Minilua

A incrível evolução dos videogames #14

No post passado da série nós falamos sobre as características que devem fazer parte dos consoles da próxima geração. Hoje voltaremos um pouco no tempo para contarmos a história dos consoles portáteis, que são parte importante do mercado de videogame.

O conceito de se ter videogames que pudéssemos levar para todos os lugares é tão antiga quanto a idéia de consoles tradicionais.

Tanto que em 1972, quando o primeiro videogame comercial era lançado, surgiu o primeiro esboço do que viria a ser um console portátil, o Waco’s Tic-Tac-toe que era o famoso jogo da velha só que em uma versão eletrônica.

Já em 1976 a Mattel lançou o Mattel AutoRace e o Mattel Football, dois portáteis bastante limitados que contavam com uma tela de calculadora, mas o sucesso deles acabou sendo tão grande que várias outras empresas resolveram investir no mercado emergente.

Três anos mais tarde, em 1979, surgiu o que realmente podemos chamar de primeiro console portátil do mundo, o Microvision. O grande diferencial desse videogame era a possibilidade de se trocar de jogo, pois ele possuía uma espécie de cartucho cambiável.

O Microvision, apesar de possuir grandes problemas técnicos, como a tela que ficava preta depois de um tempo, os cartuchos que estragavam com facilidade, acabou se tornando em um dos maiores marcos da indústria dos videogames.

Porém o grande sucesso alçando pelo Microvision seria quase que esquecido, pois em 1980 uma empresa japonesa resolveu entrar no mundo dos eletrônicos e acabou criando um dos portáteis de maior sucesso de todos os tempos. Essa empresa se chamava: Nintendo.