá tenho notado grande “perseguição” aos que tem uma religião (principalmente cristã), aonde a categoria “religião” somente serve para criticar pontos ao invés de informar e criar um debate construtivo, sou cristão sim, e fico sim um pouco chateado por ver um site que gosto tanto escolher somente um lado da informação e negligenciar completamente o outro lado, me sinto marginalizado. Falo isso como opinião própria, não quero criar um debate ou intrigas e também não quero que Minilua vire um site evangélico, só quero que revisem o conteúdo que colocam aqui dentro, ao contrário essa categoria deveria se chamar “orgulho ateu”. Obrigado pela atenção.

    • Dark J

      18 de novembro de 2013 em 12:14

      Flw td! 🙂

    • Diego Martins

      18 de novembro de 2013 em 12:08

      Tudo que a gente coloca em nossos post são baseados em pesquisa e estudos. Se você acha que tem algo errado ou indevido, você mesmo pode escrever algo, desmentindo nossos argumentos, que nós teremos o maior prazer de publicar. Mas infelizmente, em todos os comentários feitos até agora, ninguém respondeu as perguntas feitas no post de maneira razoável.

      • Carlos Melero Filho

        18 de novembro de 2013 em 15:54

        Bom dia, aceito seu ponto de vista, não tenho nenhum argumento plausível para isso, mas gostaria de um pouco de respeito, seria o mesmo que debater: quem gosta mais de coca-cola ou de pepsi e o Minilua só comentasse a favor da Pepsi e falasse que a Coca é bebida fútil e debaixa qualidade, mesmo que seja verdade, deveria respeitar quem gosta de consumir a Coca, espero que meu ponto de vista fique um pouco mais claro, não quero desmerecer o trabalho de ninguém, amo o site e esse é apenas um ponto de vista pessoal

      • Dark J

        18 de novembro de 2013 em 12:19

        Eu respondir seu humano ignorante. Vc q ñ quis v.

  93. Dark J

    18 de novembro de 2013 em 11:38

    O mundo segundo os cientistas naquela epoca era junto, então era facil um animal de um continete ir pra Arca. A Arca era gigante e forte o suficiente para carregar toneladas de comidas e animais. O ser humano não tinha muitos passatempos naquela epoca, então, eles pegaram folhas e flores da terra e quando chegou o diluvio, eles davam essas folhas e as comidos pros animais, porque eles tinham muito tempo de sobra. Eles construiram celeiros e gaiolas, então seria fácil colocar cada animal em qualquer celeiro separado. /falomesmo

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 13:29

      TODOS OS FUCKING ANIMAIS DA TERRA EM ALGO DO TAMANHO DE UM CAMPO DE FUTEBOL?
      Aff.

  94. Hélio Cavalcante Maia

    18 de novembro de 2013 em 11:25

    A religião é muito simples, é uma questão de ter fé ou de não ter. Acredita quem pode, não quem quer!

  95. Phoenix Whight

    18 de novembro de 2013 em 11:00

    Deve ser ruim viver a vida acreditando e temendo em um deus inexistente e um conto de fadas com mais de dois mil anos.

  96. Lucas Freitas

    18 de novembro de 2013 em 10:49

    Na época do dilúvio ainda não se conhecia grande parte da África, grande parte da Europa, grande parte da Ásia, as Américas, a Oceania e os Polos (devido a barreiras geográficas). Além disso, a bíblia nasceu numa região de clima muito árido, com fauna bem restrita, onde até hoje a informação e conhecimento não são algo muito acessível.

    Olhando por esse lado o mundo devia ter umas 100 espécies conhecidas, dentre as quais pouquíssimas eram maiores do que bois. Um maremoto caprichado no Mediterrâneo poderia ter provocado o dilúvio…

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 16:31

      Ou seja,deus não sabia de todo o resto?
      Deus não sabia quantos animais existiam além daquele lugar?
      …que deus inteligente…

      • Lucas Freitas

        21 de novembro de 2013 em 19:14

        Pra começar, em que momento eu citei Deus no meu comentário, fera?!

        Eu tentei abordar o dilúvio pelo ponto de vista que eu imagino numa época onde os poucos homens que sabiam ler eram padres, monges e pastores. Se até hoje o berço do cristianismo é manipulado por ditadores, imagina naquela época…

        O ponto onde eu tentei chegar (que sua “colossal” inteligência não deixou você perceber) é que não se pode aplicar o conhecimento atual a uma coisa que foi escrita a mais de 2000 anos, na época em que uma baleia respirando virava monstro marinho.

      • Luiz Cláudio

        18 de novembro de 2013 em 20:57

        Cara, larga de ser retardado, a Bíblia foi escrita POR HOMENS, homens do tempo da caverna. Isso foi a anos e anos atrás, pode ter sido facilmente modificada ao passar dos tempos e ter crescido a ponto de ter dito que foi um dilúvio mundial, quando na verdade, foi um dilúvio somente onde Noé morava, na sua região.

        • Lucas Freitas

          21 de novembro de 2013 em 19:22

          1º – Hora nenhuma eu falei em Deus no meu comentário.

          2º – Aconselho que você releia com calma, tentando interpretar o que tá escrito, porque seu comentário é quase como um resumo do que eu disse…

  97. Ariel

    18 de novembro de 2013 em 10:16

    Bah iria ser tão legal, porem agente vive neste mundo monótono onde bestas de 7 cabeças, dilúvios globais e previsões não existem! A realidade não é esta palhaçada que a bíblia pinta.

  98. Um qualquer

    18 de novembro de 2013 em 10:15

    Diego, uma dúvida, o que você busca concluir nestes posts? Provar sua teoria? Fazer todos os que acreditam perderem sua fé? Ser ovacionado pelos ateus como você? Ou é simplesmente pura “pesquisa de curiosidades”?

    • Diego Martins

      18 de novembro de 2013 em 11:36

      Escrevo porque o tema é interessante e espero que as pessoas parem por um segundo e pensem nos absurdos em que acreditam sem questionar.

      • Kira

        18 de novembro de 2013 em 13:14

        cara, ta na cara q o povo daquela época não conhecia a ciência, pra eles terra era quadrada e aquele era o único continente, é idiotice levar esse fato ao pe da letra, assim como é idiotice ler seus posts!!!

      • Um qualquer

        18 de novembro de 2013 em 12:07

        Diego , meu caro, tudo é questão de perspectiva. O que é absurdo pra você, é verdade pra mim. Estamos separados por um grande abismo,(ou pequeno, depende do ponto de vista da pessoa) chamado fé. A fé não se explica, não há teorias científicas que a comprovem, não há fórmulas matemáticas ou físicas que cheguem ao seu resultado, simplesmente tem-se e sente-se. O tema é realmente interessante, mas se tornou monótono. Não há nenhum representante do ML ( algum modera daí) que escreve defendendo a religião( a que chegou mais próxima foi a Nandy, mas ela foi bem neutra no assunto) , só aparece alguém questionando(alguém, lê-se você, já que é raro outro modera fazer posts do tipo). Os religiosos, ou os agnósticos(sem religião, mas que crêem em um ser superior) estão em grande desvantagem aqui, visto que 80% do ML é composta por ateus( não sei se são ateus mesmo, ou se são meros jovens revoltados que não sabem nem o que vestir ou como se comportar e se dizem ateus para se achar cult,mas enfim), daí até entendendo seus posts favorecendo a maioria, mas se tornou monótono, você é abertamente ateu, e ataca abertamente não só uma religião, mas uma crença em si. Então, tudo me leva a crer que você quer que todos pensem como ateus. Entendo, você defende seu ponto de vista, mas uma sugestão seria , se possível, algum modera, de preferência que não fosse ateu, fizesse posts do outro lado da moeda, se é que tem algum modera deste site que não é ateu né…

        • Diego Martins

          18 de novembro de 2013 em 12:11

          Bom, seu abismo chamado fé é um absurdo. Basta pensar um pouco:

          A fé diz que uma pessoa pode andar sobre a água. A ciência diz que não. Qual das duas funciona?
          A fé diz que algo pode se multiplicar a partir do nada. A ciência diz que não. Qual das duas funciona?
          A fé diz que a Terra tem 6 mil anos. A ciência fiz que tem 4,7 bilhões de anos. Qual das duas tem mais evidências do que afirma?

          Eu só estou usando o bom senso nos posts, afinal eu não posso sair dizendo que absurdos são coisas verdadeiras.

          • Um qualquer

            18 de novembro de 2013 em 16:25

            Tá. Vamos fazer assim então. Eu acredito e você não. Simples, né? E quanto ao meu pedido? Vai levar em consideração e pedir a algum outro moderador fazer posts sobre religião, ou todos são como você?

          • Lucas Rodrigues

            18 de novembro de 2013 em 15:28

            É por isso que a ciência é muito mais correta u.u

          • Um qualquer

            19 de novembro de 2013 em 12:24

            Lucas, me responda, o que é um sentimento, isso é claro, com base na ciência.

          • gato do apocalipse

            20 de novembro de 2013 em 10:31

            Me intrometendo no assunto
            Sentimento?
            fácil, são apenas sinapses cerebrais(principalmente envolvendo giro do cíngulo e areos pre-frotais) que ativam determinadas outras áreas, podendo ou não desencadear uma serie de efeitos secundários(efeito cascata) de acordo com a intensidade e tipo de estimulo.
            Obs: sem wikipedia ol

          • Um qualquer

            21 de novembro de 2013 em 10:34

            Então, quer dizer que você acredita, por exemplo, que o amor é um efeito secundário? Um estímulo? Nossa, sério, tenho certo nojo destes cientistas que afirmam tais coisas.

          • gato do apocalipse

            22 de novembro de 2013 em 06:08

            claro, conhece a síndrome do sociopata, mal de alzheimer, lobotomia ou lesão do giro do singulo. Tudo isso, por mais que tenha fe ou amor por algo e perdido com esses tipos de lesão. Pena é acreditar que o amor é magica

          • Um qualquer

            22 de novembro de 2013 em 09:00

            Vou respeitar sua opinião, mas eu não concordo com ela.

          • Kira

            21 de novembro de 2013 em 11:17

            cara nao discuti com esses daí não, perca de tempo, esses daí são os “tomé” da nossa geração!

          • Kira

            18 de novembro de 2013 em 13:16

            essa vc tirou da onde? onde diz q a terra tem 6 mil anos..
            acorda cara a tua hora vai chegar e vc vai ficar pra traz :p

  99. Rafael Pires Ferreira

    18 de novembro de 2013 em 09:29

    Bíblia Fail !

  100. Wheatley

    18 de novembro de 2013 em 09:12

    É claro que a bíblia é inconsistente. Como homens que ainda vivem em cavernas e escrevem em pedras iriam saber da física, da matemática, da biologia entre outras modernas?

    • Diego Martins

      18 de novembro de 2013 em 11:37

      Mas suponho que deus, o suposto inspirador da bíblia, já devia saber de tudo…

      • Wheatley

        18 de novembro de 2013 em 18:41

        Bem, quem garante que Deus exista, e que, como qualquer religião, o seu livro sagrado foi apenas inspirado nas crenças de um conjunto de homens, que acabou se disseminando? Ou as vezes o povo era manipulado pelos seus governantes, como aconteceu com os egípcios, achavam que seu Faraó era um Deus e que tudo que afirmasse ou fizesse era divino. Existe também a possibilidade de que os textos originais fossem modificados ao traduzidos. A respeito das visões, de que não sei quem estava sofrendo e viu um anjo, isso é facilmente explicado por um fenômeno da psicologia(não sei o nome) em que o cérebro cria um companheiro imaginário para te incentivar e aumentar o pensamento de “eu posso” “eu consigo”.

        • Riddle Boy®

          19 de novembro de 2013 em 14:12

          Conclusão interessante, mas não é verdade, muitas coisa trilharam caminhos diferente e você só pegou o lado que você achou mais fácil entender.

          • Wheatley

            19 de novembro de 2013 em 17:55

            Sim sim, existem outras histórias na Bíblia, não menos fáceis de se refutar. A respeito, o que você quis dizer com “caminhos difirentes”? Pelo que eu entendi você está se referindo às opiniões sobre o suposto simbolismo da Bíblia. Eu abordei a explicação mais plausível ou comprovável, existem outras, como a que diz que a Bíblia era uma metáfora para os homens antigos aprenderem sobre os valores de uma sociedade avançada e para criarem conceitos básicos da ciência e etc.

