Kit Gay: Você é a favor ou contra?

O projeto em si, é uma criação do MEC (Ministério da Educação). Para a sua realização, a entidade contaria com o suporte do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e da ONG Comunicação em Sexualidade (Ecos).

O Kit, previsto para ser entregue nas escolas, seria voltado aos alunos de 07 a 10 anos. Em cada material, dois DVDS específicos, além de uma cartilha pedagógica.

cartilha kit gay

Em cada filme, uma história diferente. No principal, intitulado “Encontrando Bianca”, um adolescente de 15 anos se apresenta como José Ricardo. Transvestido de garota, ele afirma gostar de ser chamado de Bianca.

-

A iniciativa visa combater a homofobia nas escolas brasileiras. Nos espaços, entre os alunos gays, são constatados diversos problemas, entre eles: tristeza, depressão e baixo rendimento escolar.

No congresso, a medida tem causado polêmica. Para a bancada evangélica, o projeto não diminuiria o preconceito contra os alunos homossexuais, e sim, só agravaria a situação.

Na tarde desta quarta-feira, 25, a presidente Dilma Rousseff, vetou, de forma temporária, a circulação do “Kit gay”. Ela entende, sobretudo, que o material é inadequado.

homofobia

E pra você, amigo internauta, é viável ou não o “kit gay” nas escolas? Não deixe de participar!

  1. Wellington Bianchi

    17 de abril de 2013 em 20:14

    PQP, que baxaria de video cara… sera que ninguem ve que isso so vai influenciar as nossas crianças a tomarem esse tipo de decisão. Não sou homofobico e respeito as decisões de cada um, mais não concordo com isso. Isso vai confundir muito a cabeça de nossas crianças, e foge do normal de nossa natureza. Do memsmo jeito que os homosexuais tem direito de fazer protestos, querer isso e aquilo, eu tenho meu direito de NÃO me simpatizar com eles sem prejudicalos, e NÃO querer isso pros meus filhos.

  2. Cleide Alves

    29 de outubro de 2012 em 12:07

    A grande questão é: Por que não há também uma cartilha sobre como ser homem ou sobre como ser mulher? A resposta? Porque é natural. É natural o homem agir como homem, assim como a mulher agir como mulher. Por isso não existem cartilhas assim. Sabemos o que o MEC e o governo diz, mas o que o Criador dos Humanos diz? 1 Corintios 6:9,10 O quê! Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não sejais desencaminhados. Nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem homens mantidos para PROPÓSITOS DESNATURAIS, nem HOMENS QUE SE DEITAM COM HOMENS, nem ladrões, nem gananciosos, nem beberrões, nem injuriadores, nem extorsores herdarão o reino de Deus.

  3. Cleide Alves

    29 de outubro de 2012 em 12:05

    A grande questão é: Por que não há também uma cartilha sobre como ser homem ou sobre como ser mulher? A resposta? Porque é natural. É natural o homem agir como homem, assim como a mulher agir como mulher. Por isso não existem cartilhas assim. Sabemos o que o MEC e o governo diz, mas o que o Criador dos Humanos diz? 1 Corintios 6:9,10 O quê! Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não sejais desencaminhados. Nem fornicadores, nem idólatras, nem adúlteros, nem homens mantidos para PROPÓSITOS DESNATURAIS, nem HOMENS QUE SE DEITAM COM HOMENS, nem ladrões, nem gananciosos, nem beberrões, nem injuriadores, nem extorsores herdarão o reino de Deus.

  4. Spike Spiegel (antigo Tyler Durden/Damien Thorn)

    27 de setembro de 2012 em 00:14

    Convencer as pessoas que qualquer preconceito contra gays é certo, porém estão fazendo de forma errada, uma criança nessa faixa etária certamente iria ter muitas dúvidas sobre, aumentar o preconceito desde cedo, ou querer ser como visto nos vídeos confundindo achando que ser gay é algo bom e que o homossexualismo deve ser praticado (sem preconceitos, mas isso é algo muito pessoal e da mesma forma que crianças aprendem cedo, há crianças que acabam se confundindo.

  5. Crystian Sorato

    15 de agosto de 2012 em 05:18

    Acho ridículo. Ter respeito é uma coisa que se aprende sozinho, falar sobre isso só irá deixar a criança em dúvida, capaz até de dar a busanfa cedo. Hj as crianças aprendem muito cedo, fazem muito cedo, e a única coisa que lembram da orientação sexual é só o sexo mesmo, o resto deixam pra lá. 

    Se o cara pede pra namorada pra ela fazer sem camisinha, ela faz.. Vai que o cara tem doença.
  6. Josue Muniski Correa

    29 de julho de 2012 em 20:09

    meu   deus ,gastando nosso imposto com esse lixo?porque nao fazem um kit antihomofobia?estao invertendo os valores ,influenciando crianças a serem gays?quem foi o idiota que criou isto?criem um kit anti drogas,kit anti marginalidade,mas preferem incentivar o h noomosexualismo em criancas que ainda estao com suas personalidades em formaçao?sinceramente nao entendo onde querem chegar nossos politicos?devemos votar apenas em candidatos evangelicos no que parece que sao os unicos que ainda tem um pouco de carater,ainda lutam pela moralidade……..

  7. Larissa Castro

    27 de julho de 2012 em 14:21

    Sou a favor de entregar isso pra adolescentes. Crianças não sabem o que é isso. O que tem de ser feito com crianças é conversar, explicar de uma outra maneira. 

  8. Mauricio Themoteo

    11 de julho de 2012 em 20:38

    vcs dizem que homossexualidade é errado,mas quero fazer perguntas,pq crianças,desde pequenas tem tendencias homossexuais?e pq no mundo animal existe 500 especies de animais que tem relacionamento homossexual?(vcs já pesquisaram isso,já que falam tanto absurdos),conheço pessoas homossexuais,e elas não escolheram,pergunte se escolheram para um que vc veja todo dia ou de vez em quando,aposto que dirão q n escolheram,o que é verdade,a ideia do kit é para mostrar as crianças n terem preconceito no futuro,vcs estão colocando religião em cima da lógica,afinal quem escolhe ser apredejado,morto,xingado e levar uma lampada na cabeça?vcs só se baseiam na bíblia e n vão pesquisar a sua volta com pessoas do meio homossexual,hipócritas,saibam q se seu filho/filha for homossexual n foi escolha,e se forem homossexuais,perguntem se escolheram. 

    • Roger Jefry

      18 de outubro de 2012 em 22:37

      Primeiro que criança nenhuma tem tendencia homossexual, pois não há conciencia de sexualidade em crianças, segundo que no mundo animal, citar a lula como exemplo, em grandes profundezas, ondes seus sua principal sensorial que e a visão falha, ela encemina tudo por não conseguir distuinguir macho de femea, em uma tentativa de reprodução, de mesmo modo os outros casos na fauna. São tentativas equivocadas de reprodução. E escolheram sim, pois segundo a mair parte dos pisicólogos, um assassino escolhe ser assasino, um monge escolhe ser monge, um gay escolhe ser gay, pois se voce o caso de alguem nascer gay,  então pessoas nasceriam assassinas tabem, (é só uma ilustração) outra coisa, como cita a declaração dos direitos humanos, todo homem tem direito a escolher sua religião, cultura, sexualidade. Gotsos e fetiches. A palavra em questão é escolha. Uma coisa que todo ser humano tem direito, e esse direito desenboca na responsabilidade de assumir suas escolhas. Se alguem é gay, e diz que não taeve escolha, não merece nem levar nome de gay, pois gay de verdade e firme o suficiente para assumir que escolheu ser gay. Homofobia é uma fobia. Pode ser considerado como uma psicose, então não venha generalizar, achando que sabe de alguma coisa sendo que voce não conhece nem a si mesmo. 

  9. Pedro S B

    7 de maio de 2012 em 14:04

    Eu confesso, sou homofóbico. Eu bateria naquela GAZELINHA DESGRAÇADA até ela voltar a realidade!!! E se eu fosse o pai dela, EU DAVA PARA OS BUGRES CRIAR!!!

  10. Fernando Custodio

    14 de abril de 2012 em 11:06

    Isso é coisa do diabo,porque não estão querendo educar as crianças e sim induzindo_as para ser gays,não tenho preconceito mas sou totalmente contra esse quit.

  11. keily moura

    9 de abril de 2012 em 13:16

    Via## eh uma coisa tao desgraçada que ate Deus condena, se Deus quer ver essas bichas fedorentas queimando no inferno junto com suas centenas de dst`s eu tambem quero.Bic## so presta pra sujar a atmosfera e poluir o ar que eu respiro. [img]http://static.minilua.org/wp-content/uploads/media/imagens/transp.gif[/img]

    • Daniel Lisbôa

      30 de junho de 2013 em 01:31

      Hahaha, e você acha que vai para o céu? =\
      Deveria se preucupar com seu filho presenciando estupros, assassinatos, roubos, e todo o tipo de violencia, do que criticar uma minoria que simplesmente quer ser feliz…
      Gente assim não merece o minimo de respeito.

    • Kairos

      12 de abril de 2012 em 15:59

      tb nao gosto de gays mas todos nós temos q ter respeito com as pessoas se vc estivesse no lugar deles vc nao ia querer q te respeitassem? pois saiba q viado ou nao eles ainda sao seres humanos

      • keily moura

        12 de abril de 2012 em 16:32

        Nao interessa se sao pessoas.Se vc eh conivente com uma coisa tao podre,problema seu,eu nao sou.Nao vou engolir e aceitar uma coisa q a sociedade qr q eu aceite.Eu tenho minha propria opiniao,se eu qro q esses viados se fodam eles q se fodam.Pode invertar “KIT DE VIADO“,o cacete q for,esse tipo de apologia ridicula nunk vai mudar minha opiniao,e tenha um bom dia!!

  12. keily moura

    2 de abril de 2012 em 16:58

    Eu sou contra os gays,quero que eles morram!!Sou homofobica msmo q c fodam essas bichas do caralho tem que apanhar msmo ate a morte!VIVA A HOMOFOBIA!!!!

    • Iron Man

      2 de abril de 2012 em 17:02

      E quem poderá refutar seus argumentos?

      • keily moura

        8 de abril de 2012 em 12:27

        Ninguem, mt menos vc!

        • Iron Man

          16 de outubro de 2014 em 00:27

          Viváaaaaaaaaaaa !

  13. Brilho Negro

    4 de março de 2012 em 00:59

    Sou a favor do quite-gay porque ninguém se torna gay; a
    pessoa já nasce. E desde cedo as crianças devem aprender a respeitar as
    diferença;, se não, se tornarão jovens e adultos ignorantes como muitos que
    existem por aí; que acham que ser gay não é norma. Sendo que ser gay é tão
    normal quanto ser hétero.

    • Cleide Alves

      29 de outubro de 2012 em 12:14

      Se é normal, porque precisa de cartilha? Onde estão as cartilhas sobre como ser homem ou mulher? Não tem. Por que? Porque Homem é homem e mulher é mulher. É simples. Só há necessidade de se explicar o que não é de conhecimento público ou natural.

  14. Kouta H!'

    14 de janeiro de 2012 em 14:01

    Eu como um gay sou contra esse kit ser apresentado a crianças, mas para adolescentes blz.

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:13

      Querido, como um gay você deveria ser o primeiro a apoiar. Porque a educação vem de berço. Quando adolescentes, se não rebemos educação de berço, recebemos dos amigos. Daí vem o ódio pelos homossexuais e você pode ser morto por um desses jovens que não foram educados a respeitar os direitos dos homossexuais desde criança. blz?

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 23:17

        como hetero sem preconceito, posso afirmar que crianças não tem maturidade para entender o que é escolher ser gay, alias ninguem nasce gay, se fosse o caso( já é a terceira vez que repito isso nesse post) Pessoas já nasceriam assassinas ou monges, mas tudo é uma questão de escolha, me prove pela ciencia, pela filosofia  e pela ética que eu estou errado. Se não conseguir então reconheça que seu argumento e infundado e sem logica alguma.

  15. Paulo Cesar

    26 de outubro de 2011 em 00:56

    DEPENDE  OS 2 LADO
    1 ° SOBRA MAIS MULHER
    O OUTRO
    E QUE TEM Q DEIXA APROVEITA EQUANTO AINDA TA VIVO CE MATASSE IA FASER SALDADES PRA UNS COMO JUSTIEN BIBER E RESTART

  16. Lucas Modesto

    23 de outubro de 2011 em 23:33

    Não sou contra nem a favor, muito pelo contrário
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  17. Antônio Lima

    6 de outubro de 2011 em 19:21

    Esse kit é um absurdo, ele só faz apologia ao homossexualismo, e poderia confundir a cabeça das crianças, se o kit for mostrado para adolescentes do ensino médio não seria problema, mas para crianças do ensino fundamental, isso é rídiculo

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:06

      Querido Antonio,
      Absurdo é vc achar que crianças não teem experiencias homossexuais, antes de terem certeza do que são. Ser homossexual, não é se tornar por intermédio de nada nem de ninguem. A pessoa ja nasce. Então todas as crianças devem, desde cedo aprender a respeitar não só o direito dos negros, como também os direitos dos homossexuais. Espero que você procure ter mais conhecimento sobre as coisas.

