Minilua

Os maiores mistérios da década

A ciência tem avançado bastante em diversos campos, mesmo assim muitas coisas que ocorreram em nosso mundo nos últimos anos ainda são grandes mistérios para a humanidade:

O incidente de Harbour Mille

Harbour Mille é um pequeno vilarejo canadense, que tem pouco mais de 300 moradores. O local vive uma vida pacata, mas toda a serenidade desapareceu na noite de 25 de janeiro de 2010. Após o anoitecer, estranhos objetos começaram a aparecer no céu, causando espanto a todos que vivem lá. A notícia se espalhou rapidamente e o que poderia ser mais um daqueles avistamentos de OVNI’s, que ficam registrados na mente das pessoas, se tornou um evento bem fotografado:

Os residentes afirmavam terem vistos três objetos, que pareciam mísseis, voando sobre a cidade. Contudo, eles não faziam nenhum tipo de barulho. A foto acima foi tirada por um dos moradores e repercutiu no mundo todo.

No dia seguinte, a polícia local iniciou uma investigação em conjunto com o departamento de defesa canadense. A primeira declaração dos investigadores do governo revelou que os objetos seriam mísseis disparados pela ilha francesa de Saint-Pierre e Miquelon, que fica perto de Harbour Mille. Logo em seguida, o governo francês se manifestou, dizendo que de fato haviam disparados mísseis, mas somente dois dias após os acontecimentos.

No dia 28 de janeiro, representantes do governo canadense confirmaram que não houve nenhum exercício envolvendo mísseis no local e, até hoje, o povo da pacata cidade convive com o mistério. Afinal, o que seriam aqueles objetos voadores?

Sem fome

Landon Jones era uma criança normal até seus 12 anos de idade. Certo dia, após comer sorvete e pizza, ele simplesmente parou de sentir fome e sede. Ou seja, ele precisa ser obrigado a comer todos os dias por seus pais, caso contrário pode morrer de fome sem notar.

Temendo pela vida do filho, os pais do garoto viajaram os EUA em busca de uma resposta, mas nenhum médico foi capaz de ajudar. Em um ano, o garoto perdeu 16 quilos e a situação só piora. Sem respostas, os médicos pensam que o garoto possa ser o único portador de uma deficiência cerebral raríssima. Alguns pesquisadores acham que o cérebro do garoto possa ter um mal funcionamento na região do hipotálamo, região que controla fome, sede e outras funções corporais importantes.

Enquanto o caso não é resolvido, os pais de Landon o obrigam a comer, porém a situação é alarmante e, aparentemente, sem solução.

Chuva de esferas azuis

Bournemouth é uma cidade costeira da Inglaterra, que passou por um dos eventos mais estranhos dessa década. No início de 2012, o céu do lugar ficou em um tom amarelado, cheio de nuvens e uma chuva despencou, trazendo mais do que água para a terra.

Pequenas bolas azuis caíram do céu em meio as gotas. Essas bolas, que tinham algo em torno de 3 centímetros de diâmetro, pareciam surgir do além. A textura delas lembra gelatina e não possuem cheiro algum. Muitos moradores locais guardaram exemplares nas geladeiras. Estudo preliminares garantiram que as bolinhas misteriosas não eram resultado de nenhum fenômeno meteorológico conhecido no mundo.

Alguns cientistas apostaram que as bolinhas seriam ovos de animais marinhos, porém não existem relatos de tais ovos. Outra possibilidade fala de ovos de pássaros em formação, mas essa informação também não foi comprovada. O mistério das bolas azuis permanece.