  101. Muller Montreal Canadiens

    18 de novembro de 2013 em 09:06

    Eu acredito na ciência e em Deus, não preciso que outras pessoas tentem provar se Deus existe ou não, mas se a ciência diz que a arca é impossível etão acredito na ciência ,pois a ciência tenta provar a existência de Deus através de algo material por isso que jamais vai encontrar a prova da existência de Deus.

  102. Felino

    18 de novembro de 2013 em 08:59

    af esse diego quer postar coisa contra a biblia de depois quer posta coisa sobre preconceito´’-‘ que tipo de paz e essa que os cara quer buscar, não gosta de bulling mais quado ve um crente ja começa a querer por tudo em cima da ciencia, quero dizer que se dane quem num quer ter religião, agora ficar chingando e coisa de quem ta com medo de ir pro inferno (pronto falei agora que venham as respostas e os paspalhos)

  103. Lipe Pletsch

    18 de novembro de 2013 em 08:33

    Bíblia = conto de fadas pra retardados

    • Lucas Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 15:27

      Acredito que o adjetivo “retardado” não se aplique neste contexto, eu diria que a bíblia é um conto de fadas para lunáticos.

  104. tohellusername

    18 de novembro de 2013 em 08:27

    quanto mais se passam os anos mais justificativas e possibilidades as pessoas precisam adicionar para que as historias da Bíblia não percam sentido. Como pode ser real uma historia que não consegue nem se sustentar com as próprias pernas?

  105. gato do apocalipse

    18 de novembro de 2013 em 07:53

    Algo bem engraçado que não foi dito é que não se sabe quem foi que escreveu o conto do diluvio cristão, o mais provável é Moises (provavelmente ele também escreveu sobre o gêneses, ou seja, o cara já esta sem credito), mas nos mesmo textos que ele supostamente escreveu, é narrado sua morte. Acho difícil alguém escrever sobre sua própria morte.

  106. O Mentalista

    18 de novembro de 2013 em 07:18

    Simples,ponha a palavra mágica fé no início de tudo,e todos irão acreditar. Ou simplesmente dizer que é um simbolismo ou até mesmo uma metáfora é uma forma de dizer que esse é um mito primitivo e ilógico, na qual nenhuma pessoa deveria tomar como verdade, muito menos algo simbólico. Agora me digam, esse simbolismo nos diz o que?

  107. Adriano Santos

    18 de novembro de 2013 em 01:56

    AE DIEGO VC PODERIA FAZER Uma MATÉRIA COM OS BENEFÍCIOS DA RELIGIÃO, SÓ VEJO VC CITAR OS PONTOS NEGATIVOS, VC PODERIA FALAR MAL DO ISLÂMISMO E DO BUDISMO TAMBÉM CARA, VC SÓ FALA MAL DO CRISTIANISMO, COMO SE SÓ EXISTISSE ESSA RELIGIÃO, PARECE Q VCS ATEUS ODEIAM MAIS O CRISTIANISMO E JUDAÍSMO DO Q AS OUTRAS RELIGIÕES, ISSO É BULLYNG.

    • Hélio Cavalcante Maia

      18 de novembro de 2013 em 11:29

      O nome disso é pobreza de espírito.

      • tohellusername

        18 de novembro de 2013 em 11:42

        mas os “homens religiosos” tb foram responsáveis por muitas mortes ao longo da historia…

        esse argumento que eu usei foi só um exemplo pra mostrar que, o seu e o meu são RIDICULOS

        se, DE ACORDO COM VC, os religiosos fizeram mais coisas boas, foi tão somente pq a maioria da população MUNDIAL é religiosa, nem por isso deixou de haver pessoas responsáveis por coisas maravilhosas e por coisas terríveis pelo mundo.

        pessoas fazem o bem ou mau por causa de seu caráter, isso não tem a ver com crenças religiosas, esse score de pontos só existe na sua cabeça.

        • Hélio Cavalcante Maia

          19 de novembro de 2013 em 12:03

          Ateus também são pessoas, e estão sujeitas a cometerem crimes… eu acho… exemplo disso posso usar alguns sujeitos do LESTE, Leninn, Stalin, aah tem também o Fidel aqui pertinho.

          • tohellusername

            19 de novembro de 2013 em 14:19

            *sigh*

            pelo jeito vc não entendeu o que eu disse, e provavelmente nunca entendera…

          • Hélio Cavalcante Maia

            20 de novembro de 2013 em 13:31

            Muito bem “pessoas fazem o bem ou mau por causa de seu caráter, isso não tem a ver com crenças religiosas, ” mas então por que vc culpa a religião por tudo isso?

          • tohellusername

            20 de novembro de 2013 em 18:01

            a religião, assim como outros fatores, exerce papel de combustível pras pessoas, seja isso pra fins bons ou ruins.

            não é a toa que por meio da religião, vários aproveitadores surgem fazendo da fé das pessoas quase como uma industria pra ganhar lucro. Não estou dizendo que são todas (embora eu pessoalmente acredite que sim) mas certeza que a maioria.

            toda influencia que a religião tem no povo faz com que, muitas vezes, ate mesmo decisões importantes e boas para sociedade sejam vetadas por serem consideradas controversas aos ensinamentos cristãos.

          • Hélio Cavalcante Maia

            21 de novembro de 2013 em 20:44

            Vou refazer a pergunta, Mas por que então você culpa a religião?² … no seu dizer o que seria bom pra sociedade? casamento das bibas?

          • tohellusername

            21 de novembro de 2013 em 21:23

            *sigh*

            todos os pontos positivos da religião são substituíveis, ela não o único incentivo pras pessoas fazerem o “bem”, ao contraio dos pontos negativos como os que eu mencionei, as pessoas sempre vão usar religião pra fins egoístas ou pra influenciar outras pessoas, então se a parte boa da pra substituir e a parte ruim não tem concerto, pq a religião como instituição deveria continuar existindo?? Espero que tenha entendido agora.

            bom pra sociedade é não gastar dinheiro publico pra visita de líder religioso estrangeiro, é ser de outra religião sem ser descriminado pelas pessoas, é ter opção sexual sem ter que ouvir um monte de gente interferindo, é não ter gente que vai dar dinheiro pra um aproveitador que brinca com a fé dos outros por dinheiro…enfim, dentre outros.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:22

            Aquele que busca em sua religião, sabedoria espiritual, nunca irá desviar-se do propósito verdadeiro das religiões, que é fazer do homem, um ser humano melhor, agora, aquele que busca na religião, melhoria material, está sujeito a cair na conversa de qualquer estelionatário religioso.

          • tohellusername

            26 de novembro de 2013 em 13:42

            sinto muito, mesmo que o proposito verdadeiro de uma religião seja nobre, dificilmente ela se manterá dessa forma. Não existem instituições incorruptiveis, as religiões são uma instituição sujeita a falhas assim como todas as instituições são, religiosas ou não. Seria ótimo se as pessoas que acreditam em Deus buscassem a paz e sabedoria espiritual puramente em sua Biblia ou pequenas comunidades, melhor do que construir gigantescas instituições que trazem mais malefícios do que beneficios

          • Luã Dsnvs Bottu

            26 de novembro de 2013 em 10:35

            cara vcs tão se estapeando por pouca merda ai kkkk só digo uma coisa, as primeiras historias da biblia são exatamente isso!! historias… ou vcs acham que só os sateremaué que contam historias pras crianças das suas tribos????? o cara só quiz dar uma base cientifica pra historia e eu gostei muito… mas vai alem disso é um conto só para repassar as ideias dos antigos

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 15:12

            deixa pra lá então, meu intelecto não suporta tanto conhecimento *-*

    • tohellusername

      18 de novembro de 2013 em 08:31

      o cristianismo é a religião dominante aqui no ocidente portanto no Brasil tb, todos os impactos causados pela religião em NOSSA volta são causados pelo cristianismo. Pq diabos vai falar do Islamismo se ele não tem influencia nenhuma na nossa sociedade?

      • Allan Andrade O Apaixonado

        26 de novembro de 2013 em 03:06

        Meu amigo, os grandes impactos causados em nossa região ocidental, não é produto de religiões, e sim de uma política, fajuta, injusta feitas por ateus, religiosos enfim por pessoas que não têm nada a ver com o verdadeiro propósito religioso, que levar o homem ao caminho do bem.

      • Adriano Santos

        18 de novembro de 2013 em 12:32

        ENTÃO ESSA MATÉRIA FOI FEITA COM A INTENÇÃO DE PROVOCAR NÓS CRISTÃOS ??????????

        • Lucas Rodrigues

          18 de novembro de 2013 em 16:20

          Não foi essa a real intenção, acredito que foi para lhes mostrar a verdade 😉

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:13

            E para você, o que é a verdade?

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 12:08

            Como sempre os ateus, muito cheios de sí, são tão intelectuais que me dá dor de cabeça só em ler o que eles postam.

          • Lucas Rodrigues

            19 de novembro de 2013 em 14:58

            Pelo contrário, eu sou deísta, acredito na existência de um ser superior, mas não nesse que as religiões pregam u.u

          • Kira

            20 de novembro de 2013 em 09:59

            veremos quem esta certo!!!!!!!
            do meu Deus eu tenho certeza que existe
            talvez ate consigo te provar, basta vc confiar em mim…

          • Lucas Rodrigues

            20 de novembro de 2013 em 15:35

            Então prove!!!

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 15:10

            No Brainiac talvez?

          • Kira

            19 de novembro de 2013 em 11:09

            acho q a verdade vc vai saber no ultimo dia….
            “Logo você lucas não acreditou em mim? eu que te criei, eu que te dei sabedoria,
            sinto muito filho mas você não vai poder viver no meio dos que acreditaram em mim!!”
            e aí vc ja sabe o que vai acontecer, triste realidade!!

          • Lucas Rodrigues

            19 de novembro de 2013 em 14:56

            Cara, você realmente acredita nisso? dá até vontade de rir kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Felino

        18 de novembro de 2013 em 09:04

        O que os cristãos fizeram a você? te mostraram o caminho a jesus e você ficou revoltadinho e agora odeia religião? parece que sim, e ainda quer falar que cristianismo é a religião dominante aqui no Brasil. Agora volte a assistir seu jornal atribuna que já ta quase na hora do futebol. (foda-se criticas apenas falei)

        • tohellusername

          18 de novembro de 2013 em 09:22

          eu que pergunto, algum ateu te surrou pra vc vir aqui tão nervosinho??? qual o problema com o que eu respondi pro rapaz ali?? Ou vc só não suporta que exista pessoas que tenham opinião diferente de vc??

          e não acho religião a melhor opção de instituição na sociedade, as pessoas poderiam viver com suas crenças sem precisar disso. Se isso te deixa nervosinho FODA-SE, não tenho que aguentar seus chiliques.

          • Hélio Cavalcante Maia

            18 de novembro de 2013 em 11:31

            Os homens religiosos foram os que mais se moveram na face da terra pra fazer o bem aos seus semelhantes, já os ateuzinhos revolucionários de sofá…

          • Dark Vampire

            18 de novembro de 2013 em 13:24

            Homens religiosos:
            [img]http://menteopaca.files.wordpress.com/2010/09/11-09.jpg[/img]

            [img]http://www.fsspx.com.br/exe2/wp-content/uploads/2010/10/cruzadas04.jpg[/img]

            [img]http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/345543/gd/129912727382/Hitler-e-a-Igreja-Catolica.jpg[/img]

            E tantos outros.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:10

            Isso aí, meu amigo, não tem nada a ver, com os ensinamentos de Cristo. Aí não passam de seres travestidos de Cristãos, em busca apena de status e poder. Eu poderia também mostrar imagens de pessoas semelhantes a esses, que viveram no decorrer da história, Assassinos que não eram Cristãos(iá que o alvo são os Cristãos), como Genges Khan, Átila, o Huno, Lennin, Stalin e outros, mas mostro em outra oportunidade .

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 11:57

            Acho que as imagens aí refletem mais questões políticas, economicas, do que propriamente religiosas… o mal do mundo não é a religião e sim a alienação e a cobiça humana.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:12

            Falou em poucas palavras, mas disse tudo.