      • Kurono Kei

        4 de março de 2012 em 01:08

        Você tá certo, a pessoa já nasce com isso. Só não descobre ou mesmo suprime. Mas acho que muitos tabus tem que ser quebrados dentro de casa também. Antes de uma nova geração tolerante, precisamos acabar com a geração ignorante!

        • Brilho Negro

          4 de março de 2012 em 01:19

          A geração ignorante, dificilmente vai se emendar. por isso devemos colocar as nossas esperanças nas novas gerações.
          Eu tenho um tio que sempre me descriminou, mas apartir do momento que ele teve um filho gay, ele passou a ser mais tolerante; isso porque ele sentiu na pele. Mas n quer dizer que ele tenha mudado a forma de pensar.
          E é isso que devemos passar pras crianças; uma nova forma de pensar com relação aos homossexuais
          Assim como temos feito com relação aos negros; porque não é diferente.

          • Kurono Kei

            4 de março de 2012 em 01:25

            Realmente é verdade. Mas acho que tudo deve ocorrer ao seu tempo. Mesmo que muita gente  seja contra esses métodos, os pais estão se tornando cada vez mais alienados á educação dos filhos, achando que tudo que eles precisam saber é passado na escola. O governo, por sua vez, não tem como fiscalizar os valores de um aluno, apenas seus pontos obtidos em determinadas matérias. 

          • Brilho Negro

            4 de março de 2012 em 01:41

            Também concordo plenamente com vc. muitos pais deixam a educação dos filhos a cargo da escola. E como ja podemos perceber por esse tabu, nossos filhos não receberão certos valores que um ser humano de verdade deve possui; o amor e o respeito ao próximo.

  18. Tiago Pereira

    9 de julho de 2011 em 21:45

    PUTA QUE PARIU…

  19. Rubens Tellechea

    18 de junho de 2011 em 22:35

    E mais, eu me preocupo não com esse kit ser ditribuído, mas sim se os professores que receberam esse kit estarão bem preparados para saber passar esse ensinamento para os alunos.

    • Cleide Alves

      29 de outubro de 2012 em 12:24

      Ensinamento??? Por que não ensinam sobre Deus e como Ele pensa a respeito desse tipo de conduta desenfreada? A Bíblia fala disso sabia? O interessante é que com Deus a coisa é bem diferente. Ou você está com Ele e se ajusta ao Seu modo de pensar e agir amando o que Ele ama e odiando o que Ele odeia, ou está contra Ele. Não há meio termo. Certo é certo e errado é errado.

    • Ayron Oliveira

      10 de setembro de 2011 em 16:20

      eu sou contra, pois acho imprópio esse video para criancas entre 7 a 10 anos acho que é viável para o público adolescente a partir dos 13 anos em diante pois criancas nessa idade nao tem que ser abordadas por assuntos como esse. a escola deveria se preocupa em melhorar a educacao do que ficar se preocupando com esse kit gay, pois a educacao nas escolas está muito ruim é precisa ser feito alguma coisa primeiro para melhorar a educacao

      • Thiago

        8 de novembro de 2011 em 14:36

        Não achei nada de imprópio no video,pra mim pode ser de 10 a 17 anos mesmo.

  20. Amanda Martinelli

    6 de junho de 2011 em 12:19

    totalmente a favor. Ninguem “vira”homossexual , ja nasce .Nao ha problema algum em mostrar para as criancas afinal com 7 anos elas ja sabem o que é sexo ,alem dos videos nao apresentarem nada demais sem nenhuma cena forte .

    • Wagner Franca

      19 de janeiro de 2012 em 15:28

      Estamos anos luz atras da holanda!!!

    • Rubens Tellechea

      18 de junho de 2011 em 22:33

      Oi Amanda.

      Não existem provas CIENTÍFICAS que digam se uma pessoa nasce homossexual. Ao contrário, acho sim um granda problema em mostrar a crianças de 6 anos que não tem uma personalidade definida totalmente ainda, e se eu tivesse um filho certamente ficaria preocupado ao saber que meu filho de 6 anos está vendo esse tipo de material em sala de aula.

      • Brilho Negro

        4 de março de 2012 em 01:38

        isso seria medo ou preconceito? Você precisa rever seus conceitos. ´-E certo que o homossexualismo é genétia. É a mesma coisa de uma pessoa nascer com o gene do albinismo. Se alguem na sua familia possui esse gene, com certeza algum descendente futuro tambèm possuirá esse gene. Entende?

  21. Breno Maciel

    5 de junho de 2011 em 16:42

    obs:essas tais modinhas e etc… não transforma nenhum hetero em gay uq acontece é que 
    essas “modinhas” acabam afrescalhando um homem e masculisando uma mulher mais
    isso não quer dizer que eles são gays.

    uma coisa que gerou polêmica nesse kit foi o de ser enviado a crianças tão jovens
    mais vejamos por exemplo a holanda é ensinado as crianças desde se não me engano 7 anos
    sobre a sexualidade em geral tanto homosexualismo como coisas tipo camisinha gravidez e assuntos sexuais já vieram com uma proposta dessas aqui no brasil mais foi rejeitada pelo mesmo motivo do kit gay por está sendo entreges a crianças tão jovens no entanto vejamos a holanda país desenvoulvido e com os menores indicies de desigualdade sexual(seja com gays ou homens e mulheres) menores indicies de adolecentes grávidas e etc… será que realmente e ruin ensinar as crianças desde cedo sobre assuntos sexuais? o problema é que os país só experam pra falar com seus filhos a respeito disso quando já é tarde de mais aí reclamam por que seus filhos são marginais viciados em drogas quando suas filhas estão grávidas e etc… o povo brasileiro tem de acordar para a realidade ao invés de se prender a falsas éticas 

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:24

      Eu concordo completamente com vc amigo.
      Acho q educação vem de berço e devemos sim educar nossas crianças a respeitar as diferenças e a se cuidar.

  22. Breno Maciel

    5 de junho de 2011 em 16:26

    como gay acho que esse kit não ajudaria muito por que eles podem até entregar ou por os alunos pra assistir mais vai depender exclusivamente dos alunos aceitar.

    muitos dizem que é função da familia educar naum tiro essa razão mais de fato quantos pais realmente vem educando o filho de forma apropriada sobre a homosexualidade em toda minha vida tudo que houvi dos meus pais são coisas tipo:isso é obra do diabo,esse povo meresse morrer,isso é errado. me digam isso é educação?

    acho que ao invés de mostrar histórinhas gay deveriam atacar o que realmente da forças a homofóbia – a falta de conhecimento – ser gay não é uma coisa que alguém acorda um dia e pensa:”ahh vou ser gay por que deve ser o bixo” não isso é de nascenssa eu sei que sou gay desde meus 4 anos e todos meus amigos gays tbm dizem a mesma coisa nenhum hetero se torna gay assim como nenhum gay se torna hetero outro ponto seria o fato da religião uma pesquisa mostrou que menos de 40% dos gays são cristãos acontece que a maioria profeta o ateísmo(como eu) o hinduísmo e o budismo(religiões que de fato são a favor do homosexualismo) apenas as religiões abraâmica(cristianismo,islâmismo e judaismo) são contra os gays o problema é que essas são as três maiores religiões do mundo metade da população global profeta uma das três no entanto outro ponto é o fim do mundo os cristãos dizem que o aumento do número de gays é sinal do fim dos tempos discordo totalmente por que o numro de gays numca aumentou ou diminuiu pesquisas mostram que aproximadamente 13% da população mundial é gay fora que em muitas especies mamiferas o numero de animais gays tbm podem ultrapassar os 5% a diferença é que em virtude de que nos ultimos tempos devido a pessoas como por exemplo madonna veem garantindo igualdade entre os gays e isso acaba fazendo que muitos realmente se assumam afinal ser gay é uma coisa assumir é outra creio eu que essa tal de homofóbia terá um fim afinal e tendência é melhorar né? esse kit é só o começou essa revolução de igualdade irá continuar como foi com a escravidão assim que ela foi abolida em muitos paises houve a mesma reação que há hoje coisas do tipo:meu filho não irá estudar na mesma escola que  um “preto” ,meu filho não sofrerá influência de um negro e etc… tbm houve muitas pessoas de contra a abolição da escravatura e dos direitos iguais entretanto o que podia ser feito? matar todos os negros por serem negros? o mesmo caso se aplica aos gays a ciência nos ultimos tempos veio descubrindo que ser gay realmente é algo de naiscensa  e imutavél há várias clinicas para tranformar um gay em hetero no entanto quantas funcionam? menos de 50% dos gays que entram nessas clinicas voltam a dizer que são heteros e desses menos de 50% mais de 80% desses ex-gays voltam a se dizerem gay de novo e os outros 20% não é possivel dizer se realmente são heteros afinal adimitir que é gay depende apenas da pessoa então não é certeza nesse caso o que as pessoas que não aceitam os gays querem? que nois nos metemos? estamos em um país livre e todos podem dizer ser a favor ou contra o homosexualismo mais acontece que falar para um gay que é a favor da homofóbia é o mesmo que dizer para um negro que é a favor da escravidão.
    quanto a religião só digo uma coisa se nem cristo veio para julgar por que vc´s estão julgando?
    e é vergonhoso uma religião ser homofóbica ser a favor da homosexualidade é uma coisa ser homofóbico é outra como uma religião que a meu ver tem de falar de amor e respeito com o proximo pode ao mesmo tempo pregar a intolerância e o pré-conceito? homofóbicos não são diferentes de pessoas como hitler e os nazistas são tão montruosos e abominavéis quanto eles
    e no caso de um homofóbico negro tbm é ridiculo uma pessoa que deve saber como é sofrer pré-conceito e ainda assim discriminar uma pessoa.

    só digo isso acho que expressa bem minha opinião.

  23. Davi Maia I

    2 de junho de 2011 em 05:23

    Sou contra, isso deve ser ensinado em casa, pela familia não pelo governo ou escola !

  24. Hanna

    1 de junho de 2011 em 12:59

    Não sei se é certo ou errado…Eu não aprovo, mas aprovar ou não é diferente de saber oque é certo.
    Oque eu sei é o que ensino ao meu filho…Ensino a ele que homem é homem e que mulher é mulher..
    Que homem gosta de mulher e mulher gosta de homem. Ensino a ele oque são coisas de homens e oque são coisas de mulher, como meus pais me ensinarão.
    Ensino oque aprendi e oque considero ser correto, e não acho certo e nem normal homem gostar de homem, e nem mulher com mulher.
    Não sou homofóbica, mas acho que tenho direito de dizer oque penso…Não preciso aceitar uma coisa que a sociedade acha que tenho de aceitar, ou oque acha ser normal.
    Hoje, ser gay não é uma opção sexual…É moda!

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 02:17

      SE informe mais pra não levar um susto!!!

  25. ivan rochas

    31 de maio de 2011 em 11:29

    Na realidade, é um assunto muito polêmico e até acredito da boa vontade dos governantes, no diz respeito a acabar com este grande preconceito, mas os homofóbicos estão por ai e não concordam com nada disso. Acho que o cada ser humano é como tem que ser e só caberia a nós respeitar a individualidade de cada um e deixar de se meter com assuntos que nos diz respeito. Quanto essa história de que DEUS fez Adão e Eva e não Adão e Ivo, precisamos acabar com esta coisa de botar o nome de DEUS. Quando ele criou o ser humano, lhe  deu: inteligencia, e o livre arbrítrio, para que cada um de nós possa escolher entre outras coisas o que é melhor para cada um e pode ter certeza, ele não vai interferir na vida de ninguém, porque você tem a sua liberdade de escolha. Isso é livre arbrítio.

  26. Gedilson Jose

    30 de maio de 2011 em 22:41

    OLA DIGO PARA TODOS Q NAO ACEITE ESTE QUITE PORQ  NÓS  JA ESTAMOS NO  FIM DO MUNDO
    E NAO VER QUEM NAO QUER.  É DEMONIACO. QUEREM ACABAR COM O CONCEITO DE FAMILIA

    QUE DEUS ABENÇOE A AMERICA DO SUL!!!!!!!!

  27. Jaqueline Franco

    29 de maio de 2011 em 21:09

    Bom, eu acho que a quem é realmente homossexual, nasce assim, mas é claro que existem casos de a pessoa “virar” gay, por causa dessas malditas modinhas que existem, muitos jovens tem experiencias homossexuais, mas não são gays. Esse kit serviria para as crianças verem que existem diversas opções sexuais. Sim, até ai, tudo bem, a não ser que essa criança seja influenciada por esses videos, achando isso tão normal e queira isso para a vida dela, que é o que estão dizendo, que esse kit é apologia ao homossexualismo. Temos que respeitar as diferenças sem querer induzir ninguem a nada.

