As histórias mais loucas de Pokémon Go

Pokémon é a nova onda mundial, nos países onde o jogo foi liberado, o game está causando alvoroço. Pessoas estão matando trabalho, deixando de estudar e tem coisas acontecendo por aí que ninguém acredita:




Resolvendo crime

a99756_Pokemon-GO-Girl-dead-body-640x369

Uma das grandes sacadas de Pokemon Go é fazer com que os jogadores tenham que se movimentar no mundo real para conseguirem encontrar os Pokémons. Isso faz com que as pessoas acabem indo aos mais diferentes lugares, encontrando coisas inesperadas.

Na perseguição para capturar um Pikachu, Shayla Wiggens, uma menina de 19 anos que mora em Wyoming, acabou encontrando mais do que um Pokémon. A busca pelo bichinho a levou até a beira de um rio, onde ela deu de cara com um corpo. A garota prontamente acionou a polícia que já está investigando a causa da morte.




Traição

a99756_pokemon2

Evan Scribner foi uma das “vítimas” desse jogo que interage com o mundo real. Em suas capturas pela cidade de Nova York, ele acabou pegando um Pokémon exatamente na casa de sua ex-namorada. Certo dia, a atual acabou vendo o progresso dele no jogo e descobriu que ele estava a traindo com a ex. Sem uma desculpa boa para explicar porque havia capturados Pokémons na casa da ex, Evan ficou solteiro.




Ladrões

a99756_kf6xncpukmk6x0h3ybeo

Pokémon Go é jogado com um celular e muitas pessoas estão andando pelas ruas em buscas de novas capturas, pouco se importando de estarem com o celular a vista. Muitas vezes, algumas capturas são feitas em lugares ermos e isso está criando oportunidades para os vigaristas.

Usando os conhecimentos do jogo, alguns ladrões estão indo a lugares ermos, onde existem Pokémons atraentes e ficam esperando até que um nerd com o celular em mãos apareça. Sem perder tempo, os ladrões levam o celular e o que mais conseguirem da vítima, que muitas vezes não pode fazer nada.




Holocausto

a99756_Screen Shot 2016-07-12 at 9.42.23 AM

O holocausto ficou marcado pelas mortes dos judeus e câmaras de gás. Para que jamais esqueçamos isso, foi criado, nos EUA, o Museu Memorial do Holocausto, que conta um pouco desse terrível momento da humanidade.

Mas por ironia do destino, alguns jogadores de Pokémon Go foram levados até esse local e deram de cara com um Koffing, guardando o museu do holocausto. Esse Pokémon é conhecido por seu gás venenoso…

Imediatamente, a associação que cuida do museu pediu a retirada do lugar do jogo, para que outros incômodos como esse não aconteçam.

2 Comentários
mais Posts
Topo