Incríveis fatos sobre o Planeta Terra #2

A Terra é um lugar cheio de surpresas e, muitas vezes, coisas que pensamos saber, são bem diferentes do que imaginávamos.




Do fundo ao topo

mount-everest-1

A Fossa das Marianas é o ponto mais fundo da superfície terrestre, que chega a atingir 11034 metros abaixo do nível do mar. Já o ponto mais alto da superfície da Terra é o famoso Everest, que em seu topo tem 8848 metros. Ou seja, do ponto mais fundo ao mais alto do planeta, temos um total de 19882 metros.




Frio e calor

Cold-and-hot-planet_2560x1600

A Terra é enorme e cada canto tem suas próprias características, tanto de fauna e flora, quanto de clima. Por isso, as temperaturas podem variar em mais de uma centena de graus. O Furnace Creek Ranch, localizado na Califórnia, é conhecido como um dos lugares mais quentes do mundo. Não é incomum encontrar um calor de 52 graus por lá no verão. Todo esse calor fez com que o local registrasse a maior temperatura da história, que chegou aos 56,7 graus Celsius.

Já o lugar mais frio do mundo é a Antártida. Por lá, as temperaturas abaixo dos 50 graus Celsius são comuns. E o registro de temperatura mais baixo é de -89,2 graus.




Raios sem fim

Catatumbo lightening, Venezuela

Conhecido como Relâmpago de Catatumbo, essa tempestade que ocorre na Venezuela é um dos fenômenos naturais mais intrigantes do mundo. Durante 140 noites por ano, uma tempestade se forma sobre a foz do rio Catatumbo, próxima ao lago Maracaibo. Por dez horas seguidas raios caem sem parar, chegando a 280 por hora!

O fenômeno é registrado há séculos e só para em épocas onde há uma grande seca no local. Caso contrário, sempre há uma bela tempestade por lá.




Sol da meia-noite

Night with a midnight sun Norlcapp Margeroi island Norway Sky Sun Sea

Como a Terra possui uma leve inclinação em seu eixo rotacional, o Sol fica visível 24 horas por dia nos polos. Certos lugares do planeta chegam a passar 130 dias do ano com Sol sem parar. Na Finlândia, outro fenômeno estranho ocorre. Por lá, durante algumas épocas do ano, o Sol nunca se põe totalmente, criando algo conhecido como noite branca, que apesar de ser noite, ainda possui um pouco do brilho do Sol no horizonte.

  1. Lynn Rock

    2 de outubro de 2015 em 08:45

    Queria ver esse último pessoalmente, vários dias sem escurecer, deve ser no mínimo diferente do que estamos acostumados. Contanto que não seja um calor de rachar…

  2. André Silva

    2 de outubro de 2015 em 02:50

    Se eu só falto fritar no calor de 32 graus que geralmente faz aqui (mas com sensação de 40!), imagina com um calor de 50 graus, meu Deus! Será que mora gente lá?

  3. Greg

    1 de outubro de 2015 em 23:14

    gostei desse último aí…acho o por do sol incrivel … enfim todos aí sao maneiros

3 Comentários
Topo