As grandes falácias modernas #1

Nós vivemos na Era da Informação e da liberdade de expressão, por isso muitos temas que antes eram “indiscutíveis” acabaram se tornando tema de acalorados debates. Porém muitas pessoas cometem falácias na hora de defenderem seus pontos de vista, algo que não deveria acontecer.




O que é uma falácia?

gelo

Muitas pessoas usam falácias diariamente, porém não sabem o que é isso. Uma falácia é um argumento “furado”, que parece fazer sentido, mas não faz. Por exemplo: O aquecimento global é uma mentira, pois o inverno nos EUA foi extremamente frio.

A princípio, isso parece fazer todo o sentido, porém é um argumento completamente errado. O fato de um ponto do planeta ter passado por um frio intenso, não invalida o aquecimento global, pois, como o próprio nome diz, estamos falando de algo que afeta todo o planeta e não apenas um lugar, no caso os EUA.

Existem diversos tipos de falácias, das mais simples, as mais elaboradas, por isso vamos conhecer algumas clássicas:




Argumentum ad ignorantiam

ancient-aliens-guy-orig-guy-1385045292

Argumentum ad ignorantiam, também conhecido como argumento da ignorância, é um clássico muito usado pelas pessoas. Esse tipo de argumento usa uma coisa para desmentir outra.

Por exemplo: Ninguém provou que Alá não existe, logo ele existe.

A primeira vista essa afirmação parece fazer todo o sentido, mas ela não faz. O fato de algo nunca ter sido provado como irreal, não prova que ele seja real.

Um bom exemplo são as vacas voadoras. Ninguém jamais pode demonstrar que elas não são reais, e nem por isso quer dizer que elas existam.




Argumentum ad populum

stupid-people-posters

Argumentum ad populum é um argumento que apela a quantidade de pessoas para provar algo. Por exemplo: “Todo mundo” acredita fenômenos sobrenaturais, logo eles existem.

Como a humanidade bem sabe, o fato de muitas pessoas acreditarem em algo não o torna real. Um dos maiores exemplos disso é o fato da Terra ser redonda. Até alguns séculos atrás, o conhecimento humano era muito limitado, por isso praticamente todo mundo achava que a Terra era plana, afinal basta olharmos a nossa volta para termos essa impressão.

Porém, com o passar do tempo, foi descoberto que nosso Planeta era redondo, desmentindo o conhecimento de todos. Ou seja, mesmo que todas as pessoas existentes no mundo acreditem em algo, isso não prova que tal crença seja real.




Cum hoc ergo propter hoc

20130124-114258

Cum hoc ergo propter hoc, também conhecido como “com isto, logo aquilo”, é um argumento que juntas duas coisas totalmente diferentes para gerar uma explicação.

Um bom modo de exemplificar esse tipo de falácia é o caso dos piratas: Observações científicas têm mostrado que a temperatura do oceano vem subindo com o passar dos séculos. Ao mesmo tempo, o número de piratas vem caindo, logo os piratas eram os responsáveis por manter as águas frias.

Obviamente isso não faz nenhum sentido, porém, mesmo assim, as pessoas usam bastante esse tipo de argumentação.




Teoria irrefutável

slide_26

Essa é uma falácia muito usada, principalmente quando envolve acontecimentos sobrenaturais e milagres. Por exemplo: Uma pessoa afirma que se curou do câncer com a ajuda de um santo.

Ninguém pode desmentir tal coisa, pois é irrefutável. Não faria nenhuma diferença se a pessoa afirmasse que se curou do câncer porque o ar que ela respirava era mágico ou porque haviam fadas voando em cima de sua cabeça. Essas afirmações não podem ser testadas de alguma maneira, logo não devem ser levadas a sério como prova para alguma coisa.




O Deus das lacunas

god-of-the-gaps

Essa é uma falácia bastante usada na discussão entre ateus e religiosos. Ela diz o seguinte: Ninguém sabe como tal coisa aconteceu, logo, foi Deus.

Isso acontecia mais no passado, tanto que muitas religiões extintas foram criadas em cima desse argumento. Antigamente, ninguém sabia como um raio acontecia ou porque chovia, assim as pessoas criavam deuses para responder a esses fenômenos. Com o passar dos anos, a ciência conseguiu explicar e comprovar esses fenômenos racionalmente e aqueles deuses se tornaram desnecessários, perdendo espaço no mundo.

Isso ocorre em outros casos também. É muito comum pessoas afirmarem que, por exemplo, foram salvas de um câncer devido a uma intervenção divina, pois os médicos responsáveis pelo tratamento já haviam condenado a vítima. Mas, na verdade, ninguém pode afirmar com certeza que alguém vai morrer disso ou daquilo em tanto tempo.

O primeiro fato é que o ser humano ainda desconhece todos os pormenores do funcionamento do organismo de uma pessoa e também existe um buraco no conhecimento total do câncer. Sendo assim, mesmo o mais improvável caso pode acabar acontecendo, sem necessariamente ter havido uma intervenção divina.

Por isso que essa falácia é chamada de “Deus das Lacunas”, pois as pessoas usam Deus para explicar todas as lacunas existentes no conhecimento humano até então.

  1. AnnieBitencourt

    8 de março de 2015 em 02:52

    Interessante!

  2. Katia Lima

    14 de dezembro de 2014 em 21:09

    O IMPOSSÍVEL É O QUE NÃO SE PODE IMAGINAR ….. QUANTO A RELIGIÃO É ALGO CRIADO PELOS HOMENS PARA EXPLORAR OUTROS HOMENS ..DE DEUS É A FÉ …NINGUÉM PRECISA DE UMA RELIGIÃO PARA TER A PRESENÇA DE DEUS …..

  3. RadamanthysCrysis

    1 de agosto de 2014 em 16:04

    “Como a humanidade bem sabe, o fato de muitas pessoas acreditarem em algo não o torna real. ”

    Isso significa que o crescimento do ateísmo também se aplica a isso. Não é porque há tantos “ateus”, que eles tenham razão. Ah…ateu…a(negação/sem) + Theos(Deus)…que não deveria nem sequer existir.
    Aliás, eu não acredito em unicórnios, como devo ser chamado?
    Espero respostas. Obrigado. rs

    • Sephiroth

      5 de agosto de 2014 em 14:28

      Eles não tem razão pela quantidade numérica de suas fileiras e sim por causa da sua argumentação fundamentada. Creio que o termo correto seria ateísta. No seu caso aunicornista.

  4. Frodo, o frodedor de novinhas

    28 de julho de 2014 em 02:30

    só existe um e verdadeiro deus, e todos nos sabemos que é arceus

  5. Nicolau Figueredo Paulino

    27 de julho de 2014 em 00:45

    O problema é ser chato e não deixar em paz as pessoas que creem em algo além dessa vida, quer fazer algo útil pega 30 reais e doa pros médicos sem fronteiras, estará fazendo um ótimo trabalho como ser humano 🙂

  6. O_O Nilo

    25 de julho de 2014 em 22:16

    Só tenho uma coisa a dizer…

    http://lifeofiron.com/images/meme/29.jpg

    Aliens….

  7. Jessica Ariana

    25 de julho de 2014 em 11:04

    Estou de acordo com quase tudo expeto o de “ muitas pessoas acreditam em acontecimentos subnaturais o que não faz deles reais“. Deixe me que lhe explique que quem acredita é porque vivenciou tal. Será arrogante considerar uma estupidez só porque o próprio ainda não vivenciou tal. Pois so cada um sabe o porquê de acreditar no que acredita e ninguém pode viver o que o outro viveu, logo não tem direito de julgar essa opinião/ crença. A própria vida em si como a conhecemos e consideramos real já é espetacular e incrível, porque não haverá espaço ou forma de outras coisas igualmente ou ate mais fantásticas acontecerem e existirem? O subnatural é tao natural como a própria naturalidade… Quem já vivenciou acontecimentos desse género sabe do que estou a falar.

  8. Android

    24 de julho de 2014 em 22:21

    O Diego nessa obssessão para comprovar sua crença se rebaixa ao mesmo nível dos crentes fánaticos ou testemunhas de jeová!
    Sem contar que postar uma coisa religiosa em Curiosidades é no mínimo desrespeitoso com os leitores daqui, pois o Minilua não é fórum ateu, aqui têm pessoas de várias religiões, e a categoria Religião ta ai pra isso.
    Não sou Ateu e não sou Cristão. Não tenho religião, no entanto respeito a crença dos outros pois cada um têm o direito de acreditar no que quiser.
    Respeito é fundamental.

  9. Thanatos

    24 de julho de 2014 em 09:28

    Interessante é notar que mesmo uma pessoa como o Diego ainda é influenciado pela tradição religiosa. Perdoe-me caso eu esteja enganado,mas você continua a usar o termo “Deus” com inicial maiúscula. E ao ler os seus textos, não imagino que você O considere um “substantivo próprio e concreto” para escrever/digitar dessa maneira.

    • Diego Martins

      24 de julho de 2014 em 13:30

      Com maiúscula pois estou me referindo ao Deus cristão. Aliás, eu chamo todos os deuses usando a letra maiúscula , pois personagens também possuem nome próprio.

      • Thanatos

        24 de julho de 2014 em 15:03

        Compreendo seu ponto de vista, nesse caso “Deus cristão”(Deus) se tornaria um pleonasmo.

    • chapolim do mal

      24 de julho de 2014 em 12:39

      Talvez pq o nome deus não seja usado de modo genérico e sim como nome proprio e por isso a letra maiuscula.

  10. Thanatos

    24 de julho de 2014 em 09:22

    Você está completamente errado,Diego,porque a voz do povo é a voz de Deus!

  11. Italo Martins

    23 de julho de 2014 em 21:05

    Cara na moral, já encheu isso de discutir a fé e a razão. Não entendo porque nós não podemos simplesmente negociar a paz. Tudo isso parece mais um campo de batalha e uma guerra que se estende por gerações e gerações, e ao que tudo indica continuará ainda pra sempre. Só que eu não entendo o por que. Qual o objetivo dessa guerra? Provar que um ou o outro está certo ou errado? Creio que seja algo mais… Mas o que? Existem tantas religiões no país e nunca vi os ateus as atacando, e olha que elas são mais preconceituosas que a maioria dos crentes(Evangélicos). Candomblé, espiritismo, islamismo, neopaganismo( Wicca e etc…) hinduísmo, budismo e etc… Tudo isso existe no Brasil, mas a razão só decide atacar a fé em Deus, por que???? Acho que simplesmente por ser a religião que mais cresce, e como a mídia e o amor ao dinheiro(Não irei negar que existem igrejas MUITO corruptas, isso é fato) estragaram a imagem do cristão, assim como todos, nós também evoluímos. Nós aprendemos a amar as pessoas como elas são, que na verdade devia sempre ser assim não é? Afinal foi o segundo e último mandamento de Jesus. Mas ao que me parece os ateus só querem atenção, atacar um gigante que CRESCEU ENTRE a “minoria” é uma estratégia de guerra audaciosa. Provocar a raiva em Cristãos para vê-los pecar agredindo moralmente outras pessoas e depois dizer, “Olha só galera, como esse cão late, é só passar a mão na sua cara que ele quer te morder. Parece que nem sabe brincar. Agora quem estava certo?” Isso é muito usado nos tribunais do mundo inteiro. O que ganha a humanidade com isso?

