Qual o país mais velho do mundo?

Muito se difere sobre qual seria o país mais velho do mundo, visto que é certo que muitos povos existiram em um passado bem distante, no entanto eram normalmente tratados como impérios, ou seja, um aglomerado de cidades-estado e feudos.

Vários impérios existiram no passado, como o do México, China, Japão, Grécia, Roma, Pérsia, Índia, Egito, Coréia e muitos outros. No entanto não existia essa definição de países e divisões territoriais com leis mais específicas.

Falando a grosso modo, no passado o império seria, por exemplo, a América do Sul, e as cidades-estados e feudos seriam os países atuais, tais como Brasil, Argentina, Chile, entre outros. Os imperadores que expandiam seus domínios se tornavam “donos” de muita coisa.

No entanto, mesmo com toda essa dúvida em relação ao país que seria o mais velho do mundo, existem três possibilidades que são as mais aceitas pelos pesquisadores e historiadores. Conheça cada uma delas.




San Marino

Cidade-de-San-Marino

Um dos menores países do mundo, San Marino também pode ser o mais antigo. Completamente rodeado pela Itália, o lugar foi fundado em 3 de setembro de 301. Sua constituição é a mais velha do planeta, tendo sido escrita no ano 1600. Lembrando que, embora a sua fundação tenha sido dada em 301, o Papa apenas reconheceu sua independência em 1631.




Japão

japao

Segundo a história japonesa, Jimmu, o primeiro imperador do país, fundou o Japão em 660 a.C. No entanto, foi apenas no século 18 que o Budismo e a cultura japonesa se espalharam em torno das ilhas. Ao longo da sua imensa história, a terra do sol nascente contou com vários tipos de líderes e governos. Por isso, mesmo que a sua fundação tenha sido dada em 660 a.C, o resto do mundo “reconhece” o Japão como país de verdade a partir do século 19.




China

língua-chinesa

Incrivelmente, a primeira dinastia da história existiu há mais de 3500 anos. Compreendida entre o século 17 e 11 a.C, a dinastia feudal Shang marcou o início da China. No entanto, foi apenas em 221 a.C que aconteceu a fundação da China moderna. Nesse ano, Qui Shi Huang foi proclamado o Primeiro Imperador da China.

Em 1912, a China virou República e em 1949, acabou por se tornar República Popular da China, o que está até hoje.

Gostou desse artigo? Deixe o seu comentário e recomende essa postagem!

Adaptado de Universia Brasil

  1. Thiago Carvalho Costa

    14 de dezembro de 2015 em 01:33

    O Japao foi unificado nos territórios atuais pela dinastia yamato portanto e mais antigo

  2. Gladyson Salvador

    13 de dezembro de 2015 em 22:54

    Bem já que a família imperial japonesa é a mesma desde mítico Imperador Jimmu, bisneto da Deusa Amateratsu,( pela tradição) sendo a Dinastia Yamato, o Japão é o mais antigo.

  3. KonaKona

    13 de dezembro de 2015 em 22:53

    E o pastel de flango? com todo esse tempo ainda n estragou…

    • Gabriel Frigini

      19 de dezembro de 2015 em 02:05

      kkkk!

  4. Lenyyfla Lenyy

    13 de dezembro de 2015 em 18:24

    Made in China!
    [img]http://minilua.org/resize/cache/c2l0ZTovLzIwMTUvMTIvbF9fbmd1YS1jaGluZXNhLmpwZ3w2NDh4MzYz.jpg[/img]

  5. Marlon de Arruda Antunes

    13 de dezembro de 2015 em 18:14

    Seria melhor falar das civilizações mais antigas ainda existentes… Daí além da China e Japão teria Egito, Israel, etc.

    • Eduardo Azrael

      14 de dezembro de 2015 em 13:27

      A civilização egípcia atual não tem absolutamente nada a ver com o Império egípcio que construiu as pirâmides e foi extinto ainda na época do Império Romano (tanto que os egípcios atuais não falam ou escrevem em hieróglifos, a escrita egípcia permaneceu completamente desconhecida nos tempos modernos até a descoberta da Pedra de Roseta e de intensos trabalhos de tradução. Israel por sua vez foi destruído e reconstruído diversas vezes na História, sempre com drásticas modificações na localização de seu território, a ponto de a atual ser considerada independente da antiga, embora descenda diretamente do povo hebreu da Bíblia; o idioma hebraico chegou a ser considerado extinto, sendo que foi “ressuscitado” em tempos atuais, sendo o ÚNICO idioma em toda a história a ter passado por esse processo.

7 Comentários
mais Posts
Topo