          • Lucas Rodrigues

            18 de novembro de 2013 em 16:21

            É… religião é uma merda mesmo…

          • Felino

            18 de novembro de 2013 em 10:48

            N desrespeitar a religiãodos outros que me deixa nervozo ‘-‘ mesmo que seja uma coisa ridicula vc tem que respeitar, n estou nervozinho estou mostrando o outro lado da história

  108. Cadê O Clark Matsumoto

    18 de novembro de 2013 em 01:41

    não tem logica! a biblia é um livro cheio de contos de fadas que promete o faz de contas, ditado por um louco que conta sobre seu personagem que é maniaco depressivo e quer ser adorado o tempo todo! e ainda é mimado! se não fizer oque ele quer então ele mata! e se meio mundo o desagradar ele para de brincar e da reset! esse deus precisa de uma Mãe para dar umas palmadas!

    • Vitor Hainrich

      19 de novembro de 2013 em 01:17

      e essa tua bunda precisa de uma pika pra toma umas ticadas

    • Kira

      18 de novembro de 2013 em 13:10

      Acho q vc fala de mais…

  109. Willians da Silva

    18 de novembro de 2013 em 00:59

    Eu sou cristão, e de todo o pouco conhecimento q tenho digo q segundo a bíblia foi uma narração feita por Moisés, e nada consta sobre ser um fato simbólico ou coisa do tipo, A única coisa q convence um homem a acreditar em alguma entidade superior é a fé, pois nada comprova a existência de Deus, mais tbm ainda nada comprova o contrário, eu acredito q essa fé é importante para cada um, pois esse é um meio de colocarmos um sentido para nossas vidas, eu ñ ligo se a bíblia seja apenas um conto de fadas ou anjos, ou q aquilo em que eu acredito seja a invenção de um maluco, ou q Jesus nunca tenha existido o importante é q isso tem motivado a vida de milhares de pessoas. “Infelizmente ñ só para o bem, fazer o mal tbm, pois muita morte e crueldade aconteceu por causa do homem religioso ñ a ideia bíblica”. E quer saber de uma, eu sou quase uma daquelas pessoas q está quase desacreditando em tudo isso, mais eu ainda utilizo da sabedoria bíblica para viver e isso me tornou uma pessoa melhor porque eu desacreditei da religião, e das fantasias criadas pelos donos da verdade, A verdadeira besta o homem. A religião mata.
    “o cristianismo ñ deveria ser uma religião e sim um estilo de vida”.

  110. douglas thugs

    18 de novembro de 2013 em 00:56

    God and a illusion!

  111. Green Oak

    18 de novembro de 2013 em 00:33

    Noé usou Pokéballs , como eu sei? eu viajei no tempo quando tava tentando capturar o Celebi , e quem mandou criar a arca não foi deus , Noé era doido , ele viu e usar minhas pokeballs , roubou meu estoque todo , e a enchente na verdade foi que ele não parava de falar “Rain Dance” , e assim ocorreu uma enchente de 4 dias que ele pensou que foi 40 dias .

  112. Weon Kenedi (It's a Lion! Get in the car!!)

    18 de novembro de 2013 em 00:25

    Tanta coisa pra discutir e preferem ficar nesses assuntos que não levam ao convencimento de nenhuma das partes u.u

    • tohellusername

      18 de novembro de 2013 em 08:36

      discutir religião ajuda as pessoas a refletirem sobre as próprias crenças, seja crente ou não é necessário ter independência e pensamento critico sobre o que acredita se não vai parecer um idiota que vive pelo que os outros ensinam.

    • Lucas Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 07:25

      Tem razão, discutir religião é perda de tempo e ganho de estresse.

  113. Luís Felipe

    18 de novembro de 2013 em 00:14

    Diego:
    “PQP, tenho q postar algo q seja bastante polêmico, já q os contos do Jeff estão levando o Minilua à falência…”
    E assim nasceu essa matéria, com recorde de comentários, curtidas, descurtidas, discussões sem rumo nem fim, e, provavelmente, vão lançar um anúncio daq a pouco.

    • Cristian Pavan

      3 de fevereiro de 2014 em 23:49

      Caro Diego e vc acertou em cheio, não é que o post seja bom, mas é que a Bíblia é o livro mais vendido e impresso do mundo , então falar das coisas de DEUS sempre dá “IBOP” e sabe porque? por causa que as pessoas como vc tem sede da palavra verdadeira meu amigo, se entrega logo cara.

    • Diego Martins

      18 de novembro de 2013 em 00:17

      Na verdade número de comentários, discussão, polêmica, nada disso influencia no site como um todo, além de que, se eu quisesse ganhar muitas curtidas, tinha jeito bem mais fácil do que ficar ouvindo bobagem e gastando 4 horas de pesquisas para fazer um texto.

      • Luís Felipe

        18 de novembro de 2013 em 00:30

        Calma jovem, eu sei. Gosto dos seus posts, mas acho q qndo é sobre religião a galera se exalta e discute sem rumo (e sem argumentos, na maioria das vzs), meu coment foi uma crítica a eles.
        E, sobre meu coment acima, foi só uma forma divertida d dzr q seus posts são polêmicos e q os contos do Jeff estão em crise.

        • Lucas Rodrigues

          18 de novembro de 2013 em 07:25

          Com relação aos contos eu não tenho do que reclamar, o Jeff seleciona muito bem as histórias. É, tá bom que de vez em quando aparece uns contos sem pé e sem cabeça, mas isso acontece raramente. A série tá indo muito bem, não merece acabar.

          • Luís Felipe

            18 de novembro de 2013 em 23:11

            Vc é suspeito pra falar, já q é o maior fã da série.

  114. João Ribeiro

    18 de novembro de 2013 em 00:11

    Mano, vc já para na parte que Deus mataria todos os outros humanos por causa da violência. Cara, se Deus cria a vida e é infinitamente bom, por que diabos iria matar suas criações? Tudo bem, ele é deus. Mas se um deus mata e pune (sente ódio, pois para se matar alguém é necessário ódio, rancor, frieza….ou seja, sentimentos humanos) ele vira um ser tão mitológico quanto os deuses gregos (sincretismo entre divino e humano) e de outras religiões que possuem deuses que agem como humanos. E, pelas definições de bem e mal, esse deus não seria nada diferente dos demônios. Além disso, seria extremamente excludente, pois impediria que outros humanos inocentes sobrevivam, sendo somente a família de Noé. Deus que pune, castiga, sente ira, privilegia somente uns, mata suas criações? Tô fora bicho, isso é deus ou um humano?
    Ah, e outra, dar um dilúvio para varrer a violência na Terra….mano, eu penso que Deus é muito mais que dar um dilúvio pra limpar a violência, isso significaria que Deus interfere na Terra e é extremamente geocentrista, tal como a crença antiga dizia sobre a Terra e o Universo. Se Jesus já viria como Salvador, por que punir a Terra antecipadamente? Por que Deus ACHOU que iria funcionar? Ou por que Ele TENTOU solucionar o problema com dilúvio e não deu certo? Acorda mano! Deus não acha, não tenta, não pensa…ele sabe de tudo, de todos os tempos e não precisa fazer experiências. Saia fora dessa ideia de deus humano!

    • Kira

      19 de novembro de 2013 em 11:19

      nada a ver

  115. Guilherme Debom

    18 de novembro de 2013 em 00:03

    A arca de Noé é uma das menores inconsistências científicas da bíblia, o que dizer então da vez que Jesus andou sobre as águas, multiplicou 5 pães pra mais de mil pessoas comerem, sem contar as ressurreições. Além do próprio ressuscitar 3 dias depois de morrer, antes de sua morte, ressuscitou 2 ou 3 pessoas.
    Se a ciência explicasse tudo isso a fé não teria sentido nenhum, afinal de contas a fé só entra na história quando não existem provas. Como um homem que está longe da namorada, não tem provas de que ela não está traindo, mas tem fé nisso, acredita que ela é fiel (alguém em quem se pode botar fé – No inglês é mais fácil de entender, fé = faith, fiel = faithfull).
    Para mim, um exemplo que se encaixa nesse debate é a existência de vida extraterrestre. Não existem evidências válidas mas é difícil olhar para a imensidão do universo e ainda assim bater o pé dizendo que não há nenhuma forma de vida fora do planeta. Provavelmente exista, mas ainda não chegamos lá. O que realmente existe não deve se comparar com as histórias manjadas de discos voadores que muitos malucos contam por aí.
    Pra mim crer em Deus é assim, não há provas, mas provavelmente exista, não chegamos lá ainda. Mas com certeza ele deve ser muito diferente do que toda essa história manjada que se fala por aí. Se deus realmente existe ele deve ser muito mais do que um livro diz, da mesma forma, deve ser muito mais do que a ciência pode explicar hoje.
    Cientificamente, o evangelho não faz sentido nenhum pra mim, mas espiritualmente faz. E esse é o objetivo do evangelho, fazer o homem viver bem consigo mesmo e com o que tem a sua volta, aceitando a si mesmo e ao próximo independentemente das circunstâncias, e isso a ciência não faz.

  116. Blue

    17 de novembro de 2013 em 23:27

    Noé usou pokebolas

  117. Alex Macêdo

    17 de novembro de 2013 em 23:26

    Noé usou pokebolas
    [img]http://cdn.umsabadoqualquer.com/umsabadoqualquer.com/wp-content/uploads/2012/08/1848.jpg[/img]

  118. Greg

    17 de novembro de 2013 em 23:25

    Mas os animais se reproduziam sexuadamente né. .. e as plantas … e a fotossintese… como? queria saber mais detalhes… :/ fé é acreditar nas coisas impossiveis, mas não é tão facil assim

    • Lucas Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 07:27

      Essas perguntas talvez nunca sejam respondidas, porque essa história pra boi dormir não faz o menor sentido.

  119. Renato Macena

    17 de novembro de 2013 em 23:23

    Noé e fod# pra caral#@, suponde que cada animal pesa 1 kg ele conseguiu colocar 8, 7 milhoes de quilos em uma embarcacao sem afundar ou rachar e descer uma das montanhas mais ingremes do mundo com todos os animais.

    • Luiz Cláudio

      18 de novembro de 2013 em 20:48

      Onde que você viu que Noé colocou 8,7 milhões de animais na Arca ?

      • Renato Macena

        18 de novembro de 2013 em 23:44

        Interpretacao jovem ta na hora de presta atencao na aula, se deus mandou ele colocar todos os animais 1 de cacad especie e existe 8, 7 milhoes de especies CATALOGADAS entao ele colocou muito mais doque eestaai, eu retirei do proprio texto ta no meio e so ler.

    • Greg

      17 de novembro de 2013 em 23:27

      Engenheiro foda né

  120. Arthur Ribeiro da Silva

    17 de novembro de 2013 em 23:23

    Não querendo “puxar sardinha” pra religião. Mas apresentarei minha teoria, do ponto de vista histórico: A arca de Noé pode muito bem ser verídica. Eu gostei dos seus argumentos apresentados no post. Foram convincentes. Mas você se esqueceu de um detalhe: o dilúvio da Arca de Noé não seria um dilúvio mundial. Ele é descrito na Bíblia como mundial, porque o povo da época só conhecia a pequena região que habitava. Então talvez tenha tido mesmo um dilúvio. Mas naquela área. Portanto Noé colocou na arca apenas os principais animais daquela pequena região. O que daria algumas dezenas de casais de animais. O povo local morreu, e a arca foi parar em outro lugar um pouco distante, pois foi levada pela água (afinal em quarenta dias dá pra navegar uma boa distância). Mas é claro que ao escrever a história, o povo da época deu uma aumentada. Na minha opinião, muitas coisas na Bíblia podem ser descrições mistificadas e exageradas de fatos reais.

    • tohellusername

      18 de novembro de 2013 em 08:47

      como os animais que estavam na arca couberam ja que, msm pegando animais só daquela região, precisaria de uma arca maior que uma cidade inteira? e as plantas?? como Noé conseguira mantimento pra milhares de animais e sua família por mais de 2 meses?? Sua teoria é interessante mas precisa de complementos.

  121. Greg

    17 de novembro de 2013 em 23:21

    É só perguntar pra Deus como que foi e já era … Deus é bom ,.. ele vai nos responder …

    • Blue

      17 de novembro de 2013 em 23:31

      melhor não,vai que ele faz outro dilúvio

  122. lt.kun surge

    17 de novembro de 2013 em 22:55

    [img]https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSDEihJn0ZzFZtDUGE-98fXVfYDQV2ZEw_dMtpeKgXHZUOgZw_2[/img]

    • marcelo brito

      29 de maio de 2015 em 21:16

      A todos incrédulos e simpatizantes, estou de camarote assistindo a depravação moral desse mundão, e a Bíblia a se cumprir… No FINAL vamos ver quem é quem…

  123. Nathalia Martins

    17 de novembro de 2013 em 22:48

    Uma coisa q vcs se esquecem , é que pra Deus nada é impossivel

    • Phoenix Whight

      18 de novembro de 2013 em 10:45

      Exceto existir.

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 22:52

      Exceto curar amputados…

      • Estudante

        17 de novembro de 2013 em 22:57

        o estrella perdeu um cerebro
        e jesus curou ele
        respeita pfv ta

        • lt.kun surge

          17 de novembro de 2013 em 23:02

          Você perdeu o seu, e ele ainda não te curou.

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 23:06

            Sorte sua que não dá pra perder o que não possui, por isso nunca saberá como é isso.

          • lt.kun surge

            17 de novembro de 2013 em 23:17

            Azar seu que não da pra ser curado por um ser que não existe.

          • Estudante

            17 de novembro de 2013 em 23:06

            Vlw conta nº5

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 23:14

            Seu cérero foi afetado mesmo, eu sou o n°162.

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 23:15

            Cérebro*

  124. Raphael Viana

    17 de novembro de 2013 em 22:19

    Antigamente, não existia todos os animais que nós mesmos temos hoje, eram poucas as espécies, pois as espécies evoluem ou criamos, um exemplo o Pitbull, não existia antigamente, somente começou a existir durante o século XIX, então não existir antigamente na época de Nóe, e por ai vai muitos animais.

    • Michael Rodrigues

      18 de novembro de 2013 em 13:53

      Evolução que eu saiba isso é algo que não existe no cristianismo.

      • Phoenix Whight

        18 de novembro de 2013 em 16:28

        Boa.

    • Arthur Ribeiro da Silva

      17 de novembro de 2013 em 23:30

      Aí você se engana, meu caro. Os ecossistemas levam centenas de milhares de anos, no mínimo, para sofrerem alterações drásticas. Portanto, há 3, 4 mil anos (quando supostamente ocorreu o mito de Noé), existiam mais ou menos os 8, 9 milhões de espécies que existem hoje.

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 22:22

      Que legal. Mesmo assim ainda sobram milhares e milhares de espécies. E mesmo que fossem bem poucas, como citado no texto, ainda seria inviável.

      • Phoenix Whight

        17 de novembro de 2013 em 22:32

        Isso tirando as que atualmente estão extintas.

  125. Matheus Bitencourt

    17 de novembro de 2013 em 22:07

    As pessoas só acreditam nestas besteiras pois a sociedade, infelizmente, solidificou estas “estórias’ de gerações em gerações. Qualquer pessoa com bom senso sabe que a própria existência de um Deus seria muito improvável, e mesmo se existisse, não seria esse palhaço-sem-sentido a que a bíblia (livro mais cheio de furos) se refere. Eu respeito os religiosos, mas a fé não.

    • João Henrique Collenghe

      24 de novembro de 2013 em 01:16

      É verdade, você pode ler um revista em quadrinhos que embora encontre coisas que não acontece no mundo pelo menos tudo faz sentido, na Bíblia nada faz sentido, fazia sentido na época que ninguém saberia provar o contrario, se ela nunca tivesse sido escrita e alguém a fizesse hoje ninguém acreditaria. E se Deus existir ele não vai fazer coisas sem o menor fundamento como isso.

    • Marcos Marques

      19 de novembro de 2013 em 15:03

      Você pode muito Bem acreditar em Deus sem se basear em Religião olhe para a beleza de uma borboleta, a força estrondosa das ondas, o aroma de uma rosa, a majestade dos alpes, o milagre de um bebê recém nascido! e me diga que tudo isso surgiu do nada.. A fé é a crença de que tudo isso é REAL,meu caro Você não acredita na sua própria existência?. é normal algumas pessoas não acreditarem no cristianismo quer saber os motivos?1- elas não entendem como obter um relacionamento com Deus, 2- eles são apáticos, 3- eles tem medo de investigar a religião (é como ter medo de ir ao médico para que ele não descubra o que a de errado com vc 4- eles são imersos a uma religião baseada na família, comunidade ou cultura e não estão dispostos a investigar outras religiões 5- eles não entendem as consequências de não ter um relacionamento com Deus .

      • Cristian Candido Ferreira

        19 de novembro de 2013 em 17:09

        O problema que na hora de acreditar em deus todos olham para a beleza de uma borboleta, a força estrondosa das ondas, o aroma de uma rosa, a majestade dos alpes, o milagre de um bebê recém nascido, mas quando veem catástrofes, morte, sofrimento, dor, ai ele não tem nada a ver. Um exemplo básico? O médico chega e diz para a família que salvou o ente da morte, ai já começa aquele reboliço, deus é pai, graças a deus, como ele é misericordioso, ai quando alguém questiona, falando que foi graças as pessoas que se esforçaram e dedicaram suas vidas aos estudos, dizem, há, mas quem nos deu o dom foi deus, Jesus estava ao lado do médico. Ai quando morre, médico desgraçado, tragédia etc. Só atribuem as coisas boas ao grandioso, e quando da merda ele simplesmente lava as mãos? Cara, como eu queria ser deus, é tão fácil!

        • Linda Benvindo

          29 de novembro de 2013 em 11:03

          Quanto ódio em seu coração meu irmão? Você odeia tanto a Deus e a Cristo, deve ser pelo motivo de carregar o nome do Cristo vivo em seu próprio nome… Cristian. [comédia]

          • Adao Vandro

            13 de abril de 2014 em 02:12

            O nosso amigo Cristian Candido esta equivocado em suas respostas! voce precisa entender uma coisa que Deus não é culpado das coisas ruins que acontecem na nossa vida! Isso é consequencia de nossa fragilidade humana devido a algumas pessoas se afastarem de Deus, Deus nunca se afasta de nós! Ocorreu um caso na Inglaterra de uma moça jovem que antes de sair com os amigos, a mãe disse a ela que Deus a acompanhasse na sua diversão com os amigos! Ela simplesmente disse que Deus não tinha lugar naquele carro e depois dela ter dito isso, ela e seus amigos sofreram um tragico acidente no qual nem ela e seus amigos sobreviveram ao acidente, todos morreram, mas no porta malas do carro destroçado, apareceu um monte de ovos que eles levariam e os ovos estavam intactos, nenhum deles foi quebrado! Mas ai eu faço a seguinte pergunta: Deus foi culpado do acidente? com certeza que não, foi ela que blasfemou contraDeus que levou aquele desfecho tragico, ela colheu aquilo que ela semeou de ruim na vida dela! Em todas as circunstancias da vida nós temos que colocar Deus na frente de nossas vidas, ele conhece a cada um de nós pelo nome, ele nunca falha e tambem ninguem o engana!

          • Adao Vandro

            13 de abril de 2014 em 02:22

            Obs: Sobre os ovos que não quebraram no porta malas, aquilo foi inexplicavel, Deus mostrou ali que estava presente, a moça que não reconheceu isso! O fato dos ovos não se quebrarem no acidente foi um sinal da manifestação de Deus, se não fosse assim teriam se quebrado, porque os ovos são frageis!

          • Cristian Candido Ferreira

            30 de novembro de 2013 em 01:53

            Infelizmente sou produto do meio! Então não tive escolha quanto ao meu nome!

        • Frank S

          21 de novembro de 2013 em 11:54

          HUAHUAHAUHAUHAUAHUAHUAHAUA Pura verdade!

    • Luiz Cláudio

      18 de novembro de 2013 em 20:35

      Porque a existência de um Deus seria improvável ? Seria mais fácil o ser humano ser um sub-produto do acaso ? Faça-me o favor cara, você pode até não acreditar em Cristo, mas dizer que é simplesmente uma questão de bom senso alguém perceber que a existência de Deus é improvável, é estar de brincadeira – https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn2/1391574_559543147467796_1480453995_n.png. “Palhaço sem sentido”, como se ateus que já mataram mais de 150 milhões de pessoas pudessem chamar alguém de palhaço. Ai ai, esses neo-ateus, são uns brincalhões.

      • Lucas Freitas

        21 de novembro de 2013 em 19:47

        cara… me desculpa, mas tudo no universo é obra do acaso… diz aí, se uma vaca for atingida por um raio, ela vai pro inferno ou paraíso? e se você for atingido por um raio?
        vacas também são bem mais complexas que o robô geminoid F, mas honestamente, nunca vi nenhuma delas rezar…

      • Jhonathan Carvalho

        19 de novembro de 2013 em 13:42

        Evolução, já estudou biologia?

      • Mauricio

        19 de novembro de 2013 em 11:17

        Ei cara eu sempre pensei a mesma coisa, todo o corpo humano e sua perfeição em minimos detalhes, como não poderia existir Deus, (E dizem que somos ignorantes).

        • Um qualquer

          19 de novembro de 2013 em 12:19

          O negócio é só assistir e rir. Bem ,cada um pode acreditar no que quiser. “Ah, existem vários deuses, vai que você está acreditando no errado?” Não importa, isso não irá mudar minha crença.

      • Cristian Candido Ferreira

        19 de novembro de 2013 em 09:17

        Haha, partindo do ponto de que tudo deve ter uma criação, então, quem criou deus? E olha que ele é muito mais complexo que nós “reles” humanos, é muito fácil falar que alguém nos criou, e afirmar que esse alguém sempre existiu, muito comodo, e mesmo que tenha de ser criado, seu deus tem as mesmas possibilidades de existir, que todos os outros deuses já imaginados, cuidado, você pode estar adorando o errado, e no final, vai ter que prestar contas. E outra, Ateus mataram mais de 150 milhões de pessoas? Primeiro, anexe a fonte quando for afirmar tal coisa, e o que sua mente pequenina precisa saber, é que mesmo uma pessoa sendo Ateia, e cometer alguma atrocidade, deve pagar individualmente pelo que fez, pois o Ateísmo não é uma religião, o termo só existe pois pessoas como você ficam tentando nos empurrar seu amiguinho imaginário, não sendo uma religião, com doutrina formada, as atitudes daqueles que não creem em deus, devem ser julgadas individualmente, pois a responsabilidade é unica e exclusivamente dele, ao contrario das religiões, que mataram, matam e continuarão a matar em nome de deus, e com um aval do tal todo poderoso, afinal, é só ele se arrepender de coração que herdara o reino dos céus! Hahaha, é como Karl Marx disse:-” A religião é o ópio da humanidade, pois tende a desresponsabilizar os homens por seus atos.”.

        • Hélio Cavalcante Maia

          19 de novembro de 2013 em 11:52

          Cara eu tou lembrando de um cara aqui que também matou um bocado, alguns milhões, seja por intolerância religiosa, discordancias políticas… Joseph Stalin eu acho… resresres Ps. ELE ERA ATEU

          • Cristian Candido Ferreira

            19 de novembro de 2013 em 12:00

            É Hélio, você é bem retardado mesmo, nunca vai compreender argumento algum que vá contra sua crença infantil, se Stalin matou, deveria ter pago por seus atos, e mesmo que ele se arrependesse você não veria alguém o defendendo por ser Ateu, até por que para os Ateus, a unica forma de justiça que existe é a do homem, agora se ele se convertesse, seria prontamente perdoado por Jesus, e gozaria da vida eterna no paraíso, hahaha, sacou, desresponsabilizou o Homem, mas que maravilha!

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 13:14

            Antes acreditar na existência de um ser supremo que reserva algo maravilhoso pra mim, que em algum otário que se acha o dono da verdade e que distorce as coisas como você.