  28. Cla Winchester

    29 de maio de 2011 em 20:16

    Sou a favor, pois a cartilha não será (ou seria, já que o governo decidiu que não vai mais entregar a tal cartilha) distribuída para os alunos de 6 a 8 anos, e sim para os alunos de Ensino Médio. Com essa cartilha, poderíamos mudar os “pensamentos” e as idéias preconceituosas, coisa que, infelizmente, ainda existe no Brasil (o que é um absurdo). Infelizmente, o governo deixou que Jair Bolsonaro vencesse…

  29. Malane Milheiro

    29 de maio de 2011 em 02:12

    Éééé gente, lendo os comentários reparei que a maioria do pessoal é contra, mas contra para as crianças de 7 a 10 anos, e sou da mesma opinião, pode distribuir a cartilha, quem sabe não vai ajudar a diminuir a violência e a intolerância? Só que para pessoal mais velho, uns 14 a 17 sei lá.

    E tem muita gente que vem aqui e fala de Deus, Deus é opinião de vocês, escolha, muito diferente de quem é gay, tenho um amigo do peito desda quarta série, e desde criança ele sempre teve o “jeitinho” ele nasceu assim, penso eu. Homosexualismo é genética? Provavelmente. É defeito? Não sei, mas se é, é e ponto, então não use Deus de contra argumento, pq é sua opinião, não condição.
    Lembre-se das querras santas, da inquisição e muitas outras guerras, preconceito e religião, religião não pode ter haver com política!

    Estado LAICO já.

    • Thiago

      8 de novembro de 2011 em 14:34

      14 já é muito,melhor de 11 a 17 anos.

  30. Luiz Eduardo

    28 de maio de 2011 em 23:59

    Bando de hipócritas, nunca houve uma campanha deste nível para acabar com o preconceito contra pobres, negros, ou qualquer religião. E agora inventam que isto é para acabar com o preconceito, a fala sério, e acho que uma campanha quando passa de informativa para apelativa começa a influenciar as pessoas, informar e uma coisa influenciar e outra bem diferente.

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:30

      Querido, cada um sabe onde lhe doi. Então corra atras de sua dor.

  31. Sergio Viula

    28 de maio de 2011 em 18:37

  32. Isa

    28 de maio de 2011 em 16:04

    Enquanto o povo desse país continuar votando em Bolsonaros da vida, a minoria é que vai ser a favor disso.

  33. Carla Mateus

    28 de maio de 2011 em 09:23

    não apoio o kit gay,porque os gays e as lesbicas podem  tornar as suas condições de homem e de mulher quando quiserem,agora me diz se um negro, um asiatico, um índio poder deixar ser o q são ou de ter a cor que tem quando assim quiserem.Não ,os homossexuais dizem em preconceito,e eu até ouvi falar em racismo eles nunca sentiram isso e não sabe o q significa .No Brasil mesmo os negros são a maioria e nem por isso tem seus direito preservados desde a libertação dos escravos eles lutam pra q possam ter o respeito e são descriminados.Tratar disso nas escolas é um desrespeito,hoje já temos uma das piores educação do mundo,temos coisas mais sérias a tratar dentro de uma escola.

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:28

      Minha senhora, quero ver quando a senhora ter um filho ou um parente homossexual, e for morto pelas mãos de um preconceituoso como a senhora, se a senhora não achar uma coisa séria.

    • Breno Maciel

      5 de junho de 2011 em 16:51

      ser gay tbm e de nascensa não fale daquilo que você não sabe sofremos tanto senão
      mais que os negros e indios por que eles pelo menos podem lutar por seus direitos sem serem
      questionados e nós? não podemos nem sequer manter uma relação amorosa somos impedidos até de sermos felizes ser gay é uma luta diária sem fim vc não sabe como é ser gay então pense bem antes de falar besteira 

  34. Cristiano Luiz

    27 de maio de 2011 em 22:35

    Com certeza eu sou contra, como o governo da “insentivo” a jovens assumirem sua homosexualidade, porra… deveria era ter programas para nao insentivar a violencia contra homossexuais, mulheres e crianças não essas palhacas de distribuirem “livros gays” em escola

    • Rafael Junior

      28 de maio de 2011 em 08:10

      Acredito que o kit deva passar por uma reformulação. Primeiro quanto a problemática abordada e depois o público que será destinado o material.Não creio que o kit influenciará alguém ao que quer que seja, vemos constantemente violência na TV, seja verídica ou não e quem não tem inclinação para tal, não sairá matando.Aos proclamadores da bíblia e do sagrado nome de Deus, é deprimente tais argumentos.Agora você Cristiano é o ponto alto desse debate. Ver uma pessoa falando sobre violência e discriminação, com uma foto dessas, é de cair os butiás do bolso de qualquer um… Seria cômico se não fosse trágico!

  35. Vanessa Leite

    27 de maio de 2011 em 15:15

    De fato, o modo como o assunto é tratado nos vídeos é um tanto quanto inapropriado…
    Deveria ser mais “Seja feliz como você é e respeite os outros” do que “O bom de ser bissexual é ter 50% mais de chances de achar um namorado/a”

    • Luciana Cavalcante

      27 de maio de 2011 em 17:57

      Concordo ctg. Se pessoa se for gay ou não ela deve descobrir isso sozinha. 
      A ideia é boa mas não está sendo feito de maneira apropriada. Esse kit deveria ser feito por quem entende mais do assunto, eu acho.

  36. Thomas Eu

    27 de maio de 2011 em 13:49

    Lá vai minha opinião, talvez o kit trate o assunto do modo errado, acho que deve sim ser discutido em escolas, desde pequenos devemos aprender a respeitar os outros,  tem chances de influenciar algumas crianças e adolescentes a se tornarem homossexuais, mas e ai? É uma escolha da pessoa, que deve ter o direito de experimentar, já tive colegas gays e vi todo o preconceito que sofriam, com apenas 14 o rapaz já tinha toda certeza que era gay.
    claro que não deve ser discutido da mesma forma, com cada idade tem um jeito certo de dizer algo assim.
    O KIT pelo que entendi anti Homofobia
    Se algumas pessoas tivessem aprendido quando eram pequenos que deve respeitar, talvez não tivesse tantos casos de gays que foram agredidos e tal.

  37. Antonio Bonifacio

    27 de maio de 2011 em 11:53

     quem disse que rouba e errado ? quem disse que se prostitui e errado ? quem disse que matar e errado ? quem disse que se homossexual e errado ?  procurei em varios lugares essa perguntas e tudo leva a DEUS. tudo que e errado e contra DEUS que FEZ TUDO PARA SUA GLORIA E SEUS MANDAMENTOS AQUI NA TERRA .

    • Vanessa Leite

      27 de maio de 2011 em 15:12

      Ta, eu pensei muito sobre responder ou não… mas a ignorância me irrita e é INACEITAVEL que certas coisas sejam ditas…
      Tu ja parou pra pensar que existem agora milhares de crianças com seus 12 anos ouvindo que ser homossexual é pecado e que vão para o inferno? Tu ja pensou na cabeça destas crianças? Ouvindo coisas assim muitas vezes de seus próprios pais…
      Se o teu ”Deus” é tão justo assim, por que existem tantas e tantas crianças sendo estupradas por aí sem poder se defender? Elas mereceram?
      Se quer criticar, tenha argumentos válidos, porque fazer a crítica em nome de outra pessoa sendo ela quem quer que seja, é covardia e medo de assumir os absurdos que tu pensas.
      Menos bíblia e mais livros sociológicos e pedagógicos pra ti ! Estes são os meus votos.

      • Laharl, the Lord of Terror

        29 de maio de 2011 em 20:23

        Cada um fala o que quer, se a criança ouve que ser homossexual é pecado, é porque os pais dela acreditam na Bíblia, mas a criança não precisa acreditar na Bíblia, ela acredita se quer.

        O
        barbeiro e Deus


        Era
        uma vez um homem que foi ao barbeiro.

        Enquanto tinha seus cabelos cortados conversava com o
        barbeiro. Falava da vida e de Deus. Dai a pouco, o
        barbeiro incrédulo não aguentou e falou:

        – Deixa disso, meu caro, Deus não existe!

        – Por quê?

        – Ora, se Deus existisse não haveria tantos miseráveis,
        passando fome! Olhe em volta e veja quanta tristeza. É
        só andar pelas ruas e enxergar!

         – Bem, esta é a sua maneira de pensar, não é?

         – Sim, claro!

        O freguês pagou o corte e foi saindo, quando avistou um
        maltrapilho imundo, com longos e feios cabelos, barba
        desgrenhada, suja, abaixo do pescoço. Não agüentou,
        deu meia volta e interpelou o barbeiro:

        – Sabe de uma coisa?  Não acredito em
        barbeiros!

        – Como !?

        – Sim, se existissem barbeiros, não haveria pessoas de
        cabelos e barbas compridas !

        – Ora, existem tais pessoas porque evidentemente não
        vêm a mim!

        – Que bom. Agora, você entendeu.

      • Anônimo

        28 de maio de 2011 em 09:42

        teus conhecimentos nao vai mudar a historia do mundo nao. e nem a tua posiçao social. voçe tem tudo isso e nem conheçe a DEUS . que justifica diante de DEUS por que acontecer tudo isso no mundo . eu sei que o pecado entrou no mundo e todos pecarao e que jesus veio para salva todos aquele que aceitar como seu salvador pois se o homem tivesse o temor de DEUS nao aconteceria tanto mal.   

        • Anônimo

          28 de maio de 2011 em 09:45

          so basta ler a biblia o que DEUS fez com a cidade de sodoma e gomora que matou todos .

  38. Abraao Marcos

    27 de maio de 2011 em 11:30

    Não concordo pq isso ñ vai instruir nenhuma criança contra a homofobia, mas estaria optando para a criança que ainda nem tem sua sexualidade formada a ela ser gay.Essas coisas é a criança que decide depois quando estiver mais velha, com uma opnião formada por ela e ñ pelo governo.
    Além do mais se alguém tem q instruir as crianças  á respeito disso é os pais ñ o governo; hoje em dia o ensino público já ñ é capaz nem de educar as crianças, quanto mais instrui-las sexualmente.
    Não concordo!!

  39. Suely Serodio Figueiredo

    27 de maio de 2011 em 09:01

    Considero desperdício  de verbas  tão necessárias para  a educação básica, não só este Kit  gay, mas  também a publicação daquele livro que   valorizada o falar e escrever errado. As verbas da Educação  neste país deveriam ser empregadas  na valorização do Professor, nas condições físicas das escolas, na merenda  escolar, apoio psicológico  e  de saúde  para alunos, etc…
    A igualdade   de direitos e deveres  é tácita na nossa constituição.Por que não   ensinar na escola estes princípios  de igualdade e fraternidade..No meu tempo de escola havia uma cadeira chamada MORAL  e CÍVICA  onde aprendíamos  os  princípios básicos da moralidade e ética, conheciamos  a Constituição,  as normas de educação   para convivência social adequada.
    Meu neto na escola não estuda estes assuntos.
    A continuar  desta forma com gastos em publicações Erradas, Kits gays, distribuição gratuíta de preservativos,etc… além das campanhas  super caras  que o governo   veicula nas TVs  sobre estes assuntos breve estaremos PAGANDO  por Kits Prostitutas, Kits    Negros, Kits Sem teto, Kits  Pedófilos, Kits  assasinos, Kits Pobres, Kits ricos  etc…, valorizando a  diferença e não preconizando a   convivência harmónica e saudavel.
    Não tem jeito, as diferenças existem e como cidadãos  e seres humanos  aprendemos pela nossa experiência  em  famíla e convivência social  a lidar com elas.Mas para isso  precisamos ter mentes abertas e conhecer nossos direitos e DEVERES.
    Como CIDADà sou contra  gastos  superfluos com dinheiro público(não só este tipo de campanha, mas também viagens desnecessárias de políticos, assessoria inútil para estes mesmos politicos, etc..) que   melhor  seria empregado  na melhoria de salário de professores  e na  qualidade da merenda escolar.

    • Alexandre Rangel

      27 de maio de 2011 em 09:57

      Suely concordo plenamente com você, por que o governo não se preocupa em investir num ensino melhor para as crianças em vez de ficar se preocupando com coisas superfulas?
      o que assistimos frequentemente são crianças que caminham por kilometros para chegar em suas escolas pois o transporte muitas vezes não funciona e a merenda escolar é escassa em determinadas regiões, do que esse kit iria ajudar a eles?
      Sou totalmente contra o preconceito de qualquer forma, mas essa campanha política parece mais uma manobra para desviar algum dinheiro, enquanto isso as crianças sofrem com uma pessima merenda escolar e transporte escolar ruim alem de professores mal remunerados que geram greves, o que é visivel são crianças entrando para o mundo das drogas por falta de uma educação de qualidade, e agora eu pergunto…… aonde esse kit iria ajudar? não temos outros objetivos mais urgentes que este para serem feitos?
      Francamente, nesse pais somos tratados igual a palhaços.

