Minilua

Lunch atop a Skyscraper: A história por trás da foto

Desde o surgimento da fotografia, muitas imagens entraram para a história. Uma das mais famosas tem quase um século e sua história é extremamente controversa:

A Grande Depressão

O ano era 1932, os EUA viviam um de seus piores momentos da história. Logo após o final da Primeira Guerra Mundial, os americanos, que haviam vencido, tinham uma grande vantagem sobre seus aliados de guerra. Ao contrário dos países europeus, que foram o cenário da guerra, os americanos não tinha sofrido com a destruição causada pelo conflito.

Enquanto o mundo precisava recuperar toda sua infraestrutura antes de voltar a ser produtivo, os americanos estavam mais prontos do que nunca para abastecer o planeta. Foi nesse momento que os EUA se transformou na principal potência do mundo e sua capacidade de produção, que já havia sido aumentada pela pressão da guerra, estava no ápice. Por isso, eles ganhavam dinheiro como nunca, porém não estavam preparados para o momento em que sua superprodução fosse desnecessária. Isso começou a acontecer no meio da década de 20, quando os países destruídos pela guerra começaram a serem capazes de produzir o que precisavam.

Sem notar, os americanos estavam produzindo mais do que conseguiam vender. Os preços despencaram, a indústria demitiu milhões e a grande potência mundial quebrou de vez. Esse fenômeno gerou algo conhecido como “A Grande Depressão” e afetou todo o planeta. Mas é claro, os EUA sofreram mais do que todos.

Lunch atop a Skyscraper

Nesse cenário complicado, a cidade de New York via um de seus mais icônicos prédios sendo construídos, 30 Rockefeller Center, que também é conhecido como GE Building:

Foi nessa construção que a icônica foto foi tirada e entrou para a história, como uma das mais estranhas e chamativas:

Durante anos, essa foto foi tida como uma imagem capturada em um momento de descanso dos funcionários, como se ficarem pendurados fosse algo normal e corriqueiro ali. Mas, na verdade, existem mais coisas por trás desse registro fotográfico.

A imagem é vista de duas maneiras. A primeira é do lado dos construtores do prédio, que queriam mostrar o quão alto imponente era a construção, além da coragem de seus funcionários. Do outro lado, a foto é analisada como uma imagem que se refere a terrível situação que os EUA estava vivendo, onde as pessoas precisavam, literalmente, arriscar sua vida por um emprego.

Discussões a parte, a foto, que é totalmente real, ou seja, não foi alterada, é combinada. A imagem (ou melhor as imagens, confiram mais abaixo) foi feita para uma campanha de publicidade do prédio. Mesmo sendo combinada, a foto acabou caindo no gosto popular e ganhou suas lendas. Mas como essa imagem prova, ela era apenas mais uma de uma campanha publicitária: