Minilua

Mensagens contraditórias em músicas românticas

Quando você pensa em música romântica, o que você pensa? Provavelmente em alguma música com a letra que retrate o cantor(a) endeusando o seu amor. Bem, vamos ver a seguir algumas letras um pouco diferentes.

Algumas pessoas acham que realmente estão sendo românticas com letras ressaltando seus defeitos. Confiram.

Apontando as falhas de seu parceiro

Cantar sobre como seu amante é perfeito e angelical é besteira pura. Mas cantar sobre como imperfeito ele é, é ainda pior, especialmente porque normalmente acaba sendo algo passivo-agressivo e ofensivo.

Esta variação desse tipo de música começou com The Crystals. A cantora admite que seu amante “não se parece com uma estrela de cinema e não dirige um carro Cadillac “, o que soa bom e maduro. Mas então ela começa a falar sobre o seu desemprego de tempos e como “ele nunca vai ser um grande empresário,” e como ele “sempre compra a prestações”.

Outros trechos da música que são marcantes: “Ele não pendura diamantes em volta do meu pescoço” e “ele com certeza não é o menino que eu tenho sonhado”.

Será que ela gosta de alguma coisa sobre ele?

Nos anos 80, Deniece Williams também seguiu a linha “anti-romantismo” com a música “Let’s hear it for the boy” (“Vamos ouvir o garoto”). A música fala sobre um sujeito que “se veste como um vagabundo, não pode cantar, e nunca tem nada de interessante para dizer”.

Williams demonstra todo seu amor com frases como: “Meu amor não fala coisas bonitas, ele não tem muito o que dizer”, “E talvez ele não se vista bem” e “Talvez ele não seja nenhum Romeu”.