Minilua

A lenda do grande Aquiles

As lendas gregas são inúmeras e interessantes, por isso vamos contar alguns delas a partir de hoje, trazendo belas histórias e seus grandes personagens para as páginas do Minilua. Hoje começaremos falando de um poderoso herói antigo:

Aquiles

Nascido como filho de Tétis e Peleu, rei dos mirmidões, Aquiles nasceu como uma lenda, pois diziam algumas profecias que o filho de tal mulher seria um homem de grande poder e importância. Sabendo de todos os perigos que ele acabaria passando em sua vida, sua mãe Tétis quis torná-lo em um imortal, para isso o levou até o rio Estige, um dos que banha o inferno de Hades. Mas para banha-lo em tal água a mulher teve que segura-lo pelos calcanhares, dessa maneira dizem que seu corpo se tornou impenetrável, mas a única parte que não foi banhada pelas águas era vulnerável e mortal.

Ainda muito jovem Aquiles foi enviado ao monte Pélion, sob os cuidados do centauro chamado Quíron, onde ele estudaria, aprenderia a lutar, caçar e todas as outras coisas que um bom cidadão precisava saber naquele tempo.

Sua vida começou a mudar quando Calcas, uma pessoa que conseguia ver o futuro, declarou que Aquiles era arma indispensável para a tomada de Tróia. Temendo a morte de seu filho, Tétis o disfarçou de mulher e enviou o garoto para rei Licomedes, onde viveria com as filhas dele e receberia educação.

Pouco tempo depois, Odisseu foi enviado a morada do rei Licomedes para trazer de volta o menino que era a esperança do povo. Com informações de Calcas, o vidente, foi descoberto o golpe de Tétis, que havia escondido Aquiles no meio das meninas. Para descobrir quem era ele no meio de todas, Odisseu se disfarçou de mercador de joias e foi até o quarto das garotas, no meio de todo o ouro e pedras havia um escudo e uma espada. Na hora em que todas as filhas do rei admiravam as joias, uma trombeta de guerra foi tocada, nesse momento Aquiles esqueceu seu disfarce e o instinto fez com que pegasse as armas, dessa maneira foi descoberto e levado de volta a sua terra.

Quando voltou a casa, Aquiles não quis ouvir sua mãe, pois seu sangue clamava pela guerra e pediu ao seu pai o comando de um exército, pois ele queria ir ao campo de batalha, mesmo sabendo das profecias que falavam que morreria na luta por glória e vingança. Assim seu desejo foi cumprido e ele partiu no comando de 50 navios.

Aquiles lutou em diversas frentes em lugares diferentes, mas a batalha que marcou sua vida foi a Guerra de Tróia, mas o início não foi nada bom para o herói, que abandonou a luta por se sentir traído por Agamemnon, assim sem o poder da espada de Aquiles os gregos começaram a serem derrotados. Mesmo assim ele não voltou atrás e apenas assistiu a tudo.

Mesmo implorando por sua volta Aquiles negava-se a lutar, mas pediu ajuda aos deuses, pois não queria que seu povo sucumbisse. Rapidamente a batalha teve uma reviravolta e usando a armadura de Aquiles, Pátroclo, que era seu melhor e mais querido amigo, comandou o exército, mas a sorte não estava ao seu lado e ele morreu em batalha, deixando Aquiles furioso e querendo vingar-se contra Heitor, que matou seu amigo.

Por esse motivo Aquiles retornou às batalhas, pronto para destruir a todos. Dizem que durante uma das lutas ele matou tantos inimigos que um rio parou de correr por causa de tantos corpos. Esse motivo fez o Deus dos Rios vir até a Terra e desafiou Aquiles, que não se deu conta de estar lutando com um deus, assim ele quase foi morto, mas Zeus veio lhe salvar antes que o pior acontecesse.

Com Aquiles salvo da ira dos deuses, ele voltou para sua luta matando todos que via, até que encontrou Heitor e por três vezes os dois correram em volta da cidade de Tróia, até que com a ajuda de Atena, Aquiles teve a oportunidade de vingar a morte de Pátroclo. Os dois lutaram ferozmente, como grandes guerreiros devem fazer, mas a fúria de Aquiles era grande demais e Heitor foi derrotado.

Com sua vingança atingida Aquiles largou as lutas novamente, vivendo tranquilamente e tendo como seu novo grande amigo Antílope, que foi morto por Mêmnon, o poderoso rei da Etiópia. Isso trouxe toda a fúria a Aquiles novamente, que voltou às batalhas, mesmo sabendo que isso poderia ser sua ruína.

Na batalha Aquiles abriu o exército inimigo ao meio apenas com sua espada e seu escudo, matando todos sem pensar, até que ele chegou a fileira do rei, rapidamente todos os guardas da elite vieram a baixo, pois não havia espada pareô a de Aquiles em fúria. Mêmnon não resistiu e também caiu aos pés do grande guerreiro e na hora em que desferiu o golpe de misericórdia, o filho do Rei morto, conhecido como Páris, lançou uma flecha, que dizem ter sido guiado por Apollo, e aquela flecha acertou o calcanhar de Aquiles, o único lugar em que ele era vulnerável.

Assim todo seu poder e fúria sumiram e a vida deixou o corpo. As profecias se cumpriram, pois Aquiles morreu levado por sua fúria ao campo de batalha, um guerreiro sem igual.

Se você quer ouvir mais histórias e lendas, basta apenas clicar em Recomendar logo abaixo.

Me siga no Twitter: @Diego_minilua ou me adicione no Face:http://www.facebook.com/diegominilua.