Minilua

O mistério do lago que brilha

No verão de 2008/2009 um estranho fenômeno ocorreu nos lagos Gippsland, em Victoria, na Austrália.

Os lagos Gippsland são formados por inúmeros lagos, pântanos e lagoas, que cobrem uma área de 354 km², contando com cerca de 400 espécies nativas da flora e 300 espécies da fauna, sendo considerada uma área de preservação.

Durante o ano de 2006 houveram cerca de 70 incêndios  que acabaram afetando a área da bacia para os lagos Gippsland. Após os incêndios vieram as chuvas em 2007, que chegaram com tanta intensidade que provocaram inundações, condições estas que ao misturar água salgada do mar com a água doce do lago, causaram um surto de algas verde-azuladas, o que deu aos lagos a cor verde. Vale lembrar que muitas destas condições ainda continuaram atingindo diversas regiões nos anos posteriores.

Estas algas tinham um efeito fluorescente e, cada vez que as águas se agitavam por qualquer motivo, desde uma quebra de onda ou mesmo por alguma pessoa que atrapalhasse a tranquilidade das águas, a luminosidade aumentava.

O fenômeno da bioluminescência nunca foi tão forte como naquele verão, porém ainda é possível ocorrer, em condições adequadas.

Confira algumas imagens deste estranho fenômeno.

 

Adaptado de dailymail