Monte a sua matéria: O lendário time nazista #129

E sim, para participar, é muito fácil. Para tal, envie o seu texto para: [email protected]! A todos, uma excelente leitura!




O lendário time nazista

Por: Michelle Alves

time

Em uma fazenda no interior de São Paulo, 160 km a oeste da capital, um time de futebol posa para uma foto comemorativa. Mas o que torna a imagem extraordinária é o símbolo na bandeira do time - uma suástica.

“Nada explicava a presença dessa suástica aqui”, conta José Ricardo Rosa Maciel, ex-dono da remota fazenda Cruzeiro do Sul, perto de Campina do Monte Alegre, que encontrou a foto, por acaso, um dia.

A primeira pista

“Um dia, os porcos quebraram uma parede e fugiram para o campo”, notei que os tijolos tinham caído. Achei que estava tendo alucinações”. Na parte debaixo de cada tijolo estava gravada uma suástica. Levou anos para que Maciel, com o auxílio do historiador Sidney Aguilar Filho, conhecesse a terrível história que conectava sua fazenda aos fascistas brasileiros.Ele descobriu que a fazenda tinha pertencido aos Rocha Miranda, uma família de industriais ricos do Rio de Janeiro. Que eram membros da Ação Integralista Brasileira (AIB), organização de extrema direita simpatizante do Nazismo.

A família às vezes organizava eventos na fazenda, recebendo milhares de membros do partido. Mas também existia no lugar um campo brutal de trabalhos forçados para crianças negras abandonadas. “Descobri a história de 50 meninos com idades em torno de 10 anos que tinham sido tirados de um orfanato no Rio.”

Osvaldo Rocha Miranda solicitou a guarda legal dos órfãos e o pedido foi atendido.

Sobreviventes

Aloysio da Silva

time 2

“Ele enviou seu motorista, que nos colocou em um canto”. Um dos primeiros meninos levados para trabalhar na fazenda, hoje com 90 anos de idade. “Osvaldo apontava com uma bengala - ‘Coloca aquele no canto de lá, esse no de cá’. De 20 meninos, ele pegou dez. Ele prometeu o mundo.Mas não tinha nada disso.”

As crianças eram espancadas regularmente com uma palmatória. Não eram chamadas pelo nome, mas por números. Silva era o número 23. Cães de guarda mantinham as crianças na linha.

Argemiro dos Santos

time 3

Quando menino foi encontrado nas ruas e levado para um orfanato. Um dia, Rocha Miranda veio buscá-lo. Eles não gostavam de negros – Diz ele. “Havia castigos, deixavam a gente sem comida ou nos batiam com a palmatória. Doía muito. Duas batidas, às vezes. O máximo eram cinco, porque uma pessoa não aguentava”. “Eles tinham fotografias de Hitler e você era obrigado a fazer uma saudação. Eu não entendia nada daquilo”.

Para os órfãos, os únicos momentos de alegria eram os jogos de futebol contra times de trabalhadores das fazendas locais, como aquele em que foi tirada a foto onde se vê a bandeira com a suástica. (O futebol tinha papel fundamental na ideologia integralista.).
Mas depois de vários anos, ele não aguentava mais: “Tinha um portão (na fazenda) e um dia eu o deixei aberto”. “Naquela noite, eu fugi. Ninguém viu”.

Santos voltou ao Rio onde, aos 14 anos de idade, passou a dormir na rua e trabalhar como vendedor de jornais. Em 1942, quando Brasil declarou guerra contra a Alemanha, Santos se alistou na Marinha. Depois de trabalhar para nazistas, Santos passou a lutar contra eles.
Hoje, Santos é conhecido, na comunidade onde vive pelo apelido de Marujo.

E se orgulha de um certificado e uma medalha que recebeu em reconhecimento por seus serviços durante a guerra. Mas ele também é famoso por suas proezas futebolísticas, jogando como meio de campo em vários grandes times brasileiros na década de 1940. As lembranças do tempo difícil que passou na fazenda, no entanto, são difíceis de apagar.

