Minilua

Incríveis fatos sobre a gravidade em nosso planeta

Nós vivemos com a gravidade em todos os instantes de nossa vida, mas nem sempre prestamos atenção em seus efeitos, muito menos conhecemos alguns detalhes de sua influência em nossa vida:

Xixi e gravidade

Como a gravidade está sempre puxando tudo para baixo, nossos órgãos internos também são afetados por ela. Por isso, nossa bexiga acaba sendo mal utilizada. Com a gravidade puxando o xixi, nossa bexiga “nos avisa” que está na hora de irmos ao banheiro quando ela está com 1/3 de sua capacidade preenchida. Já os astronautas, quando estão no espaço, conseguem ficar muito mais tempo sem ir ao banheiro, pois sem a gravidade, a bexiga se enche completamente antes de enviar o sinal de xixi.

Colonização e a gravidade

Nós temos o grande objetivo de colonizar algum planeta no futuro, pois isso é uma simples questão de sobrevivência. Mas não é qualquer local que serve para humanos. Os planetas gasosos estão descartados. Por isso, o local precisa ser rochoso, mas não basta apenas essa característica. Além da questão da atmosfera e água, o planeta precisa ter a gravidade correta.

Tendo como parâmetro a gravidade da Terra, nós podemos viver em um planeta que tenha até 3 vezes a gravidade daqui. Esse limite é devido a fluxo de sangue do corpo. Estudos mostraram que nosso coração não seria capaz de bombear a quantidade de sangue necessária para o cérebro, matando a pessoa em poucos minutos.

Montanhas

Nosso planeta possui algumas montanhas bem altas, como o Everest. Mas existe um limite para o tamanho de uma montanha por aqui. Uma montanha nada mais é do que um monte de pedras empilhadas. Isso cria uma pressão gigantesca nas rochas que ficam na base. Por isso, depois de certa altura, as rochas da base, devido a pressão, simplesmente não aguentariam o peso e derreteriam, colapsando a montanha. Na Terra, esse limite é algo em torno de 15 mil metros de altura. Quanto menor a gravidade do planeta, maior o tamanho de montanha que ele pode ter, tanto que, em Marte, nós temos uma montanha que passa dos 20 quilômetros de altura.

O inverso também é verdadeiro, ou seja, em locais com grande gravidade, as montanhas não podem ser muito altas. Em uma estrela de nêutrons, um dos corpos com maior força gravitacional do Universo, a maior montanha possível é de apenas 5 milímetros.