Minilua

Incríveis fatos sobre baratas #2

Barata é um bichinho feio e nojento, capaz de fazer grandes estragos, principalmente na reputação das pessoas, afinal quem nunca viu um machão virar “moça”, quando a barata começou a voar… Esses insetos, apesar de odiados, possuem algumas histórias interessantes para contar:

Imortal

Todo mundo sabe o quanto é difícil matar uma barata e isso tem uma boa explicação. As baratas possuem um sistema circulatório aberto, que funciona de maneira diferente do nosso. Além disso, as baratas não recebem oxigênio pelo sangue. Elas respiram por buracos na pele, que levam o oxigênio diretamente aos órgãos.

Essas características deixam as baratas mais resistentes, além do fato de que elas podem viver algumas semanas sem cabeça. O cérebro da barata não é lá grande coisa. Por isso, mesmo sem sua cabeça no lugar, uma barata continua viva e respondendo a estímulos externos.

Quando você pisa em uma barata e toda aquela gosma amarela sai (aquilo é “sangue”), mas ela continua se mexendo, não se preocupe, ela vai morrer, só que, se você não contribuir mais um pouco, pode levar muito tempo.

Comida

As baratas são um belo trabalho da evolução, tendo uma capacidade de sobrevivência incrível, principalmente quando isso envolve comida. Uma barata pode ficar até seis semanas sem nenhuma alimentação e basta encontrar um pedaço de sabão, cabelo, couro, papel, que ela vai matar sua fome tranquilamente.

Em um ambiente mais natural, as baratas são muito boas para todo mundo. Elas fazem um ótimo serviço de reciclagem, pois comem muito lixo, que vira material orgânico rapidamente.

Baratão

As baratas estão andando em nosso mundo há, pelo menos, 240 milhões de anos. E já se espalharam por todo o mundo, tendo mais de 4 mil espécies catalogadas.

Para nossa azar, a maior das espécies do mundo é Latino Americana e chega a medir 6 centímetros de comprimento:

Imagine esse ser voando em direção a sua cabeça!