Pessoas homofóbicas são mais desequilibradas mentalmente

cropped-fundoblog

O mundo sempre teve seus mártires perseguidos em cada época. Há algumas décadas, ninguém imaginava negros e brancos namorando, hoje em dia isso é comum. Apesar de ainda existir racismo velado na sociedade, atualmente o grupo mais atacado são os homossexuais. Da mesma maneira que os brancos, no passado, achavam errado uma pessoa negra se relacionar com uma branca, muitos acham errado dois homens ou duas mulheres terem uma relação.

Felizmente, uma boa parte da sociedade já entendeu que cada um é livre para fazer o que bem entender com sua vida sexual e tem os mesmo direito de namorar, andar de mãos dadas e mesmo beijar alguém na rua, como um casal heterossexual.

Mesmo assim, ainda temos que conviver com um grande número de preconceituosos, que odeiam ou acham que os homossexuais não devem ter os mesmo direitos. Ainda existem aqueles que fazem o preconceito velado, dizendo que não se importam, mas não querem ver “gays andando de mãos dadas ou se beijando na rua”. Sendo que eles fazem isso em suas relações heterossexuais.

Para tentar entender esse tipo de preconceito e verificar se existe uma relação entre ele e a saúde mental das pessoas, um estudo realizado pela Universidade de Roma revelou que muitos homofóbicos não possuem uma boa saúde mental.




O estudo

162352_ext_arquivo

O estudo utilizou mais de 500 estudantes universitários como base da pesquisa. Assim, eliminou-se uma parte do preconceito de pessoas mais velhas, que possuem uma homofobia mais enraizada devido a conceitos retrógrados, como religião e cultura machista.

Os voluntários responderam perguntas sobre relações homossexuais dos outros, tais como: “Como você se sente com duas pessoas homossexuais se beijando?” ou “Você deixaria um filho seu ser gay?”. Com esse tipo de pergunta, foi possível descobrir quem eram os homofóbicos.

Depois, a pesquisadora chefe, chamada Emmanuele Jannini, fez perguntas pessoais para os voluntários, na tentativa de traçar seu perfil psicológico e ver o quão bem ia sua saúde mental. As primeiras perguntas falavam sobre relacionamentos, perguntando como eles agiam em namoros, se eram pegajosas, como confiam nos outros e assim por diante.

Por último, foi perguntado como essas pessoas agiam em situações de confronto ou desconfortáveis. Isso acabou revelando o nível de maturidade. As respostas podiam ser classificadas como maduras, ou seja, em situações ruins, a pessoa se controla e trata os problemas de frente, sem se preocupar com o que os outros vão pensar. Já as respostas imaturas estavam ligadas a quem perdia a paciência ou mesmo fugia de problemas.




No final

20100511PHT74493_original

Após a bateria de perguntas e uma análise psicológica das mesmas, foi possível notar que os homofóbicos tendem a ser mais instáveis mentalmente e são mais imaturos. Pessoas que são raivosas ou explosivas também possuem mais chances de serem homofóbicas.

A grande maioria dos homofóbicos que foram entrevistados na pesquisa revelaram-se como desequilibrados mentais. Importante ressaltar que alguém desequilibrado mental, não é louco, nem possui algum tipo de doença. O desequilíbrio tem a ver com a maturidade e controle em situações complicadas.

Resumindo: aquelas pessoas que não controlam suas emoções ou são imaturas e explosivas acabam sendo também mais preconceituosas e homofóbicas, não querendo que os gays tenham os mesmo direitos na sociedade.

