Minilua

Histórias bizarras envolvendo “50 Tons de Cinza”

O filme, baseado no livro de mesmo nome, se tornou uma febre, em uma espécie de “pornô familiar”. Maridos e esposas, mães e filhas, amigos e amigas, todo mundo indo ao cinema ver duas pessoas fazendo coisas estranhas na cama. Ou alguém foi lá ver uma bela história de amor? Nesse clima de “soft porn”, algumas coisas bem bizarras aconteceram:

Tocando a “siririca” no cinema

“50 Tons de Cinza”, que em alguns países é chamado de “pornô de mamãe”, chamou a atenção de muitas mulheres, principalmente daquelas um pouco mais velhas. A história de amor do filme levou milhões de madames as salas de cinema e algumas andaram perdendo a cabeça com as cenas mais picantes (ou bizarras).

Uma mulher de 33 anos, no México, acabou em cana por causa do filme. Ela foi pega no cinema se masturbando no escurinho, enquanto as cenas de sexo bizarro rolavam na telona. A moça teve que ser algemada e levada pela polícia para prestar esclarecimento, sob a acusação de indecência em público. Alguém devia ter apresentado o RedTube para coitada antes…

Reencenando

Mohammad Hossain, um estudante de 19 anos, acabou na cadeia e com uma financia de 500 mil dólares para pagar, depois de ter visto o filme e tentado encenar com uma garota, o que viu na telona.

A história começa em um sábado a tarde, quando Mohammad e uma garota vão para seu quarto. Os dois ficaram ali naquele clima tenso pré-coito. Lá pelas tantas, o garoto tenta uma manobra arriscada, pedindo para que a menina tire a roupa. Ela aceita e fica apenas de sutiã e calcinha, mas aí as coisas começam a ficar estranhas.

Segundo o garoto, eles iam refazer cenas do filme com o consentimento dela. Para isso, Mohammad amarrou a garota na cama e começou a bater nela com uma cinta! Além disso, ela foi vendada e amordaçada. Só que durante a atuação, as coisas saíram um pouco do controle e a menina tentou fugir. Após tudo, ela acusou ele de estupro e ele se defendeu dizendo que a garota havia concordado com tudo de antemão.

O garoto jurou de pé junto estar apenas reencenando o que viu no filme com a menina, mas o juiz não comprou a história e o colocou em “cana”.

Divórcio

Após ler os livros em 2011, uma mulher inglesa de 41 anos muito bem-sucedida pediu divórcio de seu marido, tudo por causa do “50 Tons de Cinza”. Ao término da trilogia, ela tentou apimentar o casamento e fazer algumas loucuras na cama. Porém o marido rejeitou a ideia, não gostando muito do que lhe esperava em cima do ninho de amor.

Sem receber o mesmo tratamento que a mocinha do filme, a mulher acabou pedindo divórcio e o marido concordou com tudo, facilitando as coisas.

50 Tons na maloca

Não podemos esquecer que muitos homens também deram aquela fugidinha para assistir no cinema o filme. Mas as mulheres deles nem sempre são tão abertas em suas relações sexuais e não quiseram reproduzir o filme, ou eles são solteiros e não tiveram com quem fazer o que desejavam.

Para resolver o problema, uma casa de acompanhantes para adultos em Las Vegas resolveu realizar os desejos de seus clientes, mesmo os mais bizarros contidos nos filmes e livros. Para isso, os donos do Sheri’s Ranch Resort & Spa criaram quartos temáticos e treinaram suas acompanhantes para realizarem as mesmas coisas contidas no filme. Assim, qualquer um que esteja disposto a gastar uma boa grana pode refazer o filme com as belas acompanhantes do local.