Maiores rivalidades da história: Celtic x Rangers #6

Para mais um capítulo da série “Maiores rivalidades da história”, contaremos um pouco sobre uma das disputas mais acirradas do futebol mundial. Celtic e Rangers protagonizam e já protagonizaram jogos extremamente quentes, onde o esporte ficava em último plano e a falta de tolerância e a pancadaria imperavam.

Embora a Escócia não seja um país tão tradicional no futebol, os dois maiores clubes do país travam uma rivalidade que já dura mais de 120 anos. Chamado de “The Old Firm” (traduzido para o português como A Velha Firma), o clássico é marcado por brigas, ofensas e pouco futebol.

Rangers-Celtic-SPL_2415110

Além de existir a rivalidade futebolística, há também o problema religioso que esquenta ainda mais esse duelo. O Celtic foi fundado por um padre católico irlandês, em 1887, enquanto o Rangers foi criado pela elite protestante da Escócia. Em países, como o Brasil, existem diferenças entre católicos e protestantes, no entanto a tolerância é muito maior, o que falta para os escoceses.

Em seus primeiros anos de história, ambos os times não aceitavam jogadores de religiões diferentes, algo que só mudou quando houve a entrada de patrocinadores nos clubes. Com a injeção de dinheiro e a globalização da marca do Celtic e do Rangers, algumas “tradições” foram, felizmente, abolidas.

Os jogos entre Rangers e Celtic já começavam quentes antes mesmo do juiz apitar, isso porque a pancadaria tinha início do lado de fora do estádio e terminava nas arquibancadas e dentro de campo. Em 1931, as confusões atingiram seu auge e o pior aconteceu, um jogador foi morto dentro do gramado.

Com o passar dos anos, a mentalidade de torcedores e jogadores necessitava de mudar, e isso aconteceu, mas apenas por parte dos atletas. Por vir de diversas partes dos mundo, os jogadores defendiam suas cores, mas sempre respeitando os colegas de profissão.

old-firm-fight1

Um exemplo disso foi o cordial aperto de mão antes do jogo dado pelas estrelas do espetáculo. Georgio Samaras, do Celtic, e Naismith, do Rangers, pediram paz antes do começo da partida. Dentro de campo as coisas correram “bem”, mas fora dele a pancaria foi generalizada.

Ciente dessa situação, a confederação escocesa de futebol resolveu acabar com o clássico. Logo após esse anúncio, o Rangers declarou falência e saiu da elite do futebol. Para reestruturar o clube, os diretores decidiram recomeçar na quarta divisão. Atualmente, o time está na segunda divisão e por isso o super clássico não está acontecendo.

Obviamente, o Rangers deve subir de divisão e o clássico poderá acontecer, no entanto a Federação ainda estuda essa possibilidade.

Gostou do artigo? Clique em Curtir!

  1. Eder Silva

    28 de fevereiro de 2015 em 04:16

    ao invés de colocar uma rivalidade br vem colocar rivalidade de gringo q nem nunca ouvir falar

  2. Mestre Makarov

    26 de fevereiro de 2015 em 17:48

    Já fui integrante de torcida organizada … e digo que a galera ia só pra brigar … tinha alguns amigos meus que nem torcia para o time … eles iam somente para brigar … e voltavam pra casa morto de feliz mesmo tendo batido ou apanhado de alguém …

    • Jeff Dantas

      27 de fevereiro de 2015 em 01:53

      Nossa, nem me fale! Por aqui, sempre rola confusão… ^^

    • Gabriel Frigini

      26 de fevereiro de 2015 em 22:17

      sâo os gênios rsrs

  3. Greengineer

    26 de fevereiro de 2015 em 17:30

    Isso, deixem o fanatismo reinar sobre a paixão pelo time. Agora fiquem sem clássico.

  4. Daniel Champoski

    26 de fevereiro de 2015 em 15:21

    Bem, como é difícil deixar de fazer uma partida em um campeonato, o melhor é fazer sem torcida mesmo. Será que não pensaram nesta possibilidade?

    • Gabriel Frigini

      26 de fevereiro de 2015 em 22:16

      Estava sendo assim Daniel, até o Rangers assumir falência e cair para a quarta divisão.

      • Daniel Champoski

        26 de fevereiro de 2015 em 23:18

        pois é aí eles recriaram o time com outro nome, se não me engano, em comparação, no Brasil, deve ter time com dívida maior do que as que o velho Rangers tinha (devia + ou – £26 Mi, ou seja, em valores atuais, aprox. R$115Mi)

        • Gabriel Frigini

          26 de fevereiro de 2015 em 23:42

          pois é Daniel! bela informação!

    • Greg

      26 de fevereiro de 2015 em 17:20

      eles qrerem eh lucrar… o resto que se foda…

      • Jeff Dantas

        27 de fevereiro de 2015 em 01:54

        Definitivamente.. concordo, e assino embaixo!! 🙂

    • Mateus Fernandes Geremias

      26 de fevereiro de 2015 em 17:19

      Eles brigariam fora do estadio em dias de jogo. tanto q na matéria fala “Os jogos entre Rangers e Celtic já começavam quentes antes mesmo do juiz apitar, isso porque a pancadaria tinha início do lado de fora do estádio e terminava nas arquibancadas e dentro de campo” Então mesmo sem torcida, não ia adiantar muita coisa.

  5. chapolim do mal

    26 de fevereiro de 2015 em 15:05

    Finalmente, contou bem a história da rivalidade.
    Essa rivalidade é maior do que o futebol, tem também a rivalidade das regiões que são inimigas a muito tempo e também por causa da religião (sim, ela de novo [espero não promover alguém ao MDS de novo]).

    • Gabriel Frigini

      26 de fevereiro de 2015 em 22:16

      Rsrsrs! obrigado!

14 Comentários
mais Posts
Topo