  40. Lula Pereira

    27 de maio de 2011 em 07:55

    De fato, o material é impróprio para crianças de 7 a 10 anos de idade. Na verdade, um absurdo para essa faixa etária. Não vai prestar orientação alguma; talvez confunda bastantte. Meninos nessa idade ainda estão a verificar as diferenças físicas notorias entre o homem e a mulher. Não tem a malícia de castigar o amiguinho gay, até mesmo porque não há essa percepção. Quando há algum tipo de manifestação nesse sentido, já veio do ambiente familiar que SUPERVALORIZE O PRECONCEITO daquela família em especial. Ou seja: a maioria das crianças nessa idade ainda não tem esse tipo de preocupação e não entenderão a proposta, podendo trazer confusão para aquelas cabecinhas.Pelo que vejo, isso é mais uma forma de gasto público sujeito às propinas, a partir do oportunismo dos monstros da corrupção, agora sobre momento gay nos tribunais. A mídia lança a polêmica, os políticos e empresários sentem o momento, promovem o gasto público e repartem os lucros. É a minha opinião diante de tudo que já vimos e vemos neste nosso BRASIL.

  41. Isa

    27 de maio de 2011 em 03:54

    Gente, não é “KIT GAY” é “KIT ANTI HOMOFOBIA”. O termo “Kit Gay” foi usado por Bolsonaro, então…

  42. Jeferson Hammett

    27 de maio de 2011 em 03:11

    Acredito que pscológicamante crianças nao estam preparadas a interagir com esse kit do MEC,suas opinioes nao estao formadas sobre quase nada,e isso influenciaria suas vidas e suas escolhas.Sem duvida a polemica é grande mas acho q introduzir esse material as escolas nao adiantaria muito,talvez ocorrece ate efeito inverso em determinadas escolas.Concordo que homossexuais precisam ter seus diretos como todos os cidadoes brasileiros,porem ninguem tem o direito de interferir nos direitos que um cidadao hetero tem,pois um homo nao é melhor que um hetero e nem um hetero é melhor que um homo.

  43. ' William

    27 de maio de 2011 em 02:07

    Sou contra o tal Kit, não contra o amor. Pensem bem, fanáticos ou não fanáticos: E SE FOSSE VOCÊ QUEM ESTIVESSE SENDO JULGADO (A) POR AMAR ALGUÉM DO SEXO OPOSTO? Vamos supor que relação: Masculina + Feminina fosse errado. Como vocês se sentiriam? Como encarariam o fato de serem julgados e condeanos ao inferno por amar?

    Antes de citarem a biblia: Lá também diz que ejacular é um pecado. Todos os pecados são iguais, então quem ejacula também vai para o inferno?

    • Anônimo

      27 de maio de 2011 em 13:40

      qual a passagem biblica esta escrita que ejacular eh pecado???
      ´´ide e multiplicai-vos´´ genesis 1.  vc axa que DEUS tava se referindo a quer?
      ´ejaculacao e pecado?depende muito do ato em que ela esta sendo realizada,cm por exemplo:      -adulterio!
      tbm sou contra o kit ii naum tnho motivos para ser contra homossexuais.axo q naum precisava disso td por q assim cm existe preconceito a negro,classe social,existe ao homossexual e sempre vai existir.
      entaum,se eu amasse alguem do msm sexo q o meu,assumiria sem medo e amaria incondicionalmente sem me incomodar com o que os outros pensam.pois qdo amamos de vdd os outros naum contam!

       

  44. Debora Blondet

    27 de maio de 2011 em 01:11

    SOU CONTRA .ACHO QUE TEM COISA QUE INTERESSA + QUE ISSO.
     

  45. AdeilsoN ###

    26 de maio de 2011 em 22:46

      Esse material deve ser votado pela população assim como a proibição de armas, 
    esse material exige dinheiro dos nossos impostos, temos direito de votar…
    de qualquer forma eu rejeito esse kit, se alguém quer ser gay, tera essa conclusão aos
    18 anos na maior idade, não com 7 anos, ainda mais com  influencia escolar.
      Isso revolta qualquer um, o Brasil esta querendo se mostrar um Paìs diferenciado de outros,
    porem nesse caso não somos… 
    Agora caso aprovado esse kit, ja sabemos que milhares de familia ira queimar o material,
    outro motivo é as próprias mães e pais não aceitarem filhos gays

  46. Samantha Briannezi

    26 de maio de 2011 em 22:44

    Eu sou a favor, mas só a partir do Ensino Fundamental II pois é relativamente pesado pra crianças de 10 anos para baixo.Mas é incrivel o tanto de gente que fala que não é preconceituoso ou racista e acaba xingando o outro de ”preto”, ”viado”, ”boiola” e tals. Se ponha no lugar do outro: imagina q vc é gay, gostaria de ficar apanhando ou ser chamado dessas coisas? Meu irmão é gay e minha irmã é bissexual, e eu não fico por ai chamando de viado meu irmão! E a maturidade sexual (de acordo com pesquisas reais vem só aos 47 anos). Eu não acho que isso esteja incentivando a homossexualida/bissexualidade e sim, ensinando o que é.

  47. Everson Gonçalves

    26 de maio de 2011 em 22:43

    sou totalmente contra esse material, na minha opinião o governo deveria investir contra a desigualdade social e os impostos absurdos ao invés de ficar incentivando nossas crianças a mudarem sua opção sexual.

  48. Alexandre Bechtold

    26 de maio de 2011 em 21:44

    Eu sou contra o homossexualismo ,não contra o homossexual afinal de contas se o cara quer ser doador de orificio problema dele!
    Sou contra pq vai contra a ordem natural das coisas por exemplo : vc vai a uma veterinaria e pede pro cara : Me da um CASAL de canarios !O cidadão não vai te pedir se vc quer dois machos ou duas femeas ,um casal é sempre um macho e uma femea certo? Isso só existe na lei dos homens.
    Mas sobre o kit pro não é adequado nem pra quem é gay quem dera pra crianças.

  49. José Pessoa

    26 de maio de 2011 em 21:16

    eu nao tenho nada contra,mais acho uma grande sacanagem eles fazerem esta merda,com todo respeito, acho que devemos aceitar as pessoas como elas sao porque esse imbecil que criou essa cartilha  nao faz o quite fome o quite cadeia o que tem que ser visto no pais de terceiro mundo nao e visto. 

  50. Eduardo Aguiar

    26 de maio de 2011 em 20:29

    nem vi o video e nem vou ver Deus Criou homem e mulher nao fez meio termo. todo mundo pode fazer o que quiser ta propria vida, mas se confersar os pecados ele é fiel e justo para o perdoar.

    a biblia condena claramente essa pratica: E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. Romanos 1:27

    • Anônimo

      27 de maio de 2011 em 01:18

      concordo plenamente com vc.oh cuidado pra naum ser xamado de crente fanatico cm fizeram comigo,pois querem tanto ser a favor do homossexualismo,defesa de opiniao de escolha que naum respeitam a opiniao dos outros,muitos screvem soh por escrever.,mas na vdd naum vivem o q taum falando.(falsos)

      • Anônimo

        31 de maio de 2011 em 08:39

        a palavra se ( xamado ) e com ( ch ) entao e (  chamado  ). 

  51. Anônimo

    26 de maio de 2011 em 19:58

    CONTRA. NAO É PRECONCEITO MAS ISSO É MUITO FORTE PARA CRIANÇAS.

  52. Beatriz Silveira

    26 de maio de 2011 em 19:37

    Gente, eu estudo em escola pública e achei essa idéia realmente um absurdo, estou na 7ª série e acho que mesmo na minha sala tem gente não preparada para receber informações desse tipo, o intuito dessa cartilha é diminuir o preconceito? Pois eu acho que só irá aumentá-lo já que após ver isso vão muita gente vai fazer comentários do tipo “A Bianca aí que é o tranvesti é o Fulano” ou então se na sala existir uma Bianca ” A Bianca é travesti!” e vários comentários do tipo, sem contar que crianças de 7 anos ( SEGUNDA SÉRIE) NÃO tem noção sobre esse tipo de coisa, muitas ainda acreditam na ” Cegonha” e coisas do tipo…
    E francamente se eles estão “Descobrindo um santo para cobrir outro” o preconceito em nossa sociedade vai muito além de homossexuais, o preconceito existe contra obesos, magros, baixos, altos, negros, orientais, religiosos,  burros, “Nerds”, e tantos outros que infelizmente existem que e essa cartilha não ajudaria em nada, se querem instituir isso, instituam em colégios de ensino médio e não para crianças de segunda a quarta série…
    Enfim, Só minha opinião.

  53. Vanessa Graccio

    26 de maio de 2011 em 19:09

    Bem, vamos la!!! Se eu fosse pensar como a maioria, pensaria assim:
    Pra q kit gay se eu não sou gay? Combater a homofobia se eu tbem não sou gay?
    Então vamos mais longe, ja q é a vontade de Deus ser apenas homem e mulher numa relação:
    Pra q colocar uma protese na perna se Deus quiz q vc fosse alejado?
    Pra q fazer uma cirurgia de catarata se Deus te quiz cego?
    Michael Jackson esta no inferno pq se tornou branco, Ja q Deus o queria negro?
    Resumindo, sempre vai ser desnecessario quando não é com vc.
    Isso é apenas pensar em si mesmo, não é???

  54. jrodark

    26 de maio de 2011 em 18:28

    sou contra 

  55. Diego Rogério

    26 de maio de 2011 em 18:10

    Cadia menos eu penso em ter um filho

  56. Supernatural

    26 de maio de 2011 em 17:42

    Por que “kit gay”, e não “kit anti-homofobia”? kk O.O

  57. Juliana

    26 de maio de 2011 em 16:50

    Sinceramente, nem sou contra nem a favor, mas se tiver que ser distribuído nas escolas, que fique longe de criança, adolescentes convivem mais com isso e mostrar essas coisas para crianças, poderá mexer com a “cabecinha” delas…

  58. Carolinne Dos santos genn

    26 de maio de 2011 em 16:41

    Só acho que ela não deveria colocar o kit gay para crianças de 07 à 10 anos de idade,ele se sairia melhor com adolescentes de 11 anos em diante.Kisses,CALL ME!(Dicionario de retardados:Beijos,ME LIGA!)

  59. Cristiano Miranda

    26 de maio de 2011 em 16:17

    Antes de mais nada, penso que cada um faz da sua vida o que quiser, e falam também o que quiser, afinal estamos em uma democracia certo?
    Respondendo ao topico: Palhaçada isso ae…tanta coisa mais importante para ser feita na educação e vem um com uma idéia dessas, sem cabimento, sem noção que consome uma grana preta do contribuinte, isto é, nossa, que poderia ser investida na melhoria da qualidade de ensino como criação de LABs de informáticas, compra de novos livros (de qualidade claro), aumento na remuneracao dos professores, contratacao de outros tantos etc etc más não preferem gastar em um kit que ao invés de educar ele incentiva tanto a homofobia quanto a homossexualidade.
    Esse tipo de merda tinha que ser coisa do Brasil mesmo, quer mostrar ao mundo que é um país avançado, moderno, antenado más vai e da uma forçada de barra legal dessas…tsc tsc ¬¬

  60. Bruno Shayon

    26 de maio de 2011 em 15:55

    Se a educação em casa fosse realmente eficaz contra a homofobia como muitos dizem, não teriamos tanto preconceito assim na sociedade, e se essa não funciona, não vejo nada de errado em introduzir um material similar a esse proposto nas escolas. Sim, similar pq esse apresentado tem muita coisa inadequada.

  61. Ana Reghin

    26 de maio de 2011 em 15:32

    Sou contra. Por que? simplesmente porque não ensina a não ter preconceitos, mas sim ensina que uma criança de 7 anos pode e deve gostar de outra do mesmo sexo, não por amizade e sim para namorar porque é assim que eles querem. Enquanto isso. faltam mais de dez mil professores em sala de aula. Crianças fazendo revesamento de horario e ou saindo mais sedo ou entrando mais tarde, sem professor para atender a todos e sem carteira para as crianças ou adolescente estudarem. Ele deveriam era se preocupar em por mais carteiras e professores para as disciplinas que se propoem nos curriculus escolares, paraa que assim as crianças e adolescentes aprendendo o que é moral e civismo, aceitariam melhor a educação que “eles” propoem que estes tenham. Sinto que daqui a algum tempo, terão que criar o Kit para que os homossexuais aceitem os homossexuais. Isto será inclivel.