  1. Frank the Rabbit

    17 de setembro de 2015 em 13:24

    Não sei se tenho mais pena de mim por ter que aguentar esses homofóbicos ou se tenho mais pena dos homofóbicos por terem a mente tão fechada… :/

  2. Thiago Pires Moreira

    15 de setembro de 2015 em 11:58

    nao sou homofobico .so kero q os veados morram

  3. Jeff_Silveira

    14 de setembro de 2015 em 16:41

    Eu não tenho pré-conceitos tenho conceitos inteiros formados, e não é meia duzia de cientistas queima rosca que me farão aceitar certas coisas que “NÃO ENCAIXAM” (*) (*) :- -: o certo é (*) -:

    • Willyam Ricardo

      14 de setembro de 2015 em 17:42

      Pra que tanta convicção nesse coraçãozinho jovem ?…rsrsr

  4. Luciano Saádeh

    14 de setembro de 2015 em 13:57

    As pessoas só ficam estagnadas em conhecimentos empíricos sem o mínimo de embasamento de algo científico que tenha provas do que estão falando. Esse é o primeiro erro e o mais grotesco a ser feito, pois, desencadeia uma série de asneiras que saíram após abrirem a boca.

    Já pararam pra pensar em como a ciência explica a homossexualidade? Em como é comprovado tanta coisa já, e vocês aí debatendo sobre reações sociais pela OPÇÃO dos caras? Opção de que? de passar trabalho na adolescência, apanhar na rua, não ser aceito pela família?… Não vou explicar tudo nesse comentário, mas vou deixar o link de um vídeo de um cara que eu curto muito, formado em biologia e mente aberta para kralho. Espero que vocês assistam, e entendam o lado IMUTÁVEL da coisa.

    https://www.youtube.com/watch?v=Gn0R-gb9SMc

    • Felino

      15 de setembro de 2015 em 15:24

      Ta, cara, mas a questão não é se é biologicamente normal pessoas fornicarem com outras pessoas do mesmo sexo. Por mim foda-se de que jeito você transa, só tem um problema: Ninguém é obrigado a achar isso legal, só temos que respeitar. Agora, querer nos obrigar a achar isso normal que é o x da questão. Ah, e sobre o vídeo, não entendi o porque o cara fez um vídeo de 30 minutos falando de espécies hermafroditas, homossexuais e etc, se nós somos humanos. Se homossexualismo fosse 100% normal mesmo (entre humanos), dois homens ou duas mulheres poderiam fazer um filho, e isso não é o caso.

      • Luciano Saádeh

        21 de setembro de 2015 em 11:46

        Filho agora é uma prova de normalidade dentro de sexualidade, amigo? desde de quando?
        Enfim, cara. “Se tu não achar legal, não se meta” “Se não te afeta, não se meta.” “Se não é a tua vida que está em jogo por fator biológico, não se meta”. Argumentando por esse ponto, é mais fácil. Mas o fato é que há uma ENORME discriminação decorrente de as pessoas ainda considerarem o homossexual como algo bizarro e passível de repulsão. PUTAQUEPARÉU, são humanos, sabe? Pessoas que nem todo mundo. Parece que é horrível de entender que eles também sentem, que se magoam, que são felizes…
        Não é meramente o fato da não aceitação, é também passar isso à diante, como criar teu filho longe de um homossexual, ou – em casos mais graves – ensinar ele a não ser um – não que isso adiantaria algo se ele fosse biologicamente programado a ser -. O fato é que não tem o porque, além de imersão de cultura, haver repulsa contra gays, simplesmente assim. A cabeça do pessoal é treinada pra isso.

        • Felino

          25 de setembro de 2015 em 10:56

          Não to me metendo na vida dos gays, se eu estiver andando e ver 2 gays se beijando numa praça eu continuo minha vida normal. Agora se viessem me perguntar como eu me sinto com isso e eu falasse que não acho legal, quem estaria se intrometendo na minha vida seria a pessoa que me perguntou, não mudei em nada a vida de ninguém, pediram minha opinião e eu dei com sinceridade em vez de ficar filtrando pra parecer políticamente correto, só isso. Que não é da minha conta? sim! Que não é da sua conta se eu achei isso normal? Também!

