Pesquisa revela: trabalhar menos é a solução para um mundo melhor

ferias

Não, não se trata de um sonho. Um grupo de pensadores de origem inglesa argumenta que: uma semana de 21 horas laborais pode ser uma solução para muitos dos problemas ambientais e sociais do planeta.

Trata-se da Fundação para uma Nova Economia (NEF, na sigla em inglês), que publicou um relatório denominado “21 horas - Por que uma semana laboral mais curta pode ajudar todos a prosperar no século XXI”. Segundo esta visão, a redução das horas de trabalho pode distribuir melhor a renda e proporcionar maior bem-estar à população.

"Muitos de nós estamos consumindo muito acima de nossas possibilidades econômicas (leia-se “endividando-se”) e muito além dos limites do meio ambiente, e mesmo assim, não conseguimos nos sentir melhor. Enquanto isso, outros sofrem com a pobreza e a fome", afirma o relatório da NEF.

"Avançar na direção de uma semana laboral muito mais curta poderia nos ajudar a romper com o hábito de viver para trabalhar, trabalhar para ganhar e ganhar para consumir. […] Uma semana de 21 horas poderia ajudar a distribuir o trabalho pago de forma mais equitativa entre a população”.

A premissa é simples: as pessoas que trabalham demais, com uma semana laboral mais curta, poderiam reduzir o estresse e melhorar sua qualidade de vida, ganhando tempo para viver de forma mais sustentável, praticando o consumo responsável e se concentrando em outros valores que não os materiais.

Por sua vez, as horas economizadas poderiam ser assumidas por pessoas hoje desempregadas, repartindo a riqueza de forma mais equilibrada.

O relatório indica também que a redução da jornada poderia engendrar uma economia mais robusta, que não se baseie no crédito, mas reconhece que o processo deve ser gradual.

O documento do NEF pretende promover a discussão para viabilizar esta nova visão entre a sociedade. Trata-se de uma ideia simples, mas realmente interessante. Apesar de a implementação maciça ser um tanto complicada, como seria deixar de “viver para trabalhar, trabalhar para ganhar e ganhar para consumir” e começar a trabalhar para viver? É um ponto para reflexão dentro da esfera de ação individual.

Qual é a sua opinião?

Fonte: portaldeltag

  1. Raffael

    9 de setembro de 2013 em 16:47

    Essa pesquisa anima muito quem trabalha, mas vai falar isso pra os patrões.

  2. Maloqueiro popai

    9 de setembro de 2013 em 16:23

    Vamos todos ser igual ao seu madruga xD

  3. Jorge Gabriel Miranda Ramos

    24 de novembro de 2012 em 23:18

    concordo totalmente e.e’

  4. Robélyo Presley

    15 de outubro de 2011 em 11:15

    O Congresso deveria aprovar isso como Lei…. 

  5. Horian

    29 de janeiro de 2011 em 23:54

    Queria tanto que essa pesquiza virasse Lei kkkkkk

  6. Oscarito

    25 de janeiro de 2011 em 01:52

    Dormir e ganhar’            opa demoro ‘ 

  7. duardo

    18 de janeiro de 2011 em 22:36

    eu ja estava afrente desta pesquisa

  8. wilian rafael

    7 de setembro de 2010 em 19:58

    nossa faz todo sentido

  9. Elton Picinato

    28 de abril de 2010 em 21:05

    Acho assim, por todas essas questões (problemas ambientais e sociais do planeta, melhor distribuição de renda e maior bem-estar à população, consumo/questão ambiental, estresse, qualidade de vida) seria ótimo, mais com relação a diminuir a hora de trabalho para quem já trabalha e tem que muitas vezes sustentar uma família com o mesmo só acarretaria dupla jornda de trabalho e talvez mais estresse ainda ao invés de diminuir… fugindo do objetivo principal da pesquisa… mais de qualquer forma seria muito bom se realmente funcionasse e tornasse uma realidade para a nova geração… gostei da idéia e torço por ela. apoio tbm…

  10. ninha xupeteira

    28 de abril de 2010 em 19:01

    Segue o ideal para raça humana (dos 20 aos 60 anos): 8 horas de sono (e otras cositas mas), 4 horas de trabalho, 4 horas de estudo, 4 horas de atividade fisica/refeições, 4 horas de lazer/familia.

  11. LEONE LS

    28 de abril de 2010 em 15:58

    Eu sei bem como é isso agente trabalha pra viver e vive pra trabalhar, e isso se segue até o fim da vida. E é isso q vamos deixar pras futuras gerações.
    temos q rever os verdadeiros falores e enchergar que a vida não é só isso. De uma pausa e comese a ver ao seu redor, dai vai ver q as possibilidades são bem maiores.
    Da pra se tirar bem mais da vida e viver bem mais plenamente.

    • Raffael

      9 de setembro de 2013 em 16:46

      Quem é o “agente” que trabalha pra viver e vive pra trabalhar? O velho e conhecido James Bond?

  12. GUSTAVO HENRIQUE

    28 de abril de 2010 em 13:21

    e desse tipo de solucao que eu gosto hehehe

13 Comentários
Topo