          • Cristian Candido Ferreira

            19 de novembro de 2013 em 17:01

            Onde está escrito? Eu que sou Ateu conheço mais da bíblia do que você? Poser! Você que acredite no que quiser, só não venha com faláceas. E é engraçado vocês quererem respeito em relação as suas crenças, mas quando alguém diz que crê em um deus diferente os chamam de ignorante!

          • Hélio Cavalcante Maia

            20 de novembro de 2013 em 10:03

            Acredito que Deus julgará as pessoas pela sua conduta, não pela forma como ele é adorado ou pelo tipo de cerimônia que é feito em sua homenagem… Deus é Deus em qualquer religião. Ignorância é achar que a vida é apenas essa m3rd@ aqui na terra.

          • Cristian Candido Ferreira

            20 de novembro de 2013 em 16:12

            Foda-se no que você acredita, se você espera algo do deus cristão, deve seguir a risca o que ele diz! “Não erreis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus”, saiba que se você ou qualquer um que você conhece, fizer isso, virá comigo direto para o inferno e vamos fazer um churrasco da hora por lá hahaha. Ignorância é achar que a vida é apenas essa merda aqui na terra? Não, não é achismo meu caro, só não ficamos esperando por algo que não faz o menor sentido, posso dizer que você é ignorante por achar que no Natal o Papai Noel não virá? Não, e você pode me provar que ele não existe? A verdade é que vocês religiosos também são Ateus, digamos que até hoje já foram inventados 1000 deuses, vocês são Ateus em relação á 999 deles, a unica diferença entre eu e você é que eu apenas acrescentei o deus cristão na minha lista. ;).

          • Hélio Cavalcante Maia

            21 de novembro de 2013 em 00:42

            kkkkkk

          • Celso Nunes Junior

            27 de fevereiro de 2014 em 09:45

            Helio releia todas as suas respostas acima e depois leia este artigo:

            http://ceticismo.net/ceticismo/a-necessidade-de-uma-crenca/

            foi feito sob medida pra vc.

          • Hélio Cavalcante Maia

            21 de novembro de 2013 em 00:42

            Rezarei por você gentio, que Deus preencha o vazio da sua alma e que o conserve como um homem de bem.

          • Cristian Candido Ferreira

            21 de novembro de 2013 em 09:26

            Em vão! Não há alma a ser preenchida, o que me aflige as vezes assim como na maioria dos humanos, é o medo da morte, foi com essa finalidade que deus foi criado, para apaziguar as fraquezas humanas! Até intendo que algumas pessoas precisem dessa muleta para continuar, então seja feliz com suas crenças!

          • Hélio Cavalcante Maia

            21 de novembro de 2013 em 10:33

            Assim seja irmão

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 13:10

            E onde foi que vc viu isso na bíblia fera? quem disse que nós ” que cremos” não seremos responsabilizados por nossos atos? Jesus não deu o perdão, ele nos deu a chance de nos redimirmos com Deus, tou achando que o retardado aqui é você…

      • Ryck Chagas

        18 de novembro de 2013 em 22:47

        Olha o religioso falando de matanças! Faça-me o favor, não conhece a história de sua própria igreja colega?

    • Um qualquer

      18 de novembro de 2013 em 00:12

      Seu “respeito” é tocante , cara. Até bati palmas tamanho seu respeito por nós….

    • question

      17 de novembro de 2013 em 23:00

      eu respeito e tenho fé! ela é uma coisa independente de religião e de Deus, posso ter fé em uma pessoa ou em mim mesmo… E respeito a opinião dos religiosos, porém não concordando.

      • Matheus Bitencourt

        18 de novembro de 2013 em 14:32

        Me referi a fé teológica. Todos temos fé, TODOS, mas não necessariamente em “deuses”. O sentido da palavra fé foi distorcido depois da criação da bíblia. Ela se aplica a todas as coisas.

    • Estudante

      17 de novembro de 2013 em 22:17

      [img]http://i.imgur.com/jPA1yQz.png[/img]

    • Altair Ibn-La'Ahad

      17 de novembro de 2013 em 22:11

      Claro cara
      faz todo sentido esse seu “respeito”
      ._.

  126. Adrian Ackerman

    17 de novembro de 2013 em 22:03

    Huehue isso me lembra meus tempos de crentelho :3

  127. Phantom Lord / Hyoga

    17 de novembro de 2013 em 22:01

    3 palavras: milagre de deus

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 22:04

      Milagre de deus = Ficção científica que as pessoas acreditam.

      • Querubim Lacabel

        18 de novembro de 2013 em 13:32

        milagre é uma coisa que o ser humano ainda ñ entender

      • Phantom Lord / Hyoga

        17 de novembro de 2013 em 22:12

        eu estava sendo ironico ._.

        • Lucas Rodrigues

          17 de novembro de 2013 em 22:15

          Suspeitei desde o princípio rsrsrsrs

    • Lucas Rodrigues

      17 de novembro de 2013 em 22:03

      3 palavras: isso é bobagem

  128. Terrorista

    17 de novembro de 2013 em 21:59

    Ciência e Religião são coisas que nunca devem se misturar, se torna um absurdo se tentarem justificar uma com outra.

    • Black King Mello

      17 de novembro de 2013 em 22:06

      Diga isso para o Espiritismo.

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 22:04

      Porque? Só porque a religião acaba sendo sempre refutada?

      • Luiz Cláudio

        18 de novembro de 2013 em 20:46

        Religião acabada sendo refutada ? Uma coisa, vocês ateus só existem por causa de Cristo e dos cristãos. Durma com essa.

      • Querubim Lacabel

        18 de novembro de 2013 em 13:45

        imagine a bíblia escrita de uma forma cientifica

      • tohellusername

        18 de novembro de 2013 em 08:53

        da pra ver de cara que vc é ateu e tem orgulho disso uhasushasuah

      • Phantom Lord / Hyoga

        17 de novembro de 2013 em 22:23

        nao eh pq há uma diferença
        ciencia = verdade provada atraves da inteligencia humana
        religiao = mentira q o ser humano criou pra se confortar sobre a questao “o q vem apos a morte?” e pra se por automaticamente nos trilhos atraves do medo de ir pro inferno (coisa ridicula)

        • Terrorista

          17 de novembro de 2013 em 22:39

          Quem criou o mundo?

          • Phantom Lord / Hyoga

            17 de novembro de 2013 em 23:45

            ngm sabe qm ou o q criou o mundo e nao eh pq eu nao sei q eu vou ficar inventando um monte de lorota .-.

          • Terrorista

            18 de novembro de 2013 em 00:16

            Podemos afirmar com toda certeza que Deus não existe?

          • Celso Nunes Junior

            27 de fevereiro de 2014 em 10:09

            Eu tenho um dragão na minha garagem. Prove que não.

          • tohellusername

            18 de novembro de 2013 em 08:52

            podemos afirmar com toda certeza que Deus existe??

            podemos afirmar com toda certeza que fantasmas não existem??

            podemos afirmar com toda certeza que o Slender Man não existe??

            esse tipo de pergunta nunca funciona, uma vez que algo não existe, é impossível provar sua inexistência, ao contrario do que existe.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            26 de novembro de 2013 em 02:28

            Observe tudo que está a sua volta, o que não for obra do homem, é obra de Deus.

          • Phantom Lord / Hyoga

            18 de novembro de 2013 em 21:18

            a gente diz q essas coisas nao existem pq NAO FAZ SENTIDO

          • Terrorista

            18 de novembro de 2013 em 21:29

            O que faz sentido pra você?

          • Phantom Lord / Hyoga

            20 de novembro de 2013 em 14:15

            tudo q a logica e o conhecimento humano pode provar

          • Terrorista

            20 de novembro de 2013 em 14:22

            Sabemos que a lógica e o conhecimento humano são coisas limitadas e não podem explicar tudo, então pra você o que a lógica e o conhecimento humano não conseguem explicar não faz sentido. Então a criação do mundo não faz sentido, e se a criação do mundo não fizer sentido nada mais fará sentido, não?

          • Phantom Lord / Hyoga

            26 de novembro de 2013 em 21:44

            isso eh algo q ngm ainda entende como aconteceu e eu ainda me pergunto pq querem saber ._.

    • Lucas Rodrigues

      17 de novembro de 2013 em 22:01

      Pela primeira vez eu concordo com você. (achei que nunca poderia dizer isso)

  129. Black King Mello

    17 de novembro de 2013 em 21:54

    A História da Arca de Nóe é simbólica, isso qualquer pessoa que pense normalmente consegue entender, ninguém deve levar isso ao pé da letra, claro. Isso não prova que a Bíblia está errada e nem que os ateuzinhos estão. Não faz sentido algum querer analizar simbolismos do modo como foi analizado.

    • Carolina Bastos

      10 de janeiro de 2015 em 09:47

    • Helder Machado

      22 de dezembro de 2013 em 06:07

      Cara, tu vem falar de simbolismo quando esta claramente escrito na bíblia as MEDIDAS que deus deu para Noé construir a Arca. Na boa, como isso seria um simbolismo?

    • Frank Tecedor

      20 de novembro de 2013 em 09:44

      Como se fosse simbolismo dar medidas exatas pra construção da arca… Deus é foda, simbolizando matemática… kkk a bíblia é mais um livro, igual aos livros de mitologia grega, nórdica, egípcia, onde existem deuses como Rá, Osiris, Thor, Odin, Zeus e Hades… Pior é saber que a maioria das pessoas só enxerga esperança e só tem forças pra continuar acreditando nesse livro…

    • Cristian Candido Ferreira

      19 de novembro de 2013 em 11:53

      Sim, agora tudo que não fizer o menor sentido do ponto de vista cientifico na bíblia, é por que foi colocado de maneira simbólica, eu frequentei igrejas por muito tempo, e não era isso que me ensinavam, quer dizer que a ressurreição de Lázaro também foi simbólico? Religiosos se adaptam conforme a ciência avança e desmente todas essas estórias fantasiosas!

      • Kira

        21 de novembro de 2013 em 11:13

        q tipo de religioso vai contra a palavra de Deus???
        isso nao é ser religioso e sim um entre muitos outros q nem se quer sabe de onde veio a biblia e fala o q ouve por ai só para justificar algo q não sabe!!

      • O Astro (Alone)

        19 de novembro de 2013 em 20:08

        Pouco a pouco, vão desvalorizando a bíblia, pena que ainda existem muitos fanáticos…

    • Renan Ramos

      19 de novembro de 2013 em 11:19

      pelo q está descrito eles duvidam do espaço e do alimento, mas pelo poder d deus 40 dias sem comida não seria problema algum, e se contar q a arca d noé é uma historia antiga, daquele tempo até hj mts espécies surgiram

    • Thiago Soares de Sousa

      18 de novembro de 2013 em 13:34

      É questão de conveniência,se o q ela tiver passando na vida por algum acaso tiver na bíblia é literal,se não é simbolico.pff

    • Iron Man

      18 de novembro de 2013 em 01:38

      Seria Deus um idiota a Ponto de escrever um Livro indecifrável e querer que as pessoas acreditassem nele .

      • Renan Ramos

        19 de novembro de 2013 em 11:17

        se deus explicasse de forma ”literal” como tudo ocorreu não precisariamos ter fé, pois a vdd estaria explicita

      • André Buchelt Filho

        18 de novembro de 2013 em 14:51

        Tá sabendo legal, hein fera

    • Iron Man

      18 de novembro de 2013 em 01:36

      Só um idiota acredita que alguém que narre uma historia dessa como simbólica .

    • Katherine Louyse

      18 de novembro de 2013 em 01:25

      O que eu sei, é que tudo isso depende da nossa fé…

    • gato do apocalipse

      17 de novembro de 2013 em 22:10

      é difícil dizer em simbologia na bíblia,
      povos antigos escreviam o que viam ou o que achavam da maneira mais clara possível, quando não havia palavras para descrever algo, usavam da analogia para escrever(essa á a única forma de simbologia vista na bíblia)
      Na verdade a bíblia deve ser interpretada ao pe da letra.

      • Wil Max

        20 de novembro de 2013 em 04:28

        Os textos bíblicos devem ser interpretados da mesma forma que qualquer outro texto. Ou seja, devemos levar em conta o contexto, se é um texto literário, poema, relato histórico, a linguagem e tantos outros fatores indispensáveis para se ter uma boa leitura. Muita gente boa acha que reconhecer o que está escrito e saber o significado das palavras é tudo numa leitura, ignoram a existência de pressupostos, subentendidos etc.

