Prostituição infantil: A quem devemos recorrer?

prostituição de menores

Nos últimos anos, um fenômeno tem se perpetuado nas grandes capitais brasileiras, a chamada prostituição infantil.

Esta por sua vez, independente de faixa etária, sendo disseminada, em grande parte, entre as garotas de 12 a 17 anos.

Para uma grande parcela, a prostituição funciona como uma válvula de escape, uma espécie de fuga da realidade.

Entre os “exploradores” de menores, digamos assim, estão empresários, motoristas de caminhão, taxistas, e porque não, gerentes de hotéis e policias.

São eles, por sinal, os grandes responsáveis pelo aumento de jovens no segmento. Ainda sobre o tema, outro grupo que merece destaque são os turistas.

Eles, através de vídeos, são convencidos sobre a facilidade de se obter sexo no Brasil. Paralelamente a isso, a imagem de nosso país é manchada no exterior, culminando na divulgação de documentários e reportagens sobre o tema.

Ainda no exterior, diversas são as jovens aliciadas. Muitas das quais, obrigadas a trabalhar em bares ou casas noturnas.

Por aqui, o assunto ainda gera controvérsia. Muitos são aqueles que propõem ideias, sem, contudo, apresentarem soluções práticas.

E para encerrar, gostaríamos de ouvir você, internauta amigo. Qual a melhor forma de combater a prostituição infantil? Não deixe de participar!

-
  1. Psycho The Cat

    23 de maio de 2012 em 04:47

    Vasectomia, salpingotripsia e cadeia para os pais dessas crianças. Os jovens devem ser encaminhados para instituições que os preparem para uma vida digna. Prostituição não é um meio de vida.

  2. Deivid Camargo

    14 de novembro de 2011 em 20:40

    de 16 pra frente ta bom,mas 12 anos???
    ond vai para esse mundaum

  3. Guaracitan Germano

    25 de setembro de 2011 em 12:55

    Nada que um telemetro
    laser e um fuzil M-24 que consegue atingir alvos até 1.000m sem dificuldade, não
    consiga resolver…

  4. Raphael Rapello

    12 de setembro de 2011 em 20:44

    São Idiotas sem Coração que fazem esse tipo de coisa,quem comete esse crime deveria ser judiciado a morte ou pena de prisão perpétua.Nunca deveriam ter existidos esses indivíduos bastardos…ou deviam ser recorridos a mesma coisa que fizeram com uma inocente criança.
     

  5. Brendow washington

    21 de agosto de 2011 em 22:11

    cade os pais desses garotos??? isso e um absurdo por min quem comete esse tipo de crime deveria ir para a cadeira eletrica na hora

  6. Thiago Serra

    4 de julho de 2011 em 12:27

    De fato a prostituição infantil é um problema enorme não apenas no Brasil mas em muitos outros países mais carentes, inclusive por lá de maneira muito mais grave.
    Agora, algumas coisas deviam ser mudadas no Brasil com relação às adolescentes. Principalmente sobre a idade minima para ser considerada adulta. Eu acho 18 anos muito para considerar uma pessoa adulta principalmente no mundo em que vivemos, pela lei você se relacionar com uma menina de 17 anos é crime de pedofilia que pela lei brasileira é considerado como estupro, sendo que bem sabemos que a mulheradas nessa idade em grande maioria já é sexualmente ativa. Pow votamos com 16 anos mas não sabemos das consequencias do sexo até os 18?
    Por mim a idade minima para maioridade deveria ser 16 ou 17 anos.
    Quanto a prostituição o problema apesar de grave eu particularmente não vejo como problema no caso de mulheres nessa faixa de 16-17 mesmo porque muitas delas são verdadeiras putinhas que sequer se dão ao trabalho de cobrar pelo serviço. Se prostituição não é considerado crime então porque vou me preocupar com prostituição da mulherada de 17 anos.
    O que eu considero um problema bem mais grave é a prostituição infantil aí sim temos que combater, pois são crianças que são aliciadas e exploradas seja pela familia ou por bandidos. E outra, quem contrata uma criança para algo assim é pior do que a propria vitima e merece apodrecer na cadeia.
    Agora sentir atração com uma menina de 17 anos é algo que todos homens estamos passiveis de sentir afinal muitas meninas de 17 são mulheres formadas, nem por isso me considero pedofilo e não, eu nunca contratei nenhuma prostituta. É apenas meu ponto de vista.

