Minilua

Jovem cria robô para limpar oceanos poluídos

Você já se perguntou onde vai parar todo o lixo que jogamos fora?

Infelizmente, uma boa parte dele vai direto para oceanos e lá faz um estrago, destruindo o habitat natural de animais e poluindo os mares. Já foram registrados em torno de quatro milhões de toneladas só de garrafas e embalagens plásticas que “nadaram” até a metade do oceano Pacífico, em outras palavras, equivale ao tamanho do Estado de São Paulo multiplicado por dois.

Felizmente, algumas pessoas ainda pensam em reverter esse vergonhoso caos causado pelo ser humano e através de um rapaz de 19 anos, de nome Boyan Slat, veio a ideia de acabar com essa tremenda poluição.

Ele desenvolveu uma estrutura robótica em formato de raia, que fará com que a sujeira seja coletada através de um esquema que funciona como um funil, ou seja, atrai os resíduos para o meio do aparelho, onde ficam plataformas que processam o lixão. E lá, haverá um processo de separação dos microorganismos que outrora habitaram as embalagens e posteriormente, serão guardadas para que possam ser reutilizadas.

Na máquina, apelidada de raia-robô, haverá um sistema que permitirá a utilização de energia solar como fonte de alimentação, assim como o aproveitamento da força gerada pelas ondas do mar.

Estima-se que o aparelho possa retirar até 7.250.000 de toneladas de plástico espalhado pelo mar em cinco anos de utilização! O jovem holandês ganhou o prêmio de melhor Desenho Técnico da Universidade de Tecnologia de Delft, Holanda.

Mas, apesar de o projeto parecer extremamente importante e rentável, ainda não foi lançada uma previsão de quando a raia-robô entrará em ação para dar um jeito de ao menos tentar reparar os danos causados ao longo de vários anos.

Torceremos para que dê certo!

E você, o que tem feito para tentar salvar o Planeta?