Minilua

As passagens mais sanguinárias da Bíblia #1

A Bíblia é o livro mais lido da história e o mais sagrado que já existiu no mundo cristão, pois possui, nada mais nada menos que, a “Palavra de Deus”.

Obviamente, e como era de se esperar de algo tão sagrado, é inadmissível que você cristão ou mesmo qualquer um de nós venha a questionar o que está neste livro, afinal, dessa forma você estará questionando a palavra de Deus, um enorme sacrilégio que, tempos atrás, poderia inclusive custar a sua vida, vide a Inquisição.

No entanto, não podemos deixar de notar que várias passagens da Bíblia relatam uma sanguinolência terrível, coisas que colocariam muitos filmes violentos de hoje “no chinelo” e que, certamente, você se sentiria no mínimo desconfortável de ler isso aos seus filhos.

Pior do que isso, muitos podem pensar que isso seja “tudo obra do Diabo”, entretanto, a maioria esmagadora dessas mortes, para nossa surpresa, são cometidas direta ou indiretamente por Deus, ou em nome Dele.

O americano Steve Wells anotou todas as mortes, como essas, registradas nas sagradas escrituras e as somou, chegando à incrível soma de 2.552.452 (dois milhões, quinhentos e cinquenta e dois mil, quatrocentos e cinquenta e duas mortes, entre homens, mulheres e crianças). Isso sem contar os que deveriam ter sido mortos no dilúvio, algo que poderia passar de trinta milhões.

Surpreso? Não acredita? Então pegue sua Bíblia também e nos acompanhe na travessia desse verdadeiro mar de sangue.

 

Matando crianças

Em Reis 2:24 algumas crianças estavam zombando um profeta de Deus por ele ser careca. Usando o nome do Senhor ele as amaldiçoou, e em seguida dois ursos surgem e matam quarenta e duas crianças, apenas por fazerem piadas:

 

Holocausto na cidade

Em Genesis 19, Deus mata todas as pessoas das cidades de Sodoma e Gomorra (estima-se cerca de 2.000 pessoas) com uma chuva de fogo, queimando tudo que tinha lá. Ele salva apenas um homem e sua família, porém mata a esposa dele também, apenas pelo fato de ela ter olhado para trás.

 

Sacrificando animais

Se você gosta de animais e os defende, não vai gostar nada disso.

Em Levítico do capítulo 1 ao 9, vemos pedidos de Deus para que animais sejam sacrificados, sendo degolados e tendo seu sangue espalhado pelo altar.

Em toda a Bíblia existem dezenas de relatos onde Deus pede sacrifício, humano e animal. Nas palavras da própria Bíblia, o “cheiro suave” dos animais caçados, mortos e queimados agrada ao Senhor.

 

E você, o que acha?

Certamente esses textos agradavam aos povos da época, causando uma maior imponência e temor a Deus. Mas, e hoje? O que você acha disso tudo?

 

Siga Diego Martins no Google+: gplus/diegomartins

Ou adicione no Facebook: http://www.facebook.com/diegominilua

Faça parte de nosso grupo: http://www.facebook.com/groups/188760724584263/