Minilua

Manchinhas flutuantes em seus olhos, o que são?

Para quem nunca tenha experimentado este fenômeno, floaters oculares são pequenos objetos de forma estranha que aparecem na sua visão, muitas vezes chamados de manchinhas escuras ou mosquinhas. Estas alterações são mais perceptíveis em ambientes com alta claridade e boa iluminação, quando se olha para luz brilhante, como um céu azul, por exemplo. Estas não são ilusões ópticas, mas sim algo que realmente seus olhos conseguem perceber.

Há algumas coisas diferentes que podem causar isso, mas na maioria dos casos, esses floaters oculares são resultados de pedaços do vítreo é e se soltam na parte traseira de seu olho e então flutuam sobre o seu globo ocular. São conhecidos como “moscas volantes”, pois se movimentam de um lado para o outro e parecem acompanhar a visão.

O vítreo, é um gel transparente que preenche a lacuna entre a sua retina e lente, ajudando a manter a forma redonda de seu olho no processo. Este gel é de cerca de 99% de água e 1% de outros elementos; os quais consistem na maior parte de cadeias de ácido hialurônico e colágeno. O ácido hialurônico acaba retendo moléculas de água. Porém, com o passar do tempo esta cadeia se quebra resultando na liberação dessas moléculas de água retidas. Quando isso acontece, elas formam um núcleo aquoso em seu corpo vítreo.

A medida em que você envelhece, pedaços da cadeia de colágeno e ácido hialurônico, que ainda se parecem com um gel, vão se partir e flutuar nesse centro aquoso. Quando a luz passar através desta área, criará uma sombra sobre sua retina. Essa sombra é realmente o que você está vendo, as “moscas volantes” em sua visão.

Quase nenhuma criança ou adolescente possuíram tal experiência, pois deve haver uma certa deterioração da substância em gel que só ocorre com o passar dos anos. No entanto, eles podem experimentar outro tipo de “manchinha”, que diversas vezes aparece como uma espécie de teia cobrindo toda a extensão de sua visão. Esse tipo de floaters não proveem do vítreo, mas sim da área pré-macular, bem acima da retina. Eles são microscópicos, só parecem grandes pela proximidade com a retina.

Essas manchinhas não resultam em nada grave, como perda de visão e afins, mas não existe tratamento para esses fenômenos, devido às suas naturezas microscópicas.

Gostou da matéria? Nos diga o que achou nos comentários!