    • Bruno Shayon

      26 de maio de 2011 em 16:01

      Ana, o mundo tem que se preocupar com muita coisa, acontece que para que todas essas coisas possam caminhas corretamente no futuro temos que fazer a mudança de uma coisa por vez. Se formos seguir essa sua linha de pensamento, então vamos esquecer os gays, esquecer os professores e se preocupar apenas com a fome no Brasil, que o resto se exploda, vamos focar nossa atenção e dinheiro apenas para essa questão. Você acha que as outras áreas do Brasil não ficariam defasadas? 
      Preocupação com um assunto que está precisando de atenção, mesmo que ele seja menos importante que outros ao meu ver nunca é perda de tempo, nunca é perda de dinheiro. Talvez o que seja prioridade pra você não seja prioridade para outros. Para um gay que não pode ser ele mesmo na sociedade essa é a prioridade. Para um professor a prioridade é melhorar sua sala de aula. Para um pai a prioridade é a saúde e bem estar de seu filho, é a diversão dele.

      • julio bernard es

        26 de maio de 2011 em 19:42

        Mas esse assunto é algo que não merece prioridade nenhuma, quem dera eles tivessem toda essa preocupação com  a fome saúde ou Educação aí sim seu argumento funcionaria, porque estes últimos sim merecem prioridade.

  62. Laharl, the Lord of Terror

    26 de maio de 2011 em 13:55

    Uma das ideias mais ridículas do sécula!Foi feita por pessoas que querem apoio da parte do povo que é homossexual!R-I-D-Í-C-U-L-O!
    Tem muita mais coisa pra se preocupar do que uma minoria da populacao!
    Até parece que os nossos problemas já acabaram!
    Tem muita mais coisa pra se preocupar!
    Com educação nas escolas se combate o preconceito contra homossexuais!Não com “kit gays”!

  63. gabrielhn

    26 de maio de 2011 em 13:07

    aff que coisa linda ver os cara ensinarem meus filhos a serem gays , aaaah vão toma no CÚ , qero dizer… nao vao nada senao vou agradar vcs.
    qantos gays tinham na decada de 1990 ? e qantos tem agora ? todo brasil qase por causa de uma DOENÇA dessas , vao se fude , vo taca fogo no meu colegio se aparece isso lá , nao tenho preconceito contra gay , mas tb nao qero q forcem meus filhos a verem essa viadisse , nao mexo com vcs , e nao mexam cmg.

  64. Anny Figueira

    26 de maio de 2011 em 13:01

    Acho que a idéia é super válida, mas foi mal aproveitada:
    Por exemplo, pelo que vejo desse video, eu diria que o conteúdo é um pouco mais adulto do que para crianças de 7 a 10 anos. Talvez de 10 a 15 anos seja uma faixa mais adequada…
    Imagino que com 7 anos as crianças não tenham uma noção tão boa assim de sexualidade.
    Também depende muito do tipo de material que contém os outros vídeos. Espero que não tentem associar que todo gay é transexual ou cometer este tipo de generalização, senão acabaria sendo prejudicial ao invés de benéfico =/

  65. Walber PSantos

    26 de maio de 2011 em 12:56

    é uma loucura para esses psicopedagogos virem isso e nao tomarem atitude….mostrar material sexual pra uma criança, sendo que ainda nao se sabe o que realmente é aquilo….é muito pesado pra ser introduzido esse material para crianças!!!!!

  66. Noili **

    26 de maio de 2011 em 12:45

    Na minha opinião esse assunto não deveria ser discutido entre crianças, concordo que todos merecem respeito mas, uma criança ainda não tem sua sexualidade definida e esse material só estaria ajudando a confundir mais ainda a cabeça das crianças, esse material deveria ser distribuido entre os adolescentes por que os adolescentes tem formas muito violentas de resolverem as diferenças pode ser numa briga ou com pessoas de opiniões diferentes e até mesmo sexualmente diferentes… Mas acho que cada um tem o direito de fazer o que quizer de sua vida, não violando os direitos dos outros… Cada um na sua…

  67. Marcelinho Max

    26 de maio de 2011 em 11:34

    O mundo está realmente perdido, “Kit Gay”, não achei que viveria pra ver isso, acredito que este kit deveria ser entregue aos pais dos alunos e estes sim educassem seus filhos de acordo com o seus princípios, uma criança de 10 anos não tem subsidios mentais para assimlar um assunto tão polêmico. Que os pais ensinem seus filhos sobre respeito, amor próprio, dignidade, ética e idoneidade moral e religião(caso acredite), dessa forma poderá ter na classe de seu filho um gay, um bi, uma drag, até um x-man que ele não terá problema nenhum.

  68. j

    26 de maio de 2011 em 11:04

    A princípio, a ideia de conscientizar as crianças sobre a homofobia é muito boa, visto que nessa faixa etária é bem mais fácil assimilar e dissolver possíveis preconceitos. Entretanto, como é um assunto delicado, por se tratar de pequenos seres humanos que estão descobrindo o mundo, o kit acabaria por influenciá-las a se tornarem gays (e é bem óbvio, já que as crianças tendem a imitar o que veem na tv ou que os adultos fazem). O governo quer educar em massa, mas acredito que esse trabalho de conscientização deve ser feito dentro de sala de aula, de maneira qualitativa (e nao quantitativa). Ou seja, os professores precisam estar preparados para lidarem com alunos homossexuais e com outros que praticam a homofobia. Os educadores precisam estar capacitados para saiber identificar o problema e solucioná-lo de maneira comedida.
    Isso é o que eu penso.

    • Lula Pereira

      27 de maio de 2011 em 08:20

      Esse foi o comentário mais lúcido, consciente, realista, imparcial e proveitoso para quem de fato tem a vontade de acertar na educação. Que os mentores do “kit” leiam este comentário!!! … mas, não lhes darão lucros… isso não deve interessar, pois é a solução! Políticos não querem solução para a educação. Se quisessem não produziriam o “kit”, especialmente para crianças de 7 a 10 anos.

  69. ELENICE GONÇALVES

    26 de maio de 2011 em 09:53

    Olha, eu tenho 2 filhos, um com 6anos e outro com 10. tenho plena consciência que nem um dos 2 entende muito bem o que é ser gay… Quando eles ficam curiosos sobre o assunto eu tento explicar de uma forma que eles entendam dentro do limite, e ensino a eles não ter preconceitos. Mas agora me desculpe, mas sou contra esse kit gay, porque isso, na minha opinião, só vai induzir quem não é gay a vir ter a curiosidade de ser… Essa faixa etária de idade não precisa de kit gay algum. Enlouqueceu completamente quem inventou tamanha barbaridade! Vamos lá no ponto certo, ensinar eles a respeitar o outro idependente de cor de pele, classe social, opição religiosa, estado físico, ou opção sexual… Isso sim cabe aos pais a orientar suas crianças e a escola a ajudar nesse ponto de aceitação sem preconceito… Mas nada de kit gay, porque isso com certeza só vai agravar e gerar dúvidas na escolha sexual de cada criança… Conheço vários adolecentes tanto menino quanto menina, que decidiram ser gays, porque acham que é moda, “ta na onda” ou pq seu ídolo é assim. E depois se arrependeram e perceberam que não eram isso que eles queriam! Então é aí que bate a depressão, tristesa, vergonha, etc… Então melhor orientar os adolecentes a parar de querer copiar o outro só pq acha que é moda, bonito ou pq gosta da pessoa… Obrigada pela atenção.

  70. Sheila

    26 de maio de 2011 em 08:50

    Totalmente inadequado isso ñ diminuira preconceito algum, se na tv é proibido esses tipos de videos a crianças por aquelas classificações q são estipuladas, pq na escola pode então?
    eles além de falarem querem mostrar videos, isso só vai confundir a cabeça das nossa crianças, ja q são ensinados des de cedo que homem se relaciona c mulher e mulher c homem, isso só vai atrapalhar a mente deles.crianças de 6 sete anos ñ tem mentalidade suficiente pra distinguir
    isso, se até os adolescente as vezes ficam confusos c sua orientação
    sexual quem dirá uma crianças de seis anos q ainda ñ distingue direito o
    q é certo ou errado, o q pode o q ñ pode imagina então q confusão isso ñ
    pode causar na cabeça dessas crianças…

  71. Anderson Matos

    26 de maio de 2011 em 03:17

    concordo que deve ter conversa e ensinamentos sobre o assunto, mas mostrando que as pessoas devem ser tratadas iguais, mas nao dessa forma mostrada no video que para mim é um incentivo a homosexualidade 

  72. Bruno Shayon

    26 de maio de 2011 em 03:15

    Se a homossexualidade fosse realmente fruto de influencia, com certeza não teriamos nenhum gay hoje em dia, vivemos em uma sociedade implicitamente  homofóbica ( infelizmente) da qual qualquer pessoa com cérebro não iria escolher o caminho ”colorido”. Acontece que esse caminho não pode ser escolhido, ele é traçado quando se nasce. Ou você acha realmente é que super legal viver sendo discriminado, não pode expressar seu amor publicamente ou ser vítima de ataques verbais e físicos apenas pelo fato de estar com a pessoa amada?

  73. Anderson Matos

    26 de maio de 2011 em 03:14

    nossa o filme “probabilidade” é simplesmente ridículo, não vejo combate nenhum pelo contrário vejo incentivo a homosexualidade oq pra mim é totalmente inadmissível na minha opnião

    “Gostando dos dois sexos a probabilidade de encontrar alguém que? sentisse atração era quase 50% maior, tinha 2x mais chances de encontrar alguém!” ou seja seja bi-sexual !!! isso é uma vergonha
    “por que não ficar com os 2?” perguntas que incentivam 

    • Bruno Shayon

      26 de maio de 2011 em 03:21

      Na verdade é um incentivo sim, mas é apenas um incentivo para que as pessoas que são bis sexuais possam ver que não existe nada de errado em ser o que são. Vergonha realmente são pessoas que como você ainda sustentam um pensamento totalmente irreal de que com incentivo se pode mudar a sexualidade.  
      Aliás Anderson, ser gay é a melhor coisa do mundo, não acha? É uma coisa maravilhosa!
      Pronto, consegui te transformar em gay, como você se sente como o mais novo membro da comunidade LGBT?

  74. Aline Loppezz

    26 de maio de 2011 em 01:46

    Sou totalmente contra esse tipo de conteúdo. Isso confunde a cabeça das crianças, (assim eu vejo). Acho que deveria ser direcionado para pessoas que já estão aptas a criar seus próprios conceitos.. como adolescentes por exemplo. Não é só esse o conteúdo do “kit gay”; são tbm ensinadas coisas como “é melhor ser bissexual” pq se vc ñ se der bem em um dos “lados” pode se dar bem com o outro. (uma amiga q esta se formando em direito fez um documento a respeito disso e distribuiu em uma igreja).
    Tenho pra mim que homem é homem, e mulher é mulher.. e a sexualidade é uma coisa que deve ser tratada com delicadeza e com o máximo de atenção! Kits gays não são solução. creio que seria o mesmo q uma palestra que diz “não use drogas”, não quero ser pessimista, mas se olharmos para real situação de hoje em dia, isso não é a “solução do problema”. Tudo é uma questão de princípios.

  75. DJ William Toten Eventos

    26 de maio de 2011 em 00:15

    Não tem nada de mais vc ser Gay mas acredito que mostrar um conteudo desse a uma criança de 7 anos “no minimo” essa criança vai ficar CONFUSA.
    acredito que seria bom para uma idade mais avançada onde a “criança” tenha uma mente um pouco mais formada/aberta.
    .
    afinal de contas ser gay não difere a pessoa em nada. o que cada uma faz em “seu momento particular” não deve respeito a ninguém. tenho amigos gays e são super gente boa!!!
    Não sei nem porque existe o racismo… é foda

  76. Jeferson Santos

    25 de maio de 2011 em 23:30

    Então agora tbm vamos querer uma cartilha pros negros, outra para os gordinhos, etc…
    Afinal não são apenas os gays que são discriminados no Brasil
    PS: Eu não quero um filho sendo influenciado pela escola a as tornar o que não deve ser, já não basta a televisão fazendo isso

  77. Fabiano

    25 de maio de 2011 em 23:03

    Sou a favor de fazerem algo com relação à homofobia em geral, o que proporciona a quantidade imensa a bullyng. Ser contra gordos, negros, judeus, magros, dentões, banguelas, caipira, voz engraçada, etc, incluindo os gays. Agora, fazer algo só relacionando gays??? Para mim, este material está instigando nossos filhos a serem gays. Não sopu preconceituoso, mas, se este material chegar na mão de meus filhos, virará cinzas e voltará num envelope para o congresso. Ah!!! Pra quem não sabe, foram gastos quase 11 milhões para confecção destes kits.