          • Felino

            25 de setembro de 2015 em 10:58

            Se um pessoa quiser intervir na vida dos gays, essa pessoa é sim intolerante. Mas obrigar os outros a ter opinião igual a da massa é ditadura…

  5. Willyam Ricardo

    13 de setembro de 2015 em 13:46

    Só sei que o inicio do post daria uma ótima introdução pra redação do enem se caso esse fosse o tema .Ficou top 🙂

  6. Willyam Ricardo

    13 de setembro de 2015 em 13:43

    “Como você se sente com duas pessoas homossexuais se beijando?”.Incomodado assim como um casal heterossexual se beija na minha frente,afinal de contas acho que ninguém aqui gosta de segurar vela.
    ou “Você deixaria um filho seu ser gay?”.Se fosse por mim ,claro que não ,mas ele é livre para fazer suas escolhas .Assim como a maioria das pessoas é obvio que eu quero que meu filho siga a ordem natural da humanidade ,casar com uma mulher e constituir um família,porém se ele ou ela escolher ser homossexual,como um pai,estarei do lado dele ,afinal de contas ele ou ela continua sendo meu\minha filho(a).

    Acho que deveriam fazer também um estudo em relação a aqueles gays que parecem que estão com uma ”las plagas” no cérebro.Aqueles esparrosos e todo elétrico ,que as vezes parece até que ganhou na tele-sena,aqueles sim tem também problemas mentais .

    • André Silva

      13 de setembro de 2015 em 22:49

      Faço de suas palavras as minhas.

  7. 2-D

    13 de setembro de 2015 em 11:55

    Claro que são desequilibradas mentalmente, enquanto houver pessoas que querem impor suas vontades sobre os outros como única e soberana isso ocorrerá. Deixa os homossexuais na deles, um cara quer dar pra outro? Deixa ué, isso não interfere REALMENTE na sua vida. Se uma mulher quer se relacionar com outra? Deixa ué, que diferença faz para você? Temos que parar de impedir os outros de fazerem o que querem só por não ser da nossa vontade ou de nossa religião ou qualquer outra coisa. Temos liberdade de ir e vir, independente do que somos. Ser homofóbico não muda em nada os outros a sua volta !

  8. Jose Da Silva Matos Matos Filho

    13 de setembro de 2015 em 10:21

    uma bela desculpa para matar homossexuais.

  9. Neko-san

    13 de setembro de 2015 em 00:43

    Da mesma maneira que os brancos, no passado, achavam errado uma pessoa negra se relacionar com uma branca, muitos acham errado dois homens ou duas mulheres terem uma relação.
    Daqui a x anos
    Da mesma maneira que as pessoas, no passado, achavam errado uma pessoa se relacionar com outra do memso sexo, muitos acham errado uma pessoa ter uma relação com outro animal.
    Daqui a x anos + x anos
    Da mesma maneira que os humanos, no passado, achavam errado uma pessoa se relacionar com um animal, muitos acham errado uma pessoa terem uma relação com um mineral.

    Até onde isso vai? kkkkkk

    • Ian Almeida

      13 de setembro de 2015 em 13:11

      Já ouviu falar da falácia da ladeira escorregadia?Você faz parecer que o fato de permitirmos que aconteça A fará com que aconteça Z, e por isso não podemos permitir A.
      O problema com essa linha de raciocínio é que ela evita que se lide com a questão real, jogando a atenção em hipóteses extremas. Como não se apresenta nenhuma prova de que tais hipóteses extremas realmente ocorrerão, esta falácia toma a forma de um apelo à emoção do medo. Repense seu argumento, não existem evidências lógicas que permitir relacionamentos entre o mesmo sexo levará a aceitar relacionamentos entre humanos e animais. O meu argumento para permitirmos relacionamentos entre homossexuais é justamente baseada na liberdade individual, se parte de dois seres conscientemente manter relações. Isso não afeta a vida de mais ninguém a não ser dos próprios indivíduos e se isso os faz feliz não vejo problemas.

    • Cold

      13 de setembro de 2015 em 11:59

      Só uma pequena diferença, casais do mesmo sexo são pessoas com consciência daquilo que fazem, ao contrário dos animais (e até mesmo crianças -sim, to falando de vcs pedófilos :p), ou seja, adultos fazem o que quiserem pois são donos de si mesmo, animais e adultos precisam ser protegidos de zoófilos e pedofilos. Quanto a minerais, por mim tudo bem.