  7. Laharl, the Lord of Terror

    16 de junho de 2011 em 13:15

    Se legalisassem o aborto e tivesse pena de morte ia ter bem menos de crimes como esse…

    • Kat Inha

      18 de junho de 2011 em 07:16

      Aborto não concordo… “Meteu, não se cuidou, engravidou, abortou” é fácil demais. Queria ver resolver o “meteu, não se cuidou, pegou AIDS, abortou”. A margem de diferença não é tão grande quanto se pensa (e de DST não é só AIDS, mas é a que dá mais impacto). Mas claro que há casos e casos, e os casos que considero cabíveis já são previstos no art. 128 C.P. (risco á vida da gestante e gravidez causada por estupro).
      No caso da pena de morte eu concordo sim, mas o povo brasileiro não está preparado pra esse tipo de “poder”… Além de ser inconstitucional… (Ahhh a Constituição é linda! *.* Pena que a daqui foi Ctrlc/Ctrlv da França… Mas pelo menos sabemos que funciona em País com massa populacional desenvolvida). Mas o problema vai além disso… Dai já envolve política, legislação, interesse político, poder público, etc… 
      Acho que a única coisa que pode mudar isso é o povo brasileiro. Não generalizo a galera que tá aqui no blog (mas sempre tem um…), mas querendo ou não, 75% da massa populacional são apedeutas!
      “Não é a instituição que faz o profissional, mas o profissional que faz a instituição”. (Só pensar que entende! Ainda tô falando do Brasil – pra deixar explicado pros “português básico” de plantão)

      • Kat Inha

        18 de junho de 2011 em 07:21

        No caso do aborto, esqueci de mencionar a possibilidade também no caso de feto acéfalo ou já sem expectativa de vida, visando moral e bons costumes, mediante autorização judicial. =]
        Agora acho que meu coments tá completo…. XD

    • Maria Silva

      16 de junho de 2011 em 17:16

      ce tem a maior rasão.eles tem que resolver esse problema!!!

  8. Victor Corrêa

    16 de junho de 2011 em 11:57

    EU OS MANDO TODOS SE FUDEREM….KKKKKKKKKKKKKKKKK.

  9. Victor Corrêa

    16 de junho de 2011 em 11:57

    ISSO É UMA PENA !!!!são coisas que só acontecem no Brasil. Moro no exterior e todos pensam que todas as mulheres ai são putas do rabo grande, onde eles chegam e comem quem quer sem nenhum problema,o BRASIL aqui no exterior é considerado uma piada,fico triste que as pessoas pensam isso.esse caso de pedofilia se encaixa com o caso ai acima,pois a márfia do sexo ganha com essa fama que temos aqui fora.

  10. Paulo Costa Lima

    16 de junho de 2011 em 05:54

    Todo mundo logo pensa em alguma solução a curto prazo.
    Mas, quem se lembra do tempo antes da chamada “liberação feminina” Antes do Estatuto da cirança e adolescente? Ou seria aborrecente? daquele tempo em que eu apanhava de minha falecida mãezinha quase todo dia? do tempo em que existiam famílias? e quando os pais e, não os professores ou a rua, eram responsáveis pela educação dos filhos? do tempo em que íamos à igreja todo domingo?
    A mulher libertou-se de quê? Arrumou mais trabalho para si mesma: em casa e fora de casa.
    Com maior oferta de mão de obra, diminuiu sensivelmente o ganho dos maridos e delas próprias.
    Hoje em dia, mãe só vê filho quando é fim de semana, né?
    Peraí, fim de semana é hora de cabelereiro, curtição, etc. e os filhos que se fufu, né?

    QUANDO SE FAZ ALGUMA COISA, NAS COXAS, É OBRIGAÇÃO ACEITAR O RESULTADO!
    MELHOR PENSAR BEM NO PRÓXIMO PASSO!
    AFINAL O QUE SERÁ QUE FALTA ACONTECER?

    É MENTIRA, TERTA?

    • Cindy Dias

      16 de junho de 2011 em 20:41

      Ah, claro, prostituição infantil é tudo culpa da libertação feminina, quando finalmente nos livramos d carolinhas mente-estreita q nem vc, q pensa q lugar d mulher é na Igreja expiando pecados inexistentes ou em casa, só tomando conta d filho e levando chifre d maridão.

      Cai na real, cara, prostituição infantil é muito mais velho do q Emancipação Feminina. Vai estudar mais antes d falar merda.

      P.S.: engraçado q ele esculacha a mãe pra ir tomar conta d filho, mas o pai q é bom tomar também, nada… vai ver na mentezinha fechada dele, homem não pode cuidar d filho, não.

  11. Diogo Nascimento

    16 de junho de 2011 em 02:19

    Recorra a coragem e lute a podridão do mundo, estamos sozinhos
    Se deus existisse ele não permitiria isso
    Se existe e permite ele é o maior sádico que já existiu
    Criminosos também são fator de votos para o governo coitadista, bolsista. dá o peixe e não ensina a pescar
    Criminosos também ajudam a economia( + gente melhor )
    O mundo clama por justiça. Que jorre o sangue dos maus.

      

  12. K'

    15 de junho de 2011 em 22:29

    Melhor forma de combater a prostituição infantil ?? Não tenha filhos. Sem crianças, sem pedofília. Problem, pedofilos ??

    Falando sério agora. Isso é muito triste, e pior ainda, saber que isso acontece todos os dias no Brasil, muitas vezes em baixo do nariz do governo. Ex: Os “ribeirinhos”, população do interior do Pará, crianças desde os 5 anos de idade, se prostituem por comida e mantimentos, para estrangeiros que vêm abusar dessas crianças. O governo do Estado sabe disso, mas faz vista grossa. Lamentável !!!

