Minilua

O mistério dos negros de cabelos louros das Ilhas Salomão

Uma característica incomum em indivíduos de pele escura tem chamado a atenção nas Ilhas Salomão.

Cerca de 10% dos insulares (nativos da ilha) de pele negra tem o cabelo naturalmente louro, o que encanta pessoas de todo mundo.

Alguns estudiosos acreditavam que o fator fosse resultado da exposição excessiva ao sol, ou talvez uma dieta rica em peixe. Outros porém acreditavam que a coloração dos cabelos fosse herança genética de ancestrais distantes (mercadores europeus que passaram pelos arquipélagos).

As duas teorias anteriores foram derrubadas por pesquisadores da Universidade Stanford, nos EUA, já que a variante genética responsável pelo cabelo louro dos habitantes das Ilhas Salomão é diferente da que causa este tipo de característica nos europeus.

“Este caso acaba com qualquer noção simplória que podemos ter sobre raça Nós, humanos, somos lindamente diferentes, e esta é apenas a ponta do iceberg”, disse o geneticista Carlos Bustamante.

As descobertas de Bustamante e sua equipe foram publicadas na edição da “Science”. De acordo com publicação foram analisadas amostras de saliva de mil insulares, em especial de um subconjunto formado por 42 pessoas de cabelos escuros e 43 pessoas de cabelos louros.

Foi constatado que o gene responsável pelo cabelo louro dos habitantes das Ilhas Salomão, chamado TYRP1, não é o mesmo encontrado no genoma dos europeus.

Bem, como disse Bustamante “os humanos são lindamente diferentes”, sem que necessariamente exista uma explicação para qualquer característica.

 

Adaptado de Revista Afro e Science Mag