    • Tábata Vidiri

      26 de julho de 2014 em 07:09

      Coitadinhos dos cristãos!

    • Diabo

      24 de julho de 2014 em 19:26

      Cara, espiritismo tem preconceito ñ, a minha mãe de santo já aceitou e ajudou na recuperação de drogados e bandidos, então pó para com isso ‘-‘

    • Diego Martins

      24 de julho de 2014 em 13:27

      Se usar razão e lógica é agredir… Então não sei mais nada.

      Não existe nenhuma guerra, os ateus apenas fazem o que os cristão e todos os outros religiosos fizeram por milênios, só que agora eles tem o direito de falar o que pensam sem serem queimados na fogueira. E como felizmente o mundo vem se tornando um lugar onde a razão está tomando conta, os religiosos ficam preocupados com isso.

      • PlayStation

        24 de julho de 2014 em 22:47

        O problema aqui é sua insistência em encher o saco dos evangélicos

      • Italo Martins

        24 de julho de 2014 em 19:59

        Meu caro, “Usar razão e lógica” dependendo da forma pode sim agredir, lembre-se que estamos falando de um grupo de PESSOAS, e você pode ou não está agredindo-as. E sim eu reconheço que muitos “religiosos”, principalmente os cristãos erraram feio há tempos atrás. Mas era um tempo em que pensamentos independentes eram raros. Claro isso não justifica. Mas veja. Você acha correto
        fazer o mesmo que eles? Vocês não estariam sendo ignorantes como eles foram?

        Nada meu amigo, justifica a fé além do amor. Mas o que justifica a razão? A ciências? Será?
        Eu odeio discussão sem fim, então flw e até seu próximo post. Tenha uma boa semana, e não isso não é ironia da minha parte, realmente passe bem! Flw grande amigo.

    • PlayStation

      23 de julho de 2014 em 22:24

      Quando um post desses aparece, eu prefiro ficar calado msm…
      Afinal, “Onde a ignorância fala, a inteligência não dá palpites”

  12. SnesTalgia

    23 de julho de 2014 em 20:42

    prevejo que la vem treta kkkkk

  13. Mirai Kuriyama

    23 de julho de 2014 em 19:54

    Diego, saiba que “Ninguém nunca provou que Deus existe, logo ele não existe” também se encaixa na falácia. xD

    • Diego Martins

      24 de julho de 2014 em 13:23

      Sim, mas existe outro problema aí, pois não se pode provar que algo não existe:

      Um argumento bastante repetitivo em uma discussão religiosa é o seguinte: “Você não pode provar que Alá/Deus/Ganesha não existe.” Realmente, ninguém pode provar que não existe, mas ninguém é capaz de provar a inexistência de qualquer coisa… Pense um segundo.

      99,999999% das pessoas não acreditam que existam macacos rosas voadores. Você provavelmente não acredita neles também. Mas teria como provar que eles não existem?

      Você poderia dizer que nunca viu um, que não existem relatos, fotos, vídeos ou que seria impossível tal bicho existir devido as suas características. Mesmo assim, isso não provaria que ele não existe, afinal, pode haver um mundo no Universo onde eles existem. Ou seja, ninguém pode provar que algo não existe. Até porque se algo não existe, esse algo não vai deixar nenhuma prova de sua inexistência por aí…

      É por isso que todas as pessoas acreditam em coisas que podem ver, tocar, cheirar ou comprovar sua existência das mais diversas maneiras. Também é por isso que algumas pessoas não acreditam em diversas coisas, não por ter sido provado que não existem, mas sim devido a falta de evidências de que tal coisa exista.

      Por isso, a falta de evidências de que algo existe é aceito como argumento de não existência, caso contrário, qualquer coisa maluca que uma pessoa disser existir (vide exemplo da vaca voadora), teria que ser aceita como real.

  14. larissa

    23 de julho de 2014 em 17:44

    Pois eu digo que as vacas voadoras existem. kkkk
    [img]http://http://postimg.org/image/fdhcfuddn/[/img]

  15. Dr.V

    23 de julho de 2014 em 15:13

    Hum…ok.

  16. VanDrak SubZero

    23 de julho de 2014 em 14:42

    que isso cara?! :/
    vacas voadoras existem sim.
    A cidade que moro recebeu o nome dela já por causa das vacas voadoras.

  17. Um qualquer

    23 de julho de 2014 em 12:15

    Já sabia que era post do Diego a partir do primeiro parágrafo…….. porque será?

  18. walmir silva

    23 de julho de 2014 em 05:08

    Um post inteiro mascarado apenas para atacar a religião,esse cara é tão obsessivo,que se ele começar a falar em comida,a gente sabe vai terminar atacando uma religião de alguma forma. Ser ateu é modinha ‘-‘

    • Diego Martins

      23 de julho de 2014 em 16:07

      A religião só foi usado pois é o tema onde as pessoas abusam das falácias. Dessa maneira tentei pegar exemplos que se encaixassem de maneira mais real na vida de todos.

      Se ateu é modinha, ser religioso é o que?

      • Sephiroth

        5 de agosto de 2014 em 14:00

        é ser hipocrita ou medroso ou ignorante ou preguiçoso ou oportunista…. ou todos! Pick one

      • Fantasma Renegado

        23 de julho de 2014 em 17:30

        Diego, na boa, sem zuera, sem frescuras, teus posts tão começando a ficar tendenciosos demais. O povo tá reclamando com razão, a maioria das tuas postagens termina em briga religiosa. Eu, pelo menos, quando comecei a ler este post, não imaginei que ele ia terminar do jeito que terminou. Tá previsível e começando a ficar irritante. Pelo menos separe as suas opiniões contra a religião dos outros temas.

