Minilua

Incríveis fatos sobre “Jogos Vorazes”

Jogos Vorazes é uma das séries de livros mais bem-sucedidas entre o público jovem, além de ter conquistados milhões após o lançamento dos filmes no cinema. E essa incrível história guarda alguns segredos que você provavelmente desconhece:

Panem

Os nomes de lugares e pessoas são um destaque nessa série. Mas talvez o mais interessante de todos seja o nome dado ao continente onde tudo acontece. Panem é uma alusão a uma frase conhecida por quase todas as pessoas do mundo: “Panem et circenses”. Essa frase do poeta romano Juvenal, que em português quer dizer “Pão e circo”, é uma crítica direta ao governo, que usa comida e diversão para deixar o povo cego sobre sua corrupção e malfeitos.

Essa frase de encaixa perfeitamente na descrição da Panem dos livros, pois é um lugar onde o povo é mal tratado pelo governo, mas para que todos continuem seguindo a ordem deles, comida e diversão (os jogos) são garantidos.

Revoluções reais

Não existe nada mais inspirador que ver alguns jovens derrubando um regime ditatorial e foi exatamente isso que fez o governo da China e da Tailândia censurarem o lançamento dos filmes por lá. A China é uma ditadura disfarçada de democracia, que vive em luxo em sua capital e as províncias mais distante sofrem com pobreza e trabalho forçado, exatamente o que ocorre no filme.

Já a Tailândia é um lugar onde um ataque militar tomou o controle do país em 2014, criando uma ditadura com poder centralizado. Nesses dois países, devido as semelhanças com Panem, os últimos filmes da série foram censurados e proibidos em diversos cinemas, pois o governo temia que eles pudessem despertar uma revolução no mundo real. Diversas pessoas foram presas na Tailândia na época do lançamento por protestarem contra o governo, usando o mesmo símbolo usado pelos rebeldes nos filmes.

Snow

Snow é um dos principais personagens e suas características únicas foram criadas pela incrível atuação de Donald Sutherland. Porém, mais incrível que a grande atuação dele, foi o modo pelo qual acabou conseguindo esse papel.

Muito antes dos filmes se quer iniciarem sua produção, Donald leu os livros e ficou apaixonado pelo personagem de Snow. Ele inclusive escreveu uma carta gigante, chamada “Letters from the Rose Garden” ou “Cartas do Jardim Rosa” relatando os detalhes da personalidade de Snow. Donald via o ditador como “o cara mais legal do mundo”, que aparentava ser uma pessoa queridíssima, mas que no fundo era malvado e calculista. Além disso, o ator fez diversas ligações entre o mundo de Panem e o mundo real para embasar suas ideias.

Todo esse esforço agradou o diretor do primeiro filme e Donald foi a escolha óbvia para fazer o papel. Inclusive, foi por causa dessa carta e das ideias de Donald, que existem cenas no filme onde Snow é visto no Jardim de Rosas.