Minilua

As grandes inconsistências científicas da Bíblia #2

A Bíblia é o livro sagrado do cristianismo, de autores diversos, principalmente judeus, que estariam sob inspiração divina. Conta a história da criação de tudo que existe pelas mãos de Deus, um ser todo poderoso e único.

A ciência é a “arma” que os humanos usam para entender o mundo e tudo a sua volta, através de experimentos e observações, sempre buscando o conhecimento e entendimento das coisas.

Apesar de serem coisas bem diferentes, muitas vezes a ciência e a Bíblia se chocam de frente, pois o livro sagrado conta muitas histórias incompatíveis com o conhecimento científico moderno. Então, quem estará certo?

Nota: Obviamente para muitos a resposta seria o velho “Deus quis assim” ou “esta parte deve ser simbólica”, neste texto estaremos analisando do ponto de vista científico, sem tais respostas genéricas. Vamos apenas fazer de conta que estas respostas não são o bastante. Nesse post estamos apenas analisando histórias famosas de um livro famoso usando ciência moderna. Nenhuma religião está sendo desmerecida.

 

Estrelas nanicas

As estrelas são enormes corpos de massa, tão grandes que geram a pressão necessária para que átomos se fundam em seu interior. É graças a isso que elas brilham e emitem luz, porém, em certa passagem da Bíblia, é deixado claro que as estrelas são pequenas ou, pelo menos, menores do que a Terra. No livro Apocalipse é dito que uma estrela cai na Terra:

Caso uma estrela “caísse” na Terra, não sobraria nada, pois ela teria uma massa milhões de vezes maior, fora que, antes mesmo de tocar nosso planeta, já não existiria mais a água que a Bíblia afirma ficar amarga no pós-impacto.

 

Milagre

O método científico é um conjunto de regras básicas de como se deve proceder a fim de produzir conhecimento dito científico, quer seja este um novo conhecimento quer seja este fruto de uma integração, correção (evolução) ou uma expansão da área de abrangência de conhecimentos pré-existentes. Na maioria das disciplinas científicas consiste em juntar evidências empíricas verificáveis, baseadas na observação sistemática e controlada, geralmente resultantes de experiências ou pesquisa de campo – e analisá-las com o uso da lógica. Para muitos autores o método científico nada mais é do que a lógica aplicada à ciência.

É isso o que um cientista faz da vida. Ele cria um experimento, observa seus resultados, até entender e descrever, claramente, o que viu. Outro ponto importante é que tal coisa seja verificável, o que quer dizer: outras pessoas têm que achar aqueles mesmos resultados. Assim, depois de milhares de experimentações, chega-se a um novo conhecimento real.

Um dos conhecimentos científicos mais fixados e testados do mundo é simples: objetos mais densos que a água afundam. Claro que, quando a superfície de contato é muito grande, mesmo coisas pesadas podem boiar (navios, por exemplo), mas esse não é o caso.

Essa simples observação pode ser feita por qualquer pessoa; basta pegar uma moeda e jogar em um balde de água. Assim esse experimento se torna verificável.

Relatos de Jesus andando sobre a água citados na Bíblia:

Na Bíblia existe o relato de dois homens andando sobre as águas. Contudo, essa história tem um grande problema: pelo fato de a superfície do pé humano ser pequena, é impossível que ela dê a sustentação necessária para que uma pessoa ande na água. Além disso, caso você tente reproduzir tal acontecimento, não conseguirá, o que o torna inverificável e totalmente inválido para a ciência. E, por ter acontecido com duas pessoas, esse tipo de coisa não aparenta ser algo totalmente extraordinário, então deveria poder ser reproduzido com facilidade.

A não ser que as pessoas, testemunhas do suposto milagre, tenham sido enganadas por um truque de ilusionismo, é muito provável que Jesus não tenha andado sobre a água. Pois, segundo a ciência, algo que não possui evidências empíricas verificáveis ou é um erro de observação ou é uma mentira.

 

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/