        • Diego Martins

          23 de julho de 2014 em 17:33

          Termina porque as pessoas querem. Tem muitos posts que eu falo de ciência e os crentes ficam revoltados.

          E quando eu falo de religião, não posso fazer nada.

          Quanto a esse post, se alguém me citar um lugar que tenha mais falácias que a religião e suas crenças, eu troco os exemplos.

          • Fantasma Renegado

            23 de julho de 2014 em 17:48

            Argumentum ad ignorantiam: Podemos usar os alienígenas como exemplo? “Eu acredito que exista vida em outros planetas porque o universo é grande”.

            Argumentum ad populum: Lendas brasileiras. Muita gente acredita em coisas desse tipo simplesmente porque todo mundo diz que já viu ou que conhece alguém que viu.

            Teoria irrefutável: Sorte. Qualquer frase que você criar envolvendo sorte vai dar certo como exemplo.

            Lacunas: Usa os alienígenas de novo. Lembra daquelas marcas deixadas nas fazendas? Ninguém sabe como foram parar lá, mas todo mundo diz que foram os áliens.

            Obviamente a sua abrangência será menor, mas dá pra explicar do mesmo jeito e ninguém vai ter razão em te criticar por “atacar” a religião de maneira mascarada. É isso ou eu viajei na maionese legal aqui nos meus exemplos.

          • Diego Martins

            23 de julho de 2014 em 17:56

            Exatamente, esse tipo de exemplo serve, mas as pessoas pouco se importam com eles. A ideia é que elas vejam argumentos que elas mesmo usam como falácias.

          • Fantasma Renegado

            23 de julho de 2014 em 23:49

            Bom, que as tretas infinitas continuem, então. Eu ficarei de fora só comendo minha pipoca e observando.

          • chapolim do mal

            23 de julho de 2014 em 20:32

            Não, diego deve continuar a postar sobre religião, por dois motivos: é legal ver os crente se descabelando e os debates sobre religião são muito interessantes.

          • Sephiroth

            5 de agosto de 2014 em 14:04

            se descabelando sim, debatendo não. Como o Diego disse nenhum realmente trás alguma prova ou refuta algo, somente choram, xingam e reclamam.

      • Ophelia Dilaurentis Soares

        23 de julho de 2014 em 17:11

        Algo que você nunca vai conseguir ser ou entender.

    • chapolim do mal

      23 de julho de 2014 em 15:32

      Só acho que vc foi bastante seletivo e só leu o que quis, pq ele fala muito mais do que apenas religião, então não seja tão arrogante e aprenda a ler mais dinamicamente.

    • Lucas Rodrigues

      23 de julho de 2014 em 07:34

      Embora a temática do post culmine-se na abordagem de assuntos religiosos, não creio que a intenção da matéria foi simplesmente atacar a religião. É melhor pensar duas vezes antes de tirar conclusões precipitadas.

      • Ophelia Dilaurentis Soares

        23 de julho de 2014 em 17:24

        Isso é o que você acha e não cabe a você dizer sobre as conclusões dele serem precipitadas ou não.

    • Marvelunatico

      23 de julho de 2014 em 06:31

      [i]”A mandioca é um alimento delicioso, que pode ser consumido frito ou cozido, mas mesmo limpo, não pode ser consumido cru. Porque contém propriedades que podem envenenar aquele que consumir crua. Agora eu pergunto: por que Deus não fez a mandioca para ser consumida crua? Sabe por quê? Porque Deus não existe, seus crentelhos comedores de mandioca.”[/i] – MARTINS, Diego

  19. Vinicius Passos

    23 de julho de 2014 em 01:14

    Ri demais com essa matéria, aiai

  20. Ricardo

    22 de julho de 2014 em 22:33

    há, esse post só podia ser do Diego mesmo, só ele pra alfinetar a religião, mas mesmo assim excelente matéria, gostei da parte da parte de o Deus das Lacunas pois de vez em quando algum aparece me dando a explicação de que e Deus que fez aquilo e pronto como por exemplo a chuva ou a seca, sempre tem alguma explicação científica para esses acontecimentos e pra mim não tem nada de Deus nisso.

  21. Alex Nero

    22 de julho de 2014 em 21:30

    Nesta foto estou fazendo trollface, logo, nemesis é um troll

    • Forasteira

      22 de julho de 2014 em 21:57

      Mas o Nemesis É um troll.

  22. Suite Moon

    22 de julho de 2014 em 21:28

    Existem muito mais falácias…
    Argumentum ad populum é um dos argumentos que eu mais escutei dos religiosos, e sinceramente é um dos mais estúpidos argumentos.
    Estou curioso para ver se serão postados falácias usadas pelos ateus, visto que o ateísmo é bastante defendido aqui.

  23. Magus

    22 de julho de 2014 em 21:21

    Gostei da matéria, bem informativa, poderiam haver mais posts desse tipo. Uma forte tendência antirreligiosa aqui hein.

  24. Emmanov Kozövisck

    22 de julho de 2014 em 20:42

    Existem muitas outras falácias que não foram citadas neste post, portanto pretendo eu fazer uma matéria sobre mais outras nove falácias distintas.

    • DCemblemático

      22 de julho de 2014 em 20:54

      Correção, você vai pega as outras falácias na Internet vai posta aqui é não vai citar nenhuma fonte, nisso eu entro para mostrar as fontes he-he-he

      • Emmanov Kozövisck

        22 de julho de 2014 em 20:55

        Exato!

  25. Little Uchiha™

    22 de julho de 2014 em 20:23

    Essas palavra ae é pra enfeitar o poste?

    • Emmanov Kozövisck

      22 de julho de 2014 em 20:40

      Não, são os reais nomes das falácias.