      • Cold

        13 de setembro de 2015 em 12:00

        animais e crianças* precisam ser protegidas…

    • Neko-san

      13 de setembro de 2015 em 02:16

      Mesmo*

    • André Silva

      13 de setembro de 2015 em 01:25

      Da mesma maneira que os humanos, no passado, achavam errado uma pessoa se relacionar com um mineral, muitos acham errado uma pessoa ter uma relação com um E.T.

  10. Eduardo Walter

    13 de setembro de 2015 em 00:02

    Então Deus é desequilibrado? Porque até Ele é contra. E a respeito do ” Conceitos retrógrados ” Sim, pois Deus existiu antes de qualquer constituição, lei, êtnia, crença… ” Sou O Principio e o Fim”. ” E ainda que a Terra e o Céu se passem, as Minhas palavras não hão de passar “. Vcs gays, se arrependam.

    • Felino

      15 de setembro de 2015 em 14:38

      Não cara, você fala de uma maneira burra cara… Uma das coisas mais burras que um crente pode fazer é querer usar versos da bíblia para combater o argumento de alguém que não crê em deus. Se for para ser contra o algo, apresente argumentos, se não só irá manchar a imagem de pessoas que tem a ideologia semelhante a sua

    • lucas

      13 de setembro de 2015 em 14:09

      bíblia também te proíbe de cortar o cabelo e a barba.

      • Felino

        15 de setembro de 2015 em 14:42

        O cara errou em citar coisas escritas na bíblia para combater argumentos de quem não crê em deus. Mas você errou pior ao usar um verso da bíblia, sendo que não acredita em deus. Aceite, criticar um ser que você não crê que existe é sim coisa de ateu toddynho e você tem bumbum guloso!

      • PlayStation

        13 de setembro de 2015 em 15:49

        seu anus

        • lucas

          14 de setembro de 2015 em 15:20

          porque o minilua censura a.nus

          • Eduardo Walter

            14 de setembro de 2015 em 16:29

            Cortar o cabelo, arredondando os cantos da cabeça, e danificar a ponta da barba, era um costume dos sacerdotes de baal e outros deuses. Por isso a proibição, mas eles podiam cortar o cabelo, só não podiam aderir este costume.
            -Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.
            – Ou não vos ensina a mesma natureza que é desonra para o homem ter cabelo crescido?
            – Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
            1 Coríntios 11:4,14,15.
            A infidelidade na menção das escrituras, as vontades do coração, máximas e paixões humanas estão minando na interpretação, alterando completamente seu sentido. As pessoas quem fazem isso e ainda ensinam a outros estes enganos terão uma grande e terrível conta a prestar no juízo. Se soubessem quem originou essa obra de engano pela qual dão continuidade, se arrependeriam.

          • lucas

            17 de setembro de 2015 em 19:53

            Eu sugiro que vocês sejam mais criativos.
            ”juízo final”
            Dizer que eu vou (ou não vou) para um lugar que já não acredito não é ameaça. É o mesmo que dizer que serei atacado por tamanduás estupradores de 4 metros de altura. That’s not gonna happen. Dizer que esse deus vai agir de forma selvagem comigo e todos os meus familiares, mesmo que esses nunca tenham participado de minhas opiniões, soa como a frase do Mago do Verbo: “Se Deus é como as religiões o descrevem, eu o odiaria”.

        • chapolim do mal

          13 de setembro de 2015 em 18:36

          Levítico 19-27: Não cortareis o cabelo, arredondando os cantos da vossa cabeça, nem danificarás a ponta da tua barba Levítico 21-5: Não farão calvo na sua cabeça, e não raparão os cantos da sua barba.

    • lucas

      13 de setembro de 2015 em 13:57

      sim.O maior maníaco que já existiu.

    • Cold

      13 de setembro de 2015 em 11:53

      Implicando que Deus exista…

    • André Silva

      13 de setembro de 2015 em 00:12

      Amém!

