Minilua

As misteriosas “cidades fechadas”

Normalmente uma cidade é um grupamento de pessoas que vive em uma mesma região por livre e espontânea vontade, porém, em certos lugares do mundo, alguns municípios são diferentes do que estamos acostumados a ver por aqui:

A cidade fechada

O termo cidade fechada se refere a lugares onde milhares de pessoas moram em uma sociedade como muitas outras, mas esses locais possuem acesso restrito, assim como a saída. Em geral, esse tipo de agrupamento tem atividades militares envolvidas.

Na antiga União Soviética existiam diversas dessas cidades. A maior parte delas estava voltada para pesquisa militar, principalmente para o desenvolvimento de tecnologias atômicas, mísseis e armas inovadoras.

Quem vive neste local precisa de uma autorização especial para sair e a entrada só é permitida a agentes credenciadas. Os comerciantes normalmente são convidados a trabalhar nessas cidades, onde ganham mais, porém normalmente não tem ideia do que realmente está acontecendo. Do mesmo modo, os cientistas, professores e todo tipo de profissional deslocado para tais cidades ganham mais, tem melhores casas e todas as vantagens para que morar ali seja um bom negócio.

Quando uma carta ou encomenda precisa ser entregue em uma cidade fechada, ela normalmente é enviada para cidade mais próxima com um CEP especial, que é dado para uma equipe de entrega única, que tem acesso as fronteiras municipais.

Esses locais não constam em mapas, suas estradas não possuem sinalização e muitas vezes não existe asfalto para ajudar na viagem, algo que ajuda a desencorajar os aventureiros.

Especialmente na Rússia existia outro tipo de local secreto, chamado caixa, que nada mais era do que uma grande fábrica no meio do nada, onde produtos secretos do governo eram desenvolvidos.

Cidades conhecidas

Atualmente, a Rússia possui, de maneira oficial, 44 cidades fechadas. Mas acredita-se que existam pelo menos mais 15 dessas localidades, que não são divulgadas para evitar que tal informação seja usada por inimigos. Essas cidades secretas costumam ficar na Sibéria, em locais totalmente inabitados, onde quase nenhum inimigo seria capaz de chegar.

Kapustin Yar

Kapustin Yar foi uma cidade fechada criada em 1946 para o desenvolvimento de tecnologias de lançamento de misseis. Um dos grandes trunfos do lugar foi ter usado tecnologia roubada dos alemães no pós-guerra, o que permitiu a Rússia avançar rapidamente nesse campo.

Hoje em dia, a cidade é chamada de Znamensk. Sua localização, que foi secreta até 1992, agora é de conhecimento de todos, porém ela ainda continua sendo controlada pelo exército e os testes de mísseis são comuns no local.

Algumas fotos da entrada da cidade acabaram caindo na internet, revelando uma forte fiscalização militar:

Los Alamos

Os EUA também tiveram suas cidades fechadas durante muito tempo. A mais conhecido é Los Alamos, lar do famoso Projeto Manhattan, que deu origem a bomba atômica.

Até 1942, esse pequeno vilarejo perdido no Novo México era uma pacata sociedade, mas com a necessidade do governo de criar uma cidade com fácil acesso a água, cercada de montanhas e onde uma estrutura base já existisse, foi a vez de Los Alamos ceder às pressões. Com dinheiro na mão, o governo chegou ao local comprando diversas propriedades e centenas de caminhões com disfarces descarregavam os mais variados apetrechos, que serviriam para montar as usinas de geração de material radioativo.

Até 1963, o governo dominou o local, não permitindo a entrada de cartas e saída de pessoas, sem que houvessem bons motivos. Tudo que chegava e saia era controlado pelo governo, na tentativa de manter o projeto secreto.

Hoje em dia, Los Alamos é uma cidade normal no meio do nada, com pouco mais de 10 mil habitantes, mas as sombras do passado ainda rondam o local: