Os piores alunos de uma escola

Nerds, Cdfs, patricinhas…Sim, de fato, encontramos de tudo em uma escola. Com vocês, uma listinha bem interessante, veja só:




Os piores alunos de uma escola

1- O inquisitor: Pois é, e antes de tudo, não! Você não leu errado. Tem pessoas, de fato, que não param de fazer perguntas. E o mais chato: totalmente fora do contexto.

2- A patricinha: E sim, de um modo geral, faz de tudo pra chamar a atenção. De uma roupa nova, passando por tênis, blusas e camisetas. Em alguns casos, aliás, ainda se exibe no carro da família.

3- O irritante: É, e este se pudesse, ficaria a aula inteira conversando. E olha, que não só conversando… Cantando, gritando, falando alto.

4- O esportista: E uma coisa, acredite, é você comentar sobre futebol. Sobre a rodada, os times, os zagueiros… Já outra, ofender e humilhar uma pessoa.

5- O teimoso: E este também, adora um holofote. Quando vai a lousa, por exemplo, adora falar sobre os mais diferentes assuntos.

6- O comilão: E sabe aquela pessoa que não para de comer? Que está sempre com um lanchinho, uma fruta… Pois é, e se deixar, ela fica um tempão assim. E claro, não vendo a hora do intervalo.

7- O invejoso: É, e cá entre nós, não apenas invejoso, não é mesmo? Em muitos, um traíra, sem noção, um idiota…

8- O funkeiro: E olha, se na rua já é chato, o que dirá na escola. Pior ainda, com as piores letras possíveis.

9- O bajulador: E sim, neste caso, é sempre a mesma coisa. A pessoa, aliás, não perde uma, literalmente. E não só isso: ofertando os mais diferentes presentes aos professores.

10- Os incontinentes: “Ohh prof, posso ir no banheiro?”, “prof, estou apertado…”, “prof, vou fazer aqui mesmo…”

11- O governista: E polêmicas à parte, eles tecem os piores comentários possíveis. E claro, sobre o PT ou PSDB.

12- O interesseiro: E por fim, aquele que nunca faz nada na sala de aula. E o mais irritante: pedindo a matéria do dia anterior…

  1. Wesley Smithd

    6 de maio de 2015 em 03:39

    eu era o quietasso do meio, nunca falava com ninguém, não olhava com ninguém nem bom dia dava a ninguém! e detestava os funkeiros

  2. KAMILA LINDA

    30 de abril de 2015 em 15:52

    EU ERA A 12 KKK

  3. Gênesis

    24 de abril de 2015 em 20:25

    Booooring!

  4. Vinicius de Oliveira

    24 de abril de 2015 em 11:39

    eu sempre estudei matematica e nunca tirei uma nota boa

  5. SnesTalgia

    23 de abril de 2015 em 13:10

    fundêncio era da hora demais

  6. Max_Power

    23 de abril de 2015 em 08:52

    Só li verdades….
    Faltou o rockeiro,aquele cara idiota q fica quase o tempo todo com fones de ouvido,tocando sua guitarra imaginaria,e falando de gente velha como o metalica……

  7. Gabriel Frigini

    22 de abril de 2015 em 00:49

    Cade o bagunceiro? esse sou eu

  8. Near

    21 de abril de 2015 em 19:15

    eu era tipo akele mlk queto que fazia as merda tudo só que a culpa caia sempre nos atentados :>

  9. André Silva

    20 de abril de 2015 em 21:17

    Eu não me encaixo muito nessas categorias, no geral eu era quieto no fundamental, MUITO quieto no primeiro ano do ensino médio (nunca fui tão tímido como no primeiro ano, não falava com ninguém), e nos 2 anos restantes do ensino médio me soltei mais e já não fui mais quieto, mas também não era bagunceiro. Ah, e eu passava um tempão desenhando nas mesas, quase todas as mesas da sala tinham minha marca, desenhava em qualquer oportunidade, nas aulas chatas de filosofia, na hora das provas (eu era um dos primeiros a terminar mas não gostava de entregar logo no início, com exceção das de matemática, física e química, que eu não gostava muito e ficava trocando cola com os amigos, geralmente entregava faltando uma ou duas questões pra responder), ou quando tava com muita vontade mesmo.

