Minilua

Monte a sua matéria: 5 atrações que marcaram época #151

Pois é, e lembrando que todos os temas são aceitos. Se preferir, encaminhe sobre games, filmes, músicas, enfim. Sinta-se à vontade ok? O e-mail de contato: equipe@minilua.com! A todos, uma excelente leitura!

05 atrações que marcaram época

Por: Israel Gonçalves

Quem não se lembra dos grandes clássicos da nossa infância? Caverna do Dragão, Cavalo de Fogo, Punky – a Levada da Breca, Cavaleiros do Zodíaco, Clube da Criança, as séries live action japonesas da extinta Rede Manchete? Esses são alguns dos programas que definiram a minha infância (e a de tantas outras pessoas) nas décadas de 80 e 90.

Mas essa matéria que eu elaborei é para mostrar aqueles programas da nossa infância que poucos talvez se lembrem. Em nenhuma das conversas ocasionais que tive eu jamais encontrei ninguém que se lembrasse dessas atrações. Comecei a ficar com medo de estar ficando esquizofrênico ou de estar confundindo realidade e fantasia. Como não acho que estou ficando pirado, por favor, leiam a matéria me digam se vocês se lembram de algum destes programas.

 

5 – ARK II (série)

Essa alguém talvez se lembre. ARK II passava no SBT aos domingos na década de 80 (eu nem me lembro de que ano). Essa série americana de apenas 15 episódios é inspirada na estória da Arca de Noé e até os nomes dos personagens são tirados da Bíblia Hebraica.

No século XXV, num mundo pós-apocalíptico em que a guerras, poluição e doenças acabaram com a civilização e fizeram os humanos regredir a uma condição comparável à Era das Trevas, cientistas juntaram todo o conhecimento e tecnologia humana em um veículo tripulado por três jovens e um chimpanzé inteligente que falava (anos 80, não se esqueça!) e percorriam a Terra desolada para ensinar tecnologia e civilidade aos remanescentes grupos humanos.

mostra um veículo que é basicamente um laboratório sobre rodas, um jipe parecido com um veículo lunar e até uma mochila à jato.

A série provavelmente é fruto do medo de uma guerra nuclear ou de uma catástrofe ecológica global que assombrava as mentes das pessoas naquela época, e é interessante ver como os autores relacionaram elementos bíblicos com ciência.

 

4 – Famílias Silvestres (desenho animado)

Desse desenho estimo que 5 pessoas se lembrarão. Famílias Silvestres passava no programa vespertino da Mara Maravilha no SBT em 1990. Nesse desenho a cada episódio uma criança com problemas na vida real era, durante seus sonhos, conduzida pelo Senhor Madeira até uma porta em uma grande árvore até um ambiente florestal habitado por famílias de animais antropomórficos que incidentalmente enfrentavam problemas similares aos dela.

Ao ajudá-los a lidar com o problema deles no mundo do sonho, a criança acabava encontrando a solução para seu próprio problema no mundo real, conforme propunha a música de abertura.

O desenho apresenta tipo de mecanismos de defesa, que em psicologia é chamado de identificação, em que o indivíduo assimila características de outro indivíduo que passa a ser uma espécie de modelo. No Caso de Famílias Silvestres, as crianças se identificam com um personagem da floresta que enfrenta um problema similar ao dela. Família Silvestres é uma produção norte-americana oriunda de uma linha de brinquedos colecionáveis feita no Japão.

 

3 – Inhumanoids (desenho animado)

Esse era um dos desenhos mais macabros dos anos 90, passava no programa da Mara maravilha no SBT. Não achei nada em português, mas a abertura em inglês é, no mínimo, de arrepiar a espinha. A impressão que o desenho passa é a de que se trata de algum tipo de anime hentai japonês.

A trama gira em torno de uma equipe de cientistas que usa trajes metálicos sofisticados para lidar com a ameaça de criaturas subterrâneas que de vez em quando vem á superfície para aprontar das deles. Enquanto isso um industrial corrupto tenta tirar vantagem da situação por pura ganância, colocando em risco a civilização humana.

