Monte a sua matéria: Ainda há como mudar o mundo? #134

E sim, lembramos que todos os temas são aceitos: Política, esporte, religião, enfim! Sinta-se à  vontade ok? O mais importante, claro, a sua participação! E-mail de contato: [email protected]! A todos, uma excelente leitura!




Ainda há como mudar o mundo?

Por: Richer Della Torre

Hoje estamos acostumados com uma sociedade cheia de deficiências, e um assunto que hoje em dia ganha destaque é a preservação do meio ambiente, mas será que nós humanos podemos reverter ou amenizar essa situação?

A vida na Terra, mesmo com algumas pessoas não percebendo está ficando cada dia mais difícil, tudo está ficando descontrolado, tudo está ficando mais quente, a cada dia que passa acontece mais inundações, muitas pessoas acham que essa mudança extrema é uma causa natural, um ciclo, que se repete em uma sequência determinada, outros associam com religião.

Na minha opinião, tudo, tudo mesmo está relacionado com as atitudes e pensamentos do ser humano que foi passado de geração em geração, com uma ignorância extrema, como se fossem o “rei do mundo”, pudesse fazer tudo, algumas pessoas irão falar:
”-Ah, mais é o ganha pão de muita gente”

Qual a diferença? você destruiria seu mundo, seu lar por dinheiro? ironicamente o papel do dinheiro é feito com folhas de árvores, humanos são definitivamente demônios, destroem seu próprio lar, mas como tudo nessa vida, um dia acaba, todos nós iremos morrer, mesmo em uma era de ”Hiper-Tecnologia”, somos todos feitos de carne e osso, iremos para o mesmo lugar, ao menos antes de derrubar uma árvore ou colocar fogo em uma floresta. Pense no seu mundo, nos seus filhos, netos, bisnetos, todas as pessoas que virão depois de você.

Pensando bem do que adianta eu escrever esse texto? todos nós somos humanos, não tem como escapar, essa ignorância está no sangue, no seu DNA, literalmente não existe a menor chance de mudar isso, quando eu olho pela janela da minha casa posso ver a maldade nos olhos de quem passa na rua, quando ligo a TV, vejo inocentes brutalmente assassinados, sem algum motivo, deixando filhos, vejo menores com armas em punho, fazendo justiça com sua própria mão.

Vivemos em um mundo onde muitos valorizam mais sua riqueza, desprezam a vida de um humano, que hoje em dia em vista de tudo que acontece, tem um valor insignificante, onde a própria igreja tem escândalos de pedofilia e uso indevido de dinheiro. A que ponto chegamos, dizimamos nossa cultura, nossa preservação, nossos valores como ser humano.
Ai você me pergunta, tem como mudar isso tudo?

Eu lhe digo, não, não acredito nas pessoas ou em projetos sociais, isso está dentro de nós, e não iremos parar de fazer até que tudo acabe.

  1. Michael De Santa

    21 de abril de 2014 em 15:33

    Irá acontecer como no filme Wall-e

  2. Lakter X

    20 de abril de 2014 em 11:17

    O problema começa quando não depende apenas de você. Não adianta ter um grande projeto sustentável se a empresa vê como um custo desnecessário, mas isso não deve retirar o nosso apetite por mudanças.

  3. Jonas R.

    20 de abril de 2014 em 00:24

    Sou obrigado a discordar de você. Não somos demônios, muito menos santos. Somos humanos. Nós erramos. Mas nós temos a capacidade de acertar também. É por isso que somos livres. Ainda dá tempo de mudar isso. Não adianta querer mudar o mundo, precisamos mudar os nossos hábitos individuais. Não adianta convencer os outros, é preciso inspirar.

    • Richer Della Torre

      30 de abril de 2014 em 23:11

      Não da , a cada dia que passa , cria-se mais e mais projetos sociais e os índices de desmatamento e queimadas só aumenta , não há como mudar isso , todos nós ajudamos a esses índices crescer , mesmo de forma minima mas ajudamos.

  4. Suite Moon

    19 de abril de 2014 em 22:35

    Como eu não entendi o exato objetivo do autor ao escrever essa matéria vou postar aqui algumas imagens e frases para reflexão.

