Minilua

Provas de que o mundo já foi muito mais louco #1

As pessoas adoram falar que o mundo “está virado”, que fazemos coisas horríveis e que as coisas só pioram em diversos sentidos. Mas a verdade é que tudo já foi muito pior do que é hoje em dia. Pois, no passado, algumas coisas consideradas normais, são loucuras atualmente:

 

Pena de morte

Muitos são contra a pena de morte, pois acreditam que tal punição é exagerada para qualquer que seja o crime. Mesmo assim, na atualidade, podemos dizer que a morte é tranquila nessas ocasiões, pois são utilizados métodos eficazes e indolores. Contudo, no passado, não era bem assim que as coisas funcionavam.

Durante toda a história da humanidade, vários tipos de pena de morte foram aplicadas, com destaque para algumas bem dolorosas e ruins. A primeira, que pode até parecer piedosa, é a decapitação. O problema com essa forma de punição é que, na maioria dos casos, um golpe apenas da espada não é o bastante para arrancar a cabeça do bandido. Em geral, alguns golpes são desferidos até o fim. Dessa maneira, quem está sendo morto passa por todo o sofrimento que é ter sua cabeça arrancada com diversas espadadas.

Outro método bizarro usado era ferver a pessoa até a morte. Morrer por fogo é doloroso, porém, muitas vezes, a fumaça do combustível usado entorpece ou mata a pessoa antes dela sofrer muito, além disso, o calor forte termina o trabalho mais rapidamente. Já ferver a pessoa prolonga a dor e ao sofrimento por longos minutos, no que é considerado uma das piores punições que já foram usadas para matar humanos.

 

Queimando gatos

Tratar mal os animais é uma ofensa grande em nossa sociedade atual, mas no passado as coisas não eram bem assim. Na França, durante o século XIX, era normal algo chamado “queima dos gatos” acontecer nas cidades. Em determinadas época do ano, os moradores locais caçavam gatos, os colocavam dentro de uma rede. Depois, os erguiam alto e ateavam fogo!

Esse ritual era influenciado por uma filosofia conhecida como cartesianismo, que pregava a ideia de que animais carregavam espíritos do mal.

 

Ejaculação em público

Tudo bem… Nós vivemos na era da pornografia e liberdade sexual, mas na época do Egípcios as coisas eram ainda mais loucas que atualmente. Os egípcios acreditavam que o Universo era criação do deus Atum. Segundo suas lendas, esse deus teria gerado o Universo após ter se masturbado e ejaculado tudo que existe.

A história era parte importante da crença daquele povo e, por isso, era comum que os faraós, em rituais religiosos, fossem até a beira do Rio Nilo e “batessem” uma para gozar no rio na frente de toda a população, em uma representação teatral da origem do Universo.

 

Pedofilia

Na Antiga Roma era mais do que normal que homens mais velhos se relacionassem com meninos das mais diversas idades. A única proibição que existia era que os homens não podiam penetrar garotos livres, ou seja, outras coisas até podiam ser feitas. Já no que dizia respeito a escravos e filhos de escravos, estava tudo liberado, até serem os passivos da relação.