      • Renan Ramos

        19 de novembro de 2013 em 11:15

        olha vc acredita na mitologia grega? eu não, e ela foi escrita por antigos

      • Black King Mello

        17 de novembro de 2013 em 22:30

        A mitologia é uma forma de explicar o mundo e não se encaixa no que disse.

        • gato do apocalipse

          17 de novembro de 2013 em 22:36

          Ahe, aonde havia simbologia na mitologia? eles escreviam o que achavam(e inventavam), sem simbologia,

    • Dark Vampire

      17 de novembro de 2013 em 22:05

      Segundo a própria bíblia (o que mais se usa pra justificar a verdade da bíblia é ela mesma? então vou usar isso também), não existe espaço pra interpretação em nada do que está escrito nela.

      • marcelo brito

        29 de maio de 2015 em 21:36

        Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
        E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
        Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
        Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
        Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
        Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
        O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
        Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
        Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
        Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
        Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
        Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
        E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
        Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
        Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
        Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
        2 Pedro 3:3-18

      • Allan Andrade O Apaixonado

        25 de novembro de 2013 em 22:58

        Leiam esse artigo extraído do livro intitulado a Bíblia satânica: Talvez aqueles que desenham o Cristianismo gostem…
        OS DEZ MANDAMENTOS DO SATANISMO REAL

        I – Amarás e odiarás com a mesma intensidade.

        II – Amarás a ti mesmo acima de tudo.

        III – Amarás ao próximo da forma que ele te amar.

        IV – Conhecerás a ti mesmo.

        V – Buscarás sempre a melhoria material e espiritual;

        VI – Não usarás o nome de Satã para fins indevidos;

        VII – Respeitarás e protegerás as crianças e os animais;

        VIII – Viverás cada segundo como se fosse o último;

        IX – Andarás a teu modo mas respeitarás o caminho de outrem;

        X – Darás o teu melhor em tudo o que fizeres.
        Coloquei esses escritos acima, por que em mim fica sempre uma pergunta: Por que quando há esses debates na internet ou em qualquer outro meio de divulgação, o alvo, são sempre os Cristãos? Por que os ateus ou céticos, não criticam também, os adeptos da missa negra(missa satânica), ou mesmo do Islamismo, que têm adeptos um pouco mais radicais que os cristãos? Isso acontece, por que a formiga sabe a folha que corta. O Cristão atual, na sua maioria, em se tratando da religião, é um ser pacífico, enquanto que outras…

        • Hélio Cavalcante Maia

          28 de novembro de 2013 em 10:03

          Disse tudo, se fossem criticar os mouros estariam pondo suas vidas em risco… kk

      • VAGNER 2337

        20 de novembro de 2013 em 02:19

        correto

      • Lucas Rodrigues

        17 de novembro de 2013 em 22:10

        Pela simples razão de que o que está escrito nela não fazer muito sentido (na minha humilde opinião é claro)

        • Dark Vampire

          17 de novembro de 2013 em 22:12

          Existe uma passagem que fala de unicórnios, depois todo mundo fala que eles não existem.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:44

            Por que esse pessoal, não fazem crítica ao alcorão, hein?

          • Dark Vampire

            25 de novembro de 2013 em 23:55

            Fala daquele livro que fala pros homens usarem uma fralda na cabeça, se chocarem contra prédios e matarem centenas de pessoas só pela promessa de 72 (em alguns lugares são 40) virgens?

          • Allan Andrade O Apaixonado

            26 de novembro de 2013 em 03:15

            Vou lhe adiantando, não sou um religioso, mas gosto quando se debate construtivamente, um assunto. Pelo o que deu para sentir ante a sua resposta, parece que você não lê nem jornal, apenas passa a vista, imagine livros como a Bíblia e o alcorão, que só tem letras.

          • VAGNER 2337

            20 de novembro de 2013 em 02:20

            os unicornios sao os rinocerontes, o leviatã é a baleia orca, vc fala do livro de jó.

          • Kira

            19 de novembro de 2013 em 11:00

            vc acabou de inventar uma nova “passagem” meu caro…

          • Dark Vampire

            19 de novembro de 2013 em 13:32

            Sim, inventei.

            [img]https://fbcdn-sphotos-h-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc3/1466218_657737717580805_1325007927_n.jpg[/img]

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:41

            Unicórnio é uma palavra denominada para animais que possuem apenas um chifre. Você não acredita.Mas saiba que o universo imenso como é, com certeza deve existir em algum lugar longe da percepção humana, seres de vidas complexas distantes da nossa compreensão. Isaías se teve essa visão, não teria entendimento atual, para descrevê-la, então descreveu de acordo com o seu entendimento.

          • Adriano Batista de Jesus

            21 de novembro de 2013 em 02:18

            engraçado! eu tenho muitas versoes da Biblia e em nenhuma delas encontrei a Palavra “unicornio” me diz qual versão da biblia que vc encontrou essa reliquia?

          • Kira

            21 de novembro de 2013 em 11:09

            versão feita pelo fotoshoppp :p

          • Kira

            20 de novembro de 2013 em 10:08

            isaías 34,7
            E os bois selvagens cairão com eles, e os nov….

            sua bíblia é diferente da minha…
            joão f. a. ok?

          • VAGNER 2337

            20 de novembro de 2013 em 02:29

            vamos ás fontes

            O unicornio é citado varias vezes na bíblia Numeros 23:22
            ” 22 Deus os tirou do Egito; Tinha a força de um unicórnio. “

            Deuteronômio 33:17
            ” Ele tem a glória do primogênito do teu boi, e as suas pontas são pontas de unicórnio;com elas ferirá os povos …”
            Isaias 34:7
            ”7 E os unicornios descerão com eles, e os bezerros com os touros; e a sua terra embriagar-se-á de sangue até se fartar, e o seu pó se engrossará com a gordura. “

            Jó 39:9,10
            ”9 O unicórnio estará disposto a servir a ti, ou ser fiel a teu estábulo?”

            Salmos 22:21
            ”21 Salva-me da boca do leão; sim, ouviste-me, desde as pontas dos unicórnios.”

            Salmos 29:6
            ”6 Ele os faz saltar como um bezerro; ao Líbano e Siriom, como novos unicórnios.”

            Veja que ela fala um capitulo todo desse grande monstro leviatã que ela comprova existir no livro de Jo capitulo 40 e 41

          • Jefferson Darlan

            22 de novembro de 2013 em 10:41

            na minha diz:”touro selvagem” qual tradução vc tem? nunca ouvi ou li sobre unicornios em bíblia alguma

          • Kira

            20 de novembro de 2013 em 10:13

            Numero 23:22
            “é Deus que os vem tirando do Egito; as suas forças são como as do boi selvagem.”

            isaías 34,7
            E os bois selvagens cairão com eles, e os nov….

            Salmos 22:21
            “Salva-me da boca do leão,sim, livra-me dos chifres do boi selvagem”

            entre todas as outras…
            na verdade eu tenho pena de vc e de seus argumentos são tao vazios quanto
            a sua vida deve ser!!

            Pena, é esta a palavra certa para vcs Ateus!!

            assim, Fonte: biblia

          • VAGNER 2337

            20 de novembro de 2013 em 02:21

            iso é jó cara…nego curtiu sem nem conferir…pqp , aqui tem de tudo

          • Kira

            20 de novembro de 2013 em 10:14

            Só q ñ, é isaías sim!!

          • Lucas Rodrigues

            17 de novembro de 2013 em 22:14

            Não acredito em unicórnios, logo não acredito nessa passagem, logo não acredito na bíblia.

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 22:02

      Que legal. Só me informa como tu sabe distinguir as partes simbólicas da totalmente reais.

      • marcelo brito

        29 de maio de 2015 em 21:34

        Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências,
        E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação.
        Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste.
        Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio,
        Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios.
        Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia.
        O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se.
        Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão.
        Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade,
        Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão?
        Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.
        Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.
        E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada;
        Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.
        Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;
        Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
        2 Pedro 3:3-18

      • Garota Infernal

        19 de novembro de 2013 em 19:59

        Dieguinho, ninguém sabe. No cristianismo (pelo menos na minha igreja) tomamos tudo como simbólico. Jesus usava parábolas para guiar as pessoas em um caminho de paz e amizade, eram simbólicos. A história de Noé ensina que quando as pessoas não forem boas você deve ir embora e tentar levar o máximo de seres com você, o máximo de outras pessoas, ou seja, salvar tudo o que é vivo do mal.
        Assim como a história do filho mal que pegou a herança e foi para o pecado, foi recebido com festa quando voltou, ensina que perdoar é abraçar a pessoa com todos os erros.
        Por favor,Diego, seja mais imparcial, aqui é um blog que tem cristão, e uma falta de respeito você tratar o comentário de um usuário com tanto desdem e sarcasmo, pois ele apresentou um argumento coerente e você tratou como se fosse algo insignificante. E era você quem fala sobre fanatismo, assim como existem religiosos fanáticos, pelo o que vejo, existem ateus fanáticos, e esse site é famoso e tem milhares de visualizações te tornando um formador de opinião, e com este título você tem de ser imparcial para com os comentários, é por essas e outras que você virou sinônimo de ódio aos religiosos.

      • Altair Ibn-La'Ahad

        17 de novembro de 2013 em 22:14

        Muito simples

        [img]http://3.bp.blogspot.com/-L1P3Gx6vWSc/UolbrgdpptI/AAAAAAAACqw/jKJCyvZV7RM/s400/download.jpg[/img]

      • Black King Mello

        17 de novembro de 2013 em 22:12

        Não é difícil.
        Basta saber que a Bíblia foi escrita por homens em uma época onde o conhecimento sobre o mundo era muito baixo e eles se usavam de mitos e alegorias para explicar o mundo. Sabendo disso não é difícil discriminar algo real de algo simbólico.

        • brain

          22 de novembro de 2013 em 00:26

          A cria precisa do seu criador, ou seja, o ser humano precisa de Deus, e Deus não precisa do ser humano, portanto não precisa provar sua existência, apenas avalia a fé de sua criação, os que acreditam e agradecem e os ingratos… o sujeito estuda, descobre a ciência e acha que pode explicar tudo, mas não pode, apenas engana a grande massa que acredita no homem, como pode existir uma explosão no vácuo? Como pode o universo se formar de uma explosão? Como pode a ciência datar a idade do tal “Big-Bang” se não consegue provar sua existência? Como pode a ciência não explicar a formação de Stonehenge, Ilha de Páscoa e etc, mas querer explicar os fenômenos sobrenaturais, cósmicos e galáticos? Como pode a ciência exigir provas se a própria ciência não prova nenhum de seus estudos mais bizarros? Como pode a ciência querer explorar o espaço, os planetas, o passado e o futuro sendo que não conseguiu nem chegar ao fundo do mar ainda? Porque não desenvolvem métodos eficientes para curar doenças como Aids, câncer etc.? Como pode se passar mais de 100 anos e até agora não descobrir a fórmula da Coca-cola? Mas dizem que explicam tudo… a ciência não explica nada e sim engana. Porque Deus teria que provar à sua criação que ele existe se ele lhes concedeu o livre arbítrio? A maior ignorância do ser humano é achar que é inteligente o suficiente para explicar ocorrências e não precisar de Deus…

        • ultramen Tiga

          18 de novembro de 2013 em 06:30

          mas eu não sei o que isso significaria.
          .-. eu sou muito burro
          tipo qual a interpretação dessa parte jovem.

        • Gato Endiabrado

          17 de novembro de 2013 em 23:20

          ~Miau Miau~ Concordo assim como outras religiões, o cristianismo quer usar mitos e alegorias para explicar coisas inexplicáveis, o “Diluvio” pode ter sido algo não tão grave que pode ter sido exagerado e contado como hoje .-. ~Miau Miau~

        • Diego Martins

          17 de novembro de 2013 em 22:16

          Então posso assumir que tudo que Jesus fez foi simbolismo, logo jesus, como todos creem, é simbolismo e toda essa religião é baseada em um simbolismo.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 22:33

            Diego , sabemos que a Bíblia é composta de Histórias, mas também de ensinamentos, me refiro aos salmos, provérbios e outros livros do antigo testamento, no novo testamento, estão o sermão da montanha e muitos outros ensinamentos deixados pelo Cristo, para que houvesse uma boa convivência entre os homens, isso sim deveria ser discutido, pois tem para o homem, mais utilidade do que discutir sobre histórias sagradas. Vejo que você é um dos poucos que dentre os 7 bilhões de seres humanos, tem como Deus criador o BIG BANG, onde essa minoria é quem está com a razão e o resto da humanidade que crer num criador dessa engenharia complexa que é a vida no universo, é um bando de alucinados. Mas isso faz parte da vida é para pessoas como você que se buscam as respostas. É por “espíritos esclarecidos” como o seu, que oramos parq que a infinita bondade e sabedoria de Deus abram os olhos de tua alma.