  13. Anônimo

    15 de junho de 2011 em 21:21

    Causei polêmica 

    • Joel Alvarenga

      15 de junho de 2011 em 21:57

      Que nada estava sentido falta, não tem isso desde os post dos Maiores Mistérios da humanidade sobre a Bíblia.

  14. Icaro Freitas

    15 de junho de 2011 em 21:14

    Triste situação.

  15. Anônimo

    15 de junho de 2011 em 19:43

    Teve casos aqui, e acredito que na maioria das prisões é assim: Se o cara estuprou uma criança e ele é colocado junto aos demais presos que cometeram “crimes menores” ele paga o mesmo preço, ou seja, estuprou é estuprado também, ele vira a ‘mulherzinha’ da prisão. Então na minha opinião deveriam ‘largar’ esses covardes junto com os outros presidiários, eu duvido que quando eles saíssem eles iam repetir o crime. 

    • Paul Mccartney

      22 de novembro de 2011 em 00:33

      concordo cara.na prisão estrupadores e pedofilos não são perdoados ou se matam ou morrem ou mesmo saiem depois de serem estrupados pelos demais

    • claudemir soares

      15 de junho de 2011 em 21:19

      Estuprador é assim:  Comeu. Logo sera comido!

    • Iron Man

      15 de junho de 2011 em 20:31

      Não to criticando só estou colocando uma informação adicional:
      Olho isso, o bandido que estupra é estuprado pq os outros bandidos tem uma pseudoética e não gostam de estupradores, mas e o cara que é  assassino ele vai ser assassinado?e o ladrão e ele vai ser surrupiado também?e o ladrão de banco a casa dele vai ser invadida ?

      • Anônimo

        15 de junho de 2011 em 20:36

        Pra isso teria que existir pena de morte, assim como falaram, o Brasil até encontra os culpados, mas não tem potencial para puni-los. Claro que é errado o que eu disse acima, mas é o que acontece 

        • Joel Alvarenga

          15 de junho de 2011 em 21:08

          Concordo com a pena de morte, mas para crimes muito grandes, em Realengo por exemplo.

          • Iron Man

            15 de junho de 2011 em 21:14

            Também acho que realengo deveria ser punido com a morte.
            ohhh bairruzinho ruim esse!!!

            kkkkkk!

          • Malane Milheiro

            19 de junho de 2011 em 01:02

            Uhm pera ai epa!!!!! Eu moro em Realengo e fikei ofendida, né ruim nada ow!!!!  não é dos melhores mas tb n precisa esculaxar assim não >.<

          • Jeff Dantas

            15 de junho de 2011 em 21:16

            Nossa, Fabrício. O que você tem contra o bairro de Realengo?

          • Iron Man

            15 de junho de 2011 em 21:18

            Porque você mora lah??????

          • Jeff Dantas

            15 de junho de 2011 em 21:19

            Não, eu moro em sampa, capital. Foi apenas uma curiosidade.. hauhauhauha

          • Iron Man

            15 de junho de 2011 em 21:34

            Pow cara tava brincando com “antonomásia” do Joel.
            Mas falando sério realengo e um lugar bem tenso!!! 
            eh pertinho da vila vintém.

          • Joel Alvarenga

            15 de junho de 2011 em 21:54

            Eu sei que ele foi morto eu aflei um exemplo.
            Em casos parecidos com o de Realengo.
            Agora está melhor?

          • Joel Alvarenga

            15 de junho de 2011 em 21:14

            Realengo e para pedofilia,entre outros.

    • Jeff Dantas

      15 de junho de 2011 em 19:46

      Se eles conseguissem sair, né? Normalmente, não são perdoados por esse tipo de atitude.. PS: Como citei no post, diversas jovens ainda são aliciadas, e levadas para outros países. Já imaginou como fica a cabeça de uma adolescente, se deparando com esse tipo de realidade?

      • Anônimo

        15 de junho de 2011 em 19:51

        Deve ser horrível. Mesmo eu não querendo falar isso não vai ter outro jeito, com certeza a culpa é do governo, que se preocupa com aeroportos, estádios de U$ 2bi e esquece das crianças, adolescentes que são o futuro dessa “nação”  

        • Emery

          15 de junho de 2011 em 20:56

          Concordo contigo!
          Só para complementar : Faltou citar tbm o dinheiro gasto com Kit Gay e o tal livro do Mec que ensina a falar errado.
          😉

          • Anônimo

            15 de junho de 2011 em 21:04

            kkkkkkkk 
            verdade 

  16. Rayane Natalia

    15 de junho de 2011 em 19:40

    Pessoas que fazem isso ñ tem coração, e o pior é que a maioria dessas garotas fazem isso pra dar uma ajuda em casa e o grande absurdo é que os pais tem consciência de tudo que essas garotas fazem e ainda apoiam u.u

  17. Mauro ,,,

    15 de junho de 2011 em 19:34

    acho isso um crime horrivel,   se os caras querem sexo, tudo bem, mas nao com menores de idade, e o pior eh as maes dessas meninas que colocam suas filhas nesse mundo,

    • (Alone) Leonardo Bellini

      1 de março de 2012 em 08:26

      pq necessáriamente caras? Existem mulheres pedofilas(é assim que escreve?) também.

42 Comentários
Topo