    • The Guy

      22 de julho de 2014 em 20:24

      Possivelmente huehuehue

  26. The Guy

    22 de julho de 2014 em 20:14

    Já estou vendo até o Caue Moura Fazendo uma participação aqui no minilua .Ele vai vir ajudar a falar mal das religiões.E mais uma coisa sou evangélico e nunca ninguém e nem um site mudarão meu sentimento por Deus. vlw flw

    • Diego Cunha

      27 de agosto de 2015 em 13:25

      Mas você tem que admitir que discutir se deus existe ou não é meio idiota, gente que faz isso é patético, afinal, crença é crença, é uma coisa particular, não precisa ficar discutindo. Ateu que tenta “pregar” ateísmo e cristão que fica tentando “converter” são um saco. Eu sou ateu, mas acho que esses ateus chatos são piores do que muito testemunha de jeová por aí.

  27. Doge

    22 de julho de 2014 em 20:04

    Esse tal de “Argumentum ad populum” é a coisa que eu mais vejo. As vezes eu até penso ao contrário “Quando as pessoas concordam comigo eu sempre sinto que devo estar errado.”

  28. Litzen Vampiro

    22 de julho de 2014 em 20:03

    Interessante, ótima matéria, bom como é do Diego não estranho um exemplo usando religião…

  29. Rafael Goto

    22 de julho de 2014 em 19:45

    Adorei o artigo. Muito bom.

  30. Sabrina

    22 de julho de 2014 em 19:29

    Vou colocar um nome bíblico na minha filha um dia. Se chamará Lilith.

    • Rerman Andriz

      23 de julho de 2014 em 15:22

      Você só sabe repetir isso feito papagaio? Em outro post eu já fiquei sabendo que sua filha chamará Lilith… lindo nome à proposito.

    • Sabrina

      22 de julho de 2014 em 23:36

      Nossa que chat (o).

    • Cacuety Comment

      22 de julho de 2014 em 22:26

      Sério? e-e

    • Little Uchiha™

      22 de julho de 2014 em 20:27

      Depois q vai pro inferno não sabe pq.

    • Jeff Dantas

      22 de julho de 2014 em 19:54

      Hummm, bonito nome, Sah! Na verdade, tenho duas amigas chamadas assim… 🙂

      • Terrorista

        22 de julho de 2014 em 20:24

        As mães devem ser retardadas.

    • Kuzan

      22 de julho de 2014 em 19:46

      Daí você veste ela de súcubo. LOL!

      • Forasteira

        22 de julho de 2014 em 20:02

        Festinha da escola. Eba!

    • Terrorista

      22 de julho de 2014 em 19:38

      M-mas Lilith não é um nome bíblico… .-.

      • Forasteira

        22 de julho de 2014 em 19:44

        Na verdade é. Ela foi (possivelmente) a primeira mulher de Adão, e Eva, a segunda.

        • Terrorista

          22 de julho de 2014 em 19:57

          Mas isso é no Judaísmo.

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 20:01

            Bom, não sei. Eu havia feito pesquisas sobre isso há um tempo atrás, mas não tenho certeza se isto está incluído no Judaísmo, no Cristianismo ou no Batataísmo.

          • Terrorista

            22 de julho de 2014 em 20:23

            É Judaísmo, boca aberta.

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 20:40

            Que eu saiba, Gênesis = Bereshit, com algumas modificações, claro. E logo que essa teoria é baseada no livro Gênesis, não há nenhuma divergência…

          • D1m1tr1

            22 de julho de 2014 em 21:03

            Cala a boca, pô

          • Terrorista

            22 de julho de 2014 em 21:02

            é judaísmo caralho

        • Le Mateus

          22 de julho de 2014 em 19:48

          Talvez a personagem Lilith seja, mas o nome não é citado nem uma vez

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 19:54

            Tem gente que diz que ela é citada em Isaías 34:14, tem gente que diz que não. Acho que depende da versão da bíblia e o nome que usam para dizer Lilit, ou Lilith ou o que quer que seja.
            Nunca li a bíblia por inteiro e nem decorei nada além do Gênesis e do Apocalipse (ainda sim, em partes), então não posso afirmar com certeza.

        • chapolim do mal

          22 de julho de 2014 em 19:45

          Pessoas que levam a bíblia a sério -.-

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 19:51

            Eu não acredito na bíblia, meu jovem. Eu só citei uma possível teoria sobre ela. Não é preciso acreditar no Harry Potter para discutir quão gostosa a Hermione é.

          • DCemblemático

            22 de julho de 2014 em 20:48

            Hermione gostosa? Não sei a onde he-he-he

          • Rerman Andriz

            23 de julho de 2014 em 15:21

            P#ta merd#, esse seu he-he-he é do diabo, chatice…

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 20:53

            Só um exemplo. Até a Luna Lovegood é mais gostosa. E olha que nem é (a não ser que você goste das novinhas).

          • Zeref

            22 de julho de 2014 em 23:40

            Eu gosto das novinhas

          • DCemblemático

            22 de julho de 2014 em 20:57

            Podia ter usado a Luna como exemplo, não a mina chata da Hermione he-he-he

          • Allen Walker

            23 de julho de 2014 em 15:49

            Cara ocê ta lokão? A Hermione é mo gostosa fi. A Emma Watson é mt dlç

          • Forasteira

            23 de julho de 2014 em 15:51

            Mulher não é com ele, cara.

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 21:00

            Disculpa intã1, sinhô ;-;

    • chapolim do mal

      22 de julho de 2014 em 19:33

      E se for menino será cthulhu?

    • Gabriel Marins

      22 de julho de 2014 em 19:33

      E se for menino pode ser Gadreel.

