A origem de famosas superstições #2

Muitos seres humanos possuem manias e superstições baseadas em crendices populares. Porém, mesmo os fiéis seguidores dessas crenças normalmente não fazem a mínima ideia de onde surgiram suas superstições:




Ferradura

horseshoe-story

Hoje em dia, ter uma ferradura não é algo tão comum, mas no passado, quando os cavalos faziam mais parte de nossas vidas, toda a casa tinha ao menos uma ferradura pendurada na parede. Essa superstição surgiu com os gregos há muitos séculos.

Por algum motivo, os gregos acreditavam que o ferro tinha o poder de atacar os espíritos ruins. Além disso, a ferradura tem o formato da lua crescente, que era considerada como símbolo de fertilidade e boa sorte. É por isso que você vê algumas ferraduras em paredes por aí, tudo graças aos gregos suas crendices.




Bater na madeira

display

Todo mundo já bateu na madeira quando falou sobre algum assunto delicado, como a morte ou sofrimento de alguém. Essa superstição vem dos povos pagãs antigos, como os celtas. Esses povos tinham crenças religiosas fortemente ligadas a natureza e, por isso, muitos de seus deuses eram representados por objetos naturais, como árvores ou rios.

Algumas dessas religiões acreditavam que as árvores eram portadores de bons espíritos e sempre davam três batidas nelas para “chamarem” o bem para si e pedir proteção.




Fazer desejos para uma estrela cadente

shooting_star

Essa superstição é uma das mais famosas e mais seguidas em todo o mundo. Não é nada incomum uma pessoa contar que viu uma estrela e fez um desejo. Esse ritual é visto em filmes, desenhos e em todo o tipo de história.

Essa superstição possui um criador conhecido e tem sua história bem documentada. Primeira vez em que se ouviu falar que as estrelas cadentes podiam realizar desejos veio de uma ideia criada por Ptolomeu, famoso cientista grego que viveu entre o ano 90 e 168 D.C.

Segundo ele, essas estrelas eram, na verdade, os deuses aparecendo para os mortais do mundo, por isso, seria uma boa ideia fazer um pedido a elas, pois os deuses estariam vendo e ouvindo suas vontades naquele momento.

  1. Jeff_Silveira

    3 de novembro de 2015 em 11:35

  2. Lynn Rock

    3 de novembro de 2015 em 08:45

    Sempre bato na madeira, agora essa da ferradura, eu nunca acreditei muito.

  3. Gabriel Frigini

    2 de novembro de 2015 em 01:05

    mandou bem Diego! bater na madeira, quem nunca?

  4. Di Angelo Pinheiro

    1 de novembro de 2015 em 00:27

    Uma vez fiz um pedido a uma estrela cadente, que não tivesse aula no dia seguinte. No outro dia não teve aula porque um meteorito tinha caido na escola!….sqn! Nunca mais fiz pedido nenhum para pedras do espaço!

  5. Pensador Alternativo

    1 de novembro de 2015 em 00:27

    Bem bacana 🙂

  6. Gustavo Borges

    31 de outubro de 2015 em 23:27

    Eu bato na madeira quando to com raiva mesmo, tem que falar isso de proteção e boa sorte pra minha mão depois de três batidas.

6 Comentários
mais Posts
Topo