Minilua

Internet livre é um direito universal do ser humano

“Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade."

Esse é o artigo 1º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que foi criado pela ONU em 1948, ele representa em poucas palavras o que de mais básico o ser humano é e como deve ser tratado.

Com o passar dos anos, alguns direitos novos foram sendo acrescentados, sempre visando à melhoria da condição humana. E ano passado um novo direito foi adicionado à lista: acesso à internet é direito universal, ou seja, desde o berço todas as pessoas devem ter livre acesso a internet, sem que ninguém possa lhe impedir disso, nem mesmo o governo.

Essa declaração da ONU surgiu depois que vários países começaram a bloquear a internet, como a China e a Líbia, que tentavam impedir o povo de se comunicar e fazer sua revolução. Dessa maneira esses países quebraram um dos direitos mais básicos da humanidade, pois tentaram impedir seu povo de entrar na rede mundial de computadores.

Hoje em dia nós estamos vendo diversos países, que se consideram democráticos e livres, não proibirem seu povo a ter acesso à net, mas de certa maneira estão censurando, tirando a liberdade da população. Não estariam eles também quebrando uma das regras mais básicas dos direitos humanos?

Não teria o governo e as grandes empresas que se adaptarem a esse novo mundo de informação e troca de conhecimento livre? Ou por acaso, mesmo com tudo que a internet proporcionava as pessoas, essas empresas de músicas, filmes e outras faliram? Claro que não, continuam todas muito ricas, mesmo com todo o compartilhamento da internet.

Por que as grandes empresas não poderiam esquecer um pouco essa ganância infinita e deixar as pessoas livres para escolherem, pagar ou não pelo seu produto? Ou mesmo que elas seguissem exemplo de outras empresas, que colocaram seus negócios na internet e hoje faturam muito por venderem produtos a bons preços, como a Steam, Netflix, Amazon com seus e-books e muitas outras que são exemplos.

Por que as empresas milionárias não se adaptam a esse novo mundo de conhecimento e cultura ao alcance de todos? Em vez de forçar o povo a engoli-las mesmo sem querer?

Talvez o mundo esteja dando um passo para trás com essas leis que censuram a internet, pois muitos perderam a oportunidade de adquirir e compartilhar o conhecimento e a cultura. Eles não estão nos tirando o direito a acessar a internet como países ditatoriais fizeram, mas estão fazendo quase a mesma coisa, só que de uma maneira que eles chamam de "democrática".

Não esqueça de curtir esse post e me seguir no Twitter: @Diego_minilua ou me adicionar no Face: http://www.facebook.com/diegominilua.