      • Thiago Silva

        22 de julho de 2014 em 19:36

        se for menino vai ser lucifer

  31. chapolim do mal

    22 de julho de 2014 em 19:19

    O argumento da ignorância deveria ter sumido no século 17 e que levassem junto as religiões, com certeza o mundo seria bem melhor, lógico que a paz não reinaria mas guerras como Israel e Palestina não existiriam. Minilua começa a revolução contra as religiões. HEIL Diego.

    • Ophelia Dilaurentis Soares

      23 de julho de 2014 em 02:27

      ”revolução” pela internet , tem que ter muita coragem pra isso. Palestina e Israel que se cuidem a ”revolução” ta chegando !!!

      • manoel_garcia

        23 de julho de 2014 em 03:06

        eu ri

    • Thales Henrique

      22 de julho de 2014 em 20:35

      Para falar a verdade,as religiões ajudaram bastante o homem a chegar até onde chegou nos dias hoje, elas alem de nos dar um pouco mais de segurança a qualquer mau natural( vírus e cia) sem elas terem imposto uma ordem superior ainda seriamos praticamente selvagens ao ponto de matar uns aos outros por motivos ainda mais fúteis do que os que tem ocorrido atualmente.claro que sempre tiveram conflitos de alguns que acham seu deus melhor deus do seu vizinho e vai continuar tendo enquanto haver religiões( mesmo que seja uma só,mas politeísta também ocorrerá esse problema).
      Isso tudo poderia ser evitado se o povo tivesse o bom senso de não ficar brigando por religião e não a inexistência delas.

      • chapolim do mal

        22 de julho de 2014 em 21:23

        Entendo o que vc quis dizer masssss percebe-se que todas essas ajudas são meramente psicológicas e nada de muito efetivo.

        • Thales Henrique

          22 de julho de 2014 em 21:43

          O psicológico bem tratado ( não estou dizendo que a religião fornece um melhor que ateus e vice versa) é a base de tudo e já é um grande avanço, as religiões pelo fato de fornecerem esperança para aqueles que estão a beira morte de sobrevivência fornecida não só por um médico mas também por seres sobrenaturais supremos já ajuda um pouco na recuperação. Quando se fica doente e não há um pingo de esperança seu sistema imunológico já fica um tanto que abalado.

          • Diabo

            23 de julho de 2014 em 21:29

            Sim cara, eu sei que é um apoio psicológico, mas na minha religião tratamos do lado espiritual e psicológico, então não tem nada de anormal nisso.

          • Thales Henrique

            23 de julho de 2014 em 21:40

            Não confirmei que exista algo sobrenatural envolvido, só estou explicando a segurança pscologica que a religiosidade fornece principalmente em momentos de agonia.

          • Diabo

            24 de julho de 2014 em 16:55

            Se ñ existe nada sobrenatural, me explica como quando falamos mal da mãe de santo com ela dormindo no quarto dela, a Dona Tatá reclama com a gente (q Dona Tatá é a pombajira da mãe de santo). To pedindo apenas uma explicação para isso, ñ to desafiando nem nada do tipo ñ.

      • Diabo

        22 de julho de 2014 em 21:09

        Cara, por isso digo q o espiritismo é a melhor de todas (ñ a certa, e é apenas minha opinião), pois ñ a preconceito, na casa de macumba aceita qualquer pessoa sem julgamentos, ñ cria treta com outras religiões, pelo contrário, respeita todas elas, e em uma casa de macumba vc sente uma paz tão profunda e uma disposição tão grande q da vontade de nunca sair dali 😀

        • The Guy

          22 de julho de 2014 em 21:13

          Cacete até o Diabo apareceu o_O

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 21:15

            Pra tu ver como no minilua tem tudo que se imagina…

  32. Lucas Rodrigues

    22 de julho de 2014 em 19:07

    Não entendi o porque da imagem do Giorgio na parte do Argumentum ad ignorantiam e_e
    Mas enfim, as vezes me pergunto: Até quando as pessoas ficarão associando fatos que elas julgam extraordinários à divindades que nem sequer podem ser provadas?
    Eu sei que referente à essa questão coloca-se a fé como principal elemento explicativo para tais crenças, mas chega a ser absurdamente estúpido ver pessoas vangloriarem algo que elas acreditam, logo nunca apareceram diante delas para lhes abençoa-las.
    “Ou seja, mesmo que todas as pessoas existentes no mundo acreditem em algo, isso não prova que tal seja real.”
    Concordo plenamente com esta frase, mas é algo que muitos crentes dificilmente irão admitir.

    • ultramen Tiga

      22 de julho de 2014 em 19:17

      Ele diz que já que não existe uma explicação para a construção das pirâmides, então só podem ter sido ETS.

    • Xion

      22 de julho de 2014 em 19:12

      Do mesmo jeito que você não pode provar que Deus não existe os religiosos não podem provar que existe.

      • Allen Walker

        22 de julho de 2014 em 19:41

        Como que a pessoa prova que algo não existe? “se ela não existe, logo não vai deixar provas da sua inexistência” Martins, Diego.

        • Allen Walker

          22 de julho de 2014 em 19:41

          se algo*

  33. Gabriel Marins

    22 de julho de 2014 em 19:06

    Fato: 9 a cada 10 pessoas, só afirmam serem ateus na internet.

    • Zeref

      22 de julho de 2014 em 23:49

      De acordo com a Cabala,Deus não pode intervir diretamente na nossa Sefira,ele manda anjos pra fazer isso,ele só interfere até a 4 ou quinta Sefira q eu me lembre

    • Suite Moon

      22 de julho de 2014 em 21:14

      Pior que é verdade.
      Mas também, do jeito que o catolicismo/protestantismo é enfiado goela abaixo e ensinado para a maioria como verdade absoluta é de se esperar algo assim.

