Minilua

A história do mundo em 10 batalhas #1

Queira ou não, o homem é um animal feroz e violento, que ama mostrar seu poder através da força. No passado, o mais poderoso exército era sinônimo de poder e riqueza, por isso toda nação tinha um vasto poderio bélico. Essas forças de guerra moldaram o mundo e algumas grandes batalhas foram de extrema importância para a história, pois se tivessem tido resultados diferentes, o mundo que hoje conhecemos poderia ser muito distinto.

Batalha das Termópilas

O ano era 480 a.C. A batalha, que envolveu os persas e os gregos, foi motivada por uma invasão, que desejava agregar o império europeu ao asiático, criando um poder jamais antes visto, mas pelo caminho dos invasores haviam grandes homens.

A batalha, que durou apenas 3 dias, desenrolou-se no famoso desfiladeiro de Termópilas, onde o exército grego, comandado por Leônidas, batalhou bravamente contra os persas e seu comandante Xerxes.

O desfiladeiro foi um ponto estratégico, escolhido pelos gregos, para defender sua nação. A falta de espaço no local criava um funil, permitindo que um pequeno contingente conseguisse barrar um enorme exército. No caso dessa batalha, acredita-se que Xerxes tinha 300 mil homens sob seu comando, enquanto Leônidas, inicialmente, contava com 7 mil.

O bloqueio feito por Leônidas de Esparta estava surtindo efeito, afinal, os persas não conseguiam avançar mesmo estando em um número maior, contudo, devido a traição de um morador local, os homens de Xerxes conseguiram chegar a retaguarda dos gregos, desequilibrando a complicada batalha. Sabendo da derrota iminente, Leônidas dispensou a maior parte dos homens, para retornarem e fortificarem as próximas guarnições que seriam atacadas, e no comando de 300 espartanos, 700 téspios e 400 tebanos, enfrentou todo o poderio de Xerxes.

Obviamente, todos os que lutaram na resistência final da Batalha de Termópilas morreram, porém a derrota foi de extrema importância, para a posterior vitória grega. A queda de Leônidas de Esparta, defendendo o indefensável, criou um espírito de união ainda maior em todos os gregos, que defenderam sua pátria acima de tudo.

Deixando Atenas livre para os invasores, os gregos concentram seu poder militar onde tinham melhores possibilidades de defesa. A primeira vitória contra os persas veio em Salamina, destruindo com o poder naval dos invasores. Tudo graças a incapacidade dos homens de Xerxes de manobrarem no estreito local, onde os gregos propuseram batalha.

Após isso, outra batalha importante foi a de Plateias, onde os gregos, novamente em melhor posição, mas em menor número, prenderam os persas entre a cavalaria e o rio, massacrando seu comandante, que nessa batalha era Mardônio, pois Xerxes havia se retirado para a Pérsia. Essa vitória selou a derrota dos persas e deu aos gregos o domínio de seu país novamente.

Foi graças a batalha de Termópilas e seus desmembramentos, que os gregos venceram. Essa vitória fez com que a Europa continuasse sendo Europa, evitando o domínio asiático, caso contrário, poderíamos estar vivendo em um mundo muito mais oriental do que é hoje em dia.