Minilua

Mitos sexuais que as pessoas ainda acreditam

O sexo é um tema delicado e por não ser tão discutido como deveria, muitos mitos sobre ele costumam se espalhar. Por isso, está mais do que na hora de enterrar algumas lendas antigas que ainda são levadas a sério:

Ereto versus flácido

Muitos homens, e talvez algumas mulheres, pensam que o tamanho do pênis quando está flácido reflete o tamanho dele ereto, mas isso não tem nada a ver. Em geral, o pênis em repouso possui algo entre 2,5 e 10 centímetros. Já a média ereto é de 13 a 14 centímetros. Porém, um homem que tenha o pênis “mole”(no frio) com 10 centímetros, não necessariamente possui um membro ereto maior do que alguém que tenha apenas 1 centímetro no momento de flacidez. Logo, o tamanho em repouso não é documento.

Mulheres são caretas

Existe uma grande parte da população que pensa que as mulheres não possuem fantasias ou são caretas na hora do “vamos ver”, fazendo apenas o “básico”. Mas um estudo feito pelo Journal of Sexual Medicine revelou que elas possuem algumas fantasias bem picantes, assim como os homens.

Na pesquisa, as mulheres podiam escolher algumas fantasias que gostariam de realizar e as respostas principais foram:

82% gostaria de fazer sexo em um lugar estranho.

72% gostaria de fazer sexo oral.

71% gostaria de ser masturbada.

65% gostaria de ser dominada.

57% gostaria de participar sexo grupal.

52% gostaria de ser amarrada.

Pessoas que gostam de coisas exóticas são loucas

BDSM é algo que pode ser traduzido como “Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo”. As pessoas que praticam esse tipo de sexo usam diversas ferramentas e técnicas para criar um ambiente de submissão sexual, que pode ou não envolver dor e outras coisas que são consideradas uma espécie de sofrimento.

Quem vê de fora, normalmente pensa: “Esse povo deve ser louco”. Porém, um estudo feito pela Tilburg University mostrou que pessoas que praticam esse forma de sexo possuem, na média, um saúde mental melhor do que a da população “normal”, que só faz papai e mamãe.

Ejaculação precoce é coisa de inexperiente

A grande maioria das pessoas pensa que ejaculação precoce é problema de homens que não sabem se controlar ou são inexperientes. Porém, em muitos casos, o problema não é psicológico e pode ser médico. Disfunções hormonais e efeitos colaterais de remédios podem ter um importante papel nessa disfunção. Porém, como é mais fácil culpar o homem, muitas vezes um diagnóstico errôneo é feito e acaba piorando ainda mais a situação com uma pressão extra.

Por isso se você conhece alguém com esse problema ou é uma pessoa assim, a melhor coisa é procurar um médico especializado e tentar encontrar a real raíz do problema.