A incrível proporção áurea #1

Uma vez um famoso estudioso falou: “O homem não inventou a matemática, a matemática que inventou o homem.” E apesar disso não fazer muito sentido, é a mais pura verdade e tudo graças a um misterioso número.




Descobrimento do número mágico

coneflower

Desde que o homem começou a usar números para contar, sua observação deles fez com que aprendesse muitas coisas. E conforme seus cálculos evoluíam, cada vez mais ele os aplicava ao mundo a sua volta.

E com o passar do tempo, o seres humanos começam a notar que existia um número em especial que parecia estar em todos os lugares, como se ele fosse o número que determinasse as regras de mundo. Assim surgiu a proporção áurea.




Um número para todos governar

phi

As partes do corpo humano, o retângulo perfeito, uma colmeia de abelhas, o crescimento das sementes do girassol. Falando sobre essas coisas, parecem que elas não têm nada em comum, mas na verdade todas possuem o mesmo detalhe: a proporção áurea, que é o número chamado de Phi (fala-se Fi e não confunda com Pi).

Quando viram que esse número estava em todos os cantos para que se olhava, ele começou a ficar famoso e sua medida que é 1,618, começou a ser usada por todos, tanto na música, quanto nas pinturas e até mesmo no desenvolvimento de produtos.




Phi e Fibonacci

The-Divine-Code

A proporção áurea também aparece na mundialmente conhecida sequência de Fibonacci, assim quando aplicamos os dois juntos diversas formas do mundo podem ser encontradas, como a espiral de uma concha, nos furacões, no movimento da água, em quadros famosos e até mesmo no formato das galáxias, por isso essas duas coisas quase sempre andam juntas:

12




O número da vida

A coisa mais incrível que envolve a proporção áurea é sua ligação com a vida, parece que tudo que vive no planeta Terra tem essa proporção em si. Basta observar o corpo humano para vê-la em várias partes.

Se medirmos do topo de nossa cabeça até o chão e dividirmos isso pela altura de nosso umbigo até o chão, teremos a proporção áurea.

corbu_gold

Se medirmos o comprimento de nosso braço inteiro e dividirmos pelo tamanho dele até o cotovelo, teremos a proporção áurea.

c640783a1e064f37ca9ccd59a0edd74c

Se medirmos o dedo da mão e dividirmos seu tamanho pelo comprimento do início do dedo até a dobra do meio, teremos a proporção áurea.

Se medirmos nossa perna e dividirmos o tamanho dela pela altura do joelho, teremos a proporção áurea.

Golden Section

E isso se aplica a quase tudo em nosso corpo, indo desde tamanho da cabeça até o tamanho de útero de uma mulher em sua idade mais fértil.

Tudo isso é apenas uma pequena parte de onde a proporção áurea está. Pois podemos encontrá-la em tantos lugares, que precisamos de outro post apenas para mostrar mais sobre esse que é o mais incrível de todos os números.

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/

  1. Matheus Nery Martinho

    17 de julho de 2015 em 23:16

    yin yang !!!!!

  2. paulo89988

    21 de novembro de 2013 em 11:55

    Minha professora de Artes deu uma aula usando esse post como fonte

  3. Otavio

    1 de abril de 2013 em 22:34

    Esse código da vinci…

  4. Nyew Ortiz

    1 de abril de 2013 em 15:31

    Já dizia Dan Brown…

  5. Orochimaru - Dono

    1 de abril de 2013 em 10:51

    Esse post complica mais ainda meu entendimento em matemática =|

  6. Riddle Boy®

    31 de março de 2013 em 13:03

    I love matemática.

  7. Luciana Araujo

    31 de março de 2013 em 12:34

    http://img189.imageshack.us/img189/2596/intelligentdesign.jpg

    A proporção áurea (? = PHI) o mais elevado número do desenho matemático; 1,618. O Grande Arquiteto do Universo sempre usou o mesmo número em vários eventos no universo; nos batimentos do nosso coração, na proporção áurea do espiral do DNA, e o desenho especial do universo que é chamado de dodecaedro, no padrão de distribuíção das folhas ao longo do caule das plantas chamada de Filotaxia, nos cristais dos flocos de neve, na estrutura espiral das inúmeras galáxias. O Criador (O grande Design Inteligente) sempre usou o mesmo número; o número de ouro: 1,618.

  8. samuel pimentel

    31 de março de 2013 em 11:21

    boa temtativa matematica eu ainda te odeio

  9. Rap­osa Furry

    30 de março de 2013 em 16:42

    [img]http://cdn.memegenerator.net/instances/400x/31574014.jpg[/img]

    • Diego Martins

      30 de março de 2013 em 17:24

      LOL

  10. Bru No

    30 de março de 2013 em 16:31

    Fiz a do dedo e deu 2,6

    • Mateus Daniel

      31 de março de 2013 em 22:03

      2.6 é aproximadamente 1.618 ao quadrado.

  11. lucas rodrigues

    30 de março de 2013 em 16:26

    A matemática é tão complexa e ao mesmo tempo surpreendente. Gostaria de ter a capacidade de resolver cálculos complexos mas acho que isso é pedir demais :/

  12. Wagner

    30 de março de 2013 em 16:25

    Mais posts sobre matemática para um Minilua melhor \o/

    • lucas rodrigues

      30 de março de 2013 em 19:36

      Curti seu comentário =)

  13. Luciana Araujo

    30 de março de 2013 em 16:10

    http://img189.imageshack.us/img189/2596/intelligentdesign.jpg

    A proporção áurea (? = PHI) o mais elevado número do desenho matemático; 1,618. O Grande Arquiteto do Universo sempre usou o mesmo número em vários eventos no universo; nos batimentos do nosso coração, na proporção áurea do espiral do DNA, e o desenho especial do universo que é chamado de dodecaedro, no padrão de distribuíção das folhas ao longo do caule das plantas chamada de Filotaxia, nos cristais dos flocos de neve, na estrutura espiral das inúmeras galáxias. O Criador (O grande Design Inteligente) sempre usou o mesmo número; o número de ouro: 1,618.

    http://img22.imageshack.us/img22/7397/formingadamfinal.jpg

    Junto à fonte do rio da vida, eu me curvei solenemente e, com os elementos naturais da terra, comecei a moldar, com muito carinho, uma criatura especial. Depois de alguns instantes, estava estendido diante de mim o corpo, ainda sem vida, do primeiro homem. Eu o contemplei e, após acariciar-lhe a face fria e descorada, soprei em suas narinas “almas de vidas” e o homem começou a viver. Como que despertando de um sono, o homem abriu os olhos e contemplou a minha face meiga que, sorrindo, beijei-lhe a face agora corada e cheia de vida. Emocionou-se ao ouvir de mim dizer-lhe com voz suave e cheia de afeição: “Meu filho, meu querido filho!” Por ter nascido do solo, o primeiro homem recebeu o nome de Adam (“Adão”). Tomando-o pela mão, eu o levantei. Sem perceber o cenário de fulgor que o circundava, Adão, num gesto de gratidão pela existência, envolveu-me num terno abraço, prostrando-se em reverente adoração.

