Minilua

Monte a sua matéria: Sim, a democracia pode funcionar #89

E em tempos de revolta, nada melhor do que este artigo. Com vocês, um dos temas mais em voga da semana. A todos, uma ótima leitura! E-mail de participação: equipe@minilua.com!

Sim, a democracia pode funcionar

Por: Luiz Ricardo (3 Hits)

As manifestações ocorridas na cidade de São Paulo têm ganhado grandes proporções. Destaque no país e no exterior, as reivindicações mostraram algo que há muito tempo deveria ter acontecido: a mudança de atitude por parte da população brasileira. O Brasil estava precisando disso. Levantar das poltronas, e sair de casa para lutar por seus direitos. ISSO! REVOLUÇÃO! ANARQUIA! Mas calma gente. Tudo feito na emoção e empolgação está fadado ao fracasso.

É incrível ver que o Brasil aos poucos foi acordando de seu limbo reivindicatório. Há pouco tempo, manifestações contra o aumento de passagens tomaram algumas cidades do país, como Teresina (Piauí) e Vitória (Espírito Santo). E agora, enfim, ocorreu o estopim na maior cidade brasileira.

Assim, por conta da grande influência exercida pela capital paulista, a onda revolucionária irradiou pela nação. Isso ocasionou confrontos, teoricamente, dignos de tempos de ditadura. Faz-se necessário analisar com muito cuidado tudo o que está ocorrendo, para não ser facilmente manipulado por esta ou aquela informação.

A tendência geral é condenar a ação da polícia, pela forma como eles agem (com aquele certo carinho que todos conhecem). Não se deve dividir os grupos: estes são os mocinhos, e aqueles são os vilões. Muitos policiais, pela falta de treinamento, compaixão, ou até mesmo razão, partiram para ignorância, mostrando que são os fodões (desculpem-me o palavreado).

Outros apenas têm que fazer o seu trabalho, mesmo repudiando os atos violentos (não esqueçam de que estamos falando de seres humanos). Por outro lado, alguns manifestantes resolvem sujar a imagem do movimento e, aproveitando-se do momento, vandalizam e destroem tudo o que veem pela frente.

Alguns falam que tudo está ocorrendo por conta da empolgação, que depois que a poeira abaixar, esse momento brasileiro ficará empoeirado e imêmore no fundo de uma página de um livro de história, esquecido pelo seu próprio povo. Pode até ser verdade, entretanto, a forma de agir de uma sociedade não se dá de forma brusca.

As pessoas não serão reivindicadoras de todos os seus direitos, votando com consciência, cobrando de seus governantes de uma hora para outra. Essa transição se dá de forma lenta, e é necessário um ponto de partida, que talvez seja o que estamos vivenciando neste período.

Embora seja sensacionalmente lindo todos estes eventos, é necessário informação primeiro. Sair às ruas, lutar por seus direitos sem nem ao menos entender o porquê, torna a pessoa igualmente alienada a aquelas que pouco se importam com tudo isso.

Mas buscar uma opinião sensata sobre os acontecimentos não é tão simples quanto parece, pois as informações manipuladas e a mídia alienante estão por toda a parte. Toda a cautela é necessária, para entender as reivindicações que estão sendo feitas e assim, agir da forma mais correta para o sucesso da manifestação.

O Brasil está mudando, as pessoas estão acordando. Mas levantar da cama e não abrir os olhos, significa que a consciência pode ainda não estar totalmente recobrada. Os manifestantes estão fazendo parte de um momento importante na história do país, e por isso, mesmo que sejam ´´apenas´´ jovens, devem agir com responsabilidade.

Um país com uma riqueza imensurável como é o nosso necessita antes de tudo, de uma grande responsabilidade dos nossos governantes, daí a necessidade de manifestações com reivindicações coerentes, bem como o apoio da população demonstrando que a democracia deve prevalecer para tornar a nação mais sólida.

Esperamos que todos entendam isso, tomem controle deste território onde vivem, e que não deixem a luta pelos direitos ser algo apenas momentâneo e, insiram esse hábito na cultura brasileira.