Minilua

Para quem adora cães…

Os cães são sem sombra de dúvida, os animais mais antigos que já foram domesticados pelo ser humano. Durante séculos homens e cães vem convivendo juntos, acredita-se a domesticação desses animais se deu 100.000 de anos atrás por povos da Ásia.

O cachorro é na maioria das vezes sociável, o que permite seu adestramento, além de ser dócil, obediente ao ser humano, possui olfato e audição muito apurados e também é por natureza um ótimo caçador.

Veja agora algumas peculiaridades dos cães:

Os cães são intolerantes a chocolate, devido a um ingrediente contido no chocolate, a teobromina, que ativa o sistema nervoso central do animal o músculo cardíaco,podendo leva-ló à morte.

Esses animais possuem um dos melhores olfatos da natureza. Se esticássemos as membranas situadas no nariz deles, elas seriam maiores que o próprio cão.

Os cães são mais propensos a atacar um estranho que esteja correndo, que um que esteja parado. Na Austrália, os cachorros selvagens que andam em grupos são conhecidos como dingos.

Do contrário do ser humano, os cães não andam sobre suas patas como presumimos e sim sobre os dedos, mas precisamente sobre as almofadas situadas na parte inferior dos dedos, oque facilita em suas corridas e saltos servindo como amortecedores.

Eles podem perceber freqüências de som que nós não podemos, além de uma audição aumentada, possuem uma habilidade quatro vezes maior que a nossa de distinguir sons que podem ser idênticos para nós.

A maior parte de expressões faciais dos cães é realizada com as orelhas, são cerca de 100 expressões faciais que os cães possuem.

A dúvida mais frequente que temos em relação aos cães é o porque deles viverem “cheirando os seus rabos”. isso se deve a duas glândulas presentes, próximas ao ânus do animal que liberam uma substância de cheiro muito desagradável. Mas elas têm um papel importantíssimo no reconhecimento entre os cães, é como uma saudação entre os cães.

Os cachorros também podem sofrer de doenças tal qual aos humanos.

Quando a fêmea entra no cio, ela libera ferormônios através da urina, que pode atrair machos a 1Km.

A mãe comerá as fezes de seus filhotes até 15 dias de idade, para manter seu "ninho" limpo. Os filhotes durante este período dependerão das lambidas da mãe na região perianal para poderem defecar e urinar, nos primeiros dias de vida.

Através de pesquisas realizadas em cães, foi confirmado as afirmativas que algumas atividades cerebrais caninas durante o sono são parecidas com as de uma pessoa que está sonhando. Por isso, é provável que os cães também podem ter sonhos e pesadelos.