Minilua

Para pensar: Preconceito

Não é novidade para ninguém que vivemos em uma sociedade repleta de preconceito. São inúmeros, oriundos de crenças religiosas, sociais, políticas, culturais… enfim, tudo!

O ser humano sempre viu aquilo que é diferente de si ou do que tem como “o certo” como algo absurdo e inaceitável, porém tal comportamento é demasiadamente egocêntrico e extremamete limitante.

Reflita: Qual a diferença entre um religioso e um ateu fanático? Nenhuma! Afinal ambos estão sempre querendo provar o seu ponto de vista sem tentar ao menos compreender o outro, o todo.

Mesmo que isso seja praticamente impossível, se colocar na posição de outra pessoa e tentar entender a razão de suas crenças, não torna a sua fraca, ela pode ampliar a sua visão exponencialmente para questões que antes você tinha como determinada. Não tenha medo de mudar de opinião, de aprender algo novo, de se reciclar.

Uma pessoa com opinião sólida formada é fantástica, mas se ela demonstra ser incapaz de se confrontar com ideias divergentes das suas sem menosprezar ou de alguma forma desistituir de valor o conceito alheio, esta pessoa possui uma mente imutável e por conseguinte limitada.

Por isso “viaje”, se dê ao menos a chance de conhecer e aprender sobre algo novo antes de simplesmente rotular, veja se serve para você, se não, deixe como está. Leve isso como mais uma lição importante da nossa curta e misteriosa jornada!