  78. KINGSTON

    25 de maio de 2011 em 23:02

    Totalmente ridículo. Por que homossexuais sao a unica minoria que tem cartilha em escola publica? O que os difere de outras minorias, seja por deficiencias fisicas, mentais ou raciais? Alem disso o video feito pelo MEC é errado, uma coisa eh respeitar homossexuais, outra coisa é INCENTIVAR o homossexualismo.
    Como se o MEC nao tivesse que se preocupar com o ensino publico RIDÍCULO que nós temos e com o ENEM que há 2 anos tem sido um FIASCO. Realmente a vida ta facil pro MEC…

  79. Iron Man

    25 de maio de 2011 em 22:40

    Esses videos são piores que as novelas da globo e são direcionados a crianças de 7 a 10, que absurdo!!! 

  80. Alex Matos

    25 de maio de 2011 em 22:04

    Fazer esse mexe nas crianças de 7 à 10 anos é loucura, estou realmente adimirado da mentalidade daqueles que estão no comando no pais. Ta na hora da presidente Dilma repensar.
    Com um material desses com certeza haveria mais discriminação, sombarias e poderia até mesmo chegar a agreções fisicas, tudo isso por culpa de inconsequentes que paraecem viver no mundo da lua.
    Cadê a opção de escolha? Discriminação sim é querer induzir ao homossexualismo seres em processo de formação pisicológica e emocional, criando confusão em suas cabecinhas sendo que cada ser humano nas diversas fases durante seu crescimento, a pisicologia explica, têm seus questionamentos e indecisões que só o tempo e a maturação pode proporcionar essa escolha.
    Estou inojado com essa iniciativa. Ainda mais em escolas onde formam opiniões e atitudes… Um ponto a menos para nosso governo… Menos mal que têm uma bancada evangélica coerente.

    • Adriana Queiroz

      18 de outubro de 2012 em 22:28

      Boa noite. Primeiramente, gostaria de dizer que sou Católica, crente em Deus. As pessoas homoafetivas não optam por tal característica. Elas nascem assim. E não é incomum encontrar pessoas que se sintam atraídas pelo mesmo sexo. Não é uma doença ou algo que possa ser evitado: não pode. O material não incentivará ninguém a “se tornar” gay. Mas ao contrário, impedirá que o assunto permaneça sendo um tabu, além de evitar o bullying, importante complicador de relações sociais, principalmente entre as crianças. Isso fará com que as crianças apresentem mais respeito pelas diferenças entre as pessoas. Não há nada de mal nisso. O que não pode haver é tanta ignorância da parte da população, que deveria se informar melhor antes de pré
      -julgar um projeto social como esse. Esse projeto se faz necessário graças à grande onda de violência física e psicológica contra homoafetivos. A sexualidade é uma característica individual e deve ser respeitada assim como todas as outras. É incoerente agredir uma pessoa só porque ela tem um cabelo da cor diferente do resto de sua família. Assim como agredir um homoafetivo por sua atração pelo mesmo gênero. 

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 23:27

        mais uma coisa, se nem o papa aprova isto por que diz que é catolica e aprova?????( não sou catolico)

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 22:53

        adriana, analize  coerentemente os fatos de acordo com a ciencia, filosofia, teologia(se for o caso) e ética. Cientificamente é comprovado que o ser humano não nasce com tendencias homossexuais, homofóbicas, assassinas, tendencias de comportamento algun. somente em excessoes que é no caso de doenças como psicose. Filosóficamente, o homem com o estudo avoluido , que sabe no minimo o que é logos, considera que todos são livres para fazerem suas escolhas. Ninguem nasce gay, do mesmo modo que ninguem nasce assassino, ninguen nasce monge, e ninguem nasce funkeiro, ou rockeiro, ou catolico ou espiria ou judeo. Tudo isso é imposto pela cultura a qual o individuo cressceu. Então, Da mesma froma que alguem escolhe ser hetero, alguem tabem escolhe ser bi ou homo. e isso  é uma escolha pessoal, não deve ser interferida pelo governo. Crianças não tem tendencias homosexuais, pois não teem conciencia de sexualidade ainda. e uma coisas como essa proposta ira confundir e influenciar sim no desenvolvimento do carater, personalidade e escolhas do individuo.

    • Anny Figueira

      26 de maio de 2011 em 13:24

      Vou ter que concordar que foram sábios em repensar isso. Acredito que seria bom agregar e fazer além de um “Kit gay”, um material didático abrangente sobre relacionamentos e opções pessoais. Por exemplo, um material que mostrasse que as pessoas podem ser felizes sendo homossexuais, hereteros, bi ou o que forem. Algo que servisse para mostrar aos jovens como ser felizes do jeito que são. Mostrar apenas um lado da moeda, seja esse o lado que for, é tendencionista demais.

    • julio bernard es

      25 de maio de 2011 em 22:09

      Eu concordo com você, disse todos os argumentos que eu iria usar, é um absurdo.

  81. Diego Sans

    25 de maio de 2011 em 21:56

    Não somos seres q precisam de compreenção,precisamos de respeito,e esse quit vai na vdd aumentar o preconceito,a questão é q as pessoas vivem em um comodismos,e axam q assim esta certo…essa questão deve mudar dentro de casa,ai sim ,na criação quando o homem esta sendo formado,quando seus valores,seus ideais se criam,quando ele esta crecendo ai q se deve mudar a forma de agir e pensar de um ser,não quando ele tem os seus 10 anos quando sua cabeça e suas ideias ja estão formadas!

  82. Vinícius Palu

    25 de maio de 2011 em 21:36

    sou totalmente contra, isso com certeza agravaria a situação das crianças que “são” gays. e.e
    concordo que isso deveria ser distribuído em salas com pré-adolecentes de uns 15 anos +-
    afinal, do jeito que ta indo, vão qerer transformar as crianças em gays. parece até que vão obrigar e.e
    tenho medo do que posso ser feito no futuro. batalha entre homofóbico e heterofóbicos e.e
    apenas minha opiniao. e nada contra gays. ^^

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 02:26

      KARA! qUE PENSAMENTO MAIS LOUCO!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  83. Marcelo Junior

    25 de maio de 2011 em 21:25

    pra mim mo putaria do caramba, sou contra.

    e não tenho nada contra homossexuais mas pra que isso frescura nunca teve isso e sempre teve “gays” agora pra que isso ? 

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 02:14

      Não sei se você chegou a pensar nisso, mas pra tentar diminuir as agressões aos homossexuais e pra ver se diminui o preconceito.E quem sabe se educarmos direito nossas crianças, num futuro não haver mais homofobia. Sacou?

  84. Anônimo

    25 de maio de 2011 em 21:22

    sei la,mas ii cm estara o mundo daqui a uns 15 anos?
    incentivará bastante as pessoas a si transformar em gay´s.
    sou totalmente contra; sou a favor do conceito de DEUS, Pai e Criador
    “E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
    E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra´´ (genesis 1-27,28)

    • Adriana Queiroz

      18 de outubro de 2012 em 21:57

      Boa noite. Primeiramente, gostaria de dizer que sou Católica, crente em Deus. As pessoas homoafetivas não optam por tal característica. Elas nascem assim. E não é incomum encontrar pessoas que se sintam atraídas pelo mesmo sexo. Não é uma doença ou algo que possa ser evitado: não pode. O material não incentivará ninguém a “se tornar” gay. Mas ao contrário, impedirá que o assunto permaneça sendo um tabu, além de evitar o bullying, importante complicador de relações sociais, principalmente entre as crianças. Isso fará com que as crianças apresentem mais respeito pelas diferenças entre as pessoas. Não há nada de mal nisso. O que não pode haver é tanta ignorância da parte da população, que deveria se informar melhor antes de pré-julgar um projeto social como esse. Esse projeto se faz necessário graças à grande onda de violência física e psicológica contra homoafetivos. A sexualidade é uma característica individual e deve ser respeitada assim como todas as outras. É incoerente agredir uma pessoa só porque ela tem um cabelo da cor diferente do resto de sua família. Assim como agredir um homoafetivo por sua atração pelo mesmo gênero. 

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 22:15

        ”elas nascem assim” errado na criaçao  do mundo Deus criou o homem e viu deus que nao era bom que o homem vivesse so, entao deus fez a mulher (e nao outro  homem )se voce le a biblia vc vera o apostalo paulo pregando sobre isso que aos olhos de Deus e abominaveis DEUS fez as coisas certas o inimigos de nossas almas quer destruir toda a criaçao que deus fez. Romanos !.25, ” pois mudaram a verdade de Deus em mentira e honraram mais a criatura do que o criador.”

         Agora vamos para os fatos. A mente em primeiro lugar, é moldada de acordo com a cultura, esta influencia diretamente nas escolhas de cada ser. Se fosse o caso de uma pessoa nascer gay, isso tambem deveria ocorrer nos países islâmicos radicais, coisa que não ocorre, pois desde pequenos são ensinados que isso é uma afronta a toda e qualquer moral espiritual. Mas não vamos levar isso para esse lado. È uma grande ipocrisia dizer que cre, ou ama a Deus se Aprova e incentiva  atos que vão contra a sua palavra. Mas aqui não lugar para debates teologicos e eu tabem não tenho nada contra os homossexuais. Eles tem o direito de fazerem suas escolhar sebando das consequencias,. Assim como uma pessoa não nasce assacina, ninguen nasce gay, de mesmo modo ninguem nasce monge, ou santo. tudo depende das escolhas que as pessoas fazen ao decorrer de suas vidas.
        • Adriana Queiroz

          20 de outubro de 2012 em 09:33

          Caro Jefry Roger

          Na verdade, meu conceito não está errado. E nem o seu. São pontos de vista diferentes que devem ser respeitados. Mas veja bem. O que você diz não faz sentido. “Se fosse o caso de uma pessoa nascer gay, isso tambem deveria ocorrer nos países islâmicos radicais, coisa que não ocorre, pois desde pequenos são ensinados que isso é uma afronta a toda e qualquer moral espiritual.”  Na verdade isso ocorre sim. Não é privilégio do Brasil ou de qualquer outro país do mundo pessoas que nasçam tendo afeição pelo mesmo sexo. Nas tradições islâmicas não só o homoafetivismo, mas adultério e outras situações, são tratadas como “pecados mortais” e pessoas são apedrejadas por isso. Uma vez que o meio em que vivemos não favorece a livre expressão, é óbvio que as pessoas vão se resguardar e não assumirem o que sentem ou são. Gostar de pessoas do mesmo sexo não é uma doença multifatorial que depende do meio para se expressar. Esse conceito é errôneo e já foi abolido da Medicina há anos. Ser gay não é uma escolha, infelizmente. Senão, todos optariam por ser heterossexuais, o que faz sentido, pois é o caminho mais fácil para a aceitação da sociedade. 
          Outro ponto que você destacou foi o da Bíblia. Admito que nunca terminei de ler a Bíblia, e que acabo me atendo a interpretações de outras pessoas, acredito que assim como você. Veja bem. As interpretações do Santo Livro levam a diferentes vertentes de manifestações religiosas. Nos dias de hoje, na realidade brasileira, a mulher tem grande representatividade na sociedade, e não é mais vista como um instrumento masculino. Esse foi um tabu resolvido há muitos anos, uma mudança de paradigma importantíssima que foi conquistada pelas mulheres. Hoje em dia não faz sentido uma mulher não ter o direito de votar. Mas antigamente, isso não era permitido. Assim como não faz sentido não empregar um cidadão somente por sua sexualidade. 
          Ademais, deve haver respeito para com todos os seres humanos. “Amai-vos uns aos outros como Eu vos tenho amado.” É isso o que eu, você e todos os outros devemos fazer. Abrir a cabeça e admitir que pessoas estão tendo seus direitos violados, e pior do que isso, estão sofrendo violência física e psicológica por uma característica individual. Isso não é justo e a sociedade deve sim se informar mais sobre o assunto. E é aí que entram os “Kit-gay”. Pra mim, são como as cotas em universidades. São necessárias devido ao contexto nacional. Mas absolutamente descartáveis uma vez que resolvidos os problemas “de base”. No caso das cotas, a educação. E no caso do “kit gay”, a sociedade que não respeita seus semelhantes. 
    • Cida Pinho

      28 de maio de 2011 em 11:31

      Amiga,
      provavelmente daqui a uns quinze anos, conforme esta indo o Mundo não existirá mais. Não é por causa dos gays…. e sim atitudes dos seres humanos sem colocação de credo, cor ou sexualidade, enfim a diferença que acompanha à cada um. Mas acabará pela ignorancia, arrogancia, preconceitos, mortes drásticas, destruição da NATUREZA e casamentos disfeitos sem ao menos terem amor aos filhos e a si mesmo.
      Reflita!!!!

    • Noob Saibot

      25 de maio de 2011 em 21:56

      é foda como sempre aparece um religioso fanático pra dizer que deus não gosda disso, deus não aprova aquilo…porra, deixem as pessoas serem felizes!