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 22:29

            Sim, Jesus pode muito bem ser um simbolismo, mas existem mais provas da existência dele do que da não existência, e mesmo que não existisse, o cristianismo e baseado mais nos ensinamentos dele do que nele propriamente dito.

          • Hélio Cavalcante Maia

            18 de novembro de 2013 em 11:34

            É verdade, o nome de Jesus foi mais mencionado em documentos antigos do que os dos próprios imperadores romanos da sua época.

          • Diego Martins

            18 de novembro de 2013 em 11:36

            Opa, fonte dessa afirmação vinda de algum lugar confiável.

          • Luã Dsnvs Bottu

            26 de novembro de 2013 em 10:20

            cara, jesus é tão famoso que é citado ate no alcorão, e maria tambem!!! e neme sou muçulmano… ser religioso não é ser desenformado bixo, e alem de que, que importa o simbolismo dos outros se não é a cultura que tu usas?

          • Hélio Cavalcante Maia

            19 de novembro de 2013 em 11:49

            Wikipedia… deeer -.- kkkk

          • Garota Infernal

            19 de novembro de 2013 em 20:04

            Desculpe, Helio, mas nessa eu tenho que concordar, a Wikipédia não é lá muito segura…

          • Hélio Cavalcante Maia

            20 de novembro de 2013 em 09:55

            kkkkk

  130. Muller Montreal Canadiens

    17 de novembro de 2013 em 21:52

    ótimo argumento para os crentes que me enche o saco com a biblia

  131. Filipe Martine

    17 de novembro de 2013 em 21:51

    Não querendo ser religioso, mas noé viveu na região do oriente médio, logo é meio dificil de acreditar que animais como cangurus, onças e etc, afinal como que um canguru iria da australia para o oriente médio?
    Nessa parte acredito que foram levados apenas os animais daquele ecossistema. (lembrando-se que naquela época o pessoal só achava que a terra ficava em volta do mar mediterraneo) então essa dá para explicar.
    Agora a dos alimentos e dos cuidados realmente é bastante dificil de acreditar só pela fé msm.

    Gostei do post espero que tenha continuação.

    • Arthur Ribeiro da Silva

      17 de novembro de 2013 em 23:36

      Cara, penso mais ou menos do mesmo jeito. Não creio que as pessoas da época perderiam seu tempo escrevendo coisas inventadas, por pura diversão. Lembrando que o judaísmo na época ainda não era essa religião poderosa e hierárquica. Os judeus que escreveram as passagens bíblicas era um povo humilde. Eles, na minha opinião, escreviam o que viam ou que ouviam. Às vezes não sabiam interpretar direito as coisas. No caso do mito de Noé, não sabiam que o mundo era maior do que a região que habitavam. Aí eles escreveram que foi um dilúvio mundial, e deram um mistificada e aumentaram um pouco a história.

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 21:53

      Bom, mas deus falou que ia inundar o mundo todo… Acho que deus devia saber que a terra não era só aquilo…

      • Arthur Ribeiro da Silva

        17 de novembro de 2013 em 23:39

        Quem escreveu a Bíblia não foi Deus. Foram homens. Deus, supostamente, contou a Noé sobre o dilúvio e ele repassou a mensagem do jeito que ele entendeu. Lembrando que o mito foi passado por várias gerações antes de ser transcrito. Tempo suficiente para que ele “crescesse”.

      • Black King Mello

        17 de novembro de 2013 em 21:58

        Levando em conta que Deus falou com um habitante daquela região e que para ele o “mundo inteiro” era o que ele conhecia, Deus poderia muito bem ter dito apenas como um “vou inundar sua região”.

        • Diego Martins

          17 de novembro de 2013 em 22:03

          Hum, ele falou que ia matar todos os homens e ia inundar só aquela região? Acho que deus tá precisando aprender a se expressar melhor.

          • Phoenix Whight

            17 de novembro de 2013 em 22:30

            OU seja,deus não sabia o tamanho da terra.

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 22:17

            Acho que você que não entendeu. Ele trabalhou em cima do conhecimento que aquele humano tinha. Não adiantaria eu falar sobre física quântica para uma pessoa do século XVII, por exemplo.

          • Luiz Borges Santana

            18 de novembro de 2013 em 01:59

            E também, há uma passagem da bíblia que fala que TUDO o que está escrito nela deve ser lido ao pé da letra, 1 Coríntios 4:6

          • Luiz Borges Santana

            18 de novembro de 2013 em 01:52

            Então como me explica a Epopeia de Gilgamesh? Muito mais antiga do que o mito de noé e possui uma passagem idêntica a essa passagem da bíblia.

  132. Lucas Rodrigues

    17 de novembro de 2013 em 21:51

    É por causa destas inconsistências que eu não vejo sentido nenhum nestas passagens bíblicas. Os questionamentos abordados nunca serão respondidos, pois não há uma explicação concreta para tal passagem bíblica, pois de tão fantasiosa e irreal é de difícil entendimento :/

    • Luiz Cláudio

      18 de novembro de 2013 em 20:44

      Para eles, o mundo era apenas onde eles viviam, a sua região, do mesmo jeito que nós temos conhecimento “só” de 8,7 milhões de espécies, mas que podem existir mais umas 10 milhões de espécies que não conhecemos, e se fossemos colocar todas as nossas espécies conhecidas num lugar, daqui a milhares de anos pessoas fariam o mesmo questionamento, só que abordando como que colocaria num lugar mais 10 milhões de espécies desconhecidas para nós. Você acha que o pessoal daquele tempo realmente tinha noção do mundo, como nós temos hoje ?

    • Altair Ibn-La'Ahad

      17 de novembro de 2013 em 21:56

      Veja a guerra em Israel
      não parece algo concreto?
      ._.

      • Lucas Rodrigues

        17 de novembro de 2013 em 21:58

        Sim, mas a questão aqui é a Arca de Noé u.u

        • Altair Ibn-La'Ahad

          17 de novembro de 2013 em 22:04

          Aposto que se procurarem na Fossa das Marianas vão encontrar a arca de Noé naufragada lá
          Vc não acha isso concreto??
          ._.

          • Lucas Rodrigues

            17 de novembro de 2013 em 22:07

            Eu acho muito difícil, apenas acho.

          • Altair Ibn-La'Ahad

            17 de novembro de 2013 em 22:10

            Mas o jogo nivel hard é mais divertido
            ._.

          • Gato Endiabrado

            17 de novembro de 2013 em 23:15

            ~Nyah Nyah~ Verdade tudo é mais divertido no modo Hard, menos pra mim, por que eu sou um gato que só sabe de digitar e não jogar. ~Nyah Nyah~

  133. gato do apocalipse

    17 de novembro de 2013 em 21:50

    é claro que a logica cristal basta dizer que o poder de Deus fez que tudo desse certo.
    O diluvio, ou pelos menos uma chuva torrencial (sendo que cientificamente falando o diluvio não aconteceu)pois é descrita em diversas culturas, mas com certeza o noe e sua família não foram os únicos a sobreviver

    • Terrorista

      17 de novembro de 2013 em 21:57

      Logica d cristal meta ne

      • gato do apocalipse

        17 de novembro de 2013 em 22:01

        ops, era para ser cristã, mas houve a droga na correção do Windows, pois meu não reconhece a palavra cristã, eu pc é ateu

    • gato do apocalipse

      17 de novembro de 2013 em 21:51

      *o diluvio, ou melhor dizendo, uma chuva torrencial, ocorreu no passado

  134. Altair Ibn-La'Ahad

    17 de novembro de 2013 em 21:50

    A realidade é uma inconsistência científica ._.

  135. lt.kun surge

    17 de novembro de 2013 em 21:48

    Só o Elefante come a arca inteira

  136. Dark Vampire

    17 de novembro de 2013 em 21:48

    Bem, na verdade, os animais aquáticos (pelo menos os que vivem nos oceanos e mares) também deveriam entrar na arca, pois se choveu o suficiente pra inundar o planeta todo, o índice de salinidade da água nos mares cairia drasticamente, e esses animais acostumados a viver em águas salgadas morreriam pela falta de sal (se eu estiver errado, correções são bem-vindas)

    • Lucas Rodrigues

      17 de novembro de 2013 em 21:52

      E se fossem colocados na Arca morreriam também.

    • Altair Ibn-La'Ahad

      17 de novembro de 2013 em 21:50

      E se chovesse água salgada? ._.

      • Dark Vampire

        17 de novembro de 2013 em 21:53

        Se chovesse água salgada os animais de água doce morreriam pelo excesso de sal .-.

        • Altair Ibn-La'Ahad

          17 de novembro de 2013 em 21:54

          Vou jogar sal em vc pra ver se vc morre :3

          • Dark Vampire

            17 de novembro de 2013 em 21:55

            “Animais de água doce” E eu não sou uma lesma, ou sapo, até onde eu sei 😐

          • Altair Ibn-La'Ahad

            17 de novembro de 2013 em 21:57

            Eu só falei pq é um desejo meu
            LOL! vê se cresce u.u

  137. Gutierre Santos

    17 de novembro de 2013 em 21:47

    é questão de fé. n precisa ser explicado.

  138. Estudante

    17 de novembro de 2013 em 21:47

    Parei quando vi ”científica” ao lado de ”Bíblia”

    • lt.kun surge

      17 de novembro de 2013 em 23:01

      [img]http://geradormemes.com/media/created/250/iy7k2m.jpg[/img]

  139. Sesshoumaru

    17 de novembro de 2013 em 21:47

    the treta has been planted

    • Altair Ibn-La'Ahad

      17 de novembro de 2013 em 21:53

      Isso já tá até enjoado de tão manjado
      e manjado de tão repetido
      e repetido de tão chato
      e chato de tão enjoado
      assim o ciclo permanece pela eternidade
      E EU N VEJO EM NENHUM LUGAR A PORRA DA TRETA
      ._.

      • Sesshoumaru

        17 de novembro de 2013 em 21:57

        sério? to desatualizado então porque só vi isso uma vez, mas que pena né

        • Altair Ibn-La'Ahad

          17 de novembro de 2013 em 22:01

          Que

          [img]http://www.tocadacotia.com/wp-content/gallery/pena/pena-6.jpg[/img]

  140. Verônica Cintra de Oliveira

    17 de novembro de 2013 em 21:46

    Isso é uma questão de acreditar ;D Ñ precisa ser explicado a fé explica tudo 🙂

    • tohellusername

      18 de novembro de 2013 em 09:00

      existem crentes que procuram explicações logicas para esses acontecimentos, isso é absolutamente normal e ate racional da parte deles, estejam errados ou não, faz evitarem de entrar em contradição. Vc não se sente ruim em depositar toda sua fé e vida em algo que vc não faz questão que faça sentido??