Sinceramente eu duvido que um desenho como esse fosse produzido pelos americanos nos dias atuais. Possui cenas muito fortes como quando a personagem Sandra Shore é transformada pelo monstro chamado decompositor. No epísódio 10, um monstro chamado Gargoyle (a coisa mais asquerosa que já apareceu em um desenho infantil até aquele momento) que além de comer os próprios irmãos recém-nascidos logo que saiu do ovo, no episódio 10 engole um dos cientistas (que por sorte usava um traje metálico) enquanto podemos vê-lo tentar digeri-lo vivo através de seu estômago transparente. Penso o quão inapropriado isso seria considerado se fosse veiculado para crianças nos dias atuais.

 

2 – Bugsy Malone – Quando as Metralhadoras Cospem (filme)

Este é um filme musical de 1976, baseado nos eventos que ocorreram nos anos de 1920 em Chicago, quando os mafiosos tocavam o terror no período da Lei Seca, mas com um detalhe: todos os atores são crianças.

Permitam-me esclarecer. Pra você que nasceu recentemente, acho necessário chamar sua atenção para o fato de que houve uma época nas décadas de 80 e 90 em que a Sessão da Tarde passava (acreditem ou não!) filmes que não causavam câncer nem decréscimo do seu Q.I. Eu cheguei a assistir Robocop, Conan, Os Goonies, Indiana Jones, Edward Mãos de Tesoura, Karatê Kid, De volta para o Futuro, enfim… Um prato cheio para as tardes.

Voltando ao assunto, Bugsy Malone era um filme de gangsters feito com crianças. Espera! Crianças atirando umas nas outras com armas? Sim, mas as metralhadoras disparam creme. Falando assim parece besta, mas o filme captura bem a essência dos filmes de gangster onde levar um tiro de creme na cara e nunca equivale a um assassinato. É claro que nenhuma criança morre, mas meramente ‘some’ do filme.

Os veículos no filme são triciclos adaptados com uma capota parecida com a de modelos de carros da época, e as bebidas são sucos e refrigerantes. O filme é hilário, mas também sensível e veja eu não sou fã de musicais, mas esse conseguiu me cativar pelas belas canções e coreografia. Lembra-se daquela música que toca naquele clipe comercial épico da Coca-Cola? Quando ouvi essa música no comercial, lembrei-me imediatamente que ela é também executada no filme. Emocionante!

 

1 – Cidade do Espaço (desenho animado)

Agora eu peguei todo mundo! Desse desenho absolutamente ninguém se lembrará porque trata-se de um fruto da minha fértil imaginação. Esse desenho era de 1992 e passava no programa Glub Glub da Rede Cultura. Este desenho contava as aventuras da ‘Turma do Bom Clima’, que eram fenômenos climáticos antropomórficos e sua luta contra os ‘poluidores’, antagonistas com temática de elementos poluentes como a Chuva Ácida, por exemplo.

Eles habitam o planeta ‘Climática’, dividido em dois hemisférios separados por uma neblina, o hemisfério sul é escuro e sujo e o norte é claro e limpo. O desenho parece um tipo de Capitão Planeta para o jardim da infância, que introduz noções de ecologia e meio ambientes cientificamente verificados e ajustados para crianças.

O nome em inglês do desenho é Satellite City, e é um desenho tão criptológico que não possui entrada na Wikipédia nem em português nem em inglês. Aliás não dá pra achar nada na internet sobre ele, é mais provável filmar o Pé Grande depilando a virilha. Um usuário do YouTube chamado Jim Harvey mencionou que o desenho é originário do País de Gales no Reino Unido.

Pessoalmente acho que talvez eu tenha inventado isso só pra tentar justificar meu delírio esquizofrênico. Afinal, esse desenho existiu ou não? Alguém que assistia Glub Glub em 1992 poderia me consolar?