Minilua

Os mistérios do efeito placebo

O efeito placebo é uma coisa muito discutida, alguns acreditam que ele realmente funciona, outros acham que ele não passa de bobagem. Então vamos ver o que a ciência tem a dizer sobre essa estranha “coisa”:

Efeito Placebo

O efeito placebo é muito fácil de ser compreendido, pois ele nada mais é um efeito psicológico causado por um remédio falso. Por exemplo, se um médico lhe dar algo para tomar, garantindo que tal coisa lhe curará com toda a certeza do mundo, você vai tomar o remédio acreditando que ele vai trazer a cura. Depois de um tempo você realmente fica curado, só que o remédio que lhe foi dado era apenas um comprimido de farinha… Esse é o efeito placebo. O cérebro é enganando para acreditar que algo vai lhe ajudar e o efeito psicológico positivo acaba ajudando mesmo.

Funciona mesmo?

O efeito placebo vem sendo estudado desde o século XVIII e até hoje gera polêmica, pois ele funciona e, ao mesmo tempo, não funciona.

Estudos feitos com animais e também com pessoas, mostraram que o efeito placebo parece funcionar, principalmente em casos que envolvem a dor. Segundo o Dr. Henry K. Beecher, durante a Segunda Guerra Mundial, houve uma grande falta de morfina (medicamente usado para diminuir a dor), por causa disso vários soldados recebiam água com sal no lugar do remédio e, incrivelmente, a grande maioria sentia menos dor. Isso mesmo, por acreditarem se tratar do remédio real, os feridos paravam de sentir as dores, como se eu ser cérebro realizasse o trabalho sem precisar do medicamento.

Os placebos também funcionam muito bem em pessoas com problemas psicológicos. Segundo observações feitas por Dr. Hunter para o Semel Institute for Neuroscience and Human Behavior, quando falamos para uma pessoa com depressão que aquele remédio que está tomando vai lhe ajudar a ficar melhor, ela realmente fica, mesmo que seja apenas farinha com açúcar.

O grande problema

Vendo tudo isso, você deve estar pensando: “Então porque ainda estamos perdendo tempo com remédios de verdade?” Porque o efeito placebo nem sempre funciona. E a pior parte é que ninguém sabe quando e como vai funcionar. Simplesmente existem pessoas que conseguem bons resultados com um placebo e outras não.

E isso gera um outro problema. Pois as pessoas que se dão bem com o efeito placebo podem acabar participando de pesquisas de remédios, assim medicamentos não tão bons podem ser aprovados, quando na verdade quem fez o trabalho foi o efeito placebo.

Qual a solução?

Segundo o Doutor Hunter a coisa é bem simples: Tome remédios normais e mantenha o pensamento positivo. Estudos envolvendo animais, mostravam que até mesmo eles parecem sofrer com as melhorarias do efeito placebo. E observações em humanos revelaram que as pessoas que mantem o pensamento positivo sobre seus remédios conseguem ter uma melhora mais rápida e mais eficaz, pois parece que nosso cérebro, quando bem intencionado, é capaz de fazer milagres.

Então tome seu remédio e não deixe de acreditar nele!

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/