    [img]http://2.bp.blogspot.com/-vFUYSEONBGM/TZoo5KLF9eI/AAAAAAAAALg/BylL4qDa934/s250/salve_o_meio_ambiente.jpg[/img]

    [img]http://1.bp.blogspot.com/-BbDbF5BSsOk/TfoNlZ-n2gI/AAAAAAAABjs/cA1CXlW77JE/s320/reciclagem%2B7_1.jpg[/img]

    [img]http://mensagens.culturamix.com/blog/wp-content/gallery/2_94/mensagens-sobre-meio-ambiente-2.png[/img]

    [img]http://meioambiente.culturamix.com/blog/wp-content/uploads/2013/07/Preserve.jpg[/img]

  5. Caciano

    19 de abril de 2014 em 20:44

    legal o artigo, só que como outros como esse, ainda me pergunto: a onde o escritor quer chegar?
    nesse foi mais claro, com a ultimo paragrafo. Pelo que entendi, estamos destinados ao fim. Eu simplesmente não acredito no fim do planeta, fim da natureza, acredito no fim do ser humano em si, acho que isso foi quase comprovado. Tudo depende do meio de interpretação, o autor é mais pessimista, eu sou mais otimista, não me preocupo com o mundo, mas valorizo o que eu amo

    agora pense: ao jogar o lixo em uma lixeira, será um lixo a menos na cidade. Porem esse lixo vai pra algum lugar, vai para o lixão.

    o que podemos fazer por nós mesmos?

    • Richer Della Torre

      20 de abril de 2014 em 13:28

      Obrigado ,meu objetivo foi fazer uma critica e expressar minha opinião que nada irá mudar se depender da sociedade .

  6. Allen Walker

    19 de abril de 2014 em 16:46

    Sinto muito mas esse texto não ira mudar nada.

    • Gato Endiabrado

      19 de abril de 2014 em 16:54

      Nesse sua pontuação, nem sua ignorância e não tretem com, é o que el tá querendo, até falou no chat :T

      • Allen Walker

        19 de abril de 2014 em 20:24

        Eu nem to afim de tretar só falei uma verdade, a verdade da realidade.

  7. Marvelunatico

    19 de abril de 2014 em 16:10

    Muita coisa precisa mudar, infelizmente :/

    [img]http://2.bp.blogspot.com/_hZtYX0nLI8w/S9-F0c17iHI/AAAAAAAAA8s/hRMCklVBSbE/s1600/cubatao.jpg[/img]
    .

    [img]http://5elementos.org.br/site/wp-content/uploads/2013/10/tiete_sujo1.jpg[/img]
    .

    [img]http://sp8.fotolog.com/photo/8/11/19/meqquifelipe/1287325297372_f.jpg[/img]
    .

    [img]http://i237.photobucket.com/albums/ff209/elizben2/04.jpg?t=1192374719[/img]

  8. Lobo Alfa

    19 de abril de 2014 em 15:54

    acho que essa imagem cairia bem nesse post

    [img]https://fbcdn-sphotos-e-a.akamaihd.net/hphotos-ak-frc1/t1.0-9/10255749_833009170086114_5443734242920930305_n.jpg[/img]

  9. Shun

    19 de abril de 2014 em 15:28

    Acho que se as pessoas agissem mais como os japoneses e menos como os norte-americanos, tudo seria bem diferente…

    • Richer Della Torre

      30 de abril de 2014 em 23:15

      O fato de morarem em nações diferentes não muda nada.

      ”foto de uma cidade japonesa”
      [img]http://gazeta24horas.com.br/portal/wp-content/uploads/2013/02/Polui%C3%A7%C3%A3o.jpg[/img]

  10. larissa

    19 de abril de 2014 em 15:15

    “carta de 2070”
    “Estamos no ano de 2070, acabo de completar os 50, mas a minha aparência é de alguém de 85. Tenho sérios problemas renais porque bebo muito pouca água. Creio que me resta pouco tempo. Hoje sou uma das pessoas mais idosas nesta sociedade.

    Recordo quando tinha 5 anos quando tudo era muito diferente. Havia muitas árvores nos parques, as casas tinham bonitos jardins e eu podia desfrutar de um banho de chuveiro por cerca de uma hora. Agora usamos toalhas em azeite mineral para limpar a pele. Antes todas as mulheres mostravam a sua formosa cabeleira. Agora devemos rapar a cabeça para a manter limpa sem água.

