Minilua

O lugar mais solitário do mundo

Nós somos seres sociais, a interação com outras pessoas faz parte da vida e foi graças a esse tipo de contato que a humanidade conseguiu chegar tão longe. Nossas trocas de conhecimento e afeto fazem com que a vida acabe sendo mais fácil e o conceito de sociedade permite que cada um faça uma parte do grande todo, o que gera mais oportunidade e liberdade. Porém, nem todas as pessoas são tão chegadas no contato social:

Polos de inacessibilidade

Nosso mundo é dividido em duas partes: terra e água. Sabendo disso, diversas pesquisas de mapeamento dos espaços terrestres encontraram algo chamado Polos de inacessibilidade. Esse polos são locais que ficam o mais longe possível de qualquer costa. Ou seja, estando em um desses pontos, o mar estará na maior distância possível, para qualquer direção que você for.

Cada continente possui seu polo de inacessibilidade determinado por uma coordenada geográfica. O ponto mais distante de todos se encontra na China, onde a distância do polo até a costa mais próxima é de 2645 quilômetros. Na América do Sul, o ponto que fica mais longe de qualquer costa está no Brasil, perto da cidade de Arenápolis, no estado do Mato Grosso.

Esses pontos de isolamento em Terra já foram lugares inabitados no passado, pois na época de exploração marítima, tais locais eram realmente inacessíveis. Contudo, hoje em dia, o verdadeiro polo de isolamento do mundo está em outro lugar:

Ponto Nemo

Se um dia você quiser ficar o mais isolado possível de qualquer tipo de vida terrestre, sem ter que sair da Terra, o local perfeito é o Ponto Nemo. Esse lugar, que fica no meio do Oceano Pacífico Sul é o ponto mais longe de qualquer pedaço de Terra que existe no planeta.

A ilha mais próxima do Ponto Nemo fica a 2300 quilômetros de distância, dando a esse local o título de lugar mais solitário do mundo. Descoberto em 1992, quando os satélites foram capazes de mapear a superfície da Terra de maneira precisa o bastante, o ponto se tornou famoso, porém, acredita-se que ninguém tenha visitado o local até hoje.

O nome desse ponto de isolamento total foi dado em homenagem ao Capitão Nemo, que aparece no clássico “20 mil léguas submarinas”.