  11. meu nome é um grande texto que não faz sentido e que faz apologia a drogas e sexo, mas nem todas as drogas, esse nome não faz apologia a droga que é o DC he-he-he, onde será? que eu posso chegar aqui no nome, pois é óbvio que em algum momento o esp

    12 de setembro de 2015 em 23:05

    A população deveria reavaliar o conceito de homofobia, porque no momento ele é empregada a todos aqueles que se mostram contra as relações homoafetivas, destoando bastante da intenção que esse título tende a representar. Seria possível listar uma série de pontos que a constituição defende e possuem relevância no caso tratado, mas um se faz mais efetivo: Liberdade de Expressão. Que no caso é benéfica para os grupos opostos envolvidos, no caso os homossexuais, ou seja os ”viadinhos” e os conservadores, ou seja os corretos. É possível empregar uma frase da Sabedoria Popular, acrescida de outro ponto: Política, religião e orientação sexual não se discute, porém, tendo em vista o cenário ideológico complexo que o caso envolve essa ideia se torna utópica

  12. Tony Silva

    12 de setembro de 2015 em 22:34

    img 1 comparar tolerância sexual com moda parece muito apropriado… para gays…

  13. André Silva

    12 de setembro de 2015 em 21:56

    Eu acho errado dizer que alguem é homofóbico pelo simples fato de não se sentir bem vendo duas pessoas do mesmo sexo se beijando, pois é algo diferente e difícil de se ver no nosso dia a dia, portanto é ate normal se sentir estranho diante de tal situação que foge do padrão, que ataca nosso “mundinho”. Eu não sou homofóbico, não tenho nada contra gays e acho que cada um faz o que quer da vida pessoal e sexual, não é porque gosto de mulher que eu devo achar que todo cara deve gostar de mulher. Mas confesso que me sinto estranho quando vejo casais, mesmo heterossexuais, se pegando no ponto de ônibus por exemplo. Porra, tu tá lá na tua alonisse de sempre, de boa, aí olha pro lado e vê o cara enfiando a lingua na garganta da mina. Poxa, dá vontade de jogar uma pedra nos dois. Se já é estranho ver casais comuns se agarrando, imagina ver um casal de homossexuais, que é bem menos comum? Enfim…não concordo em chamar alguem que não se sente bem nesse tipo de situação de homofóbico, se for assim quase todo mundo vai ser. A pergunta é: você respeita dois homens ou duas mulheres como um casal? Ou não acha certo duas pessoas do mesmo sexo namorarem? Se sim, respeita e acha certo, beleza, não é homofóbico, mas se não, você é.

    • [email protected]

      13 de setembro de 2015 em 00:50

      e você volta em um post como esse … hmmmm viadão.

      • André Silva

        13 de setembro de 2015 em 01:26

        Só to de passagem.

        • Douglas

          13 de setembro de 2015 em 21:12

          Ele nao resistiu.

  14. chapolim do mal

    12 de setembro de 2015 em 21:54

    Eu to pouco me fudendo com o que vc vai fazer com seu cu ou buceta, ou os dois. Seja gay ou hétero, eu na verdade quero que vc se foda de qualquer jeito.

    • Sabrina

      14 de setembro de 2015 em 17:50

      Chapolim, faço das suas palavras, as minhas.

    • Leucothea a Ninfa

      14 de setembro de 2015 em 14:32

      Mas quanto ódio no seu coração cara ;-; a gente é lecal :3 kk

    • Sr.Leafeon

      13 de setembro de 2015 em 16:14

      [img]https://scontent-mia1-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xpt1/v/t1.0-9/12002951_159850767689108_68147882489381286_n.jpg?oh=684e3d803d474eb85270f8c4a681a60c&oe=56AA8220[/img]

      • chapolim do mal

        13 de setembro de 2015 em 18:34

        Talvez vc devesse desligar a sua tv e ir se lascar.

    • Willyam Ricardo

      13 de setembro de 2015 em 13:27

      Pra que tanta raiva nesse coraçãozinho jovem ? …

      • chapolim do mal

        13 de setembro de 2015 em 14:37

        Como eu digo pra minha mãe: As pessoas são imbecis e nunca deixarão de ser.