    Antes o meu pai lavava o carro com a água que saía de uma mangueira. Hoje as crianças não acreditam que a água era utilizada dessa forma. Recordo que havia muitos anúncios que diziam Cuide da água, só que ninguém ligava; pensávamos que a água jamais podia acabar.

    Agora, todos os rios, barragens, lagoas e mananciais aquíferos estão irreversivelmente contaminados ou esgotados. Antes a quantidade de água indicada como ideal para beber era oito copos por dia por pessoa adulta. Hoje só posso beber meio copo.

    A roupa é descartável, o que aumenta demasiadamente a quantidade de lixo; tivemos que voltar a usar as fossas sépticas como no século passado porque as redes de esgotos estão entupidas por falta de água.

    A aparência da população é horrorosa; corpos desfalecidos, enrugados pela desidratação, cheios de chagas na pele pelos raios ultravioletas que já não têm a camada de ozônio que os filtrava na atmosfera. Imensos desertos constituem a paisagem que nos rodeia por todos os lados.

    As infecções gastrointestinais, enfermidades da pele e das vias urinárias são as principais causas de morte.

    A indústria está paralisada e o desemprego é dramático. As fábricas dessalinizadoras são a principal fonte de emprego e pagam com água potável em vez de salário. Os roubos por um balde de água são comuns nas ruas desertas.

    A comida é 80% sintética e pela ressiquidade da pele uma jovem de 20 anos está como se tivesse 40. Os cientistas investigam, mas não há solução possível.

    Não se pode fabricar água, o oxigénio também está degradado por falta de árvores o que diminuiu o coeficiente intelectual das novas gerações. Alterou-se a morfologia dos espermatozóides de muitos indivíduos, como consequência há muitos meninos com insuficiências, mutações e deformações.

    O governo até nos cobra pelo ar que respiramos. 137 m3 por dia por habitante e adulto. As pessoas que não podem pagar são retiradas das “zonas ventiladas”, que estão dotadas de gigantescos pulmões mecânicos que funcionam com energia solar, não são de boa qualidade mas pode-se respirar, mas a expectativa de vida média agora é de 35 anos.

    Em alguns países ficaram manchas de vegetação com o seu respectivo rio que é fortemente vigiado pelo exército, a água tornou-se um tesouro muito cobiçado mais do que o ouro ou os diamantes.

    Aqui em troca, não há arvores porque quase nunca chove, e quando chega a registrar-se uma precipitação, é de chuva ácida; as estações do ano tem sido severamente transformadas pelas provas atómicas e da industria contaminante do século XX.
    Advertia-se que havia que cuidar do meio ambiente e ninguém levou a sério.

    Quando a minha filha me pede que conte de quando era jovem descrevo o quão belo eram os bosques, falo da chuva, das flores, do agradável que era tomar banho e poder pescar nos rios e barragens, beber toda a água que quisesse, o quão saudáveis eram as pessoas.

    Ela pergunta-me:

    – “Papai! Porque acabou a água?” Então, sinto um nó na garganta; não posso deixar de sentir-me culpado, porque pertenço à geração que terminou destruindo o meio ambiente ou simplesmente não levamos em conta tantos avisos. Agora os nossos filhos pagam um preço alto e sinceramente creio que a vida na terra já não será possível dentro de muito pouco tempo porque a destruição do meio ambiente chegou a um ponto irreversível.

    Como gostaria voltar atrás e fazer com que toda a humanidade compreendesse isto quando ainda podíamos fazer algo para salvar o nosso planeta terra!”

    • Michael De Santa

      20 de abril de 2014 em 12:38

      Nemli e Nemlerei

      • larissa

        20 de abril de 2014 em 14:02

        Não faz diferença. Ninguém pediu para ler mesmo.

        • Michael De Santa

          20 de abril de 2014 em 15:06

          Então não poste ^^

          • larissa

            20 de abril de 2014 em 15:40

            [img]http://http://t1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQjM6mtkg5ygxjtvR8BNbxP3i73Bqxmp91eHZ7gPJ9gbEG2FUPDEg[/img]

          • Michael De Santa

            20 de abril de 2014 em 15:56

            [img]https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcTCQ_KPokGexL_6UR1I4mREMieq5A2845Na2YmuM7am__RAbFww-RM9n9lG[/img]

    • Dandara

      19 de abril de 2014 em 15:59

      Aff Carlão aqui né jornal pra vc fazer artigo ñ, manera aí tá

      • larissa

        20 de abril de 2014 em 09:20

        Artigo? onde viu artigo? aprenda a diferenciar textos e depois venha falar comigo. e outra o comentário tem relação com post, diferente dos seus que só falam merda.

