Intrigantes crimes sem solução

Quando um crime não é resolvido, ele pode se tornar desesperador tanto para as vítimas, que não obtém justiça nem resposta sobre o ocorrido, quanto para a polícia, que pode enlouquecer com um quebra-cabeça sem solução. Aqui estão três casos de crimes fascinantes que não obtiveram resposta até hoje.




O caso das crianças Beaumont

1034716615126434149

O caso dos irmãos Beaumont marcou a história criminal da Austrália. Os três irmãos, Jane, de 9 anos, Arnna, de 7, e Grant, de 4, foram sozinhos até a praia de Glenelg, que ficava a 5 minutos de onde moravam. Quando não voltaram para casa no horário previsto, seus pais avisaram a polícia local. O desaparecimento, ocorrido em janeiro de 1966, deu início a maior investigação policial da história do país que se estendeu por 40 anos.

Testemunhas afirmaram ter visto as crianças passeando com um homem loiro e alto pelas redondezas da praia e também comprando lanches. Um carteiro conhecido da família, afirmou ter visto as crianças voltarem para casa naquele dia, mas elas nunca chegaram. O caso, um dos mais conhecidos do país, permanece até hoje sem solução.




O desaparecimento de Michael Rockefeller

STN163005_413823k

Michael Rockefeller foi o quinto filho do ex-governador do estado de Nova York. O jovem Rockefeller desapareceu durante uma expedição a tribo indígena Asmat em 1961 e, mesmo tendo um pai com poderes para lançar uma grande busca atrás do rapaz, Michael nunca mais foi visto.

Recentemente, Carl Hoffman realizou uma vasta pesquisa nas tribos de Asmat e lançou um livro que sugere o que aconteceu com Rockefeller. Segundo Hoffman, o rapaz teria sido alvo das tribos canibais do local que queriam vingar a morte dos companheiros de tribo mortos 3 anos antes pelos holandeses. Ou seja, Michael, na época com 23 anos, estava no lugar errado e na hora errada.




O assassinato de Ken Rex McElroy

1034716615180844645

Ken Rex McElroy era um morador da cidade de Skidmore, Missouri. Era um homem violento conhecido como o valentão da cidade, tendo cometido uma série de crimes que iam desde roubos de porcos até abuso sexual de crianças e estupro. Embora tenha cometido crimes graves e tenha sido indiciado 21 vezes, Ken escapou de quase todas as acusações com exceção de uma, ao qual pagou fiança.

Em 1981, Ken foi morto a tiros em plena luz do dia, na rua principal da cidade. Ele foi atingido por balas de, pelo menos, duas armas diferentes e, até então, ninguém foi acusado do assassinato. O que se sugere é que aqueles que estavam envolvidos tem defendido um código de sigilo que se mantém por mais de 30 anos.

  1. Rafaela Doniak

    6 de janeiro de 2015 em 11:05

    O primeiro caso eu acredito que possa ser algo como tráfico de crianças, na verdade acredito que maioria dessas crianças que somem tem um fim desses, se não, pra que iam sumir tantas crianças assim? Intrigante.

  2. Thaliss

    5 de janeiro de 2015 em 20:40

    Aqui no Brasil tem o caso do menino Carlinhos, que foi sequestrado há mais de 30 anos. Até hj, não se sabe que fim o garoto levou.

  3. larissa

    5 de janeiro de 2015 em 14:42

    Aiii gente, esse caso das crianças… que agonia! quanta tristeza… me lembrou aquele filme “sem evidências ” 🙁

  4. Adriano Saadeh

    3 de janeiro de 2015 em 14:16

    Acho que o desaparecimento para a familia e amigo deve ser a pior coisa a se enfrentar, pois por mais ruim que seja lidar com a morte ela é algo concreto, agora passar a vida inteira pensando nas possibilidades, imaginando se tal pessoa pode voltar ou mesmo imaginar uma trágico fim é agoniante.

  5. Blue

    3 de janeiro de 2015 em 02:36

    Pra que investigar o último caso? a justiça foi feita, acabou, mas podiam ter torturado ele um pouco.

  6. Cleiton Prestes

    2 de janeiro de 2015 em 18:09

    a preguiça vai dominar o mundo !

  7. Jaime Alves Junior

    2 de janeiro de 2015 em 16:56

    o ultimo caso não tem nada haver….

  8. Gabriel Frigini

    2 de janeiro de 2015 em 12:26

    Esse das crianças e do doidão lá com os índios é intrigante!

    • Adriano Saadeh

      3 de janeiro de 2015 em 14:17

      muito tenso isso dae

  9. Leonam

    2 de janeiro de 2015 em 07:16

    Não tem nada de intrigante no caso Ken Rex McElroy
    apenas mais um caso entre inúmeros não solucionados, e pelo fato que o cara era valentão, abusava e estuprava, acho que ate demoraram para executa-lo, é um tipo de caso que é perda de tempo a policia investigar, com certeza foi alguma vitima ou parente de vitima que fez isto.
    tem milhares de casos assim por ai…

  10. Legolas Greenleaf

    1 de janeiro de 2015 em 19:52

    Não entendi o ´´intrigante“ no último caso….

    • Taiane Resende Santana

      7 de fevereiro de 2015 em 21:41

      tbm não, ta tao obvio que as pessoas se cansaram desse pedófilo valentão que só sai imune, que dai mataram o cara

  11. chapolim do mal

    1 de janeiro de 2015 em 18:42

    Acho muito bem feito o que aconteceu com o valentão mas acho que deveriam ter estuprado ele antes de mata-lo.

    • Jeff Dantas

      1 de janeiro de 2015 em 20:57

      Realmente, tem pessoas que não aprendem mesmo!! 🙂

  12. Vinicius de Oliveira

    1 de janeiro de 2015 em 18:36

    first

    • Max_Power

      1 de janeiro de 2015 em 19:10

      FIRST O QUE??????se liga “songão” eu comentei primeiro….retardatarios são chatos…….

  13. Max_Power

    1 de janeiro de 2015 em 18:35

    Só tem uma explicassão pra esses casos…….aliens.,….ou quem sabe o Exterminador não tenha vindo e……….

17 Comentários
mais Posts
Topo