  1. Renato Correa Bicca

    8 de abril de 2014 em 22:22

    Posso estar enganado, mas….o simbolo que aparece na bandeira e nos “tijolos” que o seu Aloysio segura nas mãos…………NÃO É A SUÁSTICA NAZISTA ……….e sim o simbolo indu sagrado SWASTIKA….de origem sânscrita que significa “Boa Habitação”. A suástica nazista é uma inversão proposital desse símbolo………ai sim sendo um símbolo terrível !!!!!!

  2. Marvelunatico

    2 de abril de 2014 em 06:40

    Racistas nojentos!

  3. Jeff Dantas

    2 de abril de 2014 em 00:20

  4. TRETAS

    1 de abril de 2014 em 20:33

    BRASILERO É TÃO INUTIL QUE NEM NAZISTA SABE SER, PRIMERO QUE HITRI CAÇAVA JUDEUS, NÃO NIGGAS, E OUTRA QUE ÉSSA SUÁSTICA NÃO REPRESENTA O NAZISMO, É A SUÁSTICA INVERTIDA PORRA

  5. [email protected]

    1 de abril de 2014 em 20:18

    Fala ae galera…eu não li nada, só estou comentando um pouco.

  6. Grande Nappa

    1 de abril de 2014 em 18:13

    Estava tudo normal até alguém encontrar suásticas embaixo de tijolos, depois disso, virou um verdadeiro campo de concentração. E sabe de quem é a culpa? A culpa é dos malditos porcos que quebraram a parede! Esses porcos deviam ser presos por apologia ao nazismo.

  7. Caciano

    1 de abril de 2014 em 17:04

    bom, depois de tanto tempo resolvi comentar de novo aqui, ja tinha falado sobre o assunto muitas vezes, mas não tinha uma ideia bem formada sobre o assunto.
    SE PREPAREM PARA O SUB POST!

    A questão é a seguinte: Em qualquer tempo, ninguém é santo, não existe certo, e cada um tem uma opinião..
    O que me refiro aqui, são os tempos de revolução. Sempre haverá os dois lados, quem apoia, quem critica. A segunda guerra não começou só por causa dos judeus, tanto na primeira quanto na segunda guerra, todo mundo odiava os judeus, eram grandes comerciantes, e o fascismo percorria maioria dos países. “eram grandes comerciantes, ninguém gosta deles.. Vamos botar a culpa da economia baixa nos judeus!”. Acho que uma unica diferença é que a escravidão foi abolida das maiores potencias porque não era mais viável, estava dando prejuízo, o detalhe é judeus, negros, povos considerados oprimidos por raça, eram utilizados como escravos. então certos países ganharam a fama de certinhos,porque achavam a escravidão inviável, mas a descriminação ainda era a mesma.
    cada nação tinha seus podres, porem não eram destacados quando a certa nação ganhava a guerra.
    agora imaginam quando o lado oposto perdia perdia, não só humilhado, mas toda politica, toda a forma de se pensar, se baseava contra os métodos do pais. Mais santo ainda quando um Estados Unidos da vida ia “ajudar” os países afetados pela guerra.
    a guerra fria se estendeu muito, acredito que é por isso que ainda existe a forma de pensamento de hoje.
    mais ai você me pergunta: Cara, se não vai falar do povo oprimido? e o lado deles?
    (mais texto!)
    vou dar uma situação, que tal a famosa marcha prestes no brasil?
    acho que com esse exemplo podemos entender qualquer tipo de revolução
    Prestes era comunista, isso não era muito aceito no Brasil, pois não predominava.
    Porem ele lutava por um bem comum, uma causa que existe até hoje: Combate a corrupção!
    Mas mesmo assim existia um lado contra, sera pela politica do partido?
    è quase por ai..
    eu diria que sua marcha incentivou mais o ódio pelo partido do que por ele mesmo.
    Por que?
    Porque ele era um revolucionário, e estava disposto a qualquer coisa, e até prejudicar o povo, de maneira inconsequente (sem perceber) para alcançar o objetivo.
    de repente você não conhece esse lado da historia..
    nesse caso faça um teste: pergunte para as pessoas sobre Luís Carlos Prestes..
    pergunte para todo o tipo de pessoa, jovens, velhos, pobres, ricos, para quem é da cidade e para quem é do interior.