      • Gato Endiabrado

        19 de abril de 2014 em 16:53

        E aqui não é conto de fada pra ter dragão 😀 Em outra palavras, Dandara 😀

        • Marvelunatico

          19 de abril de 2014 em 20:28

          E morreu X_X

  11. Cacuety Comment

    19 de abril de 2014 em 14:37

    Tem um jeito bem efetivo de mudar o mundo, só que os direitos humanos não iriam aprovar …

    • Natan Santos

      7 de novembro de 2014 em 18:38

      wooow, efetivo mesmo, radical tbm ^^

  12. Jeff Dantas

    19 de abril de 2014 em 14:06

    Lucas, aconteceu alguma coisa? Seu comentário sumiu… :'(

    • Lucas Rodrigues

      19 de abril de 2014 em 14:07

      Bugs, bugs everywhere.

      • Mutley

        19 de abril de 2014 em 14:22

        Aconteceu comigo também , já iria botar a culpa no Jeff … ai o comentário apareceu de volta 😉

  13. karmen

    19 de abril de 2014 em 14:04

    É preciso dar O DEVIDO VALOR E RECONHECIMENTO A MÃE NATUREZA….ou ELA se voltará contra nós !!!!

    • Caciano

      19 de abril de 2014 em 20:47

      acho que não é por ai

  14. André Silva

    19 de abril de 2014 em 14:00

    Achei muito bom o texto!
    Tambem nao acredito q o mundo ira mudar para melhor, as pessoas estao ficando cada vez mais mesquinhas e gananciosas, passando por cima de tudo e de todos para conseguir seus objetivos, mesmo q isso signifique dizimar outros animais q nao possuem as mesmas armas q nos, acabamos com as florestas como se os seus recursos fossem infinitos…definitivamente nosso tiro esta saindo pela culatra!

    • Richer Della Torre

      20 de abril de 2014 em 13:27

      Valeu pela força , peço desculpas pelo texto ter ficado pequeno .

  15. Jeff Dantas

    19 de abril de 2014 em 13:50

    E pra quem não sabe, esta é a Favela da Paz, em SP… Há poucos metros do “Itaquerão”… De fato, teremos um belo legado… http://www.trilhosurbanos.com/wp-content/uploads/2012/11/100_5886.jpg

    • Thiago.

      19 de abril de 2014 em 13:59

      Essa copa vai ser um fiasco, só anota
      Colocaram estádios de primeiro mundo, mas envolta dos mesmos é favelinhas, nosso país já não tem fama muito boa, futebol / mulher gostosa, daora… Pós copa será pior.

  16. Lucas Rodrigues

    19 de abril de 2014 em 13:49

    Depende de que forma pode mudar. Eu acho mais provável mudar pra pior, desculpem meu pessimismo. Achei o texto demasiadamente curto, mas expôs bem a realidade que vivemos, só achei exagerada a forma como o autor foi mudando de assunto a cada parágrafo, sinto que foi a pressa que ocasionou isto.
    Mas de qualquer forma faço das palavras do autor as minhas, bom texto crítico porém curto demais.

    • Richer Della Torre

      20 de abril de 2014 em 13:26

      Obrigado , como você disse eu fiz meio com pressa ,

    • Amilton BP

      19 de abril de 2014 em 14:54

      Bom, vou colocar minha opinião aqui mas depois faço algo mais argumentativo.
      Acho que o autor esta desabafando algo que tem vários níveis de preocupação dependendo da cabeça do pensador. Mas é a realidade.
      Mas me pareceu uma forma de desistência para lavar as mão do que está por vir.
      Não é melhor fazer algo então? Pelo menos quando olho ao redor não vejo somente desgraça, também vejo luta pelo bem comum de poucos que podem virar muitos. Eu pretendo fazer algo quando começar a copa e aproveitar pra fazer nosso “gigante” capenga ficar novamente em pé.
      Não é a soluçao, mas é o início, nem que seja para agora ou para os que virão depois de mim.