    • Diabo

      22 de julho de 2014 em 21:05

      Sou espirita mas ñ acredito em deus, logo ñ sou ateu, mas todos q me conhecem sabe da minha descrença em deus

      • Diego Martins

        23 de julho de 2014 em 00:38

        Não, você é ateu sim. Ateu é uma pessoa que não acredita em deuses e nada mais. Você pode ser ateu e acreditar no que bem entender. O que acontece é que a grande maioria dos ateus também não acredita em coisas sobrenaturais, pois o mesmo raciocínio que “desprova” deus é usado para derrubar outras crenças sobrenaturais.

        • Diabo

          23 de julho de 2014 em 21:26

          Pra mim ateu era aquele que não acredita em nada não comprovado, que é cético, bom saber que meus conceitos estavam errados dessa maneira, sem julgamentos, mas infelizmente ainda direi pros outros que não sou ateu, explicar isso pra eles vai ser complicado XD

      • Suite Moon

        22 de julho de 2014 em 21:18

        O diabo é espírita???
        Crê em deus não? Pois deixa que tu vai ser rebaixado denovo ~~

        Agora falando sério: como assim tu é espírita e não acredita em deus? eu pensava q todo espírita acreditava em deus…

        • Diabo

          23 de julho de 2014 em 21:24

          Não cara, cada um acredita no que quer, ñ generalize.

    • Allen Walker

      22 de julho de 2014 em 19:46

      Ah sim, senho Marins já que isso é um fato, quero que me amostre a pesquisa ou o Deus que comprovou esse fato.

      • Gabriel Marins

        22 de julho de 2014 em 20:07

        Allen, vc é ateu, e eu não, certo. É um “fato” digamos assim, que eu não possa te dar provas, mas acontece, ok. E se vc é ateu e assume a todos (fora da net), parabéns, pois, vc continua sendo um ser humano, e nem por isso te faz pior ou melhor do que eu. Eu não sou um religioso fanático, não frequento igrejas, e nem leio a bíblia, mas tenho fé, e creio em Deus.

    • Allen Walker

      22 de julho de 2014 em 19:39

      Bom então eu só aquele 1 de 10 restante porque qualquer pessoa que me conhece sabe que eu sou ateu.

      • DCemblemático

        22 de julho de 2014 em 20:50

        Sou ateu graça a Deus he-he-he

      • Kuzan

        22 de julho de 2014 em 19:49

        Ore mo.

      • chapolim do mal

        22 de julho de 2014 em 19:40

        Eu tambem.

      • Allen Walker

        22 de julho de 2014 em 19:39

        sou*

    • ultramen Tiga

      22 de julho de 2014 em 19:15

      verdade ser ateu fora da internet é muito perigoso.
      mas de qualquer forma isso curiosamente é uma falácia.
      AD hominem XD

      • Wagner

        22 de julho de 2014 em 19:18

        E se todos formos uma falácia? 😮
        AD Block Plus XD

        • chapolim do mal

          22 de julho de 2014 em 19:20

          E se nós todos formos um sonho de um gordo granudo que escuta nirvana?

          • Kuzan

            22 de julho de 2014 em 19:49

            Tenho como provar que não: “Penso logo existo”. Se você fosse um sonho seria seu próprio sonho (no meu caso seria meu sonho) já que você existe e sendo um sonho não há como existir.

          • Le Mateus

            22 de julho de 2014 em 19:21

            Eu me suicidava

    • Wagner

      22 de julho de 2014 em 19:11

      Isso se a mãe não estiver olhando.

  34. The Guy

    22 de julho de 2014 em 19:06

    Só foi eu ler Deus e descobri que foi o Diego

  35. Terrorista

    22 de julho de 2014 em 18:59

    Ateus deveriam ser mandados para campos de concentração.

    • Carllos Roger Moura

      2 de setembro de 2014 em 14:05

      Sim, por que foi isso que Jesus ensinou: “Mandai para um campo de concentração o teu próximo como a ti mesmo” e “mandai para um campo de concentração uns aos outros, assim como Eu vos mandei”

    • Adriano Saadeh

      24 de julho de 2014 em 14:51

      Eitcha…
      calm down maninho

      • Terrorista

        24 de julho de 2014 em 15:58

        sou um merda!

    • Vayne a Cupida Mortal

      22 de julho de 2014 em 19:53

      Os seus pais também.

      • Terrorista

        22 de julho de 2014 em 20:43

        Nem dou confiança pra quem cursa arquitetura.

      • Forasteira

        22 de julho de 2014 em 20:00

        Não duvido que os pais dele sejam judeus, então meh.
        Mas ainda nem deve ter passado pelo b’nai mitzvah…

        • Terrorista

          22 de julho de 2014 em 20:37

          Claro que já passaram.

    • Thiago Silva

      22 de julho de 2014 em 19:38

      [img]http://imagensengracadas.blog.br/wp-content/uploads/2014/06/10311368_634414463294686_7194791654090143478_n.jpg[/img]

      • Cacuety Comment

        22 de julho de 2014 em 22:25

        kkkkkkkkkk

      • Kuzan

        22 de julho de 2014 em 19:45

        Ele pode ir no teatro e participar de uma peça, interpretando um personagem chamado “Besta”, daí você diz que ele fez papel de Besta. 😀

        • Thiago Silva

          22 de julho de 2014 em 19:52

          [img]http://crieseumeme.com/media/created/frhepr.jpg[/img]

    • Terrorista

      22 de julho de 2014 em 19:27

      O dia que esses retardados entenderem ironia eu responderei-os.