    • Greg

      13 de setembro de 2015 em 11:56

      Voce é muito brabo cara isso sim…. e rebelde tambem kk

    • chapolim do mal

      12 de setembro de 2015 em 21:55

      Seria eu humanofóbico?

      • Cold

        13 de setembro de 2015 em 11:50

        Misantropo seria a palavra correta. Durante uma época eu achei que eu era também.

  15. Felino

    12 de setembro de 2015 em 21:45

    Eu só acredito que parte dos integrantes dessa pesquisa eram realmente homofóbicos sabendo dos critérios usados na pesquisa. Eu procurei a fonte, mas nenhum site que postou sobre essa pesquisa realmente mostrou que critérios usaram para saber quem ali era homofóbico, e quem ali era desequilibrado mentalmente, portanto, não ponho fé nestas pesquisas tão facilmente. E também tem o fator acaso… Então, tudo nessa pesquisa me parece duvidoso…
    Ah, e já que o post é sobre homofobia, vou escrever mais um “textinho” sobre minha opinião; eu quero dizer que o conceito de homofobia é estuprado na mão de esquerdistas que taxam quem não concorda com a opinião deles de mil palavras que parecem que eles já deixam no CTRL+C pra usarem quando perceberem que estão perdendo em uma discussão (Ex: racista, machista, burguês, fascista, reaça, etc…) Tudo consideram como homofóbico, tem uns que só de tu falar que gosta de mulher e que é hétero, já chamam de homofóbico, e também não se pode considerar uma pessoa é homofóbica tão fácilmente, com perguntas destas, como “Como você se sente com duas pessoas homossexuais se beijando?”
    Ninguém é obrigado a se sentir bem com uma coisa que não lhe é agradável, o importante é só respeitar. Se não, o fato de um gay ver uma vagina e achar nojento, seria héterofobia, não? (sim, esse também é um termo muito escroto, só estou tentando explicar como se sentem as pessoas que são chamadas de homofóbicas por nada)

    • Pablo Almeida

      13 de setembro de 2015 em 23:12

      Vivemos uma ditadura do politicamente correto, opinar contra ou não ser a favor de algo é taxado como preconceituoso, machista e bla bla, as pessoas se preocupam tanto em querer se mostrarem como vitimas ao mesmo tempo querendo impor seu modo de pensar, e quem não pensa igual é algo totalmente inaceitável, defendo a liberdade para todos se expressarem e defenderem seus direitos porem algumas das coisas que esses grupos impõem devem ser repensadas e analisadas com determinados critérios, o que deve haver acima de tudo é o respeito tendo em vista que todos somos iguais.

      • Felino

        15 de setembro de 2015 em 14:31

        Isso aí!

      • Sabrina

        14 de setembro de 2015 em 17:49

        Pablo, faço das suas palavras, as minhas.

    • meu nome é um grande texto que não faz sentido e que faz apologia a drogas e sexo, mas nem todas as drogas, esse nome não faz apologia a droga que é o DC he-he-he, onde será? que eu posso chegar aqui no nome, pois é óbvio que em algum momento o esp

      12 de setembro de 2015 em 23:13

      Exatamente, me parece que as pessoas que gostam de deturpar a palavra alheia, acusando-os sem motivo aparente, não são aptas a viver em sociedade.

    • Felino

      12 de setembro de 2015 em 21:47

      Mesmo não concordando com a opinião que o post tentou expressar, eu gosto de posts assim, é disso que esse site ta precisando, TRETA, OPINIÕES CONTRÁRIAS, é isso que da comentários.

  16. Atrelegis Valgard

    12 de setembro de 2015 em 21:30

    Legal, mas e o estudo que diz que o homossexualismo é um desvio psicológico? seria interessante mostrar vários lados do mesmo assunto.
    Existe muito homossexual que parece um pequeno ditador querendo impor seu estilo de vida para todos a sua volta, mas hipócritas vão dizer que isso não “existe” e sou preconceituoso.
    Tenho amigos gays e amigas lésbicas, e ambos concordam quando eu digo que no fim independente da sua escolha de como levar sua vida, seja na religião ou na opção sexual, somos todos iguais, e devemos todos ser respeitados por isso, o que passa disso é mimimi, até na constituição diz “somos todos iguais perante a lei, independente de credo, raça…” o que falta no Brasileiro é mais vontade de fazer valer a lei e menos de se dar bem.