    No sexto dia fiz uso da minha sabedoria para criar o homem de sete graus de densidade: um, a sua carne da terra; dois, o seu sangue do orvalho; três, os seus olhos do sol; quatro, seus ossos da pedra; cinco, a sua inteligência da vivacidade dos mensageiros e da nuvem; seis, suas veias e seu cabelo das plantas da terra; sete, a sua alma do meu sopro e do vento. E dei-lhe sete naturezas: a carne para a audição, os olhos para a visão, a alma para o olfato, o sangue para o tato, os ossos para a resistência, e a inteligência para a doçura e o regozijo. Formulei uma máxima adequada: criei o homem da natureza invisível e visível. De ambas provêm sua morte, sua vida e imagem, ele conhece o poder da palavra como algo criado, pequena na grandeza e grande na pequenez. E coloquei na terra um segundo mensageiro, nobre, grande e glorioso, e o designei como governante na terra para que tivesse a minha sabedoria. E não havia ninguém igual a ele entre todas as criaturas existentes. Dei-lhe um nome baseado nas quatro partes componentes, do leste, oeste, sul e norte, e designei-lhe quatro estrelas especiais, e o chamei pelo nome de Adam (“Adão”) e mostrei-lhe os dois caminhos, o da luz e o das trevas, e disse-lhe: “Isto é bom e isso é mau”, para saber se ele nutre amor ou ódio por mim, para saber quem dentre sua gente me ama. Pois conheço sua natureza, mas ele próprio não enxergou, portanto, por não tê-la enxergado, ele pecará mais, e eu disse: Além do pecado, que há senão a morte? Mandei-lhe um sono profundo e ele dormiu. Tirei-lhe uma das costelas, e com ela criei uma mulher para que a morte lhe viesse através desta sua mulher, e tomei sua última palavra e pus-lhe o nome de mãe de todos os viventes, Havá (“Eva”).

    • Samuel Gibran

      31 de março de 2013 em 21:52

      Uau! De onde você extraiu esse texto tão bonito?

  14. Yao Ming

    30 de março de 2013 em 16:08

    Eu sou a favor de outro post sobre esse número 🙂

    • lucas rodrigues

      30 de março de 2013 em 16:16

      Eu também sou a favor, mesmo não gostando de matemática u.u

  15. Weon Kenedi (It's a Lion! Get in the car!!)

    30 de março de 2013 em 16:04

    “A matemática é o alfabeto com o qual Deus escreveu o universo” Pitágoras.
    Seja qual for esse Deus…

  16. Cibeli Silva

    30 de março de 2013 em 15:49

    Já tinha ouvido falar ..mais agora lendo conheci profundamente..seria este número algo profético ou algo do tipo??

  17. Li Syaoran

    30 de março de 2013 em 15:15

    O mais assustador é que eu estava pensando no phi até quase agora.

  18. Xion

    30 de março de 2013 em 15:11

    Interessante,bem interessante.

  19. Rafael (Baphomet)

    30 de março de 2013 em 15:07

    Uau impressionante bem legal

  20. Belo

    30 de março de 2013 em 15:04

    Quando os matemáticos passam as proporções fazem phi phi (8′

    • lucas rodrigues

      30 de março de 2013 em 15:12

      Você é tão engraçado!…………só que não

  21. Noob Saibot

    30 de março de 2013 em 14:46

    Quando eu estava no primeiro Colegial uma vez o professor de matemática falou sobre isso.

  22. Pedro

    30 de março de 2013 em 14:45

    to com preguiça de testar, então na dúvida é verdade…

  23. lucas rodrigues

    30 de março de 2013 em 14:37

    Muito interessante, mas não gosto de matemática :/

  24. Krusty O Palhaço

    30 de março de 2013 em 14:35

    curiosidade: final da puberdade de um adolescente é entre 16 e 18 anos (1.618)

    • Pedro

      30 de março de 2013 em 14:44

      na verdade a puberdade termina quando se chega a faze adulta, aos 21 anos…e mesmo assim pode variar…

  25. Altair Ibn-La'Ahad

    30 de março de 2013 em 14:33

    Caraca! Eu descobri sobre isso outro dia, lendo “O código da Vinci”
    Phi, Divina Proporção, Da Vinci amava essas paradas e é realmente incrível e ao mesmo tempo inacreditável..

  26. Wagner

    30 de março de 2013 em 14:32

    Prevejo inúmeras pessoas indo medir os membros inferiores e superiores para confirmar se tal teoria é válida…

  27. Shun

    30 de março de 2013 em 14:29

    Já sabia, bem interessante 😉

    • lucas rodrigues

      30 de março de 2013 em 15:13

      E é assim por é assim mesmo.

      • Shun

        30 de março de 2013 em 18:20

        E é assim mesmo porque é assim 😉

      • Xion

        30 de março de 2013 em 15:34

        O Shun costumava comentar isso em todo post.’É assim porquê é assim mesmo’.

37 Comentários
mais Posts
Topo