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 23:25

        que sejam felizes tendo a consciencia que Deus não aprova imundicies. è uma autoinpocrisia querer se fazer de inocente quando se tem uma pervessão.

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 23:10

        noob, todos tem direito de se expressar, Mas na sua opiniao, Deus aprova ou não aprova? alias voce segue alguma religião ou é ateu, ou é gnostico?

      • Anônimo

        28 de maio de 2011 em 09:34

        voçe e um verdadeiro macaco pois esta sem pensamento do que errado ou certo. precisa de ensinamento do que e a vida . quando vier um trem vai se jogar debaixo dele pois nao sabe e nem tem noçao do que esta fazendo seu macaco. 

        • Ayron Oliveira

          10 de setembro de 2011 em 16:14

          voce com  c cedilha ? nunca vi

        • Anonimus Anonimux

          21 de agosto de 2011 em 08:06

          Infelizmente é possivel que todos estejamos errando o tempo todo e principalmenta quem acredita que interpletou a biblia para condenar alguma coisa, o certo e o errado vem da pessoa tambem se voce nao tiver isso em si mesmo so na biblia voce é so um pedaço de madeira cortado.

        • Noob Saibot

          31 de maio de 2011 em 19:04

          Você realmente está tão sem argumentos que me critica pela foto do perfil? Triste, triste.

          PS: Sou um macaco alfabetizado, humana analfabeta.

      • Anônimo

        27 de maio de 2011 em 01:01

        nao sou uma religiosa fanatica,sou uma pessoa que conhece a DEUS!
        escrevi o que EU penso a respeito desse assunto.agora se incomodou vc eh problema seu.
        obs:nao tenho nada contra gay´s.

      • Samantha Briannezi

        26 de maio de 2011 em 22:32

        Gente, se uma crente chega e fala: ”não pode pq tá na Bíblia” , pega uma Bíblia e arranca todas as página e fala: ”Tem certeza?”

        • Antonio Bonifacio

          27 de maio de 2011 em 11:57

          TEM MUITA GENTE QUE TEM MEDO DE LER A BIBLIA POR QUE SABE QUE E A PALAVRA DE DEUS PARA HOMEM SAI DESSA VIDA DE PECADO.  

        • Debora Blondet

          27 de maio de 2011 em 01:23

          ARRANCA as páginas ,mas ñ adianta que sabe a verdade.Deus quando criou o homem ele fez adão e eva  e ñ adão e ivo. 

          • Rosana Oliveira

            31 de maio de 2011 em 22:07

            Na Bíblia também diz que a mulher é pra servir o homem, mas nem por isso você faz tudo que o namorado manda e sai beijando o pé dele.
            Se vai seguir à risca tudo que a Bíblia diz, mulher só vai servir pra pilotar fogão, fazer filho e bajular marido sem chances de troca de ídeias, somente aceitando o que o cara fala.
            Deus também fala pra sermos felizes e honestos.
            Se o cara gosta de homem, ele não pode ficar com uma mulher, pois estará sendo desonesto com ele e ao mesmo tempo sendo infeliz.

        • Anônimo

          27 de maio de 2011 em 01:04

          iii vc faz ixo com a biblia da sua casa.

      • julio bernard es

        25 de maio de 2011 em 22:03

        Cara ela não é fanática, só esta dizendo o que acredita, como os gays ela faz parte de um grupo social com suas idéias e conceitos, e deve ser respeitada, eu não entendo pessoas como você que defendem tanto uma parte e discrimina outra, isso é estar errado do mesmo jeito.

        • Noob Saibot

          25 de maio de 2011 em 23:21

          “sou totalmente contra; sou a favor do conceito de DEUS, Pai e Criador…” a questão não é a religião dela em si, mais o fato de que ela tá sendo homofóbica, sendo católica ou não

          • julio bernard es

            26 de maio de 2011 em 19:32

            ela está criticando não sendo homofóbica, criticar e discriminar são coisas bem diferentes, por exemplo vc a certo ponto á discriminou quando a chamou de religiosa fanática. Pense em seus próprios conceitos antes de dizer qualquer coisa pois vc pode estar se contradizendo.

        • Iron Man

          25 de maio de 2011 em 22:36

          Concerteza, tudo e uma questão de opinião, perfeito.

      • Noob Saibot

        25 de maio de 2011 em 21:57

        gosta*

    • Lorenzo Ramalho

      25 de maio de 2011 em 21:33

      Se tu fosse lesbica queria ve como tu ia se senti. N sou gay mas defendo a liberdade de cada um fazer suas escolhas

      • Anônimo

        27 de maio de 2011 em 01:09

        vc tem filhos???
        dar um kit pra ele e ensina a ser homossexual!
         

        • jonathan pereira

          14 de julho de 2014 em 11:27

          TENHO FILHOS E SÃO EDUCADOS A SABER E RESPEITAR DIFERENÇAS, JÁ A SEXUALIDADE DELES NEM EU NEM NINGUÉM TEM NADA HAVER COM ISSO!!!

      • Supernatural

        25 de maio de 2011 em 21:50

        “[…]defendo a liberdade de cada uma fazer suas escolhas..”

        Legal, mas a pessoa tem que se descobrir sozinha… Com certeza esse ”kit” pode influenciar crianças à queimarem a rosca.  

        xD   

        • Lorenzo Ramalho

          25 de maio de 2011 em 22:29

          Depende do conteudo por inteiro

        • julio bernard es

          25 de maio de 2011 em 22:06

          Eu concordo com você, esses vídeos podem influenciar, pois crianças com oito nove ou dez anos não tem que pensar nesse tipo de assunto, se for opção dela se tornar homossexual no futuro tudo bem, mas esse não é um assunto a ser tratado nessa fase da vida.

  85. Rayane Natalia

    25 de maio de 2011 em 21:14

    eu também acho que esse material deveria ser para adolescentes e jovens

    • Vivianna Silva

      26 de maio de 2011 em 01:38

      a sim!!! com certeza! sexualidade não é assunto pra criança! 
      Me lembro de uma época que estava sendo discutido pelas autoridades a possibilidade de acrescentar a matéria de sexualidade na escola. Mas detalhe, queriam falar de sexo para crianças a partir da 1ª série. Absurdo!
      Se fosse depois da 6ª até tudo bem!
      Eu mesmo tive aulas de ciências na 7ª série em que nosso professor nos explicou todas as possibilidades de uma contração de DST, de gravidez , todos os métodos anti-concepcionais, entre outras abordagens do assunto.
      Isso foi muito bom para mim em particular, pois os pais da gente não tem coragem de falar com a gente sofre esse assunto, e quando resolvem falar vc já se informou de tudo!

  86. Romulo Oliveira

    25 de maio de 2011 em 21:08

    Bem como o Fabiano disse era melhor esse material ser distribuído pra adolescentes q na maior parte do tempo estão indecisos com tudo!
    Bem antes q o povo machista entre botando fogo em tudo…
    ”quanto mais vc é contra algo mais essa coisa esta dentro de si próprio então caso vc ”odeie”gays na verdade la no fundo vc ñ tem coragem suficiente pra sair do armário”

    • Lucas Battino

      25 de maio de 2011 em 22:02

      Achei ridículo e extremamente preconceituoso o que o Romulo Oliveira escreveu, sou contra com meus argumentos, acho que isso iria sim, agravar mais a situação, o preconceito é grande principalmente entre jovens e nas escolas, com o Kit Gay a “zuação” tende a ficar maior, por que o próprio assunto já é motivo, isso é uma falta de observação, o assunto de homossexual, é para pais e filhos discutirem, o MEC com toda a certeza não deveria mexer em uma ferida que há nas escolas a muito tempo, e sim em uma educação melhor e professores dedicados, estudo em uma escola publica e sei muito bem como o ensino não está no seu ponto alto, existem vários homossexuais na escola que estudo, conheço um e ele é assumido e graças a sua força e a compreensão da sua mãe, ele é um garoto normal na escola como qualquer outro, esses são meus argumentos para defender a minha idéia, e se alguém achar que “na verdade la no fundo vc ñ tem coragem suficiente pra sair do armário – Romulo”, simples, escrevi argumentos convincentes e defendi a minha idéia, então me responda com o mesmo, Romulo Oliveira.

      • Romulo Oliveira

        26 de maio de 2011 em 14:05

        Não me referi ao MEC e a educação precária em nosso pais mas sim no fato do material ser muito digamos ”exagerados” para criaturinhas de 10 anos ou menos.
        Outro ponto que me refiro a minha frase é o fato de ver muitos ”machistas” com argumentos ridículos falando besteira mas se você entendeu a frase…. eu disse que na grande maioria de homofobicos uma grande maioria são gays que da  infância ate agora não se abriram e viraram grandes hipócritas.
        Agora eu sou preconceituoso por minha frase? desculpa mas não entendi…. =  

    • Alexandre Bechtold

      25 de maio de 2011 em 21:18

      vc deve ser o maior fã do Adolf Hitler !!

      • Romulo Oliveira

        25 de maio de 2011 em 21:47

        tb ñ entendi seu comentario sobre um militar retardado mas enfim muita paz pra tu ; )

        • Kloss

          29 de junho de 2011 em 14:38

          Ele nao era retardado era pessoa com principios tinha seus motivos e sabia oque fasia nada contra ele .

        • Alexandre Bechtold

          26 de maio de 2011 em 21:35

           então caso vc ”odeie”gays na verdade la no fundo vc ñ tem coragem suficiente pra sair do armário”
          È o seguinte :Seguindo seu raciocinio se vc é contra algo é por que vc quer ser tbm certo ?Então se vc não gosta do Hitller então vc tbm não gosta de judeus e adoraria fazer um genocidio .
          Se tem gente que se acha no direito de apoiar eu me acho no direito de reprovar!

          • Kloss

            29 de junho de 2011 em 14:35

            Eu odeio gay odeio tudo que é tipo de coisas diferento  . gay oque tem de legal nessa coisa nojenta que paga boquete pra cachoro

        • julio bernard es

          25 de maio de 2011 em 22:00

          Acho que ele quis dizer que você deve amar Hitler para não ser como ele lá no fundo…kkk

      • Romulo Oliveira

        25 de maio de 2011 em 21:44

        ñ mas … ; ] seila ja vi varios amigos sofrendo discriminação e eu acho isso extremamente ridículo em pleno século 21….
        Bem sou hetero mas ñ gosto de pessoas preconceituosas então gosto de fazer justiça como varias pessoas da minha familia ; )

  87. Vinicius Holanda

    25 de maio de 2011 em 21:00

    o mec esta, o unico problema que so tem gente ignorante nesse mundo, entao isso vai atrapalhar mt, o bom que essas crianças nao vao crescer igual aos pais! 

    • Jeff Dantas

      25 de maio de 2011 em 21:09

      Vinicius, sua frase ficou incompleta… “O Mec está….”

      • Roger Jefry

        18 de outubro de 2012 em 22:58

        jeff, esse post é polemico que só. Daora, Vlw.

  88. Fabiano Ribeiro de Araújo

    25 de maio de 2011 em 20:59

    Sou a favor, porem, eu acho q esse tipo de material desse ser distribuido mais para adolescentes do que para crianças…

    • Brilho Negro

      4 de março de 2012 em 01:47

      Fabiano, a mente dos adolescentes é estimulada pelos amigos. E se esses amigos, assim como ele não aprender desde de criança a respeitar os direitos de ser diferente, ele não aprendserá mais; a não ser a descriminar e a odiar quem é diferente; e eu não falo apenas do homossexualismo.

    • Jose Costa

      27 de maio de 2011 em 17:39

      nao sou preconceituoso e na minha familia nao tem nimguem gay,aqueles que criticam na verdade se tiver alguem da familia sera que vai ter coragem de dizer que e filho ou vai se esconder,se fizer isso pra mim nao sabe amar alguem

    • Antonio Bonifacio

      27 de maio de 2011 em 12:01

      A CIDADE DE SODOMA E GOMORRA SO TINHA GENTE DESSA QUALIDADE ONDE DEUS  MANDOU FOGO E MATOU TODOS .

      • Brilho Negro

        4 de março de 2012 em 02:06

        Existem pessoas de piores qualidades. E acredito que vc seja seja uma delas.

      • Cida Pinho

        28 de maio de 2011 em 11:15

        Meu Deus! Amigo é isso mesmo que acabei de ler…
        Você tornou-se  julgador ou ceifador?
        Lembre-se que se você possui um pouco de conhecimento da Biblia também estas perdido, pois o único que ainda restou vivo na época de Nóe foi ele mesmo por escolha DIVINA e os animais.
        Pense nisso!   

      • Anônimo

        27 de maio de 2011 em 13:46

        para o ´´mundo´´ aquele que conhece a palavra de DEUS e a usa como inspiracao no dia a dia da vida sao loucos ou crentes fanaticos.