    • Emerson Soliz

      14 de setembro de 2015 em 13:30

      Verdade, malditos “Pequenos ditadores” querendo ter os mesmos direitos que nós, cidadãos de bem temos, como casar, adotar, beijar sua companheira em locais públicos… Afinal, quantas vezes não fomos vítimas de preconceito por conta disso? Quantas vezes não fomos xingados, discriminados e até mesmo agredidos por esses “pequenos ditadores” justamente por sermos heterossexuais?

      • Atrelegis Valgard

        14 de setembro de 2015 em 21:45

        Acho incrível a capacidade que algumas pessoas tem de distorcer argumentos, me diz uma coisa, onde na lei diz que é proibido uma pessoa fazer tudo o que você disse, isso não seria algo por parte da educação de cada um? agressão ou xingamento são crimes, agressão acredito que qualquer um tem conhecimento, já o crime por ofensas, injúria e difamação a maioria deixa passar batido. Primeiro seria interessante a pessoa ter alguma prova do ocorrido. Depois fazer um BO na delegacia mais próxima. Caso ela também quiser, e dependendo do tipo de ofensa, ingressar com uma ação de danos morais contra o ofensor.
        Amigão os direitos estão ai, só não faz valer quem não quer, afinal é mais fácil pagar de coitado para alguns.

        • Emerson Soliz

          15 de setembro de 2015 em 17:57

          Ah sim, o direito a adoção e casamento sempre estiveram ai pra todo mundo… (Não vamos nem mencionar a juiza que precisou ser presa porque se negou casar duas pessoas do mesmo sexo).
          Seria engraçado se não fosse triste como os homofobicos pensam

          • Atrelegis Valgard

            15 de setembro de 2015 em 19:07

            Legal fera ela foi presa? mas como afinal na sua linha de raciocínio isso não deveria acontecer…
            Eu realmente acho cômico a maneira que vocês pensam.
            Todos somos iguais e merecemos direitos iguais e ponto, passou disso deixa de ser igualdade e passa a ser regalia, mas acho que isso pessoas como vocês nunca vão entender.

          • Emerson Soliz

            16 de setembro de 2015 em 21:09

            Aonde eles estão pedindo regalias? O fato da juiza ter se negado a casar as duas pessoas simplesmente pela opção sexual é só uma prova do quão forte a homofobia é na nossa sociedade.

          • Atrelegis Valgard

            19 de setembro de 2015 em 18:45

            Cara interpretação de texto zero mesmo…
            Se ela se recusou cadeia nela e fim de papo, agora me diz uma coisa, se os gays “me refiro aos que supostamente representam” demonstram tanto desprezo pela igreja porque essa vontade louca de casar na mesma? ou mesmo de casar, veja bem não me referi a todos, conheço muitos que são mais religiosos que muito palhaço homofóbico por ai, mas acho isso um pouco contraditório.

          • Emerson Soliz

            20 de setembro de 2015 em 21:14

            Da onde você tirou que os gays querem casar na igreja? Pode até ter alguns que queiram, mas isso fica a critério de cada religião. O que os homossexuais querem é o casamento no civíl

        • Sr.Leafeon

          15 de setembro de 2015 em 14:19

          Ah cara, não fale asneiras. Se o Brasil não fosse burocrático sua argumentação até valeria a pena.
          Mas do jeito que existem juizes homofóbicos (sim, chegamos a esse ponto) eu não arriscaria dizer nada.

          • Atrelegis Valgard

            15 de setembro de 2015 em 19:10

            Amigo o Brasil não é burocrático, com esse atual governo ele é corrupto mesmo, mas felizmente ainda existem algumas pessoas que realmente querem melhorar o país.

