Literatura e conhecimento em troca de liberdade

00A partir do mês de abril, foi aprovada a lei que reduz a pena dos presidiários de São Paulo incentivando o hábito da leitura. Presos analfabetos, que desejam aprender a ler, também terão oportunidade de ingressar no mundo dos livros e precisarão assistir a aulas, não podendo cometer faltas graves durante o tempo preciso para sua alfabetização.

A lei, que antes funcionava apenas para quem exercia algum tipo de trabalho dentro da cadeia, agora é um modo de preparar e reincluir o carcerário na sociedade. Aquele que passar um mês lendo, terá em troca quatro dias a menos em sua sentença.

Para provar seus conhecimentos e o que aprendeu, os presos prestarão uma série de provas, entre elas, escrever uma resenha sobre o que foi lido e posteriormente, uma prova oral dos novos conhecimentos buscados.

Sendo assim, quem quiser ter a experiência da leitura, poderá ter acesso às várias obras, dos livros clássicos aos científicos e terá o tempo de 30 dias para prestar essa prova, em troca da remissão de tempo na prisão.

Essa nova medida foi aprovada no último dia 18 por José Renato Nalini, corregedor geral da Justiça.

  1. Wagner

    19 de abril de 2013 em 20:38

    Bom incentivo.
    Mas é triste saber que investem educação em presídios, não em escolas.

    • Adriano Saadeh

      21 de abril de 2013 em 11:56

      Verdade

    • Jessie Cunha

      20 de abril de 2013 em 19:16

      a atitude é legal e pá, mas cade incentivo desses pra crianças de 9 anos por ai que nem ler sabe ?

  2. jeff zika Mc

    19 de abril de 2013 em 20:06

    Bom incentivo,mas pra sair rápido da cadeia é só virar evangélico

  3. lucas rodrigues

    19 de abril de 2013 em 20:02

    è um ótimo incentivo, a leitura faz com que a pessoa ganhe um conhecimento que ela pode levar pra vida toda e vai influenciar muito na sua jornada profissional, muito legal essa iniciativa 🙂

  4. eduardo (eduh)

    19 de abril de 2013 em 19:43

    como eu sempre falo a culpa dos indice de crimes serem altos não é culpa da miséria e sim a falta da educação

    • Adriano Saadeh

      21 de abril de 2013 em 11:54

      Certamente cara, a miséria e a violência são só consequência de um sistema precário

  5. Xion

    19 de abril de 2013 em 19:38

    Incentivo muito legal.

  6. Bardock

    19 de abril de 2013 em 19:34

    Muito bom esse incentivo.

  7. I AM STRONG WITH DARKSIDE

    19 de abril de 2013 em 19:32

    SÓ SE FOR LER PELA INTERNET COM O TANTO CELULAR QUE ENTRA MISTERIOSAMENTE JÁ APROVEITA E USA O FACEBOSTA XD

  8. Li Syaoran

    19 de abril de 2013 em 19:30

    Meio difícil formar uma opinião sobre isso. Não acho que só de estudar o detento deva ter sua pena diminuída pois se ele passar a pena integral lá trabalhando e estudando ele terá mais tempo para se reformar, além de economizar o nosso dinheiro com o material necessário. Por outro lado, a promessa de liberdade adiantada irá incentivá-los mais a estudar.

  9. Verde

    19 de abril de 2013 em 19:28

    até que enfim o governo fez alguma coisa boa

  10. Sra.Derpette

    19 de abril de 2013 em 19:28

    Legal,isso é bom,educação em primeiro lugar.

  11. PATROCINADOR

    19 de abril de 2013 em 19:25

    Precisamos de educação e cultura pro Brasil

  12. Estudante

    19 de abril de 2013 em 19:22

    Pelo menos é literatura,Dostoievski vau abrir a mente desses depravados,to estudando teoria literária pra salvar a vida deles

    • Yuri Soeiro Avelar

      20 de abril de 2013 em 13:01

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk vau abrir? que teoria é essa que deixa mais burro?? shauhsuahsuahsuahsaushaus

16 Comentários
Topo