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 21:47

      Pelo contrário, não explica nada…

      • Verônica Cintra de Oliveira

        17 de novembro de 2013 em 21:49

        Mais vc acredita no q vc quiser n posso mudar nda ;D
        Seja feliz 😛

        • Altair Ibn-La'Ahad

          17 de novembro de 2013 em 21:55

          Casa comigo *–*

      • Verônica Cintra de Oliveira

        17 de novembro de 2013 em 21:49

        Isso pq vc n acredita

  141. Lucas D

    17 de novembro de 2013 em 21:43

    Foi tudo mágica. Não precisa ser explicado. e.e

    • Cristian Candido Ferreira

      20 de novembro de 2013 em 16:18

      A ciência pode não saber de tudo, mas com certeza sabe infinitamente mais que a religião, até por que o que há de certeza na ciência é totalmente comprovável, já na religião…

      • André Pontini

        22 de novembro de 2013 em 00:13

        “a ciência é totalmente comprovável”, certeza disso?
        Vamos lá, você acha isso porque um bando de homens te disseram e te ensinaram que era assim, porque alguns homens inteligentes escreveram sobre isso, mas você não acredita na bíblia porque foram homens que escreveram, porque é só um livro, porque homens mentem e se eles mentiram na bíblia, porque eles não mentiriam ou errariam na ciência? Na verdade eles fizeram isso, erraram e já enganaram milhares de pessoas, Aristóteles o homem mais inteligente da terra em sua época, afirmou de certeza, escreveu livros e teorias sobre a terra ser o centro do universo e todo mundo se alienou a isso, pois não compreendiam aquilo e só por ele ser inteligente diziam: “A, vamos acreditar nele né, o cara é inteligente, me falou um monte de números que me encheram o saco, então isso provavelmente está certo”, acontece que ele estava errado e Galileo provou isso, apresentou novas teorias ainda mais inteligentes e surpreendentes, o povo da terra teve que acreditar, afinal, segundo as teorias e códigos matemáticos de Galileo, os cometas eram ilusão de ótica e a lua não era a responsável pelas marés, como discordar disso não é? Não, ele estava errado, aí veio um homem chamado Isaac Newton, tão inteligente, praticamente o pai da física, uma maça caiu em sua cabeça e pronto, ele fez varias teorias, escreveu livros, elaborou leis para o seu conhecimento e foi além, apresentou fatos não só sobre a gravidade e a física, mas fatos de que poderia transformar metal em ouro e todos se entusiasmaram e acreditaram nele, até que ele morreu ao tentar comprovar suas teorias ingerindo mercúrio, ou seja, a ciência não é, não foi e nunca será totalmente comprovada, pois todos os dias aparecem homens super inteligentes apresentando teorias irrefutáveis que jamais serão derrubadas e anos depois elas são derrubadas por outros homens ainda mais inteligentes, a bíblia tem muitos mais fatos comprovados do que os não comprovados, mas como eu disse quem comprova isso são homens limitados e que erram, não me baseio nem na comprovação nem na falta de comprovação, me baseio na minha fé e na minha crença em um Deus, não importa o que o homem diga, pois até os homens mais inteligentes da terra já erraram, e um deles se matou de uma forma bem estúpida! flw, vlw!

        • Allan Andrade O Apaixonado

          25 de novembro de 2013 em 23:29

          gostei

        • Cristian Candido Ferreira

          22 de novembro de 2013 em 10:48

          Jovem, primeiramente, ao parafrasear o que eu escrevo, não molde as palavras segundo suas intenções,em nenhum momento eu disse que a ciência como um todo é totalmente comprovável, eu disse que o que há de certeza na ciência é totalmente comprovável, pois, ao contrário do que há na bíblia, eu não preciso crer que a água é constituída por hidrogênio e oxigênio, se você duvida, vá à um laboratório e comprove, eu não creio na ciência porque homens inteligentes me dizem isso, a todo momento eu vejo artigos científicos absurdos na internet, que por si só é muito vaga, na verdade acreditar baseado nisso, seria uma falácea bastante utilizada por religiosos, o de apelo à autoridade. O que as pessoas leigas tem de entender, é que a ciência, jamais saberá de tudo, o próprio Aristóteles já previa isso, e que para cada grande descoberta digamos que houveram 10 mil erros, mas ela dá resultados, e milhões deles, totalmente comprováveis, ou quando você toma algum remédio, precisa crer que ele lhe fará melhor? Também não digo que tudo que há na bíblia é descartável, seria um tolo se afirmasse tal coisa, as palavras de Jesus Cristo demonstram muita sabedoria, e extrema inteligência, e pode apostar, que ele ficaria decepcionado com a grande maioria das pessoas que nele acredita. Eu não sou nenhum anti cristo, que quer denegrir a imagem de deus ou de Jesus, adoraria que tudo fosse perfeito como as religiões pregam, mas não é, então não fico alimentando falsas esperanças, eu vivo a realidade, e ela é deveras dura! Então entendo que algumas pessoas, por fraqueza, precisam da fé como muleta para continuar, mas acho isso tudo uma tremenda patifaria, se sua fé for tão inabalável, quanto a da maioria daqueles que dizem crer é, não deveria se incomodar tanto assim. Só não tentem igualar nem comparar religião com ciência, pois a ciência, busca as verdades, sem medo de perguntas, e reconhecendo sua incapacidade de explicar todos os fenômenos existentes, já a religião, prega como verdade absoluta, algo primitivo e que já foi severamente refutado diversas vezes, é uma questão exclusivamente de fé, e é a mesma fé que uma criança tem, ao esperar pelo Papai Noel no Natal, Coelho da Pascoa na Pascoa, ou mesmo nos deuses Egípcios e Gregos que hoje são classificados como mitologia, o deus cristão, está no mesmo patamar que todos eles, e duvido qualquer religioso me provar do contrário.

          • Allan Andrade O Apaixonado

            25 de novembro de 2013 em 23:30

            Adepto do deus Big Bang…

          • Cristian Candido Ferreira

            26 de novembro de 2013 em 13:31

            De forma alguma, o Big Bang, nada tem a ver com deísmo, é uma teoria, sendo assim, não completamente comprovada, e mesmo assim existem muito mais evidencias a favor do que a ideia de um deus, uma delas, é a radiação cósmica de fundo!

          • Hélio Cavalcante Maia

            28 de novembro de 2013 em 10:13

            Os cara não conseguem nem descobrir como foram construídas as pirâmides do Egito aí ficam querendo dar pitaco de como se originou o universo. mas #semquererofender

          • Cristian Candido Ferreira

            30 de novembro de 2013 em 01:56

            Verdade, até por que faz muito mais sentido atribuir a um deus todo fenômeno que eu não consigo explicar, simplesmente genial!

          • André Pontini

            22 de novembro de 2013 em 13:20

            Entendo seu ponto de vista, não concordo, mas respeito, então é isso, não quero discutir contigo porque vc tem seu ponto de vista e eu o meu e nenhum dos lados vai mudar, então boa sorte com seus pontos de vista ai cara, tudo de bom pra tu e que os ensinamentos do senhor Jesus iluminem sua vida. =D

          • Cristian Candido Ferreira

            22 de novembro de 2013 em 14:11

            Valeu cara, com certeza podemos aprender algo com o que ele diz, e boa sorte com seu ponto de vista também! 😉

    • Sesshoumaru

      17 de novembro de 2013 em 21:45

      meu pai diz a mesma coisa, que foi tudo “mágico” mas cadê essa “mágica” hoje em dia?

      • Michael Rodrigues

        18 de novembro de 2013 em 14:29

        Acabei de falar que a arvore de mana morreu

    • Diego Martins

      17 de novembro de 2013 em 21:44

      Então porque a mágica parou de acontecer?

      • Michael Rodrigues

        18 de novembro de 2013 em 13:44

        Porque a arvore de mana morreu cara.

      • Querubim Lacabel

        18 de novembro de 2013 em 13:41

        Porque Deus ñ interfere na vida do ser Humano, travez ele quer ver ser vc chegar a paz sozinho

      • question

        17 de novembro de 2013 em 23:07

        só sobrou o “Espirito Santo conosco”, e profecias de como o mundo iria piorar, terremotos, fome, miséria e etc, até chegar o apocalipse. Sem visões e profetas que “espalhavam a palavra de Deus” e será assim até o fim dos tempos. Fonte Bíblia.

      • Morte Original

        17 de novembro de 2013 em 22:07

        por causa de perguntas como essa, Diego, por causa de perguntas como essa… (~le clima místico~)

      • Dark Vampire

        17 de novembro de 2013 em 21:49

        É fácil, é porque o Mister M tá por aí e Deus tá com medo dele revelar como foi que ele fez heuheuehue.

      • Lucas D

        17 de novembro de 2013 em 21:47

        Pelo mesmo motivo que você leva tudo a sério. -..-

      • Verônica Cintra de Oliveira

        17 de novembro de 2013 em 21:45

        Pq as pessoas pararam de acreditar 😉

        • Felino

          19 de novembro de 2013 em 08:57

          WOW melhor coment do dia 0/

        • Sesshoumaru

          17 de novembro de 2013 em 21:48

          Minha família toda é evangélica, a família da minha namorada também, maioria dos meus colegas, a maioria da população brasileira. Tem certeza que pararam de acreditar?

          • Lucas Rodrigues

            17 de novembro de 2013 em 22:03

            Claro que não. Tem muito crentelho fanático espalhado por aí que defende seus ideias evangelistas com unhas e dentes u.u

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 22:00

            Pede para eles sacrificarem um filho por Deus para ver isso.

          • Phantom Lord / Hyoga

            17 de novembro de 2013 em 22:11

            deus seria muito malvado pra precisar sacriificar um filho pra provar a crença de uma pessoa nele

          • Hélio Cavalcante Maia

            18 de novembro de 2013 em 11:23

            Abraão foi um homem muito rico, possuía muitos bens mas carregava consigo a tristeza de já velho ainda não ter tido filhos, e Deus então enviou Isaac, e assim Abraão amou muito aquele filho de tal maneira que fizesse Deus testa-lo pra saber o nível de confiança que ele tinha em Deus. E assim ele fez, pois acima de qualquer coisa, de ser um homem justo, bondoso, Abraão era também um homem de fé!

          • Black King Mello

            17 de novembro de 2013 em 22:14

            Deus nunca permitiu que ninguém fosse sacrificado em seu nome.

          • Phantom Lord / Hyoga

            20 de novembro de 2013 em 19:13

            bom nao dah pra saber disso pq ngm tentou ainda .-.

        • Diego Martins

          17 de novembro de 2013 em 21:47

          Não sei não, o que eu mais vejo são pessoas aí, dando sua vida pela fé…

          • Aurinho Filho

            18 de novembro de 2013 em 03:48

            Na verdade as pessoas hj em dia estão dando a sua vida pra não queimar no inferno, com medo de serem hóspedes eternos do tinhoso e não por terem fé, e isso tudo é culpa da religião que alienou o povo de certa forma que os religiosos dão quase todo seu salário e tempo de vida à igreja não por boa vontade, e sim pra garantir seu “terreno” no céu, de encontro a isso vem tb os ateus tão fanáticos e ignorantes qnto os religiosos que não tem a mente aberta para o suficiente para enxergar q existem milhões de coisas q a ciência simplesmente não consegue explicar. O meu ponto de vista é q existe sim um Deus e ele pode ter criado o universo de acordo com as leis da física, porém não acredito em religião e acho q os FANÁTICOS tanto os religiosos como os não-religiosos deveriam se preocupar em se respeitar e pararem com as brigas não vão os levar a lugar algum.

            PS¹: Na minha opinião vc deveria postar mais coisas interessantes q também defendessem a espiritualidade, vc só posta sobre assuntos q defendem a ciência.

            PS²: O site é ótimo, sou leitor daqui faz um tempinho, porém não sou muito de comentar e volta com os maiores mistérios da humanidade ta fazendo falta !! =]

            PS³: Video game muito fodaaaaaaaaa ..

            PS4: Video game caro pra caralhoooooooooooooooooooo ..

          • Kira

            19 de novembro de 2013 em 11:11

            eu rih do PS$ 😛

          • tohellusername

            18 de novembro de 2013 em 09:13

            vc falou grandes verdades.

            Alguns ateus se apegam a ciencia como se ela fosse uma religião, dona de toda verdade do universo, é um absurdo, a ciencia tem o maior prazer tanto em apresentar os resultados de suas pesquisas como de dizer “sei la”, afinal é isso que da continuidade a pesquisa.

            O número de hipocrisia entre os crentes tem aumentado MUITO, mas por grande parte da culpa sendo da RELIGIÃO. É ótimo que as pessoas tenham suas crenças, mas desde que surgiu uma instituição lembrando todos os dias como elas tem que se comportar pra serem boas pessoas, o pessoal só pensa em estar de boa com deus pra ser salvo (obviamente, sem admitir isso).

      • Lucas Rodrigues

        17 de novembro de 2013 em 21:45

        Boa pergunta.

446 Comentários
mais Posts
Topo