Hogewey Village: a cidade de mentira

Na maior parte do mundo, as pessoas com demência são tratadas como “problemas a sociedade” e normalmente acabam em algum lugar para serem tratadas como se fossem prisioneiros, deixando toda de sua vida normal para trás. Porém existe um lugar no mundo onde tudo é diferente e incrivelmente melhor:




Demência

Todos os avanços que a humanidade fez criaram uma sociedade diferente e mais idosa. E apesar de termos tratamentos para diversas doenças, conforme os anos vão passando, nosso corpo tende a perder suas capacidades. Essa incapacidade de algum sistema que nos mantém vivo pode fazer com que a pessoa adquira uma demência.

A demência é um problema que torna a pessoa incapaz, fazendo com que suas capacidades mentais sejam diminuídas ou mesmo totalmente perdidas. Alguns pacientes passam por surtos, onde perdem a capacidade de fazer qualquer coisa por um tempo e depois voltam ao normal. Mesmo nesses casos mais brandos, a convivência em uma cidade normal pode ser problemática e perigosa, por isso, na Holanda, algo foi especialmente criado para essas pessoas.




Hogewey Village

104493032_Dutch1_279588c

Quem anda pelas ruas de Hogewey sente-se em uma cidade normal, mas curiosa. Lá, as pessoas entram nos mercados, pegam suas compras, que são passadas pelo caixa normalmente, mas não precisam pagar por nada. As ruas são floridas e cada praça lembra uma época. Alguns lugares parecem terem saído diretamente dos anos 50, outros são réplicas do mundo atual.

A cidade de Hogewey foi feita especialmente para tratar pessoas com demência de maneira que elas não se sintam pacientes. O local é perfeitamente seguro e sem carros nas ruas. Todos os atendentes, desde o mercado até a farmácia, são pessoas especialmente treinadas para cuidar de pessoas com demência. Cada detalhe é pensando para ajudara vida dessas pessoas e torná-la a mais normal possível.

Parentes podem morar juntos com os pacientes e cada pessoa é colocada em uma parte da cidade onde mais se identifica. Por exemplo, se o paciente viveu sua infância nos anos 50, ele vai ser designado para morar em um local que lembra essa época de sua vida, o deixando mais tranquilo e feliz.

De_Hogeweyk_Demenzdorf_Weesp_21




dementia-village




h22




hogewey




ht_dementia_dm_120410_wmain

Muitas pessoas podem considerar que essa espécie de mentira é ruim, mas os resultados falam por si só. Todos os pacientes que vivem no local precisam de menos medicamentos do que os que são tratados em clínicas tradicionais e são mais felizes. Tudo porque, apesar da doença, eles ainda vivem uma vida normal, que torna suas limitações menores e os deixa livres.

  1. Godfather Payne

    29 de junho de 2015 em 22:22

    Vendo o post me lembrei do Nobreza Games kkkkkk
    Somente os manjadores das manjarias manjadas manjarão

  2. VanDrak SubZero

    1 de junho de 2015 em 16:31

    Belíssima Ideia 🙂

  3. sandro santos

    21 de maio de 2015 em 10:28

    Viu a mentira as veses também traz a felicidade.

  4. Allan Ribeiro

    21 de maio de 2015 em 04:12

    Lembra muito o espetáculo filme A ilha do medo!

  5. Truta Limão

    18 de maio de 2015 em 13:29

    Uma matrix dentro de outra matrix

    • Miroslau

      18 de maio de 2015 em 18:13

      kk boa

  6. Elyane

    17 de maio de 2015 em 19:14

    O título da matéria não acho que foi adequado, não é uma cidade de mentira, é uma demonstração que ainda existe bondade e compaixão neste mundo de criar um lugar perfeito em que você se sinta bem apesar de suas limitações. Tenho um vizinho que tem “Mal de Alzheimer” é muito triste vê-lo sempre trancado em casa, pois é perigoso que ele saia e se machuque. No “mundo dele” ele tem 17 anos e ainda está aprendendo a viver,(ele tem 69 anos), fala de pessoas e lugares que não estão mais lá, está desconectado com tudo a sua volta, nada se encaixa. Se existisse mais lugares assim talvez ele viveria e morreria mais feliz.

  7. Greengineer

    17 de maio de 2015 em 18:48

    Parece uma Utopia…

  8. Mutley

    17 de maio de 2015 em 17:38

    Também não acho errado ”enganar” essas pessoas , pelo que eu li essa é a cidade que eu busco por quase toda minha vida pra morar , um lugar tranquilo , com vários parques , aquelas casas estilo europeu com dois andares , ruas limpas onde os carros tenham que andar no máximo a 35Km/h , um lugar onde as bicicletas possam transitar sem ser excluídas do trânsito ,com motoristas e ciclistas transitando na mesma rua , enfim , e tem muito mais , só que o comentário ficaria enorme pra descrever o que seria uma cidade perfeita pra mim , mas por hora , parabenizo quem teve a ideia de criar essa cidade , Holanda é um país que eu admiro muito por isso, sempre inovando e fazendo acontecer , pensando no melhor para o seu povo , então, é isso.

    • Blue

      18 de maio de 2015 em 13:13

      Concordo, seria uma cidade linda, com neve no inverno e chuva leve às vezes, belas florestas e bosques em volta, acho que as mais próximas disso seriam Canadá (belas florestas, é só ficar longe dos ursos e lobos) e os países europeus como Suécia, Alemanha, Noruega, Escócia (lindos campos com construções antigas), etc.

    • André Silva

      18 de maio de 2015 em 01:07

      Um lugar com vários parques é o que procuro futuramente caso eu saia do Brasil, acho que eu quase não ficaria em casa, iria sempre passear pelo verde, não sei se existe um lugar assim no Brasil, mas pelo menos na minha cidade os poucos parques que tem nem são parques, são pracinhas quebradas lar de bandidos, quase não saio de casa porque só se tem uma opção: cinema!

      • Mutley

        18 de maio de 2015 em 08:30

        Uma das cidades que eu acho que seria mais perto de chegar ao ”ideal” pra mim morar aqui no Brasil seria Curitiba , apesar de eu nem morar no Paraná eu gosto dessa cidade por ter um bom sistema de transporte (dentro do possível), mas além disso ela tem vários parques e áreas verdes bem distribuídas por toda a cidade ,diferente da minha que , o único parque que há aqui é praticamente de concreto , também não tem áreas verdes públicas .

  9. chapolim do mal

    17 de maio de 2015 em 17:18

    Espera a Dilma descobrir, vai ter imposto até pra ter demência.

    • Bru No

      18 de maio de 2015 em 15:27

      O melhor é que você acredita que é tudo vindo do Executivo.

14 Comentários
mais Posts
Topo