    uns vão dizer que ele era um Herói
    outros vão dizer que ele era um ladrão desgraçado

    Prestes era como um robin hood, mas sobre o ponto de vista dele
    acho que sobre ele eu ouvi mais, que ele era um ladrão de cavalos e comida..

    para para de enrolar aqui, quero que você que esta lendo entenda qualquer tipo de revolução, haverá um povo oprimido, e um povo que vai sair ganhando. podem falar sobre nazismo (claro que sou contra os métodos) marcha prestes, constituição brasileira apelidada de “polaca”, ditadura militar. sempre vai ter alguém prejudicado, e alguém que vai sair ganhando.

    Não quero que você mude de ideia, por que cada pessoa tem uma ideia diferente, e nenhuma que satisfaça a todos, se é contra o nazismo, continue contra.
    só entenda que ninguém aqui no mundo faz totalmente certo! motivo: Nossos olhos estarão sempre vendo, a sua situação.

    se isso é ético ou não isso não importa muito no mundo em que vivemos
    mas se tiver uma ideia, não se feche! nos ainda temos esperança!

    até a próxima pe-pe-pessoal!!!

    • Caciano

      1 de abril de 2014 em 17:07

      serio gente, nem eu iria ler isso se não fosse postado por mim..
      tentei ser parcial, caso ofendi alguém, minhas sinceras desculpas..
      ô vida..

  8. Bruno Rafael

    1 de abril de 2014 em 15:53

    Por Favor, quem fizer esse post “Monte sua Matéria”, faça com matérias originais, já vi essa matéria no Balanço Geral do Geraldo Luis. Vlw

  9. Sabrina

    1 de abril de 2014 em 15:42

    Será que o time que perdia era levado para uma câmara de gás também?

    • Sodam Yat

      2 de abril de 2014 em 00:06

      [img]http://geradormemes.com/media/created/5ymm44.jpg[/img]

      • Sabrina

        2 de abril de 2014 em 00:17

        Qual comentário é necessário nesse site hoje em dia? Acho que nenhum.

        • Sodam Yat

          2 de abril de 2014 em 00:27

          nem os meus?
          [img]http://static.tumblr.com/hfwfvnh/pPolvz8w8/okay_gif_i_got_bored_and_i_needed_a_okay_2d3314_2295970.gif[/img]

          • Sabrina

            2 de abril de 2014 em 00:33

            Nem os seus, nem os meus. Rs…

          • Jeff Dantas

            2 de abril de 2014 em 21:19

            Nossa, Sah.. q desânimo.. pera aí, deixa eu colocar um The Cure… 🙂 ^^

    • Jeff Dantas

      1 de abril de 2014 em 21:37

      Olha, até que faz sentido viu? 🙂 ^^

      • Sabrina

        1 de abril de 2014 em 23:00

        Mistérios rsrsrs.

  10. Jeff Dantas

    1 de abril de 2014 em 14:48

    O mais bacana, eh que existem várias reportagens sobre o tema 🙂 Nessa aqui, por exemplo, o aparecimento de um cofre nazista… 🙂 https://www.youtube.com/watch?v=og57q1coieY

    • Senhor do Tempo

      1 de abril de 2014 em 15:37

      Eu assisti tudim nos dois programas inteiros que o geraldo ficou fazendo suspense. Eu acho muito paia esse suspense exagerado mas o assunto era muito interessante 🙂

  11. Jeff Dantas

    1 de abril de 2014 em 14:38

    E realmente, essa história, daria um ótimo livro! 🙂 Imaginem só, nazismo até no Brasil!! http://minilua.org/resize/cache/c2l0ZTovLzIwMTQvMDQvdGltZS0yLmpwZ3w0OTl4MzE5Ljg3MTc5NDg3Mg**.jpg

    • Anubis

      1 de abril de 2014 em 14:42

      A matéria é legal e bem escrita com entrevistas, mas muito clichê(no meu ponto de vista).

23 Comentários
mais Posts
Topo