        • Edson Macedo

          27 de julho de 2012 em 16:07

          Discordo do seu comentário estúpido,sou cristão e não sou intolerante em alguns aspectos ,como por exemplo homossexuais,esse seu comentário só mostra que todo mundo tem um preconceito e intolerância, de casos diferentes!

        • Anônimo

          28 de maio de 2011 em 09:30

          obrigado por ser louco e fanatico por jesus pois sei que vou mora em uma cidade santa . mais voçe se fica assim sem conheçimento vai morrer sem salvaçao pois so jesus e o caminho para libertar todos do pecado e a da condenaçao eterna . 

          • Roger Jefry

            18 de outubro de 2012 em 23:21

            cara sou critão , mas não saiu por aí condenando e dizendo que as pessoas vão para o inferno não viu, jesus só usou esse tipo de pregação para os fariseus, mas no caso da ulher samaritana, da adultera, de zaqueu, ele os conquistou com seu comportamento amoroso e perdoador. Como cristão não podemos apoiar as atitudes erroneas, mas tambem não podemos ngar as pessoas o s direito de fazerem suas escolhas.

          • Cida Pinho

            28 de maio de 2011 em 11:22

            Vocês estão criando uma guerra santa.  Jesus somente veio para levar a PAZ, a UNIÂO entre os povos e a LIBERDADE INTERIOR, pois a felicidade tem que ser ABSOLUTA e não RELATIVA.
            Amai uns aos outros, como a ti mesmo.
            lembrem-se todos somos irmãos!

          • Edson Macedo

            27 de julho de 2012 em 16:12

            É verdade Cida,eu como cristão confirmo o comentário da colega aqui,as vezes a pessoa está tão cega que esquece das palavras do senhor,cara.

    • Carina Horbach

      26 de maio de 2011 em 17:03

      Bah cara que sacanajem,saber que os professores nas escolas do Brasil estao mais preocupados se seus alunos sao gays ou nao.E francamente se querem um pais com igualdade nesse sentido no que vai virar…Nas escolas nao ne por favor…

    • Anônimo

      26 de maio de 2011 em 16:32

      eu acho que o kit gay não deve ser entregue as crianças porque vai muda muito a cabeça delas,porem entrega a adolescentes. gente ser Homosexual não é vergonha, nada de preconceito gente isso é ridiculo. vamos para com o Preconceito, ACORDA BRASIIL

    • Carol Cava

      26 de maio de 2011 em 13:42

      Concordo c Fabiano, é bobeira colocar esse material para crianças.
      Já Concordo para o ensino médio.

    • OCanceriano Blog

      26 de maio de 2011 em 08:09

      bom, eu sou Hetero, mas respeito os gays (desde que eles me respeitem, porque tem uns…) e isso não é coisa de criança poxa, ninguém nasce gay, to certo ou errado? e a maioria (li em algum lugar) vira homossexual na adolescencia (de 14 aos 17 anos), então se impormos isso para AS CRIANÇAS, estaremos é incentivando elas a serem gays, não estou sendo preconceituoso, mas crianças tem a mente mais fraca que a nossa, então elas podem até querer tentar ou algo assim logo de cara na infância.

      • Brilho Negro

        4 de março de 2012 em 02:03

        Querido, não tenha medo. Já nascemos sim. É genética. Essa história de que a pessoa se torna homossexual é balela. Você pode até ter conhecido pessoas que aparentemente eram heteros aos seus olhos, e que dp se tornaram gays. Mas nâo é verdade era apenas um desfarse por algum motivo. Pela familia, por medo de se assumir, enfim. Mas a verdade é que o homossexualismo é táo genético quanto nascer negro, asiático, eou albino. E por falar em albinismo, o gene do homossexualismo é como o do albinismo. é passado de geração em geração. Espero que vc entenda e procure se informar mais. Um abraço.

        • Vinicios Biliato

          3 de julho de 2013 em 20:01

          meu deus olha a merda que o cara comenta, homossexualismo não é genetica, genetica passa de pai para filho, me eXplique como homossexuais podem passar seu gene gay, para filhos que eles nuncam vão ter

          Parem de buscar desculpa pra sua sodomia, o que é Genetico é heterossexualidade porque? porque é a unica forma do organismo se perpetuar, que e o objetivo das especies

          NASCER GAY É O MESMO QUE DIZER QUE NASCEU ASSASSINO PEDOFILO, E AMANTE DE QUADRINHOS PORRA

          PROCURE SE IFNROMAR VOCÊ
          Depois de mapear TODO O GENOMA HUMANO, ninguem tem prova de nascer gay

      • Rosana Oliveira

        31 de maio de 2011 em 21:56

        O lugar que você leu, está errado. Várias pesquisas científicas mostraram que homossexaulidade não se escolhe. A pessoa nasce gay. O que acontece é que os pais pressionam a criança quando criança, e na adolescência ela já pode se revelar, pois não é mais tão controlada pelos pais.
        O mesmo acontece com homens que casaram, tiveram filhos e depois “viram” gays. Na verdade eles não “viram”. Eles nasceram gays, são reprimidos pela família, amigos, sociedade em geral e casam pra tentar levar uma vida dita “normal”, só que não aguentam simular algo que não são e acabam reconhecendo. Algumas vezes eles até suportam o casamento, mas têm encontros com outros homens.
        Eu apóio o o vídeo. Ele não tem nada demais.
        Feio mesmo é o que acontece na mídia. As mulheres são mostradas como meros objetos. Por isso tanta violência familiar, tanta traição.

      • Leonel Rodrigues

        28 de maio de 2011 em 16:54

        Concordo contigo esse material, de ambas as partes vai despertar a curiosidade das crianças e tbm dos adolacentes, e assim dando o direito a todos q ja tem a vontade de vira bisexual a se soltar “sair do armario” a nossa Presidente esta de parabens por ter vetado esse KIT vergonhoso…, incentivando as crianças a virarem gays…

      • Cida Pinho

        28 de maio de 2011 em 11:04

        Caro amigo,
        nasce-se gay sim, pois crianças com sete anos que demonstrem este tipo de comportamento não sabem o que é sexualidade, apenas que sentem, mas sim que são diferentes do outros. Estes videos não tratam-se de incentivos e sim relatos de jovens para que outras pessoas saibam como é ser tratado como diferente.  

      • Cida Pinho

        28 de maio de 2011 em 10:57

        Caro amigo,
        nasce-se gay sim. Pois com sete anos de idade a criança que possui este comportamento já começa a ser discriminada pelos próprios coleguinhas e detalhe… a criança com esta idade não tem noção de sexualidade e sim que sente-se diferente dos outros colegas e primos, sem saber o que esta acontecendo. Não seria incentivo algum estes videos e sim relatos de experiências de jovens que encontram-se na mesma situação. Como seria bom, “se ser diferete fosse normal”. 
         
         
         

      • rosa escarlate

        28 de maio de 2011 em 10:20

        Concordo, foi o que pensei…. cá entre nós, duvido que alguem aqui queira ter um filho homossexual

      • Anny Figueira

        26 de maio de 2011 em 13:08

        Acho que seu comentário foi mal expressado em alguns pontos. Ninguém “vira” homossexual, acontece que só temos uma noção de sexualidade madura o suficiente mais ou menos pela adolescência mesmo, e é nessa fase que as pessoas se descobrem. Mas concordo que esse material deveria ser apresentado mais para adolescentes e pré-adolescentes do que para crianças de 7 a 10 anos.

        • Jose Costa

          27 de maio de 2011 em 17:44

          estou contigo,sou etero mas adimiro gls eles tem muito carinho

          • O profeta Migaro ou Piadista Fracassado tanto faz

            27 de maio de 2011 em 21:31

            tu nem sabe escrever direito né é HETERO

        • Anônimo

          26 de maio de 2011 em 16:39

          concordo com a Anny.. não deve ser entregue as crianças de 7 a 10 anos

      • Vanderley Ricardo

        26 de maio de 2011 em 09:16

        Eu acredito que voce esteta ERRADO, nimguen vira homossexual na adolescencia… Mas comcordo que o material e impropio para crianças.

        A homossexualidade sempre existiu desde o início da humanidade.
        A orientação sexual de indivíduos ainda é tema
        bastante polêmico, pois a maioria das pessoas associam o sexo somente à
        reprodução e esse motivo justificaria a relação heterossexual como sendo
        a correta. Em contrapartida, levando tal associação a ser estudada,
        pode-se concluir que essa é, no mínimo, contraditória, já que a maioria
        das relações sexuais entre pessoas do sexo oposto são protegidas com
        diversos meios contraceptivos com o intuito de impedir a reprodução.

        É importante ressaltar que o texto não faz apologia a nenhum tipo de
        orientação sexual, mas sim à preservação dos direitos humanos e ao
        respeito às escolhas particulares de cada indivíduo.

        • Samantha Briannezi

          26 de maio de 2011 em 22:25

          Vira sim (gay/lésbica/bissexual na adolescência) minha irmão tem a minha idade e é bissexual (tenho 12 anos) e meu irmão0 é gay e só tem 17 anos (começou com 14).

          • Anônimo

            19 de junho de 2011 em 17:46

            Meus Pesames… familia desiquilibrada…

          • ahquesefoda

            18 de junho de 2011 em 15:57

            … sua mãe é uma p*ta, seu pai é um *orno e você é a ovelha negra da família.

          • Leonel Rodrigues

            28 de maio de 2011 em 16:49

            Falta de vergonha, isso sim…

          • O profeta Migaro ou Piadista Fracassado tanto faz

            27 de maio de 2011 em 21:30

            Que vergonha e azar em Samantha. Esse material muito inapropriado para crianças dessa idade o certo era dar a crianças de 10 á 12/13 anos e os respeito desde que me respeitem se ele(a) é homossexual ou bissexual eu respeito mas se vem pra cima de mim eu não posso fazer nada, se ele me achou bonito vai ficar achando eu sou hetero amigo então me respeite como eu lhe respeito.

    • wgleyberton novais alencar

      25 de maio de 2011 em 23:10

      Esse kit e a ideia mais ridicula e absurda do mundo sem preconceito nenhum quanto as pessoas mais sexualidade e uma responsabilidade da familia, quem tem que orientar seja criança, jovens ou seja la o que for e pai e mãe não escola…escola tem que se preocupar com educação e não se A é Gay ou se B e bissexual, orientação a respeito de racismo e preconceito tem que ser dado pelos pais não pela escola que ja e totalmente despreparada pra dar ensino quanto mais pra dar orientação sexual!!!

      • Brilho Negro

        4 de março de 2012 em 01:53

        Querido, duvido que qualquer pai ou mãe hj em dia vai se preoculpar com educação de filho dentro de casa; o que deveria ser obrigatorio, pois devemos educar nossas crianças desde o berço;
        e falo sério.
        então desde quando os pais não estão se preoculpando em educar seus filhos a respeitar os direitos dos proximos, então a escola precisa oculpar essa vaga que os pais deixam na educação de seus filhos. Ok?

      • (Alone) Leonardo Bellini

        20 de janeiro de 2012 em 14:33

        não concordo que essa parte da educação seja obrigação dos pais, mesmo pq existem pais que criam filhos como homofobicos e incentivam o preconceito.

      • Vivianna Silva

        26 de maio de 2011 em 01:28

        Concordo em partes com nosso amigo aki em cima (Wgleyberton Novais Alencar). A escola tem sim a responsabilidade de educar, digo a educação técnica, o que chamamos de ensino escolar, assim como é responsabilidade dos pais a educação familiar, a educação de nos leva a ter um bom caráter.  
        Os pais tem que orientar seu filhos sexualmente, mas não impor a eles os que eles serão (héteros e homossexuais). Todos nós temos a liberdade de escolhermos com quem queremos nos relacionar. 
        Agora veja bem. Nosso pais é um lugar onde está recheado de preconceito (infelizmente), e um dos maiores problemas a este respeito é o preconceito aos homossexuais. Agora que o casamento gay foi legalizado, o dever do governo é instruir os cidadãos de que eles (os gay) tem este direito, o direito de ser respeitado como qualquer um em nossa sociedade. Sem dúvida o governo tem esse dever! Caso contrário é como dar direito dos idosos, e não defende-los quando são discriminados. Dar direito as crianças e adolescentes e não acolhe-los quando são abusados em seus lares.
        Vai ser uma batalha muito grande, mas se não começar agora, este preconceito só vai aumentar!

        • Emery

          26 de maio de 2011 em 09:31

          Concordo contigo!!

          • Brilho Negro

            4 de março de 2012 em 01:56

            Antes de concordar com o comentário dele, eduque seus filhos a respeitarem as diferenças. E principalmente se vc tiver um filho gay, não o descrimine, e faça com que ele se sinta amado pq ele é normal como qualquer outra pessoa na face da terra, e tão importante quanto.

215 Comentários
mais Posts
Topo