      • chapolim do mal

        22 de julho de 2014 em 19:44

        Todo post sobre religião você fica do lado religioso então nós entendemos como sério mas se é ironia foi mal.

        • Le Mateus

          22 de julho de 2014 em 19:45

          Você entendeu errado até quando ele explicou que é ironia, ele não está do lado ateu cara

          • chapolim do mal

            22 de julho de 2014 em 19:48

            Em nenhum momento eu digitei que ele estava do lado ateu e nem pensei sobre.

    • chapolim do mal

      22 de julho de 2014 em 19:21

      Fala em preconceito contra religião mas tem preconceito contra ateus. Hipocresia a gente vê por aqui.

      • Rerman Andriz

        22 de julho de 2014 em 23:09

        “HipocrEsia”? O que seria?

        • Lucas Silva

          11 de novembro de 2014 em 17:50

          Talvez “hipo” significa “hiper” e “cresia” de “crença” ou seja uma “hipercrença” em algo ou uma crença exagerada ou ignorante

        • chapolim do mal

          23 de julho de 2014 em 14:56

          Foi mal, é que eu me cafundi aqui.

      • Le Mateus

        22 de julho de 2014 em 19:24

        Acho que tua definição de preconceito é estranha ‘-‘

        “Preconceito é um juízo pré-concebido, que se manifesta numa atitude discriminatória, perante pessoas, crenças, sentimentos e tendências de comportamento.É uma ideia formada antecipadamente e que não tem fundamento sério.”

        • chapolim do mal

          22 de julho de 2014 em 19:27

          Se vc entendeu assim tudo bem mas o que eu quis dizer era que ele está se contradizendo.

    • ultramen Tiga

      22 de julho de 2014 em 19:18

      o legal é que tem gente que concorda. heuheuehue

  36. Xion

    22 de julho de 2014 em 18:51

    Vai ter treta?

    • Litzen Vampiro

      22 de julho de 2014 em 19:49

      Se não tiver nós providenciamos uma…

      [img]http://img4.wikia.nocookie.net/__cb20090316001047/dragonball/es/images/b/b9/Esferas_del_dragon_DBGT.jpg[/img]

      • Jeff Dantas

        22 de julho de 2014 em 19:55

        E a pergunta que fica eh: Quem eh esse Pokémon? 🙂

        • Forasteira

          22 de julho de 2014 em 20:05

          Jeff, para de tomar sangue de meninas de 9 anos.
          Isso não são pokébolas.

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 20:10

            Olha até hoje o sangue nunca me deixou chapado e.e, sei lá como é com ele…

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 20:54

            Nunca se sabe, essas crianças de 9 anos não são como as de antes.

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 21:09

            O loco estão injetando álcool na corrente sanguínea…

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 21:56

            Se fosse só álcool.

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 22:00

            Sei lá do jeito que tá colocam qualquer coisa…

          • Forasteira

            22 de julho de 2014 em 22:03

            Pois é. Mas depois dos adolescentes que injetaram álcool pelo ânus, não duvido mais de nada.

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 22:05

            Oo desta ae não tinha ouvido falar…

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 22:16

            Ops ouvido não escutado*…

        • Litzen Vampiro

          22 de julho de 2014 em 19:59

          Vi essa postagem na hdd hoje e lembrei de ti na hora e.e…

          [img]https://fbcdn-sphotos-d-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xap1/v/t1.0-9/10488096_868664069829365_7120507711570107419_n.jpg?oh=04bd2dbbe3194ca5ca857c6e505b9814&oe=5441E4F9&__gda__=1414190885_e8e6884a52dfc5e73a8204c1d05f7f88[/img]

        • Litzen Vampiro

          22 de julho de 2014 em 19:57

          Mas hein e.e…

          • Wagner

            22 de julho de 2014 em 19:59

            Será que o Jeff tá pensando que isso são pokébolas? ehueheuheuehue

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 20:00

            Cara também to achando isso e.e…

          • Wagner

            22 de julho de 2014 em 20:04

            Ou talvez…

            [img]http://img4.wikia.nocookie.net/__cb20120504020727/pokemon/images/8/8e/Melvin_Exeggcute.png[/img]

          • Litzen Vampiro

            22 de julho de 2014 em 21:10

            Vai que é…

    • Lucas D

      22 de julho de 2014 em 19:04

      Acho que sim, se esse post fez você aparecer, pode também armar altas tretas

  37. Dark J

    22 de julho de 2014 em 18:49

    Se tem algo a ver com religião, logo foi o Diego.

  38. Deus

    22 de julho de 2014 em 18:47

    cade a treta?

  39. Rerman Andriz

    22 de julho de 2014 em 18:46

    Mas gente, existem tantos tipos de falácias, tantos exemplos de falácias, e ele usa exemplos “religiosos”… pelo primeiro e derradeiro Bule voador…

    • Suite Moon

      22 de julho de 2014 em 21:06

      Se os religosos são os que mais se utlizam de falácias… lembro de ter lido vários comentários nesse site bastante falaciosos..

      • Rerman Andriz

        1 de agosto de 2014 em 18:47

        Geralmente quem mais usa de falácias, em geral, são os esquerdopatas…

    • Le Mateus

      22 de julho de 2014 em 19:20

      Não se esqueça do dragão na garagem

      [img]http://astropt.org/blog/wp-content/uploads/2012/01/dragon.jpg[/img]

    • Le Mateus

      22 de julho de 2014 em 19:18

      [img]http://pensamentoemextincao.files.wordpress.com/2011/12/bule_voador.jpg[/img]

  40. Ada Jibão

    22 de julho de 2014 em 18:43

    Percebo que se o assunto de “Desmentir a religião” ou coisa do tipo aparece, sei que foi o diego quem escreveu…

181 Comentários
Topo