Minilua

Hitler acreditava ser a “encarnação de Deus”, diz estudo

Através da análise de um discurso de Hitler datado de 26 de abril de 1942, o Serviço de Inteligência Britânica concluiu que a obssessão do führer em eliminar o povo judeu tratava-se de pura psicose, além do mais, ele acreditava que eliminando judeus estaria livrando a Terra do temível “veneno judeu”. Hitler queria passar a imagem do “Salvador” ou a “encarnação do Espírito de Deus”, conforme o relatado no documento.

Segundo o professor Joseph McCurdy, da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, esta pesquisa tinha o intuito de desvendar a mente de Hitler baseando-se nas palavras utilizadas pelo führer em seu discurso.

O déspota disseminava também que os judeus eram como uma “agência universal do mal”, que ameaçava dominar a Alemanha e depois, o mundo todo. Estudando suas palavras, pôde-se observar traços de histeria e epilepsia, pois Hitler demonstrava muito medo de ser derrotado pelos seus “inferiores”.

Não seria esse medo e histeria o resultado do mal que Hitler causou à população na época?

 

O que você achou do post?

Sua opinião é muito importante para nós e ajuda a incorporar melhores conteúdos ao site.

Você pode me adicionar no Facebook e também no Google +