    • Luciano Saádeh

      13 de setembro de 2015 em 22:48

      opção é errado, amigo. Pelo menos dentro da genética e conforme TODOS os gays relatam. Favor rever o que escreve

    • Sr.Leafeon

      13 de setembro de 2015 em 16:12

      Mas também eu não esperaria nada de um cara que leva em consideração que a escolha de gênero é um “desvio” e fala “homossexualISMO”. Entretanto eu considero os seus argumentos.

      • chapolim do mal

        13 de setembro de 2015 em 18:32

        ISMO é um sufixo que significa coletivo e não doença.

        • Ian Almeida

          14 de setembro de 2015 em 01:56

          Não é o “ISMO” em si mas o estigma histórico do termo. O mesmo acontece com o antigo nome da AIDS.

    • Luan Valenca

      12 de setembro de 2015 em 22:05

      Quer dizer que homofobia, racismo e machismo são invenções de “pequenos ditadores que se fazem de vítimas”? Desculpe, mas a hipocrisia aqui é a sua. É esse papinho de “não sou homofóbico, inclusive tenho vários amigos gays, mas…” não cola mais, amigo. Estude um pouco mais .

      • Atrelegis Valgard

        13 de setembro de 2015 em 12:47

        Obrigado pelo concelho fera, realmente estou pensando em ter mais um mestrado…
        Em um país onde todos querem regalias, pregar verdadeiros direitos iguais, e respeito mutuo, é visto como racismo e homofobia, comentários como o seu são naturais, só mostram o quanto nosso país afundou na educação e como algumas pessoas são vazias e desprovidas de qualquer forma real de argumento.

        • Tolerância Zero

          13 de setembro de 2015 em 22:45

          Já dá pra saber que seu mestrado não foi na área de Letras.

      • chapolim do mal

        12 de setembro de 2015 em 23:12

        Por favor, não use esse argumento “estude mais”, te faz parecer um idiota que não sabe argumentar.

        • Cold

          13 de setembro de 2015 em 12:02

          Esse pessoal que não sabe debater… hurr estude mais……durr hipocrisia… use argumentos jovem!

    • André Silva

      12 de setembro de 2015 em 22:00

      “Existe muito homossexual que parece um pequeno ditador querendo impor seu estilo de vida para todos a sua volta” – Falou tudo cara!

      • carla vitória

        24 de setembro de 2015 em 18:30

        “Estilo de vida” :’) que estilo moço… Que eu saiba não comemos gente, e nem andamos no teto… Rasgamos dinheiro… Sabe… Nosso estilo de vida é tão normal quanto o teu estilo de vida, sabe a gente ama, como os heterossexuais 🙂

  17. Elyane

    12 de setembro de 2015 em 21:20

    Convivo num ambiente bem ambíguo, é este preconceito velado parece até que virou rotina, pessoas preconceituosas fazem questão de demonstrar seu posicionamento mesmo quando não tem nada a ver com o assunto adicionam a cada comentário( “não é porque ele/a é homossexual que estou falando isso, não sou preconceituoso,mas…” . Apesar de ser hetero tenho amigos homossexuais e me incomoda muito quando os tratam por rótulos de inferioridade. Se tem preconceito quanto qualquer coisa seja religioso, étnico, sexual guarde só para você não precisa compartilhar seu ódio com o mundo, palavras machucam e não podem ser apagadas.

  18. Greengineer

    12 de setembro de 2015 em 20:25

    E o que podemos fazer com um gay imaturo e explosivo?

    • Luciano Saádeh

      14 de setembro de 2015 em 13:43

      Nada. Trabalhe com os que entendem a situação em que nasceram como algo que não irá mudar, e que tenham inteligência, cultura e etc, assim como qualquer pessoa. Se é burra que é uma porta por motivos de “faço o que eu quero”, tem que deixar de ferrar.

    • Willyam Ricardo

      13 de setembro de 2015 em 13:54

      Ai atura jovem pq se tu falar…….
      [img]http://http://i2.wp.com/noticias.gospelmais.com.br/files/2013/07/jean-wyllys.jpg?resize=956%2C500[/img]

82 Comentários
mais Posts
Topo