  10. chapolim do mal

    20 de abril de 2015 em 16:24

    Eu sou e sempre fui bem CDF, aquele cara estudioso que tira notas boas, não se enturma muito e senta lá na frente mas não vejo nenhum problema em ser assim, eu até gosto.

  11. Blue

    20 de abril de 2015 em 16:11

    Sempre fui meio nerd/gótico/filósofo/poeta, não costumo me encaixar bem nesses grupos, sou uma pessoa muito intensa, gosto de aprender coisas, mas faço os trabalhos de madrugada, faço o tema na escola, não estudo pra prova, às vezes fico horas pesquisando e aprendendo na Internet simplesmente porque gosto de aprender, só não gosto muito de matemática (não é a matéria, é a professora), estudo de manhã, mas acabo o dia inteiro cansado por ficar a noite inteira na escuridão pensando.
    Esqueceu de colocar aí na lista: o valentão que se acha mas tem medo da própria sombra, o tímido que fica sempre quieto em um canto, o aluno que não sabe por que está ali e faz de tudo para sair, o queridinho do professor, o mentiroso, o que só aparece no fim do ano pra fazer umas provas e passa e o futuro desenhista que passa a aula inteira desenhando.

    • Near

      21 de abril de 2015 em 23:08

      Eu sou quase você, tirando a parte do Gótico/Poeta XD

    • Bruno Araujo

      20 de abril de 2015 em 22:52

      qual o nome desse desenho da imagem ?

      • L

        21 de abril de 2015 em 02:13

        A primeira é da animaçao Peanut, ou Snoopy como é mais conhecida, e a segunda é o ”cartoon” da MTV chamada Fudêncio e seus amigos

  12. Wagner

    20 de abril de 2015 em 15:19

    Quase não tinha esse povo na sala, tanto no ensino fundamental quanto no médio.
    Eu era bem nerdzinho. Não que eu ficasse estudando direto, mas eu me esforçava pra aprender na sala mesmo pra não ter que ficar estudando sempre em casa

    • Greengineer

      20 de abril de 2015 em 19:31

      O mesmo aqui. Já que tinha que ficar no mín 4 horas na sala de aula o melhor era prestar atenção, evitando a necessidade de estudar em casa.

  13. Jeh Silva

    20 de abril de 2015 em 14:55

    Hahahha eu era a nerd.

  14. VanDrak SubZero

    20 de abril de 2015 em 14:10

    Não me encaixo :p

  15. Cold

    20 de abril de 2015 em 13:50

    O engraçado é que só fui encontrar com a maioria desses estereótipos agora na faculdade. Esse post merece parte 2 porque sim u.u

    • Caciano Genz

      21 de abril de 2015 em 09:23

      faculdade é tipo um cancer cara, as pessoas desenvolver o seu pior junto a seu ego ali mesmo, so voltam a si quando são obrigados a procurar o emprego, ou nunca.

  16. Lucas Rodrigues

    20 de abril de 2015 em 13:49

    Me dou por satisfeito só por nunca ter se encaixado em nenhum desses estereótipos (até uma peça de quebra-cabeça se encaixa melhor do que eu – no que diz respeito à grupos). Sendo assim, pode-se dizer que fui um bom aluno.

  17. Chanel Simon

    20 de abril de 2015 em 13:23

    Acho que era meio o caso 3.
    [img]http://www.meusdoisminutos.com/2015/04/xixi-no-rosto-de-daniela-albuquerque.html[/img]

  18. Jeff Dantas

    20 de abril de 2015 em 13:05

    • Cold

      20 de abril de 2015 em 13:46

      Já sofreu bullying Jeff?

24 Comentários
mais Posts
Topo