    • Jeff Dantas

      19 de abril de 2014 em 13:51

      E você, Lucas, o que mudaria no país? Ou nas pessoas, como um todo? 🙂

      • Lucas Rodrigues

        19 de abril de 2014 em 14:18

        No meu ponto de vista acredito cabem a elas mesmas mudarem seus conceitos e atitudes. Ninguém tem o poder de mudar o outro, então o mais sensato seria se todos mudassem suas formas de pensar individualmente, a hipocrisia tomou conta da mente das pessoas atualmente, vejo em propagandas sobre as eleições brasileiros induzindo a outros a esquecerem o passado sombrio da política imunda desse país, é muito revoltante. Se quisermos viver em um país melhor, acho que são os próprios habitantes que precisam mudar seus pensamentos e não um querer manipular o outro a fazer isso ou pensar aquilo.
        Sobre mudar o país, não faço a menor ideia, a coisa tá tão feia que nem sei por onde começar 😛

    • Thiago.

      19 de abril de 2014 em 13:51

      O tamanho do texto não muda o que o autor pensa, melhor algumas linhas com razão, que muitas com enrolação 😉

      • Lucas Rodrigues

        19 de abril de 2014 em 14:06

        É, até que você tem razão.

  17. Jeff Dantas

    19 de abril de 2014 em 13:48

    Na verdade, tudo é culpa de alguém: Dos políticos, de Deus, dos vizinhos…O que falta, muitas vezes, é um pouquinho mais de maturidade. E mais do que isso, de consciência, acima de tudo. E não apenas consciência cívica ou ideológica, mas sim, de valores, principalmente… 🙂

  18. Jeff Dantas

    19 de abril de 2014 em 13:37

    “A vida na Terra, mesmo com algumas pessoas não percebendo está ficando cada dia mais difícil, tudo está ficando descontrolado, tudo está ficando mais quente, a cada dia que passa acontece mais inundações, muitas pessoas acham que essa mudança extrema é uma causa natural, um ciclo, que se repete em uma sequência determinada, outros associam com religião…” Concordo, e assino embaixo. Acho, inclusive, que tudo gira em torno de Deus, ou ainda, do diabo…

    https://rrupta.files.wordpress.com/2012/06/devastac3a7c3a3o-ambiental.jpg

    • O Mentalista

      19 de abril de 2014 em 13:39

      Isso não tem nada a ver com religião, ou com a natureza, isso está tudo ligado aos seres humanos, que acham que podem dominar a Terra e as forças naturais, quer ter domínio de algo tão imenso…o fim pode ocorrer daqui a 1 minuto, e o ser humano não poderá fazer nada, só se acostumar com a ideia de que ele não está no controle, e muito menos é o centro do universo.

      • Thiago.

        19 de abril de 2014 em 13:43

        O Homem acha que pode ir contra a força da natureza… Os desastres, muitos deles a culpa é do próprio Homem que destrói aquilo que tem.
        Se for olhar por um lado, todo mundo tem uma certa culpa por isso, até pelo fato de comprar alguns produtos no super mercado, você sabe realmente de onde os mesmos saíram ? …

        • Ultra

          19 de abril de 2014 em 14:12

          Quem diria que o excesso de inteligência do ser humano pode destruir um mundo.

          • Thiago.

            19 de abril de 2014 em 14:17

            O excesso e a falta, pois muitos não ligam para as consequências de seus próprios atos.

          • Ultra

            19 de abril de 2014 em 14:23

            Principalmente o excesso, duvido que o verdadeiro caminho do ser humano seria construir aviões, casas, armas, bombas atômicas, satélites, carros, computadores, naves espaciais, e tantas outras tecnologias, acho que nós seriamos como os outros animais irracionais.

          • Thiago.

            19 de abril de 2014 em 14:38

            Sim, um ciclo, mas não, pelas tecnologias alcançadas até o momento, nós estamos ao topo da piramide mesmo sendo um animal fraco na natureza, nós poderíamos ser facilmente mortos e devorado por uma infinidade de animais, mas não, chegamos a tal ponto que somos a maior ameaça para os outros animais e para nós